História Another Carter - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Demolidor (Daredevil), Jessica Jones, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Ellie Phimister (Míssil Adolescente Megassônico), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Howard Stark, James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Janet Van Dyne (Vespa), Jessica Jones (Safira), Johann Schmidt (Caveira Vermelha), Laura Barton, Maria Hill, Matt Murdock, Mercenário (Bullseye), Mulher-Aranha, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Peggy Carter, Pepper Potts, Personagens Originais, Phillip Coulson, Pietro Maximoff (Mercúrio), Safira (Jessica Jones), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Sharon Carter (Agente 13), Steve Rogers, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Another Carter, Barbara Palvin, Bucky Barnes, Carter's, Jessica Jones, Natasha Romanoff, Peggy Carter, Romance, Sala Vermelha, Sharon Carter, Shield, Soldado Invernal, Steve Rogers, Wade Wilson, Wanda Maximoff
Exibições 45
Palavras 1.715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aí Anothers, o capítulo tem Wanda Maximoff? Tem!
Eu não o porque mais eu queria que tem alguma forma elas tivesse uma ligação e nada melhor do os poderes da Wanda.
O capítulo tá grande! Tem muitas coisas pra se ver nas notas finais.
Tem música: Don't You Worry Child - Kurt Schneider
Titulo: Diga que a irmã dela está com saudades
Essa música é uma das principais músicas da história.
Boa Leitura...

Capítulo 9 - (01x08) Tell her sister she misses.


Fanfic / Fanfiction Another Carter - Capítulo 9 - (01x08) Tell her sister she misses.

Wanda Maximoff P.O.V

O cenário era floresta á frente de uma linda casa era uma casa grande parecia ser de alguma família com uma boa condição financeira, na frente da casa tinha uma cerca em linhas preta, debaixo tinha uma pequena escada com os detalhes no piso como se milhareis de tijolos, no meio da cerca tinha a porta da cerca da mesma forma que a própria, passado pela cerca tinha um pequeno jardim para enfeitar a entrada da casa.

A porta estava aberta e eu não me recusei á entrar, as luzes estavam fracas deixando o clima com aparecia ainda mais bonita. No final da entrada da casa tinham essas luzes só com mais brilho. Eu adentrei no local e era uma sala de jantar com um lustre lindo no meio da sala, com o mesmo tipo de madeira do que o resto da casa, o papel de parede eram flores e no meio era feita pela parte de madeira com a mesma tonalidade da cor da madeira no chão. Na mesa enorme com lugares com mais de seis lugares.

Uma família está sentada nas cadeiras apenas ocupando quatro lugares, a família parecia feliz com o pai sentado ao lado de sua belíssima esposa e duas meninas cochichando algo que parecia engraçado já que a mais nova não parava de rir, até que lotei a boca do pai das meninas estava suja no canto e a esposa deixava escapar algumas risadas.

- Meninas! Está na hora de comer e não de falar! – a mãe repreendeu o comportamento das garotas

- Sua mãe tem razão! – o homem concordou com a esposa colocando um pedaço do franco assado exposto no centro da mesa, a ver aquela cena a pequena gargalhou alto e todos da mesa olharam para ela.

- Desculpe mamãe, mais é engraçado ver o papai tentando ser normal – a garota falou entre gargalhadas e todos começaram a rir.

- Eu sou normal! – o pai se defendeu fazendo bico e a esposa gargalhou com a infantilidade do esposo 

- Sem querer ofender pai mais você parece o chapeleiro maluco! – a filha mais velha falou rindo junto com a irmã mais nova

- Sharon, como pode disser isso do seu pobre pai?- o homem perguntou a filha mais velha que a mesma deu de ombros e continuo a comer

- Se ele é o chapeleiro, quem a mamãe é? – a mais nova perguntou olhando com certo brilho nos olhos para a irmã. Eu conheço muito bem esse olhar, era o mesmo que eu dava para Pietro quando nós éramos menores.

- A rainha vermelha! – as duas filhas falaram juntas rindo logo em seguida e o pai também gargalhou

- Falou os gêmeos! – a mãe entrou na brincadeira das meninas que começaram a rir do comentário da mãe. – A brincadeira está muito boa mais está na hora de dormir – a mãe completou deixando as meninas soltarem um gemido de reclamação.

- Mais mãe, estamos de férias – a mais velha tentou protestar com a mãe que a mesma recolhia os pratos da mesa

- Iremos passar o fim das férias na Inglaterra junto com os seus avós – a mãe respondeu e Sharon revirou os olhos e a mais nova abriu um sorriso largo

- Eu adoro ir à vovó, ela me conta várias histórias legais quando eu crescer quero ser igual a ela! – a mais nova exclamou feliz

- Claro! Miniatura de Peggy. – O pai falou rindo.

- Querida, por mais que a sua avó seja alguém muito importante para você, o trabalho dela não é bem assim, seja algo menos perigoso não sei o que faria se visse uma de vocês naquelas missões doidas – a mãe falou e a mais nova fechou a cara o pai viu o rosto da pequena triste, a mãe terminou de lavar a louça e subiu para o quarto seguido por Sharon que foi para o seu quarto.

- Margot, você pode ser o que quiser! – o pai falou se levantado ficado de joelhos na frente da menor – Não importa, Margot, o mesmo sangue que está na veia dela está no seu, eu não prevejo o futuro meu amor mais eu sei que vai fazer o certo quando descobri o que é o certo. – o pai respondeu sorrindo

- Eu não sei da onde você tira esses discursos mais me parece familiar, me lembra do seu segundo pai! – a pequena responde rindo e o pai revirou os olhos

- O Capitão América não é meu pai! – ele exclamou e a menina riu – Lembre-se, Maggie, você não precisa ser o que eles querem você precisa ser o que você quer e o que você quer?

