História Anjo Suicida - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cartas, Cortes, Depressão, Drama, Fim, Revelaçoes, Suicidas, Textos, Vida
Exibições 15
Palavras 803
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 23 - ....


Fanfic / Fanfiction Anjo Suicida - Capítulo 23 - ....

Eu devo ter de uns tempos para cá uma placa fraguando-me sobre meu rosto escrito “abandone-me, rejeita-me, iluda-me, faça-me de sua otária”, Porque ultimamente tudo que vem vai embora, e por mais clichê que seja fico lastimando-me sei que não devia mais é implacável a dor que causam-me, a fraqueza que colocam-me. Eu tento, persisto, luto e nada sai do lugar pelo ao contrario parece que a cada passo que dou três eu volto. Mais ai fraguando-me em lagrimas pergunto-me o que ah de errado em mim? Porque tudo que adquiro persiste em sumir, porque tudo que conquisto não é bem conquistado ao ponto de abandonar-me? Já foi o tempo em que eu escrevia textos nostálgicos que faziam doer a alma, já se foi a época que escrevia versos de amor como se tudo dependesse daquele minuto, daquele exato segundo. Me tornei alguém sem sentimentos, ou talvez com muitos sentimentos porém congelados com a tristeza e a dor que atormentaram-me. Eu não queria mais mudei, não queria porém virei outro ser humano, e com essa nova pessoa eu perdi a todos e tudo, com essa dolorosa rocha de coração eu tornei-me alguém solitária. Os tempos passam e eu não volto a ser quem um dia me orgulhava de ser confesso eu adorava o fato de chorar por motivos bobos, adorava sentir o amor que tinham a me oferecer e o amor que fazia-me crescer. Adorava ser aquela menininha inocente, ingenua, tola e cheia de sonhos e planos para um eterno amor. Ai você apareceu, ou melhor muitos apareceram e acabaram, detonaram, bagunçaram a vida dessa garota perdida e totalmente desencaminhada. Sem rumo eu fiquei, e todos viraram-me as costas, cujo os que diziam ser eternos sobre minha divindade historia foram os primeiros a me soltar ao chão com um grande atormentado buraco sem saída. Dali eu luto todos os dias muito para poder sair, pareço mais uma de muitas rosas que um dia eram valiosas e com uma grande tempestade desmontaram-se e viraram passagem aos pés de todos. Releio meu diário da qual costumava falar muito sobre momentos com você e choro todos os dias porque por mais tola e farta de sonhos da qual jamais se realizariam eu era feliz, eu sorria verdadeiramente, eu brincava e era difícil ver-me chorar eu era mesmo uma garotinha melodrama com seus fanáticos persistentes possessos sorrisos, feito aguá com açúcar eu era feliz muito feliz e não valorizei o tempo passou e perdi todo o brilho no olhar que havia, e todos os fatos e trajetores responsaveis ao amor de príncipe encantado. Eu totalmente completamente me tornei quem sou hoje uma garota sem apego, sem melancolia, sem ordem, sem limites uma filtradora de emoções congela-dos da qual é apenas consumido e fortalecido famoso sentimento chamado “saudade”. E no meu mundo você era o único que equivaleria, era a estrela mais bela, com o sorriso cativante considerado estrelas sobre meu anoitecer pobre iludida, isso mesmo sinto pena, nojo, raiva de mim mesma por ter sido tola e caído nos seus papos temidos apenas a um objetivo sexo. Como uma leiloada você me quis, apenas com um idiota e ridículo pensamento você tinha-me usava-me sem emoção alguma, e é disso que mais me enojo o fato de ter me entregado a você temendo ao amor, achando que seriamos eternos, achando que eramos verdadeiros, que nosso amor era puro. Tola, tola, é isso mesmo tola é o que eu era! Mais não julgo-te entendo perfeitamente o seu lado, você deve ter sido muito besta no passado também não é mesmo? alguém deve ter feito-te de tolo, otário, e iludido assim feito você fez comigo. Essa pessoa deve ter lhe feito sem sentimentos assim como você fez-me ficar, essa pessoa deve ter te tornado um monstro assim feito eu. Foi divertido não é mesmo? Deve ter sido uma beleza rir dos meus sonhos e medos, por ter pego meus pontos fracos e tornado-os essenciais a você; Espero que você ao menos comporte-se pois uma alma você já conseguiu arrancar desse mundo. Pois Ainda acho que você nunca me amou, que sempre foi um amor solitário, só eu. Só.Será que você ao menos sabe o que é sentir que alguém põe fogo no escuro, e que essa luz incandesce e ferve nas veias? Será ao menos que você soube sentir que meu coração estava sobre suas mãos? Deve ter tido muito o que aproveitar eu era uma flor decadente, entregue a um espinho fútil, e arrogante. mais mesmo você ter tido-me como uma simples boneca, usada e jogada fora pode ter certeza eu lhe perdoo e agradeço por tirar-me todos só assim aprendo que nesse mundo eu tenho de confiar em mim, apenas em mim e o suspiro vai ficar atrás da porta do meu coração, como um sussurro de saudade. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...