História Anjo da guarda (peybrina) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Peyton Meyer, Sabrina Carpenter
Personagens Personagens Originais, Peyton Meyer, Sabrina Carpenter
Visualizações 5
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Josei, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero q gostem e boa leitura

Capítulo 1 - Proteção


Fanfic / Fanfiction Anjo da guarda (peybrina) - Capítulo 1 - Proteção

(Autora)
Ola, vim aki lhes contar a historia d um anjo protetor vivendo entre os humanos, agindo como um, ele n foi mandado para a terra, ele pediu, disse q queri sentir como é ser um humano, Deus permitiu, disse q ele iria fazer tudo como um humano, mas q ele iria se esquecer d q ele era um anjo, se caso ele tivesse sorte, ele poderia redesperta seus "poderes", mas iria se lembrar d pouca coisa, tipo, como controlar e iria saber explicar se caso alguem visse e tb conciguiria esconder se caso preciso, deus colocou uma profecia em um lugar q poucas pessoas iriam ir, disse tb q ele iria retorna ao ceu apos sua morte, o anjo aceitou, Deus apos alguns anos lhe mandou para uma familia muito amorosa, q colocaram o nome desse anjo d peyton, e é sobre sua historia q irei contar. Se passou 16 anos des d q lucas foi mandado a terra para viver
( peyton)
Acordo em um dia comum, me arrumo pra ir a escola, coloco uma camisa preta e uma calsa jeans preta tb, coloco meu bone cinsa, amarro minha jacketa na cintura, pego minha arma e coloco na cintura tb a cobrindo com a blusa ( sim, o pai dele é um policial, disse q do jeito q esta pergoso, é bom ele andar com uma, ela n é verdadeira, é d arsoft, mas sem o pininho laranja)pego minha mochila, dou tchal aos meus pais (q rb estavam d saida)e saio a caminho da escola, vou pelo caminho d sempre, passo por um beco, ate q escuto alguns gemidos vindos do beco, vou ver oq era, vejo um kra tampando a boca e agarrando uma menina, arranca a blusa dela a deixando so d sutiam, vou ate eles e puxo a menina
- vc ta bem ? - ela me olha e confirma
- quem vc acha q é ?!- fala o kra vindo pra cima d mim, dou um chute eu sua barriga o fazendo cair no chao, coloco a mao na frente da menina a insinuando proteção, o cara se levanta, pego a arma q estva em minha cintura e aponto pra ele
- tem certesa q quer comprar essa briga?!- falo olhando serio para o cara, o mesmo se vira e sai andando, me viro olhando para a menina, a cubro com minha jacketa, a mesma me olha e fala
- obrigada
- n precisa agradecer- ela tenta sair andando mas quase cai, eu a seguro, olho para sua perna ( coxa) e tinha um corte sangrando bastante
- posso te levar até minha casa se quiser, tenho alguns equipamentos medicos la
- n sei
- hei, eu prometo q n vou te machucar, so quero te ajudar ok ?! - ela me olha- vamos ?
- ok- eu a ajudo a andar ate minha casa q n era muito longe, chegando abro a porta e a ajudo a subir até meu quarto, chegamdo a deixo sentada na cama, vou até o banheiro e pego um kit medico, volto pro meu quarto e sento a sua frente na cama, chego perto dela e fala com algodao na mao
- posso ? - ela comfirma com a cabeça, eu abro um pouco mais o rasgado na calsa e encosto o algodao leve mente, ela contrai a perna levemente e coloca a mao por cima da minha, logo a tira novamente, eu termino d limpar o ferimento, olho pra ela e falo
- prontinho, daki um tempo ja vai esta melhor
- obrigada dnovo
- n precisa agradecer... meio q eu tava indo pra escola, posso entrar até o segundo horario
- eu tb tava indo, acabei d me mudar para uma escola nova, é perto da padaria topanga's
- serio ? Eu estudo la, e falando nisso, acho q to meio atrasado agora é- olho no relogio- SEIS E CINQUENTA E SETE, eu tenho q correr
- eu tb vou
- n, pode ficar aki- falo com calma
- n, é o meu primeiro dia d aula, n quero chegar com a reputação pior doq ja ta
- ta bom, entao vamo logo- ajudei ela a decer as escadas, saimos d casa, percebo q ia demorar se ela fosse andando
- sobe aki- falo apontando pra minhas costas
- q ?
- vai, a gente ja ta atrasados, temos q chegar rapido, ela me olha meio sem entender mais faz, pula na minhas costas ( a mochila dele tava na frente) a seguro firme e saio correndo, chegamos na escola 07:05, coloco a menina no chao e a ajudo a ir andando até a sala, chegando na porta bato, o professor abre e fala
- senhor peyton, atrasado como sem... oq aconteceu ?
- pode contar ? - pergunto a menina, ela confirma, eu falo pro professor vim até o lado d fora da sala e fechar a porta, assim ele faz
- pronto, oq aconteceu ? 


Notas Finais


Espero q tenham gostado, um beijo na testa e até a proxima meus anjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...