História Ao Passado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Akatsuki, Boruto, Naruto, Passado
Exibições 167
Palavras 1.126
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Estou repostando !!!

Capítulo 1 - Prologo


 

“Cale a boca, idiota! Quem você pensa que é?”

“Alguem superior a você”

“Não me faça rir”

 

É. Realmente. Meus dias de paz nessa casa acabaram definitivamente.

- Mas que droga! – Resmungo, enfiando o travesseiro em minha cara.

 Era sempre assim, Himawari sempre tinha motivos para discutir com Issa, quando saiam a missões. Poderia dizer que minha irmã era quem provocava a briga? Poderia. Mas Issa também não era flor que se cheire. Acho que depois que Hima começara a treinar com meu avô nos Hyugas, o ego dela cresceu, bastante! Bom, mas como ela diz: Eu posso.

 

“Fazer rir? Por quê? Contar a verdade?”

“Não... Agora cale a boca, imunda!”

 

Para duas garotas de doze anos, elas conseguem parecer um pouco agressivas.

Derrotado, me levanto. Acho que com Issa aqui em casa, não poderei dormir. Mas tudo bem. É só sábado afinal! Quem eu quero enganar? Mas antes de descer e encarar aquelas duas feras, preciso me trocar.

Pois é Boruto, você acaba de fazer quatorze anos, conseguiu passar no exame chunin, mais seu time e tem uma irmã um tanto bipolar que tem o triplo da sua força, ou mais.

Saio do meu quarto, e acabo de perceber que os gritos estão mais altos. Ainda da tempo de voltar a dormir? Acho que não.

Eu, realmente, não sei o que touchan tem na cabeça! O time Mirai é composto por: Aburame Shinichi, Inuzuka Issa e Uzumaki Himawari.

Um grupo de duas meninas e um menino, não deveria ser tão complicado, afinal, isso é o que mais habita em Suna. Mas colocar minha irmã e issa juntas? Isso é cumulo da burrice. Perdoa-me papai, mas Issa e Hima se odeiam, e eu sei que você as colocou no mesmo time para ver se elas se interagem melhor, mas acho que isso nunca acontecerá. Issa carrega com sigo um gato e um cachorro, ambos medianos. Himawari é alérgica a gatos.

- Porque brigam essa hora? – Pergunto, descendo a escada. Felizmente, ou infelizmente, as duas param de brigar e começam a prestar atenção em mim. Consigo ver Shinichi, que solta um suspiro de alivio ao notar que as duas finalmente havia calado a boca. 

- Essa idiota vem a minha casa e acha que tem o direito de me xingar! – Himawari estava indignada.

Issa revirou os olhos. Essas duas não tem jeito!

- Tudo bem... Eu acho que vocês estão se precipitando. E outra: Vocês não têm uma missão? – Pergunto. Eles assentiram, saindo logo após, menos Mawari que ficara para pegar uma maçã na geladeira.

Suspiro, sentando-me no sofá. Olho em no relógio que ficara na parede. Era tarde, meu pai está no escritório do Hokage e minha mãe em uma missão, ou no clã Hyuga. Meu celular apita, revelando uma mensagem de Sarada. O que será que ela quer?

“Uzumaki! Você está acordado? Se sim, venha ao campo onde treinamos.”

 

Tudo o que eu mais queria em um sábado, era descansar. Mas ou uma mini Uzumaki ou uma Uchiha sempre atrapalham isso. Fazer o que? É melhor eu ir...

Uma das coisas que eu mais me orgulho nessa vida é ser treinado por Sasuke Uchiha. Claro, ele não é um homem de mostrar muitas expressões faciais, mas é um bom homem... E padrinho!

O caminho da casa de minha casa até a casa Uchiha não era longe. Se for andando, demoraria apenas trinta minutos. Mas eu estou indo para o campo de treinamento, então tenho menos dez minutos. Ao caminho do campo, posso ver o grupo de três genins e seu sensei. Era o time de minha irmã, e, como sempre, ela discutia com Issa. Sigo em frente, para não precisar ouvir mais gritos vindos das duas meninas.

Não demoro a poder notar uma cabeleira negra e outra platinada. Mitsuki e Sarada não trocavam muitas palavras, como sempre, mesmo se dando muito bem. Aproximo-me da dupla que estava sentada abaixo de uma arvore.

- Não demorou. – Informou Sarada, levantando-se.

- Nunca demoro. – Digo, sentando em uma pedra que havia por lá.

Sarada revira os olhos, divertida, em resposta.

- Aposto que estava dormindo e sua irmã o acordou aos gritos, pois discutia com a parceira de time. – Como ela sabia disso?

Um sorriso convencido se forma em seus lábios.

- Como você...?

- Acabamos encontrando Himawari-chan no caminho e ela nos contou o acontecimento, ainda gritando com a parceira de time. – Mitsuki explicou.

Bom, agora tudo faz sentido. Já estava confirmando minhas suspeitas de Sarada ser uma bruxa.

- Mas me digam: O que queriam falar? – Pergunto, soltando um bocejo.

- Seu pai pediu para irmos à sala do Hokage...

- Que tal: Hey, Bolt! Vá à sala do Hogake e não ao campo de treinamento!

Sarada rir sem graça. Mas eu estava falando a verdade.

- Viemos aqui porque Aburame-sensei também gostaria de falar conosco, e como a academia é mais perto... – Explicou Sarada, seguindo em direção à academia.

Era incrível o estado da academia. Meus pais guardavam varias fotos de seus tempos na academia, e pensar que ela evoluiu bastante para chegar onde está... Isso me surpreende.

Passamos por inúmeras salas, até chegarmos a nossa querida classe. Shino-sensei se encontrava a sala, mas o que me surpreendeu não foi ver que meus colegas estavam lá, mas sim como meu pai e o rokudaime.

- Oi? – Pergunto, adentrando a sala, junto a Sarada e Mitsuki, ambos confusos.

- Nanadaimesama, não íamos encontrá-lo em seu escritório? – Perguntara Sarada, estranhando meu pai está na academia.

- Sim, mas ouve algumas mudanças. Sente-se. – Pediu, com um sorriso. Aquilo estava estranho, muito estranho.

Nós nos sentamos ao lado do time de Shikadai, que parecia bastante cansado.

- Os chamamos aqui porque temos uma missão a vocês sete. – Informou o rokudaime, se pondo a frente da mesa.

- Que tipo de missão? – Perguntou Metal Lee, curioso.

Isso está cada vez mais complicado.

- Uma missão bastante importante para a vila. Um pergaminho bastante importante foi roubado hoje cedo, precisamos que vocês o recuperem e que tenha o máximo de cuidado possível.  – Explicou Shino-sensei.

- Se é assim mandem um jounin oras! – Resmungou Inojin, que parecia estar de mau humor.

- Sim, Inojin, poderíamos mandar um Jounin mais capacitado que você, mas quero que vocês provem que são capazes disso. – Inojin assustou-se ao ouvir a resposta que meu pai dera a ele, pois acreditava que o mesmo não havia ouvido.

Todos caíram na gargalhada na hora, menos os três anciões claro. Isso resultou em um Inojin corado, de vergonha.

- Aceitam? – Tou-chan perguntou.

- Eu aceito! – Respondera Sarada, fazendo os outros tomarem “coregem” para aceitar ta missão e Shikadai apenas murmurar um “Eu mereço... Vou morrer” soltando um bocejo após a frase.

Pois é, essa vai ser uma missão bastante complicada. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...