História Ansatsu Kyoshitsu - INTERATIVA. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom)
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa
Visualizações 32
Palavras 1.424
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello!
*desvia de pedras*

AAAAAAAAAAAH, desculpem-me.
Eu enrolo muito -q

Enfim, fiquem com o capítulo e boa leitura.

Capítulo 2 - One, happy day.


Ponto de Vista: Narradora – 07h30AM – Sala 3-E  – 28 de março.

 

Quieta. A sala 3-E estava – estranhamente – quieta. Talvez isso se dê devido aos poucos alunos ali presentes.

Faltava uma hora para que a aula começasse, não era estranho os poucos alunos.

Um certo azulado olhava atentamente para o céu havia alguns minutos. Não era novidade Nagisa chegar extremamente cedo, por mais que ninguém soubesse o porquê disso. Talvez este gostasse do silêncio que a sala quase vazia fazia.

Ao seu lado direito havia a esverdeada Kayano Kaede, essa mesma que,  por minutos, tentara tirar sua concentração do azulado para si própria. Quando vira que tal ato talvez fosse impossível, desistiu e sentou-se em sua cadeira, aborrecida. Agora a garota também estava a encarar o céu, que por muitos motivos era azul.

Na terceira fileira encontrava-se Isogai Yuma. O garoto desenhava algo em seu caderno, não tinha muita prática em desenho, mas aquilo servia bem para que o tempo passasse e este se distraísse.

Ao fundo dessa mesma fileira encontrava-se a jovem Yuzuki Fuwa. Esta gostava de chegar cedo para que pudesse ler seus mangás e ver animes. Não que ela estivesse fazendo algo diferente agora mesmo.

Aos poucos, o tempo foi passando, e, tanto novatos quanto veteranos foram chegando.

As oito e vinte, a sala já se encontrava praticamente completa. Conversavam todos entre si, por mais que há aqueles que preferem ficar esperando a aula chegar.

— Taichi... — Chamou Mika pela décima vez, puxando as bochechas do garoto azulado.

— Isso dói, Hana! — Choramingou baixinho Taiyou, tirando as mãos da garota de suas bochechas.

— Desculpa, é que você não estava respondendo. Está a lesar? — Perguntou a ruiva, inflando as bochechas.

— Estou sim, é que é tudo novo aqui nessa sala, sabe? — Respondeu, suspirando e voltando o olhar para a garota de olhos castanhos. — E sabia que você fica muito fofa assim? — Falou, dando um sorriso e apertando as bochechas de Mika.

— Ai! — Respondeu a garota. Taiyou começou a rir e Mika ria junto.

Após alguns minutos de rir e conversar, Koro-sensei entrou na sala, interrompendo a conversa de todos ali presentes, fazendo-os sentarem-se.

— Bom dia todo mundo! — Cumprimentou o polvo. — Parece que todos chegaram... Ou não. — Falou após olhar a sala.

— AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! — Akane berrou, enquanto adentrava a sala correndo. Essa estava a puxar Yuno, o estranho, pela mão. — ME DESCULPE! ACABEI ME ATRASANDO! E atrasando ele também. Desculpas, Yuu-chan. — Desculpou-se a menina com o professor e seu amigo.

— Ah, tudo bem... Se apresentem, por favor. — Pediu o Koro-sensei.

— Certo... — Ela se virou para para a turma, sendo acompanhada pelo motivo por Yuno. — Bom dia! Eu sou a Akane Ikeda, professora de psicologia de vocês. – Curvou-se, recomeçando a falar logo em seguida. – E esse é Yuno Takashima, ele vai ser o professor de culinária de vocês. – Apresentou o garoto ao seu lado que se curvou rapidamente, recebeu alguns olhares um pouco assustados dos alunos por causa de sua aparência peculiar.

— Etto..., Akane-san, por que não deixa Yuno-san apresentar-se sozinho? – A voz de Koro-sensei tinha um tom curioso.

— Ah, ele não fala. Ele se considera uma boneca, e como sabemos, bonecas não falam. – Respondeu Akane como se fosse a coisa mais normal do mundo.

A cara dos alunos ficou ligeiramente assustada com a informação, mas logo a atenção foi virada novamente para Koro-sensei.

— Muito bem. Então, o que os novos alunos acham de se apresentar? – Questionou o polvo sarcástico.

Os novatos (assim digamos) levantaram-se calmamente de suas cadeiras, mas sem sair delas.

Shien apoiou as mãos na mesa de madeira, começando a falar.

— Sou Shien Kisaragi. Prazer. – Apresentou-se rapidamente para sentar-se novamente em seguida.

Quem deu a continuidade a apresentação foi Hisoka.

— Hisoka Matsuo! — Se apresentou, curvando-se rapidamente e sentando-se.

— Meu nome é Minato Yuuki. Prazer em conhecê-los. – O garoto de cabelos claros falou rispidamente. Sentou-se em seu lugar – que era atrás de Shien – rapidamente.

Mahina levantou-se de seu assento rapidamente. Queria apresentar-se logo e sentar-se novamente. Mas, bem, não foi ela que se apresentou.

— Sou Adrien Chevalier! Bom dia a todos! – O ruivo apresentou-se um tanto quanto animado. Não via uma sala tão cheia assim a alguns anos.

Mahina ficou raivosa. Queria apresentar-se o mais rápido possível, mas, parece que a vida tinha certo ódio contra ela, afinal, novamente fora interrompida.

— Kaito Matsuo! Prazer em conhecê-los! – O jovem curvou-se rapidamente com um sorriso no rosto.

