História Anjos e Demônios - Jikook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Red Velvet
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Sehun, Seulgi, Suga, V, Wendy
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Namjin, Suga, Vhope, Wendy
Exibições 304
Palavras 1.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, então, essa é minha primeira fanfic de k-pop e pensei muito nela antes de postar.
Espero que gostem, e se estiver algo errado, me desculpem! <3

Boa leitura >.<

Capítulo 1 - Introdução


Fanfic / Fanfiction Anjos e Demônios - Jikook - Capítulo 1 - Introdução

Introdução – Anjos e Demônios.

(POV Autora)

Todos os convocados já se encontravam reunidos no 26. Vinte e seis era o lugar onde os Anjos se reuniam para organizar planos contra os Demônios. Sim, eles existem. Há séculos, os Anjos são encarregados de manter os Demônios longe dos humanos para que não ocorra desordem entre os mundos. Jimin e Jungkook, assim como os outros estavam conversando. Mas o assunto diferente. Era sobre os pais de Park.

- Você já sabe do ocorrido, não é mesmo? – Jeon perguntava cautelosamente, ele sabia que esse assunto era delicado no momento.

- Sim, infelizmente. – Jimin responde, mas com um olhar distante e perdido. Jungkook o observava, notando todos os detalhes do de sua face. Na visão dele, o amigo era tão belo. Tinha características únicas, mas que ainda lembrava seus pais. Um cabelo perfeitamente macio, negros assim como os olhos. Seu sorriso continha uma energia diferente, que fazia qualquer um se alegrar. – O que tanto olha? – Jimin fala um pouco confuso, fazendo o mais novo voltar a realidade, longe de seus devaneios.

- Ah... Nada, estava somente pensando... No... Que aconteceu. – Jeon fala muito envergonhado, estava corado. Jimin apenas assente com um sorriso risonho, o encarando. Jungkook realmente era muito bonito. Seus cabelos que mesmo com o vento os bagunçando, não atrapalhava, continuavam lindos. Seu sorriso era fofo e sua pele pálida dava uma aparência de muito jovem, era um menino invejado. – Espero que seus pais fiquem bem, eles não merecem nada de ruim. – Jungkook falou, tentando mudar o assunto desconfortável, o que deu certo.

Eles ainda debatiam sobre aquilo, não saiam de suas mentes o que poderia acontecer. Até que um deles toca no assunto indesejado, e que não era ainda revelado á Park.

- Só espero que o julgamento ocorra bem. – O mais novo fala, logo depois se repreendendo por perceber o que havia dito. Ele balança a cabeça em sinal de negação.

- COMO ASSIM JEON JUNGKOOK? – Park indagou. – Não acredito! Meus pais te contaram sobre isso, mas não me falaram nada? Argh, que decepção. – Jimin completou a frase triste e com um pouco de raiva, se sentando na escada da porta de lado de fora do local onde estavam.

- Desculpe. – Jungkook diz envergonhado por ter mentido para seu hyung, logo se senta ao lado de Jimin. – Acho que você deveria saber, vai acontecer amanhã á noite.

- Mas já? O julgamento acontece tão rápido, mas a história com YoungJae foi bem demorada! – Park diz frustrado, isso realmente estava acabando com ele. Os pais presos. Condenados.

Flashback on:

- Jae, como pretende realizar esse plano? – o pai de Jimin, cujo o nome é Sehun, fala ao seu sobrinho. – Você sabe que isto é muito arriscado. Pode lhe custar a vida! – Sehun é um homem corajoso, mas quando se trata de sua família, tudo parece mais frágil.

- Eu estou condenado á morte nessa prisão, Sehun. – YoungJae dá de ombros o fato de arriscar não só a sua vida, mas sim a de seus tios também. Todos o conheciam dessa forma, nunca ligando para os riscos. Mas era um menino bom, na visão de sua família mais próxima, seus tios e seu primo. Mesmo que tinha sido condenado a assassinato, sua família nunca duvidou de suas ações. – Eu vou explicar tudo para vocês – Ele suspirou cansado, olhando em volta das quatro paredes que ele já estava vendo durante meses. – e depois, é com Seulgi.

