História Antes da Fama. - Capítulo 36


Postado
Categorias Avril Lavigne
Personagens Avril Lavigne
Exibições 6
Palavras 902
Terminada Sim
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 36 - Uma Semana E Meia Sem Vê-los É Muito.


Fanfic / Fanfiction Antes da Fama. - Capítulo 36 - Uma Semana E Meia Sem Vê-los É Muito.

Os Mais Sombrios, muitas das vezes, são, na verdade, os mais sensíveis.

P.O.V'S AVRIL LAVIGNE.

Assim que eu acordei, eu fiz a minha higiene matinal e coloquei uma camiseta de manga cumprida branca, minha jaqueta de couro preta, minha causa jeans escura e uma bota preta. Aproveitei e coloquei também meus brincos de ouro de caveira que eu ganhei do Brad e coloquei um par de luvas sem mangas, passei uma maquiagem preta básica e peguei meu Iphone 7 e meus fones, também pretos, e coloquei uma música da banda Nirvana, minha banda de Rock preferida. Sentei-me na minha cama e fiquei lá sentada, só escutando a musica enquanto esperava do Justin chegar para me levar até sei lá eu aonde eles tomavam café da manhã, até que finalmente e, aparentemente, horas depois, o mesmo bateu e minha porta e entrou {Sério gente, eu escrevi '' Bateu em minha porta'' eu lembrei da música o homem bateu em minha porta e sem querer eu cantei: ''Bateu em minha porta e eu abri....''}, ele sentou-se ao meu lado e acenou com a cabeça e nós dois levantamos e caminhamos durante um longo corredor que logo nós paramos em frente a uma porta. Ele abriu a porta que revelou uma cozinha enorme farta de comida. {Não Avril, sua anta, é lógico que em uma cozinha tem comida sua burra!!"}. Eu me sentei em uma das cadeiras e Justin se sentou ao meu lado, nós ficamos em silêncio por alguns minutos, mais ou menos dois, até que mais alguns homens chegaram.

Quando eu já estava começando a achar que eu seria a única mulher ali no meio de tantos homens, uma mulher muito parecida comigo entrou. E quando eu digo que ela é muito parecida comigo, é porque ela é muito parecida mesmo. Tipo, ela era alta, loira, olhos azuis e pele pálida. Além de, é claro, estar usando roupas pretas que nem eu. Será que quando Justin me disse que eu era a única filha de Érebo, ele se encanou?

-Aquela ali é a Hilary Duff, filha de Nix, deusa primordial da noite, na mitologia grega. Então, tecnicamente, a Hilary é ripo que sua irmã já que a mãe dela é casada com o seu pai.-Disse Justin quando ele percebeu meu olhar na garota, agora denominada de Hilary. Eu arregalei os olhos e olhei assutada para ele, e o mesmo apenas riu.

-Do que é que você está rindo, seu canalha?-Eu perguntei ao garoto ao meu lado, me segurando para não rir também.

-Da sua reação.-Ele disse e gargalhou novamente, mas logo em seguida suas risadas acabaram.

-Mas sérios, se ela não é minha irmã de sangue, porque a tamanha semelhança entre nós, Justin?-Eu perguntei, novamente curiosa. É sério, eu odeio esse o meu lado, é muito.....  Curioso e... Ousado. Pera aí, eu gosto de coisas ousadas, mas vocês entenderam que eu não gosto desse meu lado, né?

-Digamos assim que a mãe dela é Nix e o Pai dela é Érebo.-Ele respondeu, simplesmente sem dar muita bola para mim ou para a minha pergunta.

Logo a tal garota, ou Hilary, seja lá como for o nome dela, se aproximou de nós, ou melhor, do Justin e o beijou. Mas sabe AQUELE beijo? Foi o que ele recebeu dela.

-Oi, Amor, bom dia.-Ele disse enquanto acariciava os cabelos loiros claros dela e a menina apenas sorriu, então ele apenas se limitou a dizer:- Hila, esta aqui é a Avril, sua irmã, filha também de Érebo.-Ela arregalou os olhos e logo depois sorriu, então olhou para mim sorrindo e apenas disse.

-Ola Avril, prazer em conhece-la.-Ela disse, amigavelmente e eu sorri do mesmo jeito, meio desconfortável., pois eu ainda sentia falta do Brad, mas também sentia falta do pessoal. Parecendo que ela leu os meus pensamentos a tal da minha irmã apenas disse:-Só um minuto! Já volto!-E assim ela saiu correndo para, minutos depois, voltar com Brad.

 

{.....}

 

Eu estava naquela mesma sala de ontem que Justin me levara treinando, eu estava treinando com umas armas nus cinco tiros a alvo quando Jus e Hila entraram na sala se beijando, quando eles me viram ali os encarando ambos ficam vermelhos e começam a gaguejar tentando pedir desculpas e eu apenas gargalho com a confusão dos dois.

-Calma calma, eu já estava de saída para o meu quarto mesmo. Bom dia para vocês, usem camisinha e, Jus, não engravide a minha irmã que eu não quero sobrinhos não O.K?-Eu ri e saí de lá e fui para o meu quarto.

 

DUAS SEMANAS DEPOIS.

Eu sorri assim que desci as escadas do avião e pousei na Itália. Agora que eu já havia descobrido tudo e o porque nessas semanas e que, Brad e Peter são filhos de Afrodite, Gabe e Julia de Zeus, Ariana de Apolo e eu de Érebo, tudo passou a melhorar. Agora, Justin havia comprado uma passagem de avião para mim e eu havia acabado de pousar aqui na Itália, o pessoal já estava na Itália a minha espera e daqui um tempo nós vamos Para a Inglaterra. E, para quem não sabe, eu morava em Nova York.

Assim que eu saí do avião, já avistei Brad de longe saí correndo, deixando minhas malas para trás, e pulando em cima dele e o beijando, enquanto os outros riam e iam pegar minhas malas, mas é verdade, uma semana e meia sem vê-los é muito

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...