História Antichrist - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Seungcheol "S.Coups"
Tags Igreja, Jeongcheol, Jihan, Meanie, Religião, Seventeen, Verkwan
Exibições 377
Palavras 365
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


antes tarde do que nunca

Capítulo 24 - Twenty Four


 

Com a chegada do resto do pessoal, Jeonghan e Seungcheol se distanciaram, apenas para disfarçar. Dali em diante, eles teriam de ser extremamente cuidadosos um com o outro, para que não disconfiassem do relacionamento e para não gerar boatos, que com certeza cairia nos ouvidos dos pais de Jeonghan. O Choi tinha certeza de que o primeiro que iria espalhar a novidade seria Jisoo.

O grupo ficou na pequena praça da cidade até as seis horas. Quando as crianças e os adultos foram embora para casa, era a hora de ir para a clareira. Jeonghan havia pensado que nunca mais iriam naquele lugar novamente, mas se enganara. Durante a semana, jogavam basquete no ginásio da escola. Nos domingos, entravam em um mundo completamente diferente. Um inferno na terra.

O lugar estava do mesmo jeito que antes. Jovens inconsequentes fazendo o que bem entendiam, sem seguir regras, completamente felizes e livres. Na primeira vez que estivera ali, Jeonghan se sentia desconfortável, com a sensação de que algo daria errado. Agora, ele fazia parte daquilo, se sentia a vontade com aquelas pessoas, como uma segunda família. Uma família pecadora, mas uma família.

Hansol distribuía bebidas com Mingyu, enquanto Jisoo entregava carteiras de cigarros que havia pego de seu pai. Seungcheol pegou uma, enquanto Jeonghan pegava outra.

— Espero que não tenha pego apenas para jogar fora depois — disse Seungcheol, irônico. Jeonghan riu, mesmo sem motivo.

— Não vou jogar fora, quero fumar. Só espero que meus pais não encontrem.

— Não coloque em gavetas — disse Seungkwan, acendendo um cigarro. — Eu já fiz isso, e até hoje me arrependo.

Por certa ironia do destino, em algum lugar da clareira, colocaram Green Day para tocar. Seungcheol e Jeonghan se entreolharam, e começaram a rir. Os outros não quiseram interferir, e continuaram com sua conversa animada sobre League of Legends.

— Tem algo para refletir nesta música? — perguntou Jeonghan, tragando seu cigarro.

— Acho que não. Corações perdidos não são tão filosóficos quanto Jesus — respondeu Seungcheol. — Mas sabe, queria refletir sobre uma coisa agora, só que irei precisar da sua ajuda.

Jeonghan o olhou, desconfiado. Sabia muito bem das segundas intenções que continham naquela frase, mas resolveu entrar no jogo.

— Claro, adoro ajudar meus amigos.


Notas Finais


na rodinha eu sou aqueles que fala de lol


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...