História Anônimo - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Texting
Exibições 150
Palavras 664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Ligações


Chamada de voz

Atender                 Recusar    


Um arrepio percorreu a espinha de Chanyeol. Suas mãos suavam, ele tremia, estava claramente nervoso. Palpitava se atendia ou não a ligação de Baehyun.


Mas é se Baekhyun reconhecesse sua voz? Então lembrou que Tiffany, sua prima, não estava em casa e havia deixado seu celular. Nele, tem um aplicativo que modifica a voz. Chanyeol atendeu a ligação e correu a procura do celular da prima.


- Alô? Anônimo? Você está aí?


Chanyeol finalmente encontrou o celular da mais velha.


- Ok, ja que não quer falar.... eu vou desligar


- Espera - Sua voz estava diferente, distorcida.


- Mas que.... porra de voz é essa?


- Esqueceu que você me conhece? iria estragar tudo se você descobrisse quem eu sou.


- Tá, tá...Vamos direto ao ponto.


- Que seria?


- Não se faça de inocente. Não era você o adulto? Você sabe do que estou falando 


- ...


- Não vai me ensinar a brincar como um adulto?


Chanyeol engoliu seco, e a única coisa que conseguiu pensar foi: "Fudeo"


- Você nunca conseguiria brincar como um adulto - Baekhyun serrou os punhos - Mas vou te dizer mesmo assim.


- E o que está esperando?


- Sexo Byun. Meu meio de diversão é o sexo.


Baekhyun não respondeu, e Chanyeol quase suspirou aliviado, até o menor se pronunciar.


- Não imaginava...


- Viu eu dis-


- Não me interrompa! Eu não imaginava que tínhamos tanto em comum.


Baekhyun sorria travesso. Não estava mentindo, afinal, ele não é nenhum virgem. Chanyeol apenas encerrou a chamada, por mais que quisesse sua mente dizia ser errado.


- Anônimo? Que merda! - Baekhyun largou o celular por cima da cama.


Ele não iria desistir, não mesmo. Novamente pegou seu celular, e passou a gravar um áudio para o Anônimo.


Baekhyun levou a mão até o próprio membro, passando a massagea-lo por cima do tecido fino da box. Ele gemia baixinho. E então enviou o áudio, ainda sem cessar a "massagem".


Chanyeol estava deitado, passava a mão pelo o cabelo. Logo recebeu um áudio de Byun, ficou receoso sobre ouvir ou não.


- Foda-se - Carregou o áudio, e logo depois se xingou mentalmente ao ouvir os gemidos baixos de Baekhyun.


Seu membro ganhou vida, mesmo os gemidos sendo baixos. Procurou pelo quarto algo para cobrir o rosto, e achou apenas uma máscara, colocou-a em seu rosto. Desta vez, ele quem ligou para Byun.


Chamada de vídeo

Atender                   Recusar


Baekhyun sorriu satisfeito e atendeu a chamada. Mas suspirou frustrado ao ver o rosto do Anônimo coberto.


- Tá de brincadeira né? 

- Não.

A voz sem efeito dele, fez o baixo ventre de Baekhyun se contrair. Tão sexy... Tão grossa.


-  O que quer?


- Não se faça de idiota - Baekhyun mostou-lhe o dedo do meio - Que mal educado...


- Vai me mostrar como um "adulto" se diverte?


- Apenas faça o que eu mandar.


Baek riu debochado, Chanyeol fez uma careta que Baekhyun percebeu, mesmo com a máscara.


- O que acha que eu sou? Uma puta?


- Se você não quer brincar... Até mais.


- Espera! Tudo bem, eu faço.


Chaneyol sorriu.


-Tire suas roupas -Baekhyun colocou o celular sobre os lençóis, e retirou as roupas - Ótimo. Agora, toque-se, pensando em mim.


Foi quase automático, Baekhyun levou uma das mãos até seu membro, e a envolveu em seu falo. Movimentava-a de cima para baixo lentamente, enquanto tentava conter seus gemidos.


- Pare... Ah... de se c-conter


O maior falava com dificuldade e tinha os olhos fechados, o que levou Baekhyun a, finalmente, perceber que ele estava se tocando.


- AAH! - Baekhyun gemeu alto.


- Pare! 


Baekhyun não entendeu, mas como havia prometido obedecer apenas parou.


- Por que isso?


- Leve dois dedos até a boca - Baekhyun entendeu do que se tratava, então deixou-os bem molhados - Agora, os leve até sua entrada e insira um de cada vez.


Assim fez. Por mais que doesse no começo, logo a dor passou e ele inseriu o segundo dedo. Começou a movimenta-los, tirando a colocando cada vez mais rápido. Gemeu alto quando sentiu os próprios dados atingindo sua próstata. Chanyeol gemia no mesmo ritmo, enquanto falava coisas desconexas. Baekhyun chegou ao seu ápice, assim como seu Anônimo.













Notas Finais


Me desculpem, nunca escrevi "Sexo por telefone" :'v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...