História Anjo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 8
Palavras 416
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Insignificance


Fanfic / Fanfiction Anjo - Capítulo 2 - Insignificance

Amyone Alon 

Praça central de Westburg, Nemetom. 02h56am.


Eu fitava o corpo estirado no chão. A floresta atrás da praça era o lugar perfeito para o corpo do senhor de    idade estirado ali. 

Seu sangue fede.

Revirei os olhos impaciente, comose nnão bastasse ter sujado minha camisa com o sangue desse miserável ainda vou ter que carregar o corpo.


— Você nunca foi um bom pai para a Alice não é George? Uma pena ter te matado. Mas eu sou uma mercenaria, não posso fazer nada. — Disse e sorri.

Eu adorava esse clima frio, é por isso que amo esse lugar. Ops, adoro mesmo. Porque amar... A única coisa que eu deva amar é o que eu vejo no espelho. 

Enquanto arrastava o corpo cujo me pagaram pra matar, escuto passos e risadas vindo. Saco a arma mas quando vejo três adolescentes me aproximo.

— Uau, essa floresta é perigosa garotinha — O garoto de boné diz. Ambos bêbados.

— É... uma garota tão linda assim... Sozinha — O mais velho diz e se aproxima. — Não sabe o perigo que está correndo. — Ele então me beija e ei retribuo. — Até que você é obediente.

 — É uma putinha, Adam — Diz o outro.

Mordo os lábios e acaricio seu rosto.

— Pobre Adam... Espero que você aprenda a beijar no inferno. — Digo calma e rapidamente suas expressões mudam para um pavor após escutarem o tiro atingir o garoto de olhos castanhos que cai a minha frente. Os dois saem correndo.

Me agacho enquanto Adam agoniza a minha frente. 

— Você... é... um... demônio.. — Ele diz com dificuldade.

— Obrigada pelo elogio, Adam. 


                            ...

No dia seguinte, 13h15 da tarde.

As teclas do piano formavam uma suave melodia clássica pela sala da refinada mansão.

— Amy, qquerida. Já acordou? — Mamãe diz.

— Sim, mamãe.

— Ansiosa para sua festa de 15 anos?

— Não vejo a hora.

Digo e fito o corpo pálido no espelho da sala. Eu parecia um anjo. Olhos azuis claros, cabelos longos, ondulados e castanhos. 1,53 de altura. É, eu era uma perfeita boneca.

A cada nota que eu tocava, eu tinha a certeza de que naquele mundo idiota, nada nele conseguiria me fascinar.

A campainha da casa tocou e eu acabei tremendo e errando as notas.

Curvei as sobrancelhas e a casa ventou fortemente. O que raios?

Me levantei e fui até a porta. E ao abrir me deparei com olhos azuis escuros. Meu coração foi domado por uma friagem que correu por todo meu corpo.

— Ah, Amy! Esse é Vincent, seu novo professor de magia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...