História Antes que o dia acabe - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Exibições 52
Palavras 2.768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Vou tentar colocar alguns capítulos com as outras meninas narrando.

Capítulo 43 - Preferia que fossemos inimigas?


Fanfic / Fanfiction Antes que o dia acabe - Capítulo 43 - Preferia que fossemos inimigas?

Alguns Dias depois...

Adivinha o que esta chegando? Se você disse natal você acertou, natal e uma das minhas épocas favoritas, comidas maravilhosas, família reunida e presentes!

Bom ai você pergunta onde vocês vamos passar o natal? Bom, esse natal nos iremos, passar com a família do Paulo e o próximo nos vamos passar com a minha família (Nem preciso dizer que minha mãe pirou quando eu disse que não passaria o natal com ela e com a minha família). Minhas malas já estavam todas arrumadas e em um canto da sala do apartamento do Paulo, eu passo muito tempo aqui com ele ate quando ele vai para os shows eu costumo ficar aqui no apartamento dele.

Nesse momento o Paulo estava na cozinha fazendo algo para comermos enquanto eu tomava banho, eu tomei um banho demorado e coloquei uma lingerie de renda preta e uma regata branca do Paulo. Prendi meu cabelo em um coque mal feito e fui para cozinha.

O Paulo estava terminando de por as coisas na mesa, me sentei e logo ele se sentou também depois de ter posto a mesa.

- Que horas vamos amanhã? – Perguntei servindo-me com seu macarrão ao molho branco.

- Pode ser lá pra seis horas? – Paulo

- Pode sim, mais e quanta horas que vamos ficar dentro do carro? – Alicy

- No máximo umas sete horas. – Paulo disse se sentando.

- E muito tempo, o carregador ta no seu carro né?  - Alicy

- Ta sim. - Paulo

Terminamos de comer e depois fomos para o quarto do Paulo e ficamos deitados namorando e conversando ao mesmo tempo, isso e realmente uma das coisas que eu amo no nosso relacionamento nos sempre tínhamos vários assuntos.

- Vamos ver um filme? – Alicy

- Só ligar a televisão. – Paulo

- Qual filme? – Alicy

- Bota em uma comedia qualquer ai. – Paulo

- Ta. – Alicy

Liguei a televisão e coloquei na netflix, coloquei o filme Ate que a sorte nos separe 3 e me aconcheguei nos braços do Paulo e assim acabamos dormindo.

** Dia seguinte....

Acordo com o barulho chato do despertador, me levanto e chamo o Paulo.

- Só mais um minuto. – Paulo

- Vamos logo, quanto mais cedo sairmos mais cedo chegamos. – Digo me levantando.

Vou ate o banheiro, faço minha higiene matinal, tomo um banho demorado e coloco um vestido simples e uma sapatilha marrom. Penteei meu cabelo e terminei de me arrumar. Enquanto o Paulo tomava banho eu arrumei o quarto e peguei minha bolsa com as minhas coisas.

- Vem tomar café. – Chamo o Paulo e logo ele aparece.

Tomamos nosso café da manhã e enquanto eu arrumava o que sujamos o Paulo foi colocar as malas dentro do carro.

- Vamos. - Paulo

- Borá. – Alice

Pego minha bolsa e saio do apartamento e o Paulo tranca o mesmo. Fomos para dentro do elevador.

- Vamos tirar uma foto? – Alice

- Sim. – Paulo

Nos dois nos posicionamos e eu tirei a foto.

- Me deixa ver. – Paulo diz e eu mostro para ele. – Ficou bonito.

- Também achei. – Alice

- Me manda para eu postar. – Paulo

- Eu também vou postar. – Alice

- Okay. – Paulo

Mando a foto para ele e posto no meu Instagram

*** Instagram On...

Legenda:

“Amo mais que chocolate S2”

Comentários:

Casal mais lindo S2 - @FlyerLover__”

Amu muito S2 - @Toledo_Bia”

Vão sair e nem chamam os zamigo - @CaíqueGama

“Lindos S2 - @EmyGoulart

“Super Shippo - @PaliceForever

“Não Shippo, prefiro a Mabi - @Juh_Castagnoli

Carregar mais comentários...

 Instagram Off...

 

Entramos no carro e logo nos já estávamos na estrada.

2 horas depois...

 Enquanto o Paulo dirigia, eu estava somente o encarando e fazendo carinho em seu cabelo.

- Por que me encara tanto? – Paulo

- Por que eu estou te admirando. – Alice

- Sei que eu sou lindo. – Paulo

- E convencido também. – Digo parando de fazer cafuné em seu cabelo.