- Eu quero está com a minha família para sempre mais também quero salvar todos que eu puder viver um romance louco com uma ruiva, lutar com os caras maus e por ultimo orgulhar o senhor. – ela falou sorrindo

- Filha, você sempre terá a sua família, mais por que ruiva? Você será o que quiser é só sonhar alto e por ultimo você sempre vai me orgulhar porque eu já estou orgulhoso por ser essa pequena mulher – ele diz e ela sorrir abraçando ele fortemente

Tudo fica escuro e de repente eu estou num quarto de um casal e os dois estão conversando sobre algo até que homens com mascaras e armas venham até eles. Eu tentava gritar ou usar a minha magia mais era como se eu fosse apenas uma narradora da história, até que todos os homens foram embora menos um que esperou eles irem. O homem puxou a mulher pelo cabelo fazendo a própria cair no chão e o seu marido chorando implorando para que ele não a machucasse. O homem não deu importância e enfiou a faca na testa dela e logo em seguida enfiou no coração do marido dela

- AHHHHH!!!! SOCORRO!!!! – eu gritei desesperada me mexendo freneticamente na cama e todos os Vingadores entraram correndo no meu quarto e Steve se aproximou de mim

- Wanda, sou eu Steve – ele falou num tom calmo – está tudo bem! – ele tentava a me acalmar e a lembrança deles mortos me fez gritar novamente

- ELES MORRERAM!!!! – eu gritei desesperada chorando me fazendo atingir o Steve com a minha magia o fazendo cair no chão – Me desculpa, eu não queria... me desculpa – eu comecei a chorar

- Acho melhor eu trazer uma água para você – Visão disse se retirando do meu quarto

- Wanda, você está bem? – Natasha pergunta se sentando com cuidado na minha cama – Com licença, mais eu gostaria de conversar com a Wanda a sós e isso vale para você Sam. – Sam revirou os olhos mais foi embora junto com os outros

- Obrigada, eu não me sinto muito confortável com muita gente no meu quarto – eu digo e ela assente.

- Quer me contar o que aconteceu? – ela perguntou e eu assenti, eu sabia que podia confiar na Nat.

Eu contei tudo para ela com todos os detalhes possíveis e ela ficava atenta a tudo que eu dizia mais tinha horas que a sua expressão passava para desconfortável quando eu disse o nome da pequena.

- Acho que estou maluca – eu soltei por fim e Natasha me olhou sorrindo de lado

- Você não está só maluca está completamente louca – ela disse sorrindo num tom brincalhão e ri – Bem, sabe o que eu acho? Eu acho que os seus poderes estão se manifestando, o que significa que enquanto você dormia os seus poderes invadirão a mente de alguém que no caso pode ser uma das pessoas que estavam no sonho – ela disse engolindo a seco no final.

- A agente 13 é a garota? – eu perguntei – a mais velha? – eu completei e ela assentiu – Você acha que eu invadir a mente dela? A outra está viva? Eu me sinto horrível!

- Não sinta, não foi a sua culpa pelo o que aconteceu, Sharon, está bem isso que importa. Bem, teremos uma missão muito importante e precisamos de uma louca com super poderes – ela falou sorrindo e eu ri é bom saber que eu tenho uma amiga.

- Sabe o que é mais estranho? – eu perguntei e ela negou – Eu sempre sonho com aquela casa com a Margot mais são mais lembranças dela do que minha – eu falei e Natasha me encarou

- Não tem como você usar os seus poderes em alguém morto, Wanda, tome um banho e desça logo estamos te esperado. Nós iremos para o Reino da Dinamarca. – ela falou e se retirou do meu quarto

Margot Carter P.O.V

Depois de um frustrante pesadelo, eu me preparava para mais uma missão seria na Dinamarca lá é muito frio até no verão é frio. Mais eu já tinha separado a minha roupa, eu aprimorei elas. Ficar num avião nunca foi a minha praia, principalmente quando está sentada do lado de uma garotinha.

- Oi! Qual é o seu nome? – a menina perguntou e eu me virei pra ela tirando os meus fones de ouvido.

- Margot – eu respondi mesmo sabendo que isso seria contra o meu código, ela é apenas uma garotinha. – E o seu?

- Angie – ela respondeu dando um sorriso lindo – Eu já ouvir o seu nome antes, de uma moça. – ela falou

- Que moça? – eu perguntei

- O nome dela é Sharon mais eu a chamo de tia, tem pessoas que a chamam de agente 13. – ela falou brincando com os pés

- Como ela era? – eu perguntei engolindo a seco

- Loira e olhos castanhos – ela respondeu ainda olhando pro pés – ela me falou que tinha uma irmã mais nova e que é uma pessoa muito importante pra ela.

- Quem é o seu responsável? – eu perguntei

- Aquela moça – ela apontou para uma morena, baixa com olhos azuis – O nome dela é Maria.

- Bom, quando encontrar com ela diga que a irmã dela está com saudades – eu disse e me levantei pois já tínhamos chegado e a Maria me olhou e desceu junto com a menina e um outro lugar.

- Com licença, o que sabe sobre agente 13? – Maria me parou perguntando

- Tudo que vocês sabem só que mais detalhado, mais respondendo a sua pergunta eu me chamo Margaret – eu dei uma pausa – Margaret Carter. – eu dei um sorriso irônico 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...