História Anjo Caído - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Anjos, Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Demônio, Diabolik Lovers, Drama, Homem-lobo, Irmãos Mukami, Irmãos Sakamaki, Kanato Sakamaki, Karlheinz Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Magia, Novela, Reiji Sakamaki, Romance, Ruki Mukami, Sequestro, Sexo, Shin Tsukinami, Shuu Sakamaki, Sobrenatural, Subaru Sakamaki, Tortura, Vampiros, Violencia, Yui Komori, Yuma Mukami
Exibições 126
Palavras 673
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Josei, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E AÍ !! YO <3

Esse é um pedacinho do passado da nossa amada May. Espero que curtem ^.^
Um avisinho rápido, esse capítulo contem "cenas" fortes, então se você tiver coração fraco é melhor não ler <3 (Obviamente eu sei que você não vai fazer isso, então foda-se SHUAHSUAHS) ;-)

BOA LEITURA, DIVOS <333

Capítulo 13 - Capítulo Extra 5


 

--P-Pare! - implorava aos soluços e gritos de choro, inúmeras lágrimas desciam pelo meu rosto sem controle algum. Um nojo tão revoltante percorria por todo meu corpo, além de muita dor e humilhação que eu sentia naquele momento. - Ta doendo muito, pare por favor!! Pára!

-Shhh, fica quietinha e aproveita, isso é bom demais! - o homem que eu nunca tinha visto, pois sempre usava uma mascara de palhaço quando vinha me ver, dizia com sua voz rouca, por causa da mascara, enquanto gemia alto. A mascara era branca e com uma imagem de palhaço de circo, a mascara só mostrava sua boca e seus olhos escuros. Com seus olhos revirados de puro prazer, ele me estocava violentamente e sem dó nenhuma. Aquilo doía muito, muito mesmo! - Aproveita que hoje eu estou de bom humor, vadiazinha!

--Eu não aguento, por favor pára!!! - gritei, mal conseguia falar, meu choro me dominava como nunca.

Ele me deu um tapa forte no rosto e começou a gargalhar. Meu ódio junto com medo e nojo se misturavam, fazendo mais lágrimas descerem pelo meu rosto.

Eu estava deitada numa cama completamente nua. Meus pulsos estavam acorrentados e levantados acima de minha cabeça, as correntes eram bem resistentes e estavam pregadas na parede de aço maciço. Meus tornozelos também estavam acorrentados, esticados em direções opostas e deixando minha intimidade livre para aquele maldito!

Não era a primeira vez que ele fazia aquilo comigo, já havia feito muitas outras vezes, mas sempre doía pra cacete e eu nunca iria me acostumar com aquela dor gigantesca.

--E-Eu.. Eu to implorando.. - minhas forças estavam gastas, minha voz já estava fraca e eu mal conseguia falar, meus olhos ainda derramavam lágrimas e eu suava muito. Já podia sentir um líquido quente dentro na minha vagina, mas não era o meu orgasmo (até porque eu não to sentindo prazer nenhum, apenas nojo desse filho da puta!)  ou o dele, era meu sangue. 

--Merda, você sempre sangra na hora errada! - reclamou ele, mas ainda sim me estocava sem perder velocidade e força.

--Você é quem está fazendo errado, seu puto escroto! - disse com um sorriso cínico no rosto, o provocando e fazendo ele me dar outro tapa ainda mais forte que o anterior. - Seu lixo humano!

Meus olhos já estavam se fechando (mesmo com minhas lágrimas que ainda caiam), não sentia mais minhas pernas, meus braços e já não conseguia me mexer!  Mesmo assim ainda sentia uma puta dor.

--Chega! - ouvi uma voz do fim do quarto, era ele, o chefão de toda essa merda! Nunca soube seu nome, mas ele sim era um verdadeiro filho da desgraça que o abortou!

--Calma aí, chefe! Ta quase chegando... - o mascarado não parou, azar o dele.

Minha visão já estava ruim, meus olhos estavam entre abertos e eu só conseguia "ver" o mascarado ainda em cima de mim, me estocando várias vezes, mesmo sendo ordenado para parar. Mas logo vi o "chefão" chegar no seu lado numa velocidade incrível, ele o segurou pelo pescoço como se não fosse nada e o jogou contra a parede, fazendo-o gemer de dor e me deixando livre daquele verme mascarado.

--Você tem que saber a hora de parar, seu cretino! - esbravejou para o mascarado, ainda caído no chão gélido. Logo seu olhar parou em mim, ele também estava de mascara, só que o dele era da imagem de um "capeta". Era vermelha e com dois chifres pequenos no alto da mascara, a mascara também fazia uma careta assustadora e um sorriso assombroso, mas eu nunca me intimidei com ela. - E você, tem que aprender a transformar suas lágrimas em poder, se quiser se livrar daquele "lixo", como você fala. Se você não fizer isso, essas coisas "horríveis" - fez sinal de aspas com os dedos - vão continuar a acontecer com você, minha filha!

--Vai pro inferno, seu cretino miserável!

Ele deu um breve riso debochado antes de me retrucar.

--Nós já estamos no inferno.

E tudo ficou escuro...

 

 

 

 

Continuar...


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3333
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Esse é algo que aconteceu no passado da May, quem sera aqueles dois mascarados? Tirem suas próprias conclusões >:D


ATÉ O PRÓXIMO CAPÍTULO E OBRIGADA PELO VISTO <333 BJOS ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...