História Anjo caído - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 25
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Capítulo 8 - Um defeito ?


Fanfic / Fanfiction Anjo caído - Capítulo 8 - Capítulo 8 - Um defeito ?

Capítulo 8

- Então, como foi o seu primeiro dia aqui nesta escola ? - Ele pergunta.

- Bom, foi bem legal, tirando o fato que eu dormi no meio da aula...

- Hahahahaha, nesta hora que você estava dormindo pensei que não ia acordar mais. - Ele da um sorriso bobo. - Mas então, sobre o que estava sonhando que nem conseguiu ouvir o professor te chamando?

- .....Sonhei que estava em uma floresta escura - fico em silencio por alguns segundos - e lá eu encontrei um garoto, da nossa idade.

- Entendi..Qual era o nome dele?

- Hmm... - Penso um pouco. - Michael Scott. - Olho para o Andrew, ele para de andar e me encara. 

- Fique longe dele Luciel. 

- Hum ? Mas por que ? 

- Não importa o motivo, apenas fique longe dele e pronto. - Ele fala friamente.

Depois de passar uns 2 minutos nos encarando, acabamos concordando que deixaríamos esse assunto de lado e fomos para a saída da enorme escola. Ao chegarmos lá, nos encontramos com a Sophie e um garoto ao lado da mesma.

- Sophie ? - Pergunto surpreso.

- Achei melhor esperar por vocês dois - ela dá um sorriso - estava conversando com o Nathaniel, e concordamos que vocês vão poder passar algumas noites lá em casa, até acharem um lugar para dormir. 

- Muito gentil da sua parte. - O Andrew fala. - Mas...Seus pais não vão achar ruim vocês dois levarem dois estranhos para passar a noite lá ?

- Bom, nossa mãe está fazendo uma viagem de negócios - ela olha na direção do irmão - e só vai voltar semana que vem, o que permite que vocês dois passem a noite lá até ela voltar e *Interrompida* 

- Depois falamos sobre isso... - Nathaniel fala em um tom o que parece cansado.

- Nathaniel tem razão, vamos para a casa de vocês dois - olho para o céu, está quase escurecendo - vai ser ruim quando escurecer. 

Saímos de lá, e fomos para a casa dos dois, passamos por vários prédios até chegarmos lá, ambos os dois moravam em um apartamento que não era muito grande mas é confortável.

- Fiquem a vontade. - Sophie diz.

- Com licença. - Eu e Andrew falamos ao mesmo tempo. 

- Vou ir preparar um quarto para vocês dois ficarem. - Ela fala indo na direção do corredor. 

Vou na direção de alguns quadros que estavam em cima de uma mesinha, eu pego um deles, na foto há um casal e duas crianças devem ser os pais da sophie e do nathaniel e eles ainda crianças. 

- Ei Andrew - escuto o Nathaniel falar - você quer jogar algum jogo ? 

- Um jogo ? - Ele dá um sorriso. - Claro, que jogo ?

- Não sei, vem escolher um para jogarmos - Nathaniel e o Andrew vão na direção de uma das portas do corredor entrando no quarto.

 

 

 

..... 

 

 

- Ótimo, estou sozinho. - Falo em um tom calmo.  - Que legal.. - De repente minha visão começa a ficar um pouco embaçada, e começo a sentir uma certa tontura. - Mas..O que..? - Acabo perdendo o equilíbrio e acabo sentindo meu corpo encontrar com o chão.

Fecho meus olhos por um instante e quando os abro novamente estou caindo, vejo algumas de minhas penas voando ao meu redor, ou melhor caindo lentamente diferente de mim, que estou caindo rapidamente...Se continuar desse jeito vou me encontrar com o chão mais rápido do que eu poderia esperar. 

- É bom ver você novamente Luciel. 

- Hum ?- Olho para o lado e vejo Michael, ele também está caindo igual eu..- As suas asas...Elas estão quebradas...

- Por que você está tão surpreso ? - Seus olhos ficam sem vida. - Isto também vai acontecer com você. - Ele dá um sorriso malicioso.

- Eh ?!  - Olho rapidamente para minhas asas, estão normais, respiro fundo e olho para o Michael de novo. - Você era um anjo puro antes né?

- Hm sim - seu olhar se perde na direção das minhas penas - mas como eles disseram? - Ele pensa um pouco. - Ah..Eu me corrompi, manchei meu nome, tanto o meu como o da minha família - um sorriso aparece em seu rosto - cometi um pecado mortal, e por isto estou condenado - ele me olha - assim como você vai estar logo logo.

- O que...? 

- Sabe Luciel eu sei tudo sobre você, tudo sobre sua família, você é filho daqueles dois conselheiros reais...Você por mais que seja igual ao seu irmão, são apenas de aparência, não são por dentro iguais - ele leva a mão na direção da cabeça, apontando para ela com o indicador. - Não são iguais mentalmente, e nunca serão. 

- E por que não ?

- Por que, por exemplo, o seu irmão não sabe mentir, já você...Você é o oposto dele, você consegue ser um mentiroso, algo muito ruim para um anjo ser e também, sabe que você é apenas a sombra do seu irmão ? - Eu o encaro. - Seu irmão nasceu para ser um anjo perfeito, um homem de respeito, diferente de você que nasceu com...Um defeito. Sabe, quando eu me tornei um anjo caído, eu deixei bem claro para todos um dia eu teria uma pessoa que também iria se tornar um anjo caído, uma pessoa que é instável, um anjo defeituoso que ninguém suspeita do mesmo.

 

Fim do oitavo capítulo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...