História Anjos e Demônios- O começo do caos - Capítulo 61


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Luiz Felipe (Luiz 1227), Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Luiz Felipe "Luiz 1227", Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, MoonKase, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso
Tags Amor, Anjos, Arthulia, Cellps, Céu, Demonios, Forças Sobrenaturais, Inferno, Lemon, Maiores De 18 Anos, Mitw, Sangue, Universo, Vida Após A Morte
Visualizações 51
Palavras 516
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amo vocês.

Capítulo 61 - Que sonho foi esse?


Fanfic / Fanfiction Anjos e Demônios- O começo do caos - Capítulo 61 - Que sonho foi esse?

Mike

Sonho on

Eu estava no internato, mas ele tava diferente.

Ele estava sujo, cheio de teias de aranhas espalhadas pelas paredes, a iluminação estava péssima, e em minhas mãos tinha uma lanterna.

Eu caminhava por aquele lugar que parecia ter sido retirado de um filme de terror.

Caminhei mais um pouco e me deparei com sangue no chão. Foi andando mais e mais, me aprofundando no lugar. Então, além do sangue, corpos e ossos começaram a surgir.

Eu parecia não me assustar,estava calmo, como se aquilo fosse normal. Todos os corpos eram diferentes, uns eram de anjos, outro de demônios, e outros... de anjos caídos. Mas uns corpos me chamaram a atenção. Eu nunca tinha visto nada parecido na minha vida. Eram corpos de demônios, mas com suas asas totalmente sem sua cor avermelhada. Estavam pretas ou cinzas. Como se fossem anjos caídos, mas com asas de demônio.

Até que me aproximei de um corpo. Ele me parecia familiar...

Então, pude ver de quem era...

Era do meu melhor amigo... Era do meu irmão de consideração... Era do meu ombro amigo de sempre... Era de uma pessoa importante pra mim... Era o corpo de Felps...

Eu me ajoelhei diante dele, e pude ver eu começar a chorar. 

—É t-tudo culpa minha, Felps. T-tudo culpa m-minha...

Pude ouvir alguém batendo palmas. Elas ecoaram pelo internato por conta do eco. Olhei pra trás e vi o Pac, mas não meu Pac. E sim, o Pac metido, maldoso, mal-educado... Enfim, o Pac com asas negras...

—Isso mesmo, Mikhael. A culpa é toda sua. — Pac falou.

—P-Pac...

Eu ainda não acredito no que estou vendo.

—Por que a surpresa, Mikhael? Eu lhe prometo que voltaria. — Pac abriu um sorriso maldoso e irônico. Esse não era o sorriso de Pac.

—Ele era seu amigo... Ele era nosso amigo... — Eu dizia, em meio a lágrimas que tentavam ser contidas.

—NÃO!!! ELE NÃO ERA MEU AMIGO!!! ELE ME TRAIU!!! — Pac gritou, irritado.

—PARE DE BOBEIRA! O QUE ACONTECEU COM O PAC DE VERDADE? COM O PAC GENTIL! COM O PAC FOFO! COM O...

—CALA BOCA!!! — Pac gritou, mas irritado. 

—Com o meu Pac... — Ouvi minha voz sair fraca, mas ela ecoocu pelo local como um trovão.

Pac encarava o chão, assim como eu. Ficamos uns minutos sem falar nada, totalmente em silêncio. Até que eu ouvi a risada de Pac, mas não era sua risada fofa, e sim, uma risada macabra e sombria. Levantei minha cabeça e encarei o ser de asas negras na minha frente, mas no outro lado do longo corredor. Ele levantou a cabeça e tudo ver seus olhos. Eles estavam vermelhos, e a parte branca estava negra. Pac me olhava com um olhar mortal e um sorriso tenebrosa no rosto. Até eu ouvir a voz de Pac.

—Esse Pac morreu. — E tudo ficou preto de repente.

Sonho off

—PAAAAAC!!! — Gritei.

Olhei em volta e percebi que estava no meu quarto do internato. Estava na minha cama. Olhei pela janela e vi pessoas jogando na quadra. 

Me sentei na cama e abaixei minha cabeça, pensando.

"Que sonho foi esse?"


Notas Finais


A resposta para tudo está chegando...

Então, foi isso, ktchau!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...