História Antes que o dia termine - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Hentai, Romance, Sasusaku
Exibições 127
Palavras 1.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Dúvida


Sasuke não parava de pensar no fato da Sakura, estar com depressão, ele tentou de todas as formas, ter algum tipo de contato com ela, mas como sempre, ela não o respondia.

O moreno suspirou, nesse exato momento, Sasuke estava sentado na varanda do seu quarto, vendo por do sol, ele e a Sakura adoravam ver o por do sol juntos, e isso trazia ainda mais lembranças da sua namorada.

O menino tombou sua cabeça para trás, e fechou os olhos, ele ainda tinha aqueles sonhos de Sakura e uma menina, que possivelmente era filha deles, ele pensou em entrar em contato com alguma amiga da Sakura, mas sabia que nenhuma delas, iriam falar com ele.

_ Eu odeio o meu pai...

Sasuke se levantou da cadeira e entrou no seu quarto novamente, o moreno se jogou na sua cama e suspirou.

Desde aquele dia Naruto não tinha ligado para ele, e muito menos tinha entrado no Skype para conversar.

_ Se você continuar assim vai acabar ficando louco. – Neji falou.

_ Eu já estou louco.

Sakura já tinha saído do hospital, e foi para a sua casa, nos últimos meses, ela estava morando com a Ino, mesmo que seus pais insistissem para que ela fosse para a casa deles.

Com o tempo Sarada ia crescendo, Sakura já havia se formado e passou a trabalhar como veterinária.

Como Ino havia se casado, Sakura passou a morar sozinha com a sua filha, a menina era linda, parecia muito com o Sasuke, e por isso Sakura sorriu de canto, por mais que ele fosse filha da puta, ela sentia saudades dele.

Já havia se passado quatro anos, e o moreno já estava para voltar, ele conseguiu se formar com excito, e estava pronto para voltar para o Japão.

Antes de voltar, ele tinha conversado com o Naruto, e descobriu que a Haruno tinha tido, uma filha.

No início ele tinha ficado puto com aquilo, mas ai se lembrou de que Naruto tinha dito que a mesma, não tinha ficado com nenhum outro cara, ou seja, tinha possibilidade de ser sua filha.

Sakura estava voltando do supermercado, quando achou Naruto na porta da sua casa, desconfiada, ela perguntou:

_ O que foi agora?

_ O teme está vindo, Sakura-chan.

_ O que?

_ Ele está voltando, para cá.

Sakura sentiu tontura ao ouvir o seu amigo falar, mas conseguiu ficar de pé.

_ E aí, não está feliz? Agora você pode voltar para ele, e...

_ Naruto quantas vezes, eu vou falar, que eu vou criar a minha filha sozinha?

_ Mas Sakura, a Sarada precisa de um pai!

_ Não precisa não, eu sei fazer os dois papeis, muito bem.

_ E falando nela, a onde ela estar?

_ Na casa dos avós, por quê?

_ Está vendo? Sempre que você sai, você a deixa na casa dos seus pais ou com a Ino, se estivesse com o Sasuke, tudo séria mais fácil.

_ Naruto, por favor, esquece, o Sasuke jamais seria um ótimo pai.

_ Tudo bem, se você diz...

Naruto foi embora, e a Haruno entrou em casa, ela guardou as suas coisas, e foi para casa dos seus pais, pegar a Sarada.

Sasuke já tinha pegado o próximo voo para o Japão, seu irmão estaria no aeroporto lhe esperando, ele já estava decidido. Assim que chegasse em Konoha, ele iria atrás da Haruno para pedir explicações.

A Haruno pensou em fugir, mas isso não iria adiantar, pois ele poderia procura-la e com certeza iria acha-la, e também os seus pais e amigos, ficariam preocupados.

Quando estava anoitecendo, recebeu uma ligação de um número estranho, e como era curiosa, ela atendeu:

_ Alô?

_ Sakura?

Ela se assustou ao ouvir aquela voz, ela estava mais grossa e bem mais rouca do que ela se lembrava, Sakura sentiu seu corpo se arrepiar ao ouvir o moreno, e depois de alguns segundos, ela respondeu:

_ O que você quer? Como conseguiu o meu número?

Ele riu ao ouvi-la, e respondeu:

_ Eu tenho os meus meios, se esqueceu Sakura.

_ Fala logo o que você, quer Sasuke.

_ Esqueceu-se do kun.

_ Tanto faz, agora fala logo, o que você quer.

_ Quero te encontrar, naquele bar que a gente ia toda sexta, as oito, não se atrase.

_ E se eu não for?

_ Eu sei onde você mora, e se você não aparecer, eu apareço ai.

_ Mas como você...

_ Eu já disse Sakura, eu tenho os meus truques, e não se atrase.

Ele desligou o telefone na cara da rosada, Sakura olhou para o relógio, e viu que marcava sete horas, ou seja, ela teria apenas uma hora para se arrumar.

Depois de arrumada, ela ligou para Ino, e explicou toda situação, por isso Ino levou a pequena para sua casa.

_ Quando eu chegar, eu a levo, okay?

_ Não precisa se incomodar Sakura, eu vou amar ficar com a minha afilhada.

_ Valeu.

Ela deu as costas e entrou no seu carro, ela tinha o comprado, depois de abrir a sua clínica veterinária.

Quando chegou ao bar, ela estacionou e saiu do mesmo, ela então viu o Uchiha também chegar, Sasuke estava maravilhosamente lindo.

Seus cabelos estavam maiores e usava uma franja, que cobria o seu rosto, que estava bem mais másculo, e mais frio, seu corpo estava grande, parecia que ele tinha passado esse tempo todo malhando.

_ Meu Deus, como um homem pode mudar tanto, em quatros anos.

Ela caminhou até a mesa que ele estava sentado, e se sentou:

_ Já era tempo, pensei que eu queria ir até a sua casa, lhe buscar, e alias você está bem mais bonita Sakura.

_ Para de enrolação, e diga logo, o que você quer?

_ Continua apressada...

_ Anda, fala logo, que eu tenho mais o que fazer.

_ Primeiro, vamos botar o papo em dia, e aí, se formou?

_ Sim.

_ Conseguiu realizar, o tal sonho, de abrir uma clinica veterinária?

_ Sim.

_ Depois que eu fui embora, você ficou com outro homem?

_Sim, e alias, eu estou casada, e meu marido vai odiar, quando chegar em casa, e não encontrar ninguém.

_ Deixa de ser mentirosa, Sakura, o Naruto me falou que depois de mim, você nunca mais teve ninguém.

Ela olhava para aquele homem, ele não parecia nada com aquele seu namorado, ele era frio, insensível, e a olhava de forma estranha.

_ Tanto faz.

_ Fiquei sabendo que você teve uma filha.

_ E dai?

_ Eu queria saber Sakura, essa menina é minha filha?

_ O que faz você, acreditar nisso?

_ O Naruto me enviou uma foto dela, e sinceramente, ela parece muito comigo, quando criança.

_ Eu não sei se você sabe, mas você Sasuke, não é o único homem moreno do mundo.

_Eu sei Sakura, mas como o Naruto tinha me dito, depois de mim, você não teve mais ninguém.

_ Quer saber? O Naruto não sabe de nada, agora tchau.

Sakura se levantou da cadeira e foi embora, deixando para trás o Uchiha e sua dúvida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...