História Anormal - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Park Jimin
Visualizações 8
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeonghaseyo! ♥️
Tenham uma boa leitura!

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Anormal - Capítulo 1 - One

Hoje em dia, os jovens amam modinhas. Ah...essas modinhas, pra mim, tão chatinhas. 2017, mais um ano infernal, nessa escola infernal, dessa vida infernal, com pessoas infernais. Agora as garotas só sabem falar de Crepúsculo, aquela...Série idiota sobre vampiros. Menos minha amiga, a Min Yoona, irmã de Min Yoongi. Yoongi é o cara mais rebelde e "perigoso" da escola, por isso as pessoas sempre tentam agradar a Yoona. Acredite, não queira ver o irmão de minha amiga bravo...

Agora, sobre mim... Bom, meu nome é Kim MinJi. E eu odeio muitas coisas, você já deve ter percebido isso. Tenho 18 anos e vivo em Seul com minha mãe. Meu pai faleceu em um acidente de carro...Eu o amava...Muito...Pois diferente de minha mãe, ele me tratava de forma em que me sentia a filha mais feliz do mundo.

Toda essa felicidade acabou. Mãe irresponsável e...aparenta me odiar. Em minha escola todos parecem me detestar também, tenho apenas Yoona como companhia, mas não pense que fico perto dela apenas para lhe agradar, é porque ela me entende... e é uma das únicas pessoas que eu confio. Temos uma amizade forte, uma amizade dificilmente destruída. Não brigamos, e somos como irmãs. Definimos a tal "Amizade Perfeita".

¡ 06:30 ¡

Agora vamos começar a história de verdade. Lá estava eu... Minha casa, meu quarto, dormindo em minha cama. Tampei meus ouvidos com minhas mãos assim que ouço o despertador começar a fazer barulho aquele  irritante para me acordar. Rapidamente me revirei na cama e tirei uma de minhas pernas de baixo do cobertor, chutando o despertor para o chão, fazendo ele se quebrar, e parar de apitar.

Suspirei aliviada e destampei os ouvidos, agora me levantando e coçando meus olhos, e sendo surpreendida pelo calor que o sol estava causando em meu corpo. Deduzi que havia deixado as cortinas de minha janela aberta.

"É, hoje será um dia quente "

Passei a mão por meu cabelo todo bagunçando e olhei em volta. Como sempre, meu quarto estava uma bagunça. Fui até o banheiro e fiz minhas higienes matinais, incluindo o banho.

Assim que estava pronta, escovei meus dentes e peguei minha mochila, saindo de meu quarto e descendo a longa escadaria, para ir até a cozinha. Eu nunca fui muito "arrumadinha" para o colégio, sempre era meio..."Desajeitada".

Ao chegar no local que se encontrava o café da manhã, fui recebida por minha mãe. Usando roupas de marcas, cujo era um vestido de seda dourado, cabelo ondulado, brincos de ouro e saltos de couro, ela estava tomando café e lendo uma revista, mas logo olhando para mim com um sorriso falso...

—Bom dia, Praga.—A mais velha pronunciou. Eu e minha mãe nos odiávamos, mas nos tratávemos de uma maneira um tanto irônica...Porém, grossa.

—Bom dia, Senhora Existência-Desncessária.—A respondi dando o mesmo sorriso falso. Tínhamos apelidos. 

Me sentei de frente a minha mãe e logo me servi rapidamente. Permanecemos em silêncio, apenas com o som das empregadas andando pela casa. Depois de minutos eu terminei de comer, então limpei minha boca rapidamente e ajeitei a alça da mochila em minhas costas, em seguida saindo de casa em direção a escola...Sem dizer mais nada.

Durante o caminho ao edifício escolar, eu andava de cabeça baixa, e só. Pensativa, apenas ouvindo os carros passarem pela rua, e o som de meus passos. Já citei que venho de uma família bilionária? Bom...Só pelas vestimentas de minha mãe, você deve ter percebido. 

Finalmente chegando em meu destino, pude ver as diversas limousines pretas e brancas parando em frente ao colégio, saindo os "popularzinhos" de dentro delas. Continuei meu caminho, passando pelo pátio lotado, e pelo longo corredor até minha sala de aula. Vários alunos jogavam bolinhas de papel de um lado para o outro, outros desenhavam coisas estranhas na lousa, e outros pulavam, gritavam e corriam por aí...É, Bem-Vindo a minha sala de aula. 

Fui até minha carteira, que se localizava no fundo da sala, próxima a janela, encostada na parede. Na carteira em minha frente estava Yoona.

—Então, MinJi, como estão as coisas? —Ela questionou assim que viu eu me sentar e arrumar meus materiais. Olhei para minha amiga e bufei.

—Tudo a mesma merda.—Afirmei e logo após isso, Yoona riu. Passamos alguns minutos conversando...Até o sinal tocar e todos irem para seus respectivos lugares.

O professsor não demorou muito para chegar na sala e iniciar a aula.

¡ Acredito que ninguém aqui quer saber como foi a aula...Vou poupar vocês dessa parte. Enfim, já no intervalo... ¡

Quase todos os alunos estavam no pátio, obviamente conversando sobre a "série do momento": Crepúsculo, o mundo onde vampiros existem. Sendo sincera, não acredito nessas criaturas sobrenaturais, é lógico que não existem. Curto terror mas...Crepúsculo é algo meio...Idiota.

Yoona também não gostava dessa série, e, pelo intervalo inteiro ficamos conversando sobre coisas que gostávamos...

—Hey, Unnie — Minha amiga me chamou.Eu era mais velha que ela.— No caminho para sua casa, tem aquela floresta bloqueada, não é? Ela é tão sombria...Que tal irmos lá no final da tarde?— Bufei assim que Yoona havia terminado de falar.

—Você e suas ideias, né Yoona? — Reviro os olhos — Vamos ter que pular aquela grade, e outra, se alguém nos ver, estamos ferradas.O que espera encontrar lá?

—Eu sei,eu sei. Mas tenho curiosidade em ver o que tem mais no "fundo" daquela floresta. Ah...vamos MinJi...— Ela fez beiço, com uma expressão pidona. Fiquei a fitando, pensativa por alguns segundos, porém, logo me decidindo.

— Tá bom, eu vou. Mas...Por você!

—Yaaay! — Yoona gritou alegre e me abraçou fortemente, não retribui e apenas cai na gargalhada.

¡ Que tal pular para as partes mais legais ? ¡

Pôr do sol, dia ficando escuro...E lá estava eu e Yoona, de frente e grade que bloqueava a entrada da floresta. Nos olhamos e suspiramos, em seguida subindo e caindo do outro lado...O lado onde estava a floresta tão escura e misteriosa, cheia de insetos estranhos e plantas com folhas mortas, até mesmo as árvores.

 

 

 

 


Notas Finais


A fanfic não tem intenção de ofender nada, nem ninguém ok?! ;)
Desculpem os erros, e espero que tenham gostado!

Querem que continue?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...