- Continua, estava to bom. - Paulo

- Eu sei que o meu cafuné e bom. – Digo e volto a fazer.

- Não e melhor do que o da minha mãe mais e bom. – Paulo

- Nenhum cafuné e melhor do que o de nossas mães. – Alice

- Verdade. – Paulo

- Vamos parar pra comer? – Alice

- Já está com fome? – Paulo

- Ficar entediada me da fome. – Alice

- Na próxima parada que tiver eu paro. – Paulo

- Okay. – Paulo

Algumas horas depois...

Finalmente chegamos á casa dos pais do Paulo, não agüentava mais um minuto dentro daquele carro. Saímos do carro após o Paulo o estacionar e ele pega as malas e caminhamos até a casa, bato duas vezes na porta e quando se abre revela a minha sogra.

- Querida. – Ela disse me abraçando.

- Que saudade dona Rosa. – Digo quando nos soltamos.

- Eu também estava meu filho como você está grande. – Ela diz abraçando (apertando) o Paulo.

- Ai mãe vai com calma. – Paulo

- E saudade acumulada meu filho. – Rosangela

Entramos na casa e cumprimentamos todos e depois fomos nos instalar no quarto do Paulo.

- Que tal um banho? – Perguntou o Paulo me abraçando por trás.

- Um parece muito bom. – Digo me irando pra ele.

- Vamos? – Paulo

- Vou pegar uma roupa. – Alice

Pego um conjunto de roupa intima branca, um short jeans não muito curto e uma regata preta simples. Pegamos as toalhas e fomos tomar nosso banho e depois fomos para o quarto do Paulo. Quando saímos do quarto do Paulo (Já arrumados) fomos para cozinha onde todos nos esperavam.

- Agora que já apareceram podemos almoçar. – Diz o João

- Borá que eu to morto de fome. – Paulo

Nos sentamos a mesa e almoçamos enquanto conversávamos.

- Você vai querer participar do amigo oculto querida? – Pergunta a dona Rosangela para mim.

- Acho melhor não dona Rosa eu não conheço ninguém da família de vocês. – Alice

- Assim que e bom, para você os conhecer. – Rosangela

- Deixa para próxima. – Alice

- Okay. – Rosangela

Terminamos de almoçar e eu (Depois de muita insistência) arrumei a cozinha. Nos fomos para a varanda e ficamos lá conversando.

- Eai Ally já tem planos para 2017? – João

- Eu estava pensando em criar um blog. – Alice

- Sobre o que? – Rosangela

- Moda, e uma coisa que eu gosto. – Alice

- Adorei. – Rosangela

- Tenho certeza que vai ser um sucesso. – Diz o pai do Paulo.

- Obrigada. - Alice

- Cadê a Gio João? – Perguntou o Paulo.

- Hoje ela teve aula. – João

- Ela vem pra cá? – Rosangela

- Sim, amanhã. – João

- Eu já estou com saudade dela. – Alice

- Ela estava falando de você esses dias. – João

- Sempre lembro dela. – Alice

- Mudando de assunto como está aquela bebê que vocês são padrinhos? – Perguntou dona Rosangela

- Ela está ótima, a coisa mais fofa do mundo. – Disse o Paulo

- Mal posso esperar para ter outro bebê na família. – Rosangela

- Quem sabe mais para frente. – Disse o Paulo me abraçando (Eu estava sentada em seu colo)

- Imagina um netinho de vocês, vai ser a coisa mais fofa do mundo. – Rosangela

- Claro né se o pai for eu né. – Paulo

- Nem um pouco convencido. – Digo dando um leve tapa em sua mão.

- Ai mais ai eu tenho que concorda, o meu filho e lindo. – Disse a dona Rosangela

- Claro fui eu quem fiz. – Diz o pai do Paulo e todos rimos.

- Já descobri com quem o Paulo aprendeu a ser convencido. – Disse o João

- Não sou convencido, so digo o que minhas fãs me dizem todos os dias. – Paulo diz e eu reviro os olhos.

- Eai mãe o que vai ter pra janta? – João

- Mal acabou de almoçar e já esta pensando na janta. – Disse o pai do Paulo.

- Pai, eu estou em fase de crescimento. – João

- Você sempre diz isso, mais você continua do mesmo tamanho. – Disse o Paulo e eu e a dona Rosangela rimos.

