História Ao entardecer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Jellal Fernandes
Tags Amor, Erza, Erza Scarlet, Fairy Tail, Jellal, Jellal Fernandes, Josei, Romance, Shoujo
Exibições 96
Palavras 848
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Josei, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, meus querido leitores, a quanto tempo ? Vim apenas trazer uma pequena historia, espero que vocês gostem. Boa leitura :3

Capítulo 1 - Capitulo único


Fanfic / Fanfiction Ao entardecer - Capítulo 1 - Capitulo único

De alguma forma Erza sabia que Jellal estava a esperando, e assim seguia para o apartamento do rapaz. Era um prédio largo, com várias portas e andares, em um condomínio a beira mar. A Ruiva conhecia muito bem aquele lugar, que cheirava a brisa fresca, pois também morava naquele prédio, em um apartamento andares anteriores. Ela apenas subia as inúmeras escadas, andava calmamente para seu encontro. Antes de bater na porta, Jellal abriu a mesma e á puxou para dentro, e antes mesmo de fechar já estava se beijando e pressionando a garota contra a parede, era um beijo doce? Violento? Ela não conseguia distinguir, apenas continuava se envolvendo como sempre fazia. Subitamente em um piscar de olhos ela só estava com roupas íntimas e o que parecia uma sala, agora era um quarto de tom neutro, ela estava em frente a um espelho e no seu corpo havia inúmeras marcas roxas de chupões. As marcas se concentravam principalmente no pescoço, nos seios e na barriga. Jellal não estava no quarto, Erza olhava para tudo a sua procura, e sem encontrá-lo saiu andando por um enorme corredor, ela andava sem destino, procurando-o por todos os cômodos, até chegar ao banheiro.

Dentro do banheiro havia pétalas de rosas azuis que formavam um caminho até uma enorme banheira, a ruiva sorria olhando para tudo aquilo enquanto seu coração palpitava de emoção, de repente o garoto estava a abraçando por trás, seus braços eram fortes, calorosos e aconchegantes. Ele sussurrou algo e depois lambeu a orelha da garota, fazendo todo o seu corpo estremecer. Gentilmente ele retirou o sutiã e a colocou em seus braços, e entraram na banheira. Eles continuavam a se beijar, ela arranhava suas costas, deixando marcas extremamente vermelhas e enquanto ele apertava partes do seu corpo. Erza estava sentada em seu colo, e podia sentir seu membro ficando ereto. A cada beijo, tudo se tornava mais caloroso e envolvente. Jellal chupava os seios e pressionava a cintura da ruiva contra seu corpo, fazendo faltava ar, provocando falhas na respiração de ambos, mas nenhum reclamava, apenas gostava de estar ali.

Eles permaneceram naquela banheira um tempo, os carinhos trocados se tornavam mais intensos a cada instante, e o rapaz já não aguentava mais de tanto desejo, olhar para o corpo daquela garota de fartos seios e curvas esculturais o deixam com grande excitação. Jellal a levantou e saindo do banheiro, a conduziu até o quarto. Ele a colocou sobre a cama, os lençóis rapidamente se encontravam molhados por conta dos corpos, porém nenhum dos dois ligava, seus corpos continuavam aquecidos com o calor do desejo um pelo outro. Já não restava nenhuma peça de roupa em seus corpos e em um movimento brusco ele jogou o corpo de Erza para baixo, e ficando por cima da garota, sorriu maliciosamente enquanto introduzia seu membro.

Ela sentia dor, mas era algo prazeroso, que arrancava as palavras e o fôlego de sua garganta. Eram inúmeros movimentos de vai-e-vem que deixavam seus corpos cada vez mais sedentos de prazer. Ele era gentil, porém ao mesmo tempo não, gostava de pirraçar, gostava de morder forte partes do corpo da ruiva, puxar seus cabelos de leve, e faze lá implorar pelo seu corpo, por mais prazer. Aquele sexo era viciante e tentador, e como uma droga, ela só queria ele. Em algum momento, as posições mudaram e ela estava de quatro para ele, que aumentava a força de penetração cada vez mais, emitindo gemidos. Jellal puxava o quadril da garota contra o seu corpo com força, deixando-a presa. Erza não sabia por quanto tempo estavam ali, ela estava ficando exausta, quando algo começou a escorrer de dentro de se, e naquele momento ambos caíram deitados na cama. O garoto a abraçava, e levemente distribuía beijos pelo seu corpo, seus corpos estavam suados, mas não conseguiam se desgrudar, e juntos dormiram depois daquele cansativo momento.

 Erza acordou com o cheiro do mar entrado pela janela, ela levantou, e seguiu para a varanda do quarto, era tarde da madrugada, tudo estava calmo, e o único som que podia se escutar era das ondas do mar. Jellal acordou um pouco depois e olhando para as curvas da garota iluminadas pela luz da lua, sentia seu coração palpitar. Ele amava aquela garota, e não entendia o porquê demorou tanto para perceber. Ele levantou-se e seguiu em direção à ruiva e a abraçou por trás, tornando aquele momento extremamente feliz para os dois. Ela se virou e o beijou, e depois olhando no fundo dos olhos do rapaz falou o quanto o amava. Ele sorria, mas era perceptível as lágrimas em seus olhos, ela então gentilmente levantou nas pontas dos pés e beijou a lágrima que escorria em sua bochecha, e naquele instante ele a abraçou mas forte.

Eles voltaram para a cama e dormiram. No outro dia Erza pegou suas roupas e foi para seu apartamento, porém tudo continuava feliz, pois no fim da tarde ela seguia novamente para o apartamento de Jellal, o qual a esperava como se cada dia fosse o ultimo que pudessem ficar juntos.


Notas Finais


Gostaram? sim? não ? Então não deixem de comentarem o que acharam. Obrigada, até a próxima. Beijos ;** <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...