História Another Look - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jihope, Namjin, Vhope, Vkook, Yoonmin
Exibições 111
Palavras 1.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Yaoi
Avisos: Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


'u' *Avoa pra um mundo destinto de vida humana*

Capítulo 2 - Memories And Hopes Are The Last To Die


Fanfic / Fanfiction Another Look - Capítulo 2 - Memories And Hopes Are The Last To Die

*Pov Jungkook*

-Eu estava andando pelos corredores da escola, já que a aula já tinha acabado, e eu já ia para o pátio para ir embora, até que escuto TaeTae (Apelido que dei para ele, já que ele me chama de Kook, eu não ia pagar micão sozinho nos apelidos) me chamar.

- KOOKIE!! –Tae já vinha pulando em minha direção, enquanto puxava a mão de Jin, que ficava rindo da situação-

- Bixa escandalosa tu, que G-Dragon te trate –Disse com os braços cruzados, enquanto sorria de lado-

- Eu e o Jin vamos almoçar naquele FastFood que tem no shopping! –Ele disse como se aquilo fosse totalmente diferente ( * Bem legal, empolgante, ‘u’ desgurpa *), enquanto pulava e batia as mãos- E adivinha!! Agora tem até lojinha de bala, tem até Fini –Disse enquanto me balançava- Você vai vir junto né?!

- O Nan também vai? – Assim Jin balançou a cabeça positivamente, junto de Tae – Desculpa, não posso ir, sou diabético –Disse olhando para o Jin, e o mesmo me fez uma careta-

- Então fique na sua casa assistindo pornô –Tae me respondeu fingindo estar emburrado, mas logo gritando um ‘’Bye Kookie-ah!’’ e indo para fora da escola-

[...]

*Pov Autora*

-Diferente do outro dia, o tempo estava ensolarado e bonito, do jeitinho que Jimin gostava, dias assim sempre ô deixavam animado, bem... Quase todos. O mesmo ainda dormia, mas não estava mais no chão gelado daquele beco, agora estava em uma cama quentinha. Seus olhos se mantinham fechadinhos, e foi abrindo lentamente, os serrando um pouco, por conta da claridade do sol que batia neles. Não conseguia se lembrar de muita coisa, apenas que tinha que ir para a escola, só estranhou sua mãe não ter vindo lhe acordar, como fazia todos os dias. Jimin se rastejou para fora da cama, logo colocando as perninhas para fora dela, mas quando se levantou, sentiu seu corpo todo dolorido, como se nem conseguisse andar corretamente. Logo soltou um gemido de dor, levantando a cabeça, percebendo um espelho na sua frente, e então pode ver que aquele definitivamente não era seu quarto. Começou a olhar para os lados, até se focar em seu reflexo, tombando a cabeça um pouco para o lado, e vendo seu pescoço roxo, e não só ele. Foi então que se lembrou de tudo oque tinha acontecido, e os olhinhos antes menores, agora estavam arregalados, come se tivesse se lembrado do dia passado, e realmente tinha se lembrado-

*FlashBack ONN*

-Aish...Deixa de ser dramático! Sua chapinha não vai estragar não.

-Você é muito chato oppa!

[...]

-ChimChim, volte pra casa direto, está bem?! – Disse o Hoseok, enquanto acariciava o rostinho de seu dongsaeng, que apoiava/tombava a cabeça na mão do mesmo-

[...]

-Está chorando?! – Riu cínico. -Calma garoto... Yoongi vai cuidar bem de você.

*FlashBack OFF*

-Jimin que antes estava levantando agora já estava jogado no chão, segurando suas perninhas enquanto se espremia perto da cama. Não sabia onde estava, ou oque fazer, era como nos filmes que ele já tinha assistido, que no final, sempre acabavam com alguém morto, geralmente a protagonista que sofrerá o abuso. O ruivo não pensou nem mesmo em abrir a porta, e se o que te estuprará estivesse lá?! Só esperando ele acordar para fazer algo pior. O mesmo nem se perguntou sobre Hoseok e sua Omma, que com certeza estariam preocupados, além do mais, Jimin nem costumava sair de casa. Ele ficou lá, esperando algo acontecer, não tinha forças para nada, só para chorar, como os bebês, que quando choram depois, parece tudo dar certo, quando alguém chega e ôs ajuda, mas ele queria uma salvação para a sua vida de antes-

*Pov Hoseok*

-Aish que estranho... ChimChim não foi pra aula hoje, muito menos respondeu minha mensagem... –Caminhava de volta para casa, já que a aula de hoje já tinha acabado, mas foi então que lembrei:  Jimin adora ir em um parque em frente á sorveteria, bem que ele poderia estar lá. Andei até o parque despreocupado, já sabendo que o encontraria lá... Era o que eu achava, ele não estava lá. –Aish!! O jeito é ir na sua casa ChimChim... Você é muito complicado!- Achei melhor tentar mandar outra mensagem, quem sabe dessa vez ele não me responderia?! Ou quem sabe visualizar...

*Mensagens ONN*

* Ontem ~ 17:05~ -ChimChim!! :33 Ta ai?

-Aish!! Não vai responder não?!

*Ontem ~17:06~- JIMINNIEEEEEE!!!

*Ontem  17:08~-To indignado com a minha própria trouxesse ‘u’ . –Okay, então não responda!