- Isso eu tenho que concordar. – Rosangela

- Seus pais concordaram numa boa você passar o natal conosco? – Perguntou o pai do Paulo para mim.

- Sim, eles so fizeram um pouco de terror psicológico sabe? – Alice

- Entendo, eu fazia com o Paulo. – Rosangela

- Era brabo. – Paulo

- Terror psicológico sempre funcionava. – Rosangela

- Os seus sempre funcionam. –João

- Ela toca na ferida. – Paulo

- Verdade. – João

- Eu nem sou to ruim assim. – Rosangela

- So com quem não conhece. – Disse o pai do Paulo.

- Onde os meninos estão? – Paulo

- Foram brincar na casa da vizinha. – João

- Ata. – Paulo

- Que tal irmos surfar? – Paulo pergunta ao João

- To dentro. – João disse se levantando e o Paulo levantou também.

- Vai comigo? – Paulo me pergunta.

- Não querido, ela vai ficar aqui comigo para me ajudar a fazer a lista, pode ser querida? – Rosângela

- Pode sim. – Digo sorrindo para ela.

- Daqui a pouco eu volto. – Paulo disse me deu um selinho e foi embora junto com o João

- Bom meninas tenho algumas coisas para resolver mais tarde volto. – Disse o pai do Paulo se levantando

- Adorei a parte do ‘menina’. – Rosângela

- Tchau. – Ele disse

- Tchau. – Eu e a dona Rosângela dissemos juntas

Ele saiu e nos ficamos ali.

- Bom me ajuda a fazer a lista do que comprar para ceia? – Rosângela

- Claro. – Digo e nos vamos para cozinha.

- Bom ao total deve ser no máximo uns cem adultos e umas algumas crianças. – Rosângela

- Sabe mais ou menos o número de crianças? – Alice

- Não exatamente deve ser uns vinte. – Rosângela

- E bom fazer a mais para não faltar. – Alice

- Concordo. – Rosângela

Algum tempo depois...

Depois de passado umas duas horas ajudando a minha sogra fui para o quarto do Paulo tomei um banho rápido (Coloquei um vestido branco simples e soltinho), eu estava sentada na cama terminando de tirar o esmalte da minha unha quando bateram na porta do quarto.

- Posso entrar? – Perguntou minha sogra do outro lado da porta.

- Pode. – Eu digo e a mesma entra no quarto.

- Querida será que você pode dar uma olhada nos meninos para eu poder ir comprar algumas coisas para fazer a janta? – Rosângela

- Claro, onde eles estão? – Alice

- Eles estão sentados na sala. – Rosângela

- Eu vou juntar isso aqui e já desço para ficar com eles. – Alice

- Okay, obrigada querida. – Rosângela

- De nada. – Alice

- Eu já vou né, estou indo, mais não demoro. – Rosângela

Ela saiu do quarto e eu juntei as coisas que estavam espalhadas na cama. Levantei-me e calcei meu chinelo e fui para sala. Onde estavam os pequenos sentados no chão pequeno.

- Ally vem brinca com a gente. – Chamou o Enzo e eu fui ate eles.

- Como e que brinca disso? – Alice

- Assim o. – Felipe disse colocando o carrinho no chão e começou a empurrar o carrinho.

- A e assim? – Perguntei andando com o carinho.

- Sim. – Enzo

Fiquei brincando com eles por um tempo ate que a porta se abriu olhamos para lá e vimos o Paulo e o João entrando.

- Oi. – Paulo/ João

- Oi. – Eu e os meninos dissemos.

- Estão fazendo o que? – Paulo disse chegando perto de nos.

- Brincando. - Felipe

- Posso brincar também? – Paulo

- Depois de tomar banho sim. – Alice

- Já volto. – Paulo

Ele e o João subiram para tomar banho e eu voltei a brincar com os meninos.

- Que tal fazermos um lanche? – Paulo disse descendo as escadas.

- SIM. – Os meninos gritam.

Chegamos na cozinha e fizemos algumas coisas pras crianças comerem e voltamos para sala.

- Eai o que você e minha mãe fizeram? – Paulo perguntou me abraçando.

