História Antidepressivos - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Bebida, Bullying, Cigarros, Colegial, Depressão, Hentai, J-hope, Jikook, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Romance, Taehyung, Vhope, Yaoi
Exibições 23
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo fresquinho pra vcs.
Espero que gostem...

Capítulo 5 - Meu Protetor


Fanfic / Fanfiction Antidepressivos - Capítulo 5 - Meu Protetor

Hoseok On

Tudo estava calmo. Calmo até demais... Mas eu sabia que era só uma questão de tempo até algo de ruim acontecer.

A aula de história estava sendo realmente um verdadeiro tédio. Eu estava quase pegando no sono e as vezes precisava dar alguns beliscões na pele alva de meus braços, deixando algumas marquinhas vermelhas.

No decorrer das duas primeiras aulas, pude ver que Kim Taheyung olhava constantemente para trás, mais precisamente para a minha direção. O que fazia minhas bochechas ficarem vermelhas constantemente e eu ter que esconder meu rosto atrás do livro didático.

Despertei-me de meus constantes pensamentos quando o sinal soou por todo o colégio, anunciando que as duas primeiras aulas já tinham terminado.

-Quero que me entreguem esse exercício na quarta-feira.-o Sr. Tanaka falou após pegar seu material e sair da sala.

Toda a sala estava eufórica. Todos diziam que a professora de química havia faltado e teríamos aula-vaga, ou diziam sobre o ocorrido de hoje mais cedo.

Claro que o colégio inteiro saberia sobre o que aconteceu entre mim, Taehyung e Nanjoom, e todos saberia sobre Taehyung: meu protetor.

Mas parece que eu não sou o único que ele já tinha defendido.

Suspirei pesadamente enquanto pegava meu livro da mochila, passando a lê-lo. 

Desliguei-me de qualquer barulho ao meu redor, focando minha atenção as palavras gravadas nas páginas brancas do livro A Menina que Roubava Livros. Acho que alguns minutos já haviam se passado quando senti alguém tocar meu ombro, assustei-me e dei um pequeno pulinho da cadeira.

-Calma.-Taehyung riu baixinho ao ver minha reação.

Minha respiração acelerou e o sangue do meu corpo se concentrou em minhas bochechas, fazendo-as ficarem vermelhas.

O loiro pegou uma cadeira e se sentou ao meu lado, olhando o livro que estava em minhas mãos. Percorri meus olhos disfarçadamente pela sala e pude ver que quase todo mundo estava nos olhando.

Abaixei minha cabeça, desejando que ele saísse logo dali.

-O que foi?-ouvi sua voz rouca me perguntar.

Seus longos e grossos dedos foi até a minha franja, retirando-a de meus olhos enquanto eu ainda mantinha minha cabeça abaixada. Senti meus músculos enrijecerem e minhas bochechas esquentarem ainda mais.

Ficamos em silêncio, nenhum dos dois ousando ou querendo quebrar aquele silêncio. Minutos se passaram enquanto eu tentava ignorar sua aproximação e e concentrar apenas em meu livro.

-É bom?-o ouvi perguntar.

Olhei para ele com uma das sobrancelhas arqueadas.

-O-O que?

-O livro.-ele explicou.-É bom?

Assenti lentamente com a cabeça.

-Você não é de falar muito, não é?

Olhei dentro de seus olhos negros, vendo que os mesmos continham um estranho brilho.

-Onde fica na hora do intervalo?-ele pergunta, colocando suas mãos atrás da cabeça.

Demorei um pouco para responder.

-E-Eu fico em uma mesa afastada ou na biblioteca...

-Não gosta de ficar perto das outras pessoas?

Neguei lentamente com a cabeça.

-Ei!-ele chamou minha atenção.-Quer ir na festa de um amigo meu comigo?

Ele estava me convidando pra sair? Eu mal conheço esse cara...

-Nós mal nos conhecemos.-digo.

-E?

-Você pode ser um assassino...

Vejo-o sorrir. Um sorriso pequeno e divertido.

-Tem sempre uma possibilidade.-diz.-Não gosta de se arriscar.

Penso. Quase nunca tinha me arriscado em minha vida inteira, mas sempre que me surgia uma oportunidade de me jogar no mundo, eu me jogava sem me preocupar com as consequências.

Voltei minha atenção ao livro, ignorando-o.

O ouvi rir nauseado., senti seus dedos tocarem minha nuca, acariciando meus fios castanhos-arroxeados. Prendi minha respiração, semicerrando os olhos. 

-Por que me ajudou?-pergunto antes de impedir que as palavras saíssem de minha boca.

-Odeio quando as pessoas tiram vantagem das outras pessoas e se achem as donas do mundo.-ele responde quase que imediatamente, semicerrando os olhos.

Assento com a cabeça, voltando meus olhos para os demais alunos daquela sala. Eles ainda nos observavam...

Senti um gosto amargo em minha boca e abaixei meu olhar rapidamente.

Assustei-me ao ouvir o sinal soar, anunciando o término da primeira aula.

-Vamos conversar mais no intervalo.-Taehyung diz, levantando-se e voltando para o seu lugar enquanto a professora de geografia entrava dentro da sala.

[...]

Largo a lapiseira quando ouço o sinal tocar, anunciando o término da segunda aula de inglês e o começo do intervalo. Suspirei pesadamente e retirei meu óculos de grau, colocando-o em cima da mesa.

Pego meu celular juntamente com meu dinheiro e saio da sala, indo a passos rápidos até o refeitório. Entrei na fila e coloquei os fones de ouvido, aumentando o volume da música Milk and Cookies da Melanie Martinez.

Comprei um pequeno pacotinho de marshmallow recheado e andei calmamente até a única mesa afastada das outras, sentando-me em uma das cadeiras de plástico branco.

Percorria meus olhos castanhos pelo refeitório procurando por um ser de cabelos tingidos de loiro e olhos negros. Nem sei porque estava fazendo aquilo, ele provavelmente só queria me iludir e me machucar como todos os outros... Era sempre assim.

Sai dos meus pensamentos quando vi Nanjoom entrar no refeitório junto com o platinado e o moreno. Seus olhos negros e opacos me fitarem por um longo tempo, fazendo um arrepio percorrer todo o meu corpo.

-Terra chamando Hoseok!-Taehyung estalava seus dedos em minha frente, despertando-me de meu "transe".

-O-Oi...?-olhei para ele, retirando minha franja de meus olhos.

-Tá' tudo bem?-ele pergunta, dando uma mordida no salgado que estava em suas mãos.

-S-Sim...-digo, parando de fitar sua boca.

Céus! Como seus lábios são lindos.

Taehyung se senta ao meu lado enquanto passa a ponta de sua língua nos lábios. Sinto todos os pelos de meu corpo se arrepiarem e meu coração acelerar.

-Quer?-ele me estende a lata de Coca-Cola.

Assento timidamente com a cabeça, pegando a latinha de alumínio. Nossos dedos se encostam e eu reprimo um gritinho.

Sugo o refrigerante pelo canudinho enquanto percorríamos nossos olhares pelo refeitório todo, observando as pessoas.

Principalmente Nanjoom e sua turminha...

-Vamos?-o maior me pergunta, levantando-se da cadeira.

-Aonde?-pergunto, olhando para o loiro.

-A biblioteca.

Dei de ombros e me levantei, seguindo-o até o corredor.

 

 

 


 

 


Notas Finais


O que acharam??? Até o próximo capítulo...
Beijos de hortelã<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...