História Anonymous [Texting – Jikook] - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Hoseok, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kookie, Lemon, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Texting, Vhope, Yaoi, Yoongi
Exibições 825
Palavras 638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Esporte, Fluffy, Lemon, Lírica, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OBRIGADO PELOS +210 FAVORITOS!

Olha só quem ressurgiu das trevas! Sim! Eu! O Chapolin Colorado! (parei...)

O comeback de BTS me matou bem morta...

O que dizer?

AMEDOREI!

Lançando capítulo novo pelo aniversário da nossa Princesinha!

✨💞 HAPPY B-DAY PARK JIMIN! 💞✨

BOA LEITURA!

Capítulo 17 - New Love


Fanfic / Fanfiction Anonymous [Texting – Jikook] - Capítulo 17 - New Love

Coloquei meu celular no carregador para que ele não acabasse descarregando muito rápido. Depois fui trocar de roupa.

Coloquei uma regata, já que o sol estava bem quente, na cor preta; calças jeans; e um tênis branco e azul.

Não demorou muito pra Taehyung chegar à minha casa. Ouvi ele me chamando, então apenas tirei o celular do carregador e o guardei no bolso. Desci as escadas e sai.

— Achei que não vinha mais! – comentou, abrindo a porta da parte de trás do carro.

— Eu não sou o Flash…

— Vamos! Vamos! Meu pai tem mais o que fazer da vida!

Eu entrei no carro e Taehyung entrou logo em seguida, sentando-se ao meu lado, fechando a porta. Pude notar que era o pai dele que estava ao volante.

— Olá, Jimin! – o pai de Taehyung cumprimentou, me olhando através do espelho do carro com um sorriso. Ele era um cara legal e um ótimo amigo da minha família.

— Olá, Sr. Kim! – retribui o cumprimento com outro sorriso.

— Minnie, eu falei pro meu pai nos levar até um parque, tá bom? Podemos fazer uma caminhada e comer alguma coisa por lá… É bom pra distrair a mente, não acha? – Taehyung explicou.

— Sim. Adorei a ideia.

O pai de Taehyung deu partida no carro e seguiu caminho em direção à um parque da região. Nunca havia ido nele, mas ouvi vários comentários da vizinhança e de outras pessoas dizendo que era um lugar maravilhosamente calmo e bem organizado.

Depois de 25 minutos rodando pelas ruas e avenidas, o pai de Taehyung parou o carro em frente ao tão falado parque. Eu e Taehyung descemos do carro e nos despedimos do Sr. Kim, para depois seguirmos para dentro do parque.

— Vamos caminhar bastante hoje, então avise as suas pernas que elas precisam aguentar. – Taehyung iniciou, me dirigindo até o início da trilha do parque.

— Elas aguentam.

— Minnie, eu preciso falar isso pra você o quanto antes. Não sou o tipo de pessoa enrolona…

— O que foi? – perguntei.

— Você conhece o Hoseok, certo?

— Meio óbvio que sim… O que tem ele?

— Eu sinto o mesmo que você sente pelo JungKook. Só que sinto isso pelo Hoseok.

— Ódio? – fechei um pouco a cara.

— Vai ficar de cu doce novamente? Eu ainda posso te bater, Sr. Park. – ameaçou.

— Você quer que eu esfrie a cabeça ou o que, Tae!?

— Ah… É mesmo… Me desculpe. TA. Mas você entendeu aonde eu quero chegar.

— Sim, entendi. Quando vai falar com ele?

— Vou convidá-lo para ir a minha casa depois de amanhã, sabe… me sinto mais confortável lá. – respondeu.

— Boa sorte. – desejei, sorrindo. – E… Como pretende falar o que sente, pra ele?

— Vou iniciar tudo com uma conversa normal e, depois eu vejo o que posso fazer da minha vida…

Enquanto eu montava 300 roteiros com várias hipóteses na minha cabeça, só para falar com JungKook, Taehyung ia de improviso e não demorava a falar. Eramos completamente diferentes quanto ao ato de nos expressar para as pessoas.

Ficamos andando pela trilha reta por alguns vários minutos, até que chegamos numa encruzilhada. Haviam 3 caminhos. O que ficava à nossa frente, o da direita e o da esquerda. Notei que Taehyung parou um pouco pra pensar, e assim podemos ouvir o som de várias pessoas vindo do lado esquerdo.

— Vamos pela esquerda. Parece ter uma boa concentração de pessoas e, dessa forma, não vamos acabar nos enfiando na mata vazia. – Taehyung decidiu.

Apenas assenti positivamente com a cabeça e segui o caminho da esquerda, ao lado de Taehyung. O som das pessoas começava a ficar cada vez mais próximo, e isso me deixava aliviado.


Notas Finais


Ai minha vidinha...

Espero que tenham gostado.
Comentários são sempre muito bem vindos.

Amo vocês minhas joaninhas!
Até o próximo capítulo!
Kissus de Leitin 😍😘🌸🦄✨🎉🎈🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...