História Ao Seu Dispor - Yoonmin (ABO) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Chimchim, Jimin, Min Yoongi, Romance, Suga, Yoomin, Yoongi
Visualizações 704
Palavras 2.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura. <3

Capítulo 28 - Piquenique PT. I


Fanfic / Fanfiction Ao Seu Dispor - Yoonmin (ABO) - Capítulo 28 - Piquenique PT. I

Quando cheguei em casa Taehyung estava discutindo com alguém no telefone, aparentemente com seu pai. Os dois nunca tiveram uma relação muito boa pois o filho sempre foi um ômega solto e independente, principalmente em suas escolhas. O velho Kim queria que o moreno fizesse medicina