Sem perder tempo, após Kaito terminar de falar, Mahina apresentou-se. Não queria ser interrompida pela terceira vez naquele dia.

— Mahina Kumiko! Pronto, consegui me apresentar. – A garota fala em tom de felicidade, afinal, ela finalmente sentou-se.

Hayashi – que estava deveras animado com o começo das aulas – levantou-se, para apresentar-se logo em seguida.

— Sou Luke Hayashi! Prazer em conhecer a todos! – O garoto tinha uma certa animação em sua voz. Bem, isso era apenas no começo da aula. Logo essa animação desapareceria.

Izaya estava um tanto desanimada, mas precisava se apresentar. A garota já tinha sentado novamente há muito tempo na sua cadeira, não queria ficar em pé. As apresentações já duravam em torno de cinco minutos, não era obrigada a ficar em pé.

— Apenas... Orihara Izaya. – Parecia desanimada.

Taiyou estava em pé a algum tempo já, mas sem apresentar-se, finalmente resolveu fazê-lo.

— Prazer, sou Taiyou Jun’ichi. – Se curvou. Logo sentou-se novamente.

E por último, Mika. Não via problemas em ser a última em apresentar-se.

— Mika Hidetaka! Yoroshiku onegaishimasu!¹ - A ruiva apresentou-se e retornou a abancar².

Koro-sensei sorrira um pouco mais, movimentando os tentáculos.

— Vamos começar a aula então. – Koro-sensei proclamou. Akane e Yuno já haviam saído há pouco da sala. Pegou alguns papeis suspeitos encima de sua mesa e entregou aos alunos em sua velocidade mach-20. – Então, meus alunos. Escrevam um poema sobre a beleza dos tentáculos. — A sala ficou totalmente frustrada e tentaram atirar BB’s contra o professor polvo. Este apenas desviava e ria disso. — Tentem mais! Hahaha! – O homem-polvo ria das tentativas de acertá-lo. – Quando terminarem, podem ir embora.

Logo a sala acalmou-se e retornaram aos afazeres.

Poucos minutos depois, Nagisa levanta-se com o papel contra o peito. Debaixo do papel, havia uma faca de material anti-Koro-sensei. Observaram curiosos as ações do garoto de agora em diante.

Ao fundo, Terasaka, Sousuke e Takuya sorriram.

— Nagisa-kun? Já terminou? – O polvo falou curioso.

Ao chegar perto do polvo, tentara o acertar com a faca, obviamente errando. Porém, o que todos não esperavam era que o garoto azulado iria pular encima do homem, com um sorriso.

— AGORA! – Terasaka gritou ativando a bomba que se encontrava ao redor do pescoço de Nagisa. A sala encheu-se com fumaça. Este saíra correndo com um sorriso no rosto. – Por esta o polvo não esperava: um suicida! Os dez bilhões de ienes já são nossos! – Sorria cada vez mais. Chegara perto de onde supostamente era para estar o polvo, mas encontrou Nagisa coberto pela pele do professor. – O-O quê? – Estava nervoso. Isso significava que o plano havia dado errado.

O ambiente ficara tenso. Algo de muito ruim iria acontecer.

— Terasaka-kun... – A voz de Koro-sensei soou séria séria e sombria. Este estava com sua face preta, significando ódio. Estava no teto. Terasaka engolira seco. O arrepio passou por sua espinha, estava assustado. – Não pensou na vida de seu colega? Sorte que eu ainda tinha meu truque mensal: minha troca de pele. – O polvo descera do teto e encarava o garoto cara a cara.

De repente, este sumiu por alguns segundos. Nagisa já havia acordado e saído debaixo daquela pele. Logo Koro-sensei voltara. Este tinha em mãos uma sacola com a placa da casa de todos ali.

Em especial, deixara cair as placas das casas dos Shiota, Ryoma, Muramatsu e Sugaya.

— O governo me disse que eu não poderia ferir vocês, mas nada me falou sobre ferir os parentes e família de vocês. – O rosto do homem-polvo ainda exalava pura raiva. – Vocês sabem, Nagisa poderia ter morrido nisso. Repensem em suas ações, e depois poderão matar-me. – Seu rosto havia voltado ao normal. – Agora, você, Nagisa-kun...  – O azulado engolira seco. – Eu lhe dou os parabéns. Foi muito corajoso quando pulou encima de mim naquela hora, quando eu estava despreparado e desavisado. – Nagisa sorriu. O polvo passou um de seus tentáculos encima da cabeça do garoto. – Agora, sentem-se. A aula irá continuar. Mas, vocês só poderão sair quando me matarem! – Koro-sensei falava de modo brincalhão.

— ISSO É IMPOSSÍVEL, SEU POLVO! – Nakamura pronunciou raivosa. Os demais concordaram com a mesma. Tentaram, então, matar novamente Koro-sensei, que ria das ações dos alunos.

E o resto da aula foi assim, tentativas falhas de assassinar o professor e risos.

Esse foi apenas um dia feliz.


Notas Finais


Ah, finalmente terminei.

Gente, desculpe, eu enrolo muito, eu comecei a jogar TGG (The Gray Garden) e The Sims 3 e acabei não fazendo o capítulo... Me desculpem!

Ah,
¹ = Prazer em conhecê-los em japonês.
² = Sinônimo de sentar.

Ps. Desculpem os erros de português, esse capítulo não foi revisado pela amorzinho da @ZerviS.

Atualização pela pessoa citada acima: hOI, já revisei sim ^^

Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...