Hist√≥ria Anonymous ūüĒĻ Ruggarol - Cap√≠tulo 14


Escrita por: ~

Visualiza√ß√Ķes 205
Palavras 513
Terminada N√£o
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


1K de Views?????

Mt obrigada mesmo gente, vocês são incríveis 💖💖💖

E pra comemorar, vamos ao capítulo pq vcs merecem bjsss😘😘😘😘

Capítulo 14 - "Mansão Pasquarelli"


Assim que desceu do carro, Karol se viu maravilhada com a enorme mansão a sua frente. O jardim era simplesmente maravilhoso, com direito a fonte e tudo mais. Mas o que mais a encantou foi as flores de várias cores que pareciam ser muito bem cuidadas. 

— minha mãe faz questão de supervisionar o jardineiro —Ruggero falou percebendo o interesse de Karol nas rosas

— são lindas —Disse apenas

Foi quando um garoto de aproximadamente uns doze ou treze anos apareceu correndo com uma bola de futebol embaixo dos braços. Karol estranhou a semelhança e supôs que seja o irmão dele. 

— você não deveria estar na escola? —Ruggero perguntou cruzando os braços 

— você também, e aliás eu tenho motivos você não —Retruncou. Karol segurou o riso. 

Pasquarelli revirou os olhos. 

— a mamãe esta em casa? 

Leonardo assentiu e virou sua atenção a Karol. 

— quem é ela? 

— isso não é da sua conta Leonardo 

— ah qual é, você pega todas e não pode me dá essa chance? 

Karol sentiu suas bochechas esquentarem. 

— vamos entrar antes que eu te afogue nessa fonte

— você não faria isso, você me ama  —Leonardo falou convencido fazendo novamente Ruggero revirar os olhos

Karol olhava intrigada a interação entre irmãos. 

— MÃÉÉÉÉÉÉ!!!! —Leonardo gritou deixando a bola cair no chão 

— meu deus o que foi? —A mãe dos dois apareceu no topo da escada com uma mão no peito— não foi essa educação que eu te dei Leonardo —Repreendeu. Antonella virou sua atenção a garota de olhos verdes que se mantia quieta e tímida ao mesmo tempo— oh, e quem seria essa jovem? 

— ela é... Ela é.... 

— nós somos colegas apenas —Karol disse 

Antonella fez um "ah" mudo. A verdade é que ela estava suspresa, Ruggero jamais trouxe nenhuma garota se quer além de seus amigos pra sua casa. Karol deveria se sentir honrada talvez, ela era a primeira mulher, sem ser Antonella a entrar na mansão dos Pasquarelli. 

— fique à vontade querida, aceita um suco, um chá, uma água? —Antonella disse como sempre bastante educada e com um leve sorriso no rosto ao final 

— ah, não obrigada eu estou bem —Antonella assentiu 

— vocês podem ficar na biblioteca, lá tem bastante espaço

Ruggero deu de ombros. 

— pode ser, vamos? —Perguntou a Karol

Ela assentiu. 

A casa corredor, Karol ficava mais impressionada. A arquitetura daquela casa era de extremo bom gosto. As paredes eram pintadas em tons de dourado e bege deixando um ar mais clássico e ao mesmo tempo moderno.

Ruggero abriu uma porta de madeira, revelando a enorme sala com livros para tudo que é canto. 

Os olhos verdes de Karol brilharam. 

— por onde começamos? Hey, Karol? —Ruggero tentou chamar a atenção da maior fazendo-a sair do transe— ficou impressionada? Aham eu sei que é demais

Karol revirou os olhos. 

— você é um idiota eu já disse isso? —Passou por ele colocando a sua mochila em uma mesa que tinha ali 

— muitas pessoas já me disseram isso —Colocou as mãos no bolso da calça jeans— e então vamos começar? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...