História Anjo Suicida - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Cartas, Cortes, Depressão, Drama, Fim, Revelaçoes, Suicidas, Textos, Vida
Exibições 23
Palavras 795
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 27 - Meu eterno amor


Roteiro Essas são as instruções de como tudo vai ser.Vai chegar um dia que eu vou estar cansada de mais pra prosseguir , que meu coração vai estar machucado de mais pra continuar e tudo vai me dizer pra parar.E finalmente a dor vai vir junto com a coragem.Ainda vou decidir o método (digamos que foi como a maioria das garotas sofre a noite ”cortes”)Eu vou colocar aquela musica que me lembra meus amores mal correspondidos,vou chorar,vou dar adeus aquelas pessoas que acho que realmente sentiram falta de mim. Aquela musica triste vai ficar em sintonia comigo , e eu vou chorar até minhas lagrimas parecerem ter esgotado,vou ir até a cozinha e pegar o objeto mais cortante que eu conseguir encontrar.Sabendo que meu pai tem uma coleção de facas em casa,para asar churrascos em família onde eu sempre costumava ser o centro das atenções , rindo!E é aonde ele guarda essas facas que eu me dirijo , pego a maior e mais afiada , sei que depois da tragédia que está prestes a acontecer ninguém mas conseguira fazer um churrasco pois minhas lembranças os atormentaram por um bom tempo.Já voltei ao meu quarto e lá estou eu,vendo minhas fotos antigas e recentes , lembrando-me de todos os sorrisos falsos e todos os sorrisos que eu dei chorando por dentro.Finalmente a coragem veio E eu morri ali mesmo,aos poucos , sangrando lentamente como sempre tinha sonhado , eu sorria friamente com lagrimas nos olhos, desejando loucamente que tudo se explodisse.Deixei uma carta a meus pais e irmãos , pois eles são as únicas pessoas que sei que sentiram minha falta de verdade!Uma carta pedindo desculpas é claro e falando que eu os amo e vou estar olhando por eles , mais que aquela hora eu já estaria na forma de um anjo no céu.Meu pai entrará no meu quarto pois perceberá que eu não acordei pra ir a escola , ele vera meu corpo no chão , o sangue espalhado.Na mesma hora , ele transborda em lagrimas e se ajoelha ao meu lado , chama pelo meu nome mas não obtêm resposta, é claro!Ele ficará lá um tempo,depois ligara para minha mãe e pedirá para ela sair do trabalho com urgência e vir imediatamente para casa,ela , meio desentendida , vem pra casa o mais rápido que pode.Quando chega em casa e vê meu pai abraçado com meu corpo ainda no mesmo lugar , ela entra em desespero me abraça , grita meu nome sem parar , chora loucamente , e lá ela fica ,ela não quer me soltar , não acredita que seu bebê foi embora,que sua filha mais nova o xodó da família foi capaz de algo tão cruel com si própria.Meu pai ligará para meu irmão ele igualmente , virá o mais rápido que pode,chorará tanto , porque não acreditará que ele passava tão pouco tempo com sua irmãzinha que muitas vezes o enchia o saco só pra poder ficar perto dele , mais ele não ligava.Meu corpo já estava frio quando minha família decide chamar autoridades , os vizinhos ficam confusos com aquele carro da funerária em frente a minha casa.Então minha melhor amiga decide vir me perguntar o que havia acontecido como de costume.Mas ela me chamou , e então viu , minha mãe meu pai  , meu irmão minha cunhada , meus padrinhos , desconsolados e então começa a perguntar por mim , desesperadamente até que ela assimila a cena e deduz que era sua melhor amiga desde os 2 anos de idade quem estava naquele carro funerário,ela quer me abraçar;Chega  a passar mal , chora , entra em desespero , e corre pra casa , sem entender o que aconteceu comigo , ela só quer me dar um ultimo abraço. Não sei bem qual pode ser a reação dos meus colegas de escola, ao saber o motivo que eu não fui a aula naquele dia e nunca mais irei.Alguns provavelmente se sentiram culpados , ou chocados .Se passa 1 mês , minha mãe meu pai irmão continuam numa depressão tão forte , que não conseguem nem limpar meu sangue do chão.A cidade ainda não esqueceu o suicídio da garota feliz!!Minhas amigas e amigos ainda estão em luto.Isabelle e Jenifer acham que nunca mais conseguiram encontrar amigas iguais a mim.No entanto 1 ano se passou , ninguém se esquecer , porem ninguém se atreve a comentar o acontecido.Meus amigos fizeram outros amigos , porem minha família nunca irá esquecer.Mas minha mão pai e irmãos já sairão da depressão já superaram , já entenderam que eu virei o anjo da guarda deles. E com o tempo,tudo foi superado,e minha morte só terá acabado com minha dor.E as lembranças em que eu estava simplesmente se apagaram.Viraram folha seca,que o vento levou!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...