História Anjos e Demônios - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Anjos|demônios|amor|disputa
Visualizações 61
Palavras 734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amoras, ia postar mais cedo mas sabe, eu tenho uma doença que me impede de fazer algumas coisas em certos momentos... em outras palavras: Preguiça em estágio avançado.
Por isso só tô postando agora, inton, boa leitura!

Capítulo 52 - Sinto falta dos meus bolinhos


Fanfic / Fanfiction Anjos e Demônios - Capítulo 52 - Sinto falta dos meus bolinhos

《♡¤|S/n narrando|¤♡》

Acordei sentindo um peso sobre mim. Olhei e era Jin dormindo. Acariciei seus cabelos e suspirei. Eu vou sentir muita falta dele. Agora me recordo que não usamos camisinha, preciso urgentemente tomar a famosa "pílula do dia seguinte". Tirei-o cuidadosamente de cima de mim e vesti sua camiseta. Minhas pernas bambearam um pouco no início, mas enfim consegui me equilibrar. Andei devagar até o banheiro e procurei a pílula. Achei-a e desci para pegar água. Enchi um copo e bebi seu líquido com a pílula de uma só vez. Pronto. Larguei o copo em cima da mesa e voltei para o quarto. Ele já estava acordado e com um sorriso no rosto.

Jin: Onde você foi?-- Perguntou me puxando para si me fazendo deitar sobre seu corpo. 

--Fui... tomar água.-- Sorri e ele sorriu de volta.-- Eu ainda estou cansada, poderíamos dormir, né?!-- Perguntei manhosa.

Jin: Ou poderíamos fazer algo mais interessante...-- Disse mordendo o lábio. Ri alto.

--Meu Deus, Seokjin! Tem certeza que você é um anjo?-- Brinquei e caímos na gargalhada. A tarde passou assim, rimos, brincamos, conversamos, beijamos, e mais algumas coisas, se é que me entende... Enfim, era hora de ele ir para casa.

Jin: Me devolve minha camiseta, S/n.-- Estendeu a mão. Neguei fazendo bico.-- Anda, amor... da logo isso, eu tenho que ir para a casa!-- Disse ficando impaciente. Sorri tristonha.

--Mas... eu quero que fique comigo! Só hoje, vai!-- O olhei com cara de "cachorrinho sem dono"

Jin: Mas você que disse que era para mim ir, eu não queria te deixar.-- Ele rebateu. Fiquei procurando uma resposta.

--Não, você não entendeu! Eu tô falando hoje, agora, não para sempre. O Jungkook não disse que vocês só partiram amanhã a tarde? O que custa ficar essa noite com a sua namorada que você nunca mais vai ver?-- Fiz drama ele suspirou vencido. Ouvi barulho na porta, meus pais haviam chegado. Vesti meu short jeans e desci para a sala para comprimenta-los e avisar que Jin vai dormir aqui. 

{...}

No jantar, contamos que Jin iria embora. Minha mãe ficou muito triste. Não dissemos o porque, Jin disse: "Meus pais estão me querendo em casa, e os meninos vão voltar comigo por conta da morte de Jungkook." Meus pais engoliram facilmente. Era estranho falar da "morte" do Kookie, para mim parecia que ele estava vivo; mesmo sem estar. Depois da janta, assistimos um filme e cada um foi para seu quarto. Jin e eu nos deitamos na cama, conversamos um pouco e ele dormiu. Eu me obriguei a ficar acordada, não iria dormir está noite. Fiquei apenas acariciando o rosto dele e guardando em minha memória todos os seus traços. Eu nunca me perdoaria se esquecesse seu rosto. O sonho vinha e batia em mim mas eu me recusava a fechar os olhos. Ficava o olhando como se estivesse "guardando" a beleza de Seokjin para mim. 

{...}

[Dia seguinte, a tarde]

Os meninos passaram aqui em casa para se despedir de mim. Eu queria muito ir até a casa deles e vê-los partir, mas é proibido. Com muito custo, eles convenceram Suga a ir. Foi muito difícil, admito que pensei mesmo que ele não iria. No fim das contas, ele é Jin se acertaram, mas Suga disse que só ficava tudo bem depois que revidasse o soco de Jin. Jin riu e concordou e permitiu que Suga o acertasse. Só Baekhyun que não voltaria. Eu insisti muito. Desde de manhã mandando mensagem para o "Oppa♥" e ele só me respondia "não, esqueça." Então ele ficaria. Agora, os seis estavam saindo da minha casa. Namjoon disse que Jungkook não pode ver para não correr o risco de ser visto, mas que me mandou um beijo. Eu fiquei na porta os olhando se afastar, meus anjinhos estavam partindo. Uma lágrima desceu. Entrei e fechei a porta. Eu sorri por eles terem finalmente conseguido voltar para o céu mas chorei por eles terem que me deixar.  Eles... partiram. E eu nunca mais os veria. Essa era a triste realidade. Corri e é tranquei no quarto. Me joguei na cama e abracei um travesseiro. Eu tinha pegado três camisetas do Jin para ficar aqui comigo. Vesti uma delas, e as outras duas cheirei e abracei. Comecei a resmungar o nome dele baixinho. Estava sendo mais duro do que eu imaginava... e esse era só o primeiro dia. Nos próximos eu certamente vou estar querendo me matar. 

--Sinto falta dos meus bolinhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...