- Ok. Até mais, então. – Sehun parecia calmo a dizer essas palavras, mas, por dentro, estava muito nervoso. Ele estava preocupado em deixar a vida de sua esposa em perigo e talvez, a de seu filho também, ele amava tanto os dois. Ele levantou-se em direção a porta da saída de visitas, virando-se pela última vez e acenou para seu sobrinho, logo saindo da prisão de Demônios.

[...]

- Corra, YJ, corra! – A mulher gritava desesperada pela vida de seu sobrinho. Agora já estava feito. Eles já estavam pegos. Droga, não era para isso ter acontecido, Seulgi pensou enquanto apertava as mãos de seu marido, que estava caído no chão. Acho que YoungJae não me explicou tudo corretamente, pensava.

- Parados, ou a morte os condena! – Um homem aparentemente muito forte, chegou a empurrando, enquanto outro prendia os braços de seu marido.

- Diga a Park Jimin que eu o amo. – Sehun pronunciou, antes mesmo que desmaiasse pelos ferimentos que estavam na região do seu tórax.

Flashback off.

- Não sabia que tinha sido desse jeito. – Seokjin disse à Taehyung, seu amigo, enquanto andavam pelos imensos corredores do 26. – Argh! Aonde as duas crianças se meteram? – O mais velho já estava preocupado com Jeon e Jimin, Jin era a verdadeira mãe entre os amigos. Sempre ajudava eles, em qualquer ocasião, e até dava algumas broncas quando faziam algo errado. Porém a preocupação presente em Jin sumiu ao ver os dois meninos entrarem pela porta principal, cabisbaixos.

- Hyung! – Tae correu até Park e o abraçou, logo em seguida se enroscou nos braços do mais novo, Jungkook, e se soltou após alguns segundos. – Kook! Meninos, eu e Jin-Hyung estamos, estávamos, – Ele se corrigiu – Os procurando por todos os lados. Vocês estavam lá fora? – Taehyung tinha muito medo de perder seus amigos, essa era uma das suas inúmeras qualidades, era carente e se importava demais. Sempre estava alegre, mas era um pouco diferente, muito imperativo porém não afetava na amizade entre os quatro meninos. 

- Sim, Tae. – Jimin respondeu, meio triste. – Conversando sobre...

- Nós já sabemos, não precisa repetir algo que te machuca. – Jin se aproximou dos três, e passou um dos seus braços pelo pescoço de Jungkook, que deu um leve sorriso pelo toque de seu amigo.

- Obrigado. – Foi a única coisa que Jimin disse, mas mesmo assim, pôde-se notar a tristeza na voz dele.

- Precisamos descansar. Amanhã será uma grande dor de cabeça, principalmente a Jiminie. – Jungkook falou, o que fez Jimin sorrir pelo apelido que ele achava fofo como soava na voz do mais novo.

- Está certo. – Jin disse, tirando seus braços de Jungkook.

Eles caminharam até os dormitórios, desejando boa noite a cada um. Tae e Jin entraram em seus quartos, restando somente Jeon, Park e um silêncio entre eles.

- Bom. Acho que já vou indo... – Jimin suspirou, virando-se em direção a porta grande e branca que estava na esquerda do corredor.

- Espere. – Jungkook falou e para a surpresa dos dois, Jeon o abraçou. Ele sentia que seu amigo precisava. Eles não faziam muito essas coisas, mas era uma necessidade no momento. – Agora sim. – O mesmo disse e depois entrou em seu quarto, deixando um Jimin sorridente ao lado de fora.

Os dois se deitaram relativamente ao mesmo tempo, Jimin com dificuldade de dormir pensando no que havia acontecido há poucos minutos. Ele tinha sentido braços confortáveis que nunca queria que tivesse o soltado. O melhor abraço que recebeu em muito tempo, um abraço de seu amigo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem o que acharam, até o próximo capítulo! <3
(vai sair na quarta-feira).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...