*Ontem ~21:19~ - Boa noite BabyBoy >3<

*Ontem ~21:25~- CARALHO JIMIN! RESPONDE PORRA ‘-‘

* ~ 06:15~ - ChimChim!! BOM DIAAA

* ~Agora Mesmo~ -Viado to indo na sua casa, porquê é muita sacanagem me deixar de vácuo. Pelo menos você não visualizou <3 ‘’

*Mensagens OFF*

-Fiquei olhando as mensagens que eu tinha mandado mais cedo... Aigo! Onde esse menino se enfiou?! - Mas foi então que escutei um barulho no celular, peguei o mesmo nas pressas, com esperanças de ser o Jimin. *Tia Sun Mi~ -Hope amorzinho, fala para a sua mãe trazer os ingredientes pro ramen de domingo, beijos xuxu da tia* - É... Não é do Jimin – Então continuei rumo a casa dele (Era isso ou falar com a minha tia)-

[...]

-Chegando lá toquei a campainha, logo a Sra.Son Yee veio atender a porta, ela ficou me olhando, logo depois olhou para os lados, como se procurasse alguma coisa.

-Oi Hope... –Ela continuava olhando para os lados – Porque Jimin não está aqui com você? –Quando escutei tais palavras arregalei os olhos, então ela achava que Jimin estava na minha casa?! Então ele não está aqui... -

-Hoseok? Hoseok!! –A mulher da minha frente passava uma das mãos perto do meu rosto as mexendo- Eu perguntei do Jimin querido- Disse sorrindo pequeno-

-Ele não voltou para casa ontem? –Eu já começava a ficar preocupado, e pude perceber que a Omma do ruivo também-

-Não- Ela coçou a cabeça e pensou um pouco antes de responder- Vocês não voltaram juntos da escola ontem?-

- Sim! Mais ou menos... Jimin disse que iria para casa sozinho, e então fiquei em casa

- Hum... –Sra.Son Yee  saiu andando até a casa ao lado, batendo na porta umas duas vezes, fazendo com que Hoseok apenas olhasse confuso. Logo a porta foi aberta – Por acaso você sabe o número da polícia?- Hope até riria da atitude da mesma, mas estava preocupado demais para isso-

[...]

-Jimin ficou tanto tempo sentado no chão, espremido perto da cama, que não tinha nem se quer alguma noção sobre a hora. Costumava ser curioso, e provavelmente teria procurado por algo na casa, ou então teria olhado pela janela, mas só se manteve lá, como tinha feito mais cedo, ele olhava para um ponto fixo, sem nenhum brilho no olhar, oque era estranho, além do mais, é de Jimin que estamos falando. Logo o silêncio é quebrado por um barulho de chaves, e assim uma porta ser aberta. Escutou barulhos de passos, e assim desta vez fez algum movimento. Levantou um pouco sua cabeça, se levantou com um pouco de dificuldade, e tentou olhar pela porta, logo percebendo que a mesma estava aberta. Começou a caminhar até onde escutava barulhos de gritos. Se estivesse prestando atenção em sua volta, perceberia que estava em uma casa comum, assim como a sua, mas sempre fora distraído, mas dessa vez era diferente, não estava prestando atenção porque pensava sobre as mensagens que Hoseok com certeza teria te mandado, ou então no bolo de chocolate que sua mãe prometera fazer para ele, mas sim por nada mais parecer o interessar. Parou quando chegou perto de um banheiro, encostando a cabeça na porta, ainda com o rosto inchado por estar chorando, e ficou escondido, escutando e vendo tudo-

- CALA A BOCA! – Gritava, em outras ocasiões com certeza se assustaria com o grito. Logo percebeu que o garoto falava no telefone com alguém, e mantinha seus olhos fechados, os apertando-os bem, e com suas mãos sobre a cabeça a balançando negativamente-

- EU ESTOU ME FUDENDO PARA ISSO! –Agora Yoongi parecia chorar, do mesmo jeito desesperado que Jimin chorou no dia que fora tirada sua inocência. Não estava nem muito tempo na chamada, mas já tinha jogado o celular longe, fazendo com que o aparelho fizesse um barulho estressante. Andou para trás até bater as costas contra a parede, descendo por ela e abraçando si mesmo. O ruivo agora o olhava com mais atenção, e ficou lá até o outro fazer alguma coisa, mas era como se o tempo tivesse parado. Talvez ele nem tenha chorado por tanto tempo assim, mas Park não tinha outra coisa para prestar atenção de todo jeito. Depois de um tempo o de cabelos acinzentados se levantou abrindo o armário do banheiro, pegando remédios e bebidas alcoólicas, ‘’Quem guarda bebidas alcoólicas em um banheiro?’’ se perguntou olhando a cena de sua frente mais atentamente. Logo tomou os remédios junto com as bebidas, talvez fizesse isso para esconder algum tipo de tristeza de si mesmo, e Jimin pode sentir um pouco de pena. Sentiu vontade de abraça-lo e ajudar no que precisava, mas durante o mesmo pensamento se lembrou do que realmente estava acontecendo, tombando a cabeça um pouco demais para o lado da porta, fazendo com que ela rangesse e o mais velho finalmente notasse sua presença, e assim o menor saísse correndo para fora daquela maldita casa. Não é como se Yoongi não tivesse ido atrás dele, até tinha, mas não aguentava nem ao menos ficar em pé, não conseguindo o alcançar e ainda caindo de joelhos para o chão-

.

.

-Jimin caminhava meio sem rumo, não sabia direito onde estava, mas provavelmente bem longe de sua casa, e não era como se estivesse bem agasalhado, oque era ruim, já que todo fim de tarde batia ventos fortes. Continuou andando com o objetivo de chegar em casa, e se preocupar apenas em ter que ir para a escola no outro dia, até que percebeu alguém lhe observando, oque ô fez ficar assustado, e os flashbacks do que acontecerá voltarem mais uma vez, oque fez ele correr rápido. Já sentia as lágrimas tomando novamente seus olhinhos quando viu o mesmo que o observava correndo atrás dele, talvez fosse o mesmo drogado de antes?! 


Notas Finais


'u'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...