História Ani ohevet otcha - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avenged Sevenfold
Personagens Johnny Christ, M. Shadows, Personagens Originais, Synyster Gates, The Rev, Zacky Vengeance
Visualizações 3
Palavras 802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Por quê eu ?


-Ayla ?

Brian perguntou e eu congelei, não sei o que fazer e nem o que falar. Jimmy sorriu e saiu assim como os outros.Silêncio. 

-Ayla Sullivan fala comigo.

-Oi Brian. 

Sorri sem humor e o mesmo sorriu.

-O que é Brian ?

Odeio quando ele faz isso. 

-Não posso te olhar ?

-Não, não pode.

-E por quê ?

Ele estava segurando o riso.

-Porque ...

-Ayla minha filha tenho uma missão a você. 

Papa Gates apareceu e eu olhei para Brian que tinha uma cara de confusa.

-Brian você sabe quem é ele, certo ?

-Não. 

-Ele é seu pai.

A cara de espanto dele foi impagável, assim como a de Papa Gates que arregalou os olhos e ficou muito branco. Não consegui segurar e comecei a gargalhar. 

-Para de rir Ayla não tem graça.

-Certeza Papa ?

-Ayla como eu dizia tenho uma missão a você. 

-Qual ?

-Você ensinará Brian a voar.

-Por quê eu ?

-Porque você é uma anja do destino e porque é a mais veloz.

Gruni com raiva e abri minhas asas.

-Certo mais daqui pra frente eu decido o que faço sem intervenção de ninguém. 

Papa assentiu e sorriu saindo dali.

-Junior vem cá. 

Ele veio meio relutante. 

-Abra as asas.

-Eu não sei como fazer isso. 

Ele disse com cara de óbvio. 

-Pense em abrir suas asas, gênio. 

Rolei os olhos e vi suas asas abrirem.

-E agora ?

Perguntou com um brilho de curiosidade em seu olhar.

-Agora pense em voar.

Mal terminei a frase e senti um vento muito forte e não vi Haner na minha frente. 

-AYLA ME AJUDA.

Ele se desesperou e parou de pensar em voar e suas asas fecharam. Voei o mais rápido possível porém não consegui frear nossa queda na floresta. Ele caiu por cima de mim.

P.O.V BRIAN

Eu não sei como consegui voar tão rápido e bom foi ai que me assustei e comecei a cair, gritei Ayla e ela me segurou, mas não conseguiu frear nossa queda e eu ainda caí em cima dela.

-Ayla você ta bem ?

Ele se mexeu um pouco e abriu os olhos que tinham lágrimas. 

-Não. 

Saí de cima dela e ela sentou em uma pedra. As asas dela estavam sangrando.

-O que eu faço ?

Ela soluçou e enxugou as lágrimas. 

-Não sei.

Foi aí que lembrei que o beijo de um anjo tem o poder de curar. Eu beijei suas costas e a coloquei em meu colo fazendo cafuné no cabelo da mesma.

-Obrigado. 

Ela disse olhando pra mim com aqueles grandes olhos azuis e sorrindo tímida. 

-Que cena linda.

Ouvi Matt dizer me assustei e levantei tão rápido que Ayla caiu do meu colo.

-Fudeu.

P.O.V AYLA

Com a queda minhas asas se machucaram, e como isso dói. 

-Ayla você ta bem ?

Brian perguntou preocupado.

-Não. 

Respondi e comecei a chorar, ele saiu de cima de mim e com dificuldade me sentei em uma pedra.

-O que eu faço ?

Soluçei e enxuguei minhas lágrimas. 

-Não sei.

Ele ficou quieto e depois beijou minhas costas, me colocou no colo e fez cafuné em mim.

-Que cena linda.

Matt disse e Brian se assustou levantando bruscamente e me derrubando no chão. 

-Fudeu.

Brian balbuciou. 

-Você tem cinco segundos para correr.

Brian começou a correr, eu me levantei e corri atrás dele enquanto os outro riam do desespero dele. Consegui alcançar ele e o derrubei. Sentei em sua cintura e entrelacei nossas mãos segurando-as a cima da cabeça de Brian. Ele ficou vermelho e eu ri.

-Vai correr pra onde Brian ?

Perguntei sarcastica.

-A lu-lugar nenhum.

Sorri ele estava com vergonha.

-Pa-para de sorrir Ayla.

Eu abaixei e sussurei na orelha de Brian:

-Você fica lindo assim.

Ele rapidamente virou e ficou por cima de mim e sorriu sapeca.

-Não ouse fazer isso Haner. 

Ele começou a fazer flexão soprando meu pescoço e eu comecei a gargalhar alto. Ele parou e começou a gargalhar, eu girei e fiquei por cima dele o segurando com mais força. 

-E agora Haner ?

Ele se debateu e não conseguiu se soltar.

-A Ayla não vale.

Sorri e o soltei puxando-o para se sentar e o abracei. Ele passou os braços em minha cintura e colocou a cabeça no meu ombro.

-Finalmente vou pegar nesse cabelo novamente. 

Ele gargalhou e eu coloquei minha mão esquerda naqueles cabelos que eu tanto gosto e fiz cafuné. 

-Isso é tão bom.

Brian disse como um gatinho ronronando. Sorri.

-Oh meu santo pato !

Jimmy disse e nos encarou incrédulo. 

-Que foi Jimmy ?

Perguntei.

-Você ta pegando no cabelo dele.

-E quem você acha que ajeitava o cabelo dele ?

-Era você ?

Valary perguntou impressionada. 

-Sim.

Sorri e fiz menção de me levantar mas Brian apertou os braços em minha cintura e afundou o rosto na curvatura do meu pescoço. 

-Vamos para casa.

Disse e em segundos estavamos na casa das meninas.

-Vou subir e dormir um pouco.

Já ia começar a subir as escadas.

-Ayla o Brian e os meninos estão morando aqui e ele ta dormindo no seu quarto.

-Porquê ?

-Porque todos estamos dividindo o quarto com algum deles e você não vai escapar.

Suspirei.

-Ta bom.

Subi tomei banho, me vesti e dormi.



Notas Finais


Desculpem a demora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...