- Fizemos a lista do que comprar pra ceia e os presentes de natal de vocês. – Alice

- E o que eu vou ganhar? – Paulo

- Isso você só vai descobrir no dia. – Alice

- Vai me conta. – Paulo

- Deixa de ser curioso. – Alice

- Eu não, vai conta. – Paulo

- Não vou contar. – Alice

- Só por isso eu não conto o que os seus pais, mandaram para você. – Paulo

- Eles mandaram presente pra mim? – Alice

- Sim e esta muito bem guardado, o que as meninas e os meninos mandaram eu deixei na arvore lá no apartamento mais o que seus pais mandaram eu trousse.  – Paulo

- Me fala o que e. – Alice

- Como e que você falou mesmo? ‘Isso você so vai descobrir no dia’. – Paulo

- Deixa de ser chato. – Alice

- Não vou falar. – Paulo

- Cheguei meus queridos. – Disse a dona Rosângela entrando na casa com algumas sacolas e o Paulo foi ajudá-la. – foi fácil com os meninos querida?

- Foi sim eles são bem quietinhos. – Alice

- Não são não, você so pegou eles em um dia calmo. – Paulo

- Ata. – Alice

- Agora eu vou dar uma volta com minha linda namorada. – Paulo

- Vão lá e se divirtam. – Disse a dona Rosângela

- A senhora não vai querer ajuda? – Alice

- Não precisa querida vá se divertir. – Rosângela

- Vem. – O Paulo disse pegando minha mãe e me levando para fora da casa.

Fomos andando e conversando sobre coisas variadas e tão bom estar com ele e saber que somos abertos o bastante para conversar sobre tudo um com o outro, essa e a melhor relação que eu já tive na minha vida! Mais tarde voltamos para a casa de meus sogros, jantamos e depois fomos dormir.

Dia seguinte...

Acordei cedo e vi que o Paulo ainda estava dormindo, me levantei e fui para o banheiro, fiz minha higiene matinal e tomei um banho rápido (Coloquei um short tectel preto e uma regata branca simples). Prendi meu cabelo em um coque e fui para a cozinha, chegando lá vejo a dona Rosângela.

- Bom dia sogrinha. – Digo dando um beijo em sua bochecha.

- Bom dia querida. – Rosângela

- Cadê todos? – Alice

- Todos ainda estão dormindo, menor meu marido que foi trabalhar, o Paulo ainda está dormindo? – Rosângela

- Sim. – Alice

- Eu iria te chamar hoje para ir ao shopping comigo e com a Giovanna, nos vamos ir comprar os presentes para os meninos. – Rosângela

- Vish eu tinha ate me esquecido que inda não tinha comprado o presente do Paulo, eu vou com vocês sim, assim vocês me ajudam. – Alice

- Okay. – Rosângela

- Bom dia. – Paulo disse entrando na cozinha com sua cara de sono.

- Bom dia. – Eu e a mãe dele dissemos.

- Já acordado? – Rosângela

- Sim, eu me mexi e vi que a Ally não estava lá então eu levantei. – Paulo disse me abraçando por trás e dando um beijo em minha bochecha

- Meu deus, que carência. – Alice

- To carente mesmo, você não me da atenção. – Paulo

- Olha que mentir e feio. – Alice

- E verdade, a Ally so da atenção a minha mãe. – Paulo

- preferia que nos fossemos inimigas? – Alice

- Não. – Paulo

- Nos vamos sair hoje e os meninos são todos seus. – Rosângela

- Legal. – Paulo

- Vamos tomar café logo. – Rosângela

Tomamos nosso café da manha e depois nos arrumamos para ir sair, fui para o quarto e coloquei uma blusa de manga cumprida branca com listras pretas, uma jardineira jeans e um vans branco. Penteei meu cabelo o deixando solto e coloquei um laço vermelho nele. Passei meu perfume e fiz uma maquiagem básica e peguei minha bolsa e coloquei minhas coisas nela. Fui para sala e a Giovanna já estava lá.

- Ally! – Ela disse e veio me abraçar. – Que saudade.

- Eu também estava com saudade Gio. – Alice

- Eai como anda a vida? – Giovanna

- Corrida mais bem e a sua? – Alice

- Na mesma que a sua. – Giovanna

- Olá meninas, vamos? – disse nossa sogra descendo as escadas.

- Vamos! – Eu e a Giovanna dissemos juntos.

Fomos para o shopping e chegamos lá andamos tudo ate conseguirmos comprar as coisas para cada um, pro Paulo foi bem difícil comprar alguma coisa já que ele tem quase tudo então eu resolvi comprar um novo Hadphone já que o do celular dele esta parando de funcionar e ele nunca para pra comprar, duas camisas de sua marca favorita e um sapato (Ele tem um igual) novo já que o dele esta gasto.

Voltamos para casa e eu e o Paulo fizemos a jantas. Depois de jantarmos ficamos na sala conversando um pouco e depois fomos deitar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...