História Anjinho Errante - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Anjinho, Jikook, Sete Pecados, Yoongi Anjo, Yoonseok
Exibições 89
Palavras 1.351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Não sei o que falar aqui... mas bem, espero que gostem e que leiam rs
Ela vai ser curtinha, três capítulos no máximo.

Capítulo 1 - Nova chance ou castigo?


Ser anjo pode aparentar uma tarefa fácil de se fazer à primeira vista, mas nem sempre a teoria se aplica na prática, e já vou logo adiantando que de fácil não tem nada. É certo dizer que temos sim algumas mordomias, contudo elas vão para aqueles que fazem seus trabalhos direitinho, são obedientes, não quebram as regras e etc. O que não é exatamente o meu caso, pois neste momento estou aqui na despensa do paraíso pegando alguma coisa para comer. Ei, não vá pensando que eu sou um ladrão de comida porque eu não sou! Eu só estou experimentando antes para ver se algo está estragado. Hoje terá um jantar e eu, como o bom anjo que sou, estou visando pelo futuro dos meus companheiros de trabalho. Imagina se a chefia come algo estragado? Não! Inadmissível isso, então eu estou apenas cuidando da saúde deles. Viu como eu sou um anjo? Nossa, que piada. Acho que vou ser comediante.

Após comer até encher, eu resolvo tirar uma soneca aqui mesmo. Nada melhor que dormir de barriguinha cheia. Bom, era o que estava nos meus planos fazer até ouvir as pancadas na porta e aquela voz extremamente irritante me chamando:

– Yoongi, eu sei que você está aí! Abra essa porta. O senhor Namjoon quer falar com você! – Disse a voz irritante de Kim Seokjin, o cachorrinho leal do meu patrão. Cara mais nojento. Só porque anda para cima e para baixo no paraíso, tem muitas mordomias e pode tocar a harpa na hora que bem entende ele se acha no direito de me olhar de cima. Irritante. Então nessas situações você tem duas escolhas; a escolha de responder e a escolha de fingir que não ouviu e cair no sono. Contudo, entretanto, porém, estamos falando de mim, Yoongi. Ou seja, escapar das unhas desse nojentinho seria uma tarefa um tanto árdua, e que eu tive a certeza ao ouvir as seguintes palavras:

– Se não abrir a porta em cinco segundos eu vou começar a te chamar pelo megafone.

Bom, ele nem precisou começar a contar porque eu já tinha aberto a porta. Quando você é um anjo obediente que não quebra as regras você certamente não precisará se preocupar com o megafone, mas quando você é Min Yoongi, aí a conversa muda de rumo. Eu sou famosinho aqui em cima, e a minha fama é péssima. Sou a ovelha negra e todos esses adjetivos que os mundanos dão àqueles que estão sempre fora da lei. Minha vida é praticamente um livro aberto, qualquer um pode chegar e ler e me julgar.

– Estou indo.

Seokjin apenas me olhou dos pés à cabeça e fez uma expressão de asco. Já falei que ele é nojento?

– Pelo menos dê uma arrumada em suas vestes, parece que você passou o dia rolando pelo chão de tão amarrotadas que elas estão.

Dei de ombros e tratei de segui-lo pelo vasto corredor branco até chegar em uma enorme porta dourada. Sekjin apenas deu uma leve batida e logo se foi ouvida uma voz de trovão nos permitindo entrar. Assim que as pesadas portas foram abertas eu visualizei a imagem do meu patrão. Ele estava sentado atrás da enorme mesa de mogno, com uma postura de todo poderoso.

– Ora, ora, se não é o meu tão querido pupilo? Vejo que andou dormindo na despensa outra vez? – Falou reparando em minhas roupas amassadas.

Eu nem respondi. Namjoon ordenou que eu me sentasse na cadeira à frente dele e assim eu o fiz. Então ele pegou uma ficha de dentro de uma gaveta e a entregou para mim.

Comecei a ler o conteúdo e suspirei com enfado.

Nome: Min Yoongi

Idade: Desconhecida

Ocupação: Anjo da guarda

Boas ações: Resgatou um gato de cima de uma árvore


 

Na verdade, esse episódio foi quando eu tive que descer na Terra e em um pouso malsucedido eu acabei enroscado no galho de uma árvore, então quando eu consegui descer eu peguei o bichano que já miava desesperado. Minha única boa ação foi feita acidentalmente.

 

Más ações:

- Comer toda a comida da despensa;

- Dormir em horário de trabalho;

- Dormir o dia inteiro;

- Não fazer os serviços direito;

- Incendiar a casa do vizinho do humano que estava guardando;

- Cuspir nos humanos;

- Ficar com inveja quando algum companheiro de trabalho é promovido;

- Cobiçar o cargo do patrão;

- Ter pensamentos libidinosos com humanos;

- Se achar melhor que o próximo;

- Quebrar a casa do humano que estava sob responsabilidade apenas porque o time de futebol não foi para a final.


 

Eu li só os onze primeiros itens, porque eu ficaria até semana que vem lendo. A minha ficha de más ações se arrastaram até do outro lado da sala, e olha que ela é enorme. Encarei Namjoon e ele estava me olhando com uma expressão de pura desaprovação e desapontamento. Quase me senti culpado, quase.

– Não tem nada a dizer?

– Quer que eu diga o quê?

– Você nunca vai mudar, não é?

Dei de ombros. Eu não ligava muito para isso. Acho que sou um anjo meio revoltado mesmo.

– De qualquer forma, – Namjoon continuou – parece que você ainda é muito importante para o nosso Pai, e ele com toda a Sua bondade resolveu te dar uma nova chance. E se você falhar, você já sabe qual é o seu destino, certo?

Em outras palavras, eu serei expulso do céu. Isso é tão nostálgico, cara. Lembro-me do dia em que um anjo foi expulso do paraíso, aí ele virou inimigo da humanidade e dos seres celestiais. O cara era pior que eu. Eu só cobiço o cargo do meu patrão, mas ele cobiçava o cargo da chefia, o nível mais elevado daqui. E bem, ele tem uma residência e tal. Já dei uma passada lá para bater um papo reto com ele, pois ele andava de olho em um humano que eu guardava e eu tive que intervir antes que o babaca fizesse a besteira de ir para o lado negro da força. Trago cicatrizes até hoje no traseiro. Aquele filho de uma mãe desconhecida me espetou com o tridente. Cara temperamental, credo. Depois o irado sou eu!

– Não é como o Lulu fosse me aceitar naquela espelunca. Mano, lá é muito quente! Quando fui lá para resolver aquele BO o ar-condicionado devia estar quebrado!

Namjoon abriu a boca várias vezes tentando me dar uma resposta, mas por fim desistiu da ideia.

– Não ouse dizer o nome desse ser abominável aqui, garoto! Além do mais, você viraria um mendigo caso fosse expulso. Ninguém te aceitaria em lugar algum.

Argh, eles não têm senso de humor!

– Okay, okay! Gora me diga o que o nosso chefinho quer que eu faça para me redimir?

– Então – arrumou a postura na cadeira e soltou um pigarro antes de continuar –, temos uma alma muito preciosa que precisa ser guardada. Ela era responsabilidade de Park Jimin, mas ele não aguentou a pressão e acabou abandonando.

Park Jimin? Espera! Park Jimin é o anjo da guarda mais fodão que eu conheço. Não há alma que não seja salva quando é ele o responsável por ela. E ele no momento tinha dito que conseguiria salvar a vida de um bêbado suicida... espera, não me diga que...

– Sim, Yoongi. Você está encarregado de guardar Jung Hoseok.

Jung Hoseok, só o nome desse cara já me dá calafrios! Ele é, simplesmente, o humano mais difícil de lidar. Se nem Park Jimin conseguiu tal proeza, quem dirá eu, o humilde Yoongi? Estão de zoeira com a minha cara, certo? Só semana passada ele tentou se suicidar pelo menos dez vezes!

Ah, eu sou um anjo muito fodido mesmo. Preferia ser chutado do céu mesmo, mas acho que já fui. Seokjin me deu um belo pé no traseiro e eu agora estou em queda livre. E mano...

Eu não sei como manusear essa coisa que eu chamo de asas! É hoje que eu me esborracho no chão!


Notas Finais


Perdoe qualquer erro, eu não revisei.
Sua opinião é muito importante!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...