História Anonymous - Primeira Temporada - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Tags Adolescente, Aguslina, Karol Sevilla, Lionel Ferro, Mensagens Anônimas, Michaentina, Romance, Ruggarol, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Visualizações 393
Palavras 244
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Podemos fazer um pequeno jogo o que acha?


Uma semana depois... 

As coisas haviam mudado meus caros. Ruggero não falava com Karol desde o dia do beijo de tirar o fôlego na biblioteca. Mas ele não conseguia parar de fingir ser o Matt e conversar com ela anonimamente. Karol se sentia diferente conversando com aquele anônimo, digo ela se sentia bem conversando com um garoto que não seja seu melhor amigo Agustín. Seus sorrisos idiotas eram constantes e suas melhores amigas Valentina e Carolina já haviam percebido e de vez em quando tirava sarro da cara da amiga. 

Mas como a vida adora nos pregar peças, isso não iria ficar assim por muito tempo. Afinal estamos falando de Ruggero e Karol. 

Matt: Karol? 

Karol: hm? 

Matt: queria conversar mas se estiver ocupada.. 

Karol: sobre o que quer conversar? 

Matt: enfim

Matt: você quer me conhecer não é? 

Matt: afinal você já me perguntou isso várias vezes

Karol: pois eu não me lembro

Matt: *revirando os olhos*

Matt: só escuta

Matt: tá afim de fazer um jogo? 

Karol: que tipo de jogo? 

Matt: durante um certo tempo vou te dar algumas pistas sobre mim 

Matt: vai chegar um dia em que eu irei te dar um certo endereço e iremos nos encontrar lá 

Matt: o que acha? 

Karol: eu não confio em você

Karol: vai que isso seja uma armadilha? 

Matt: como você é paranoica 

Matt: é claro que não 

Matt: por que eu faria isso? 

Karol: sei não viu... 

Matt: começaremos amanhã o que acha? 

Karol: pode ser... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...