História Angels (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Angeologia, Anjos, Anjos Caídos, Drama, Pecados, Romance
Exibições 236
Palavras 1.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Hentai, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi xuxus, tudo tranquilinho?
passamos de 320 favoritos, uhuuuuuuuul, obrigada suas cremosas, amo vocês <3
aproveitando que estamos falando sobre imagine Jungkook, que tal conhecerem o novo imagine Kook que eu fiz? (sentiu o momento jabá? hdsjfhdjs)
(link nas notas finais)
toda a quarta e domingo vai ter Angels :)
espero que gostem <3

Capítulo 10 - Queimaremos.


Fanfic / Fanfiction Angels (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 10 - Queimaremos.

– Eu nunca teria inveja do Jungkook, não sei do que você tá falando. 

– Tô falando da sua babaquice enorme. Fica cobiçando a atenção da menina, mas não levanta um dedo pra se aproximar dela. Se gosta tanto assim, vai atrás. 

Não é como se eu fosse apaixonado por ela, afinal, anjos não se apaixonam. Mas queria ser amado como os outros meninos, ser esperado como eles, quero que ela confie em mim. 

– Seja sincero Taehyung, te conheço à tantos anos, assuma que está com inveja ou ao menos ciúmes. 

– Eu não sinto ciúmes e inveja, isso é coisa de gente fraca. 

– Nossa, essa doeu – sorriu irônico novamente, como a ironia desse garoto me incomoda. 

– Só queria que ela me visse como um anjo, sou eu que fui destinado à cuidar dela e não você, um... 

– Demônio? Ah Tae, essa diferença entre céu e inferno é tão antepassada. Seria uma pena se ela preferisse alguém que está condenado à queimar no fogo eterno. 

– Para de me provocar, Min. 

– Eu tô tentando te ajudar seu babaca, você só não tá entendendo o que eu quis dizer. 

– Prefiro não ter sua ajuda então. 

– Como quiser alien, só estou dizendo que quero que se cuide, eu ainda gosto de você, idiota – Yoongi virou de costas e então desapareceu em meio ao fogo azulado. 

Grande ajuda, cubo de gelo. 

Yoongi P.O.V 

É isso que eu ganho tentando ajudar as pessoas, grosseria. 

Então aqui estava eu de novo, observando pelo pequeno portal tudo que acontecia naquele lugar.  

Era engraçado, cuidava da vida da _____ como se fosse algum tipo de reality. 

Sentei em uma praça algumas quadras abaixo da casa dela, e então continuei observando do meu jeitinho. 

_____ e Jungkook estão cada vez mais próximos, ela é o primeiro amor dele e está cada dia mais apaixonada.  

Kook merecia um pouco de felicidade, sempre foi um garoto muito tímido e doce, sempre preocupado em dar o melhor de si. Agora vê-lo perto de uma garota tão fofa é como um presente pra mim, quando ainda estávamos vivos ele era meu protegido, agora os dois são. 

Tinha medo de que algum dia se envolvesse com algo errado como crimes, bebidas ou drogas, mas a única droga que ele mexeu foi essa garota. 

É viciado nela e nem consegue esconder. 

– Pensando em que, hyung? – Jimin disse sorridente sentando ao meu lado. 

– De onde você surgiu? – perguntei surpreso, fazia tanto tempo que não o via. 

– De onde você não devia ter saído. 

– Nem se empolga que pra casa eu não volto. 

– Tá né? Mas então, o que tá fazendo o que perdido aqui na praça? 

– Digamos que eu discuti com o Tae e tô cuidando da _____ com o Jungkook. 

– A discussão não é uma grande novidade, mas tem algum motivo específico pra você estar cuidando dos dois? 

– Eles tão juntos mas tem um certo anjinho que não gostou muito da ideia, se é que você entende. 

– Taehyung com ciúmes? Isso sim é uma novidade interessante. 

– Inveja na verdade. 

– Se ele continuar com inveja ele pode acabar virando um anjo caído. 

– Eu sei, tentei avisar mas ele não me escuta. 

– Se achar superior não era muito a cara do Tae. 

– Talvez o Taehyung seja o novo Hoseok – sorri e Jiminie começou a rir. 

Tae quando estava vivo era o mais gentil e cuidadoso dos dongsaengs, sempre fazia o melhor pra todo mundo e vivia sorridente. Era humilde, sincero e fofinho como um filhote de cachorro, ok, talvez essa comparação soe meio grosseira mas juro que era pra ser um elogio. 

Jiminie era um pouco mais fútil, muito apegado à beleza e então se tornava um garoto vazio. Não costumava ficar com garotas por amor mas sim pela beleza, mas mesmo assim ainda era um ótimo cara. 

Hoseok era ainda mais vazio, apegado com dinheiro e coisas materiais. Era mesquinho, mimado, esnobe e egoísta, mas ao mesmo tempo era alegre e amável quando queria. 

Namjoon era agressivo, xingava e se estressava por motivos ridículos. Como eu também não era um cara dos mais ''doces'' acabávamos discutindo várias vezes, mas no final voltávamos à ser melhores amigos como se nada tivesse acontecido. 

Seokjin era um doce de pessoa, fofo e até meio mãezona às vezes. Cuidava do Tae como filho dele. Adorava cozinhar e junto com Hoseok limpavam a casa duzentas vezes por dia, ah é, esqueci de falar isso sobre o Hope, ele é um grande pé no saco quando o assunto é mania de limpeza. 

Jungkook era tímido e amoroso, não costumava demonstrar suas fraquezas então evitava chorar, isso nos aproximava muito já que eu sou assim também. Mas sempre que podia dava o melhor de si para agradar os hyungs, muito apegado com o Tae e adorava zoar com o tamanho do Jimin, o que resultava algumas vezes em alguns pontapés nas costas do maior e risos desenfreados do baixinho que corria atrás dele incessantemente. 

– Mas por que tá preocupado com o Tae? 

– Não quero que ele passe pelo que eu tô passando. 

– Não parece que está sofrendo. 

– E não estou, mas vou sofrer um dia. 

– Por que? 

– A ____ vai morrer um dia, Tae pode virar um anjo puro e levar vocês com ele também e então ficarei sozinho. 

– Não quer ficar sozinho? 

– Não, eu quero sim. Quero que vocês todos fiquem juntos em um lugar bem melhor, o meu medo é que o Tae acabe vindo pro lado ''ruim'' junto comigo. 

– Mas você vai ficar sozinho no inferno, não acha que isso vai ser pior? 

– Trazer vocês comigo seria a coisa mais fácil do mundo, principalmente o Jungkook, ele tá achando que é uma boa ideia virar um demônio. Mas fiz coisa errada demais durante a vida, talvez depois da morte tenha a chance de acertar pela primeira vez. 

– Isso quer dizer que você vai abandonar a gente? 

– Não, eu só não vou ficar junto com vocês lá em cima para que possam ficar em paz. 

– E isso não é abandono? 

– Não, isso é o que eu posso fazer pelas pessoas que eu amo. 

Jungkook P.O.V 

Fechei meus olhos e pude sentir a presença do Tae ali perto, mas o que ele poderia estar fazendo aqui? Bom, cuidar da ____ ainda é o papel dele. 

Abracei a ____ de lado e a mesma ficou deitada no meu ombro. 

– Sabia que nunca me senti assim antes? – ela sussurrou. 

– Assim como? 

– Segura, como se pudesse finalmente respirar em paz sabe? Como se minha vida só tivesse realmente começado depois que você entrou nela. 

– Quer dizer que agora você está vivendo de verdade então? 

– Exatamente. Minha vida não fazia o mínimo sentido antes de todas essas loucuras, mas acho que finalmente estou encontrando meu caminho. 

– E qual é? 

– Quero aproveitar cada segundo da minha vida ao seu lado e quando chegar a minha hora de partir, quero que possa me conduzir ao céu para que a gente fique lá pra toda a eternidade. 

– Será que não vai enjoar de mim? 

– Na verdade, acho que a eternidade pode ser pouco – sorriu. 

Fiquei a encarando por alguns segundos, seu sorriso era tão brilhante, tão sincero. 

Mas tinha um pouco de medo já que o tal demônio que recebeu a gente disse que não sabíamos controlar os poderes ainda. E se eu estiver usando meu poder na _____ sem saber? 

E se lá no fundo ela nem gosta de mim e está apenas sendo impulsionada a achar que gosta. 

Eu não me perdoaria se estivesse fazendo algo desse tipo, ninguém tem o direito de controlar os sentimentos de alguém. Até por que, qual é a graça de ser amado sendo que você comandou que fizesse isso? Quero ser amado por livre e espontânea vontade, senão prefiro que me odeie. 

Vimos o desastre que é usar um poder sem saber pela bela demonstração inesquecível de Jin, Jimin e a pizza assassina. 

E se lá no fundo, só eu amo de verdade? 

– _____? – a chamei baixinho e a mesma me encarou no exato instante. 

– Que foi? 

– E se o Tae não se tornar um anjo puro? Você vai ter que ir sozinha pro céu... 

– Não fala isso, vai dar tudo certo. 

– E se não der? 

– Então nós queimaremos juntos no inferno.


Notas Finais


Hey, Noona? : https://spiritfanfics.com/historia/hey-noona-imagine-jeon-jungkook-7165199

Yoongi só tá tentando ajudar, do jeito grosseiro dele, mas tá tentando fhjdsfhjs
Jungkook inseguro é tão bonitinho <3
acho que cês devem estar sentindo falta da interação _____ e Tae né? próximo capítulo vai ter bastante :)
espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...