História Anjo Salvador - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Exibições 45
Palavras 418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura

Capítulo 31 - Pode ser perigoso


Eu tava um pouco alterada, então parei de beber pra não perder a noção. Falei com a doida que estava me acompanhando e ela concordou em fazer o mesmo 

Começou a tocar uma música do Drake e eu fui pro meio da pista dançar

Na metade da música eu sinto mãos grandes em minha cintura, me viro pra ver quem é

-Oi morena -Não faço ideia de quem seja 

-Te conheço?

-Não, mas se quiser...

-Nossa, que oferecido -Ri um pouco -Muito prazer, sou Sarah, e você quem é?

-Sou Mathew e o prazer é todo meu -Sussurrou no meu ouvido me arrepiando 

-Não faça isso -Disse rindo e ele se afastou 

-Então deixa eu fazer outra coisa -Me beijou como se não houvesse amanhã

Nos beijamos intensamente por mais um tempo e quando ele ia me levar para ''um lugar mais privado'' o Michael me chama

-Desculpa interromper -Estendeu o  celular -É o senhor Bieber 

-Espera Mathew, eu vou atender -Peguei o celular 

 

 

 

 

-To ocupada, fala rápido 

-Nossa, vou desligar 

-Já interrompeu agora fala

-Os caras estão indo pra onde você está, eu não tenho como impedir, eles me arrastaram pra dentro do carro

-Ai cristo -Vi a dona da festa passando -Fica na linha esperando -Afastei e o celular e disse ao Mathew -Você espera eu resolver uma coisa?

-Claro, não estou em condição de reclamar -Riu safado 

-Eu não demoro -Devolvi o sorriso 

Fui até a Mary, dona da festa 

-Oi, então, o Justin tá vindo pra cá, seu namorado ainda tá por aqui?

-Não, ele já foi, fala pro Bieber que ele pode vir, mas se arrumar confusão eu acabo com ele -Disse rindo e eu acompanhei 

-Eu te ajudo -Voltei pra onde o Mathew estava e conclui a ligação com a bixa loira 

-Pode vir, mas se arrumar confusão eu faço o seu amiguinho de brinquedo pro pit bull da visinha 

-Pedindo com tanto carinho assim eu viro até santo 

-Acho bom mesmo -Desliguei 

 

 

 

-Onde paramos? -Me dirigi ao Mathew, que me jogou na parede para continuarmos 

Fiquei naquilo por mais um tempo, mas desisti de ir além, trocamos telefone e fui dançar, já que vi a Hails fazer o que eu estava fazendo a poucos minutos 

Dancei umas três músicas e fui ao bar reabastecer 

-Uma batida de morango por favor -Pedi ao bar man 

-Vodka ou Tequila?

-Tequila -Respondi firme 

-Pode ser perigoso -Ouvi uma voz rouca no pé do meu ouvido e reconheci na hora, aliás, reconheceria até debaixo d'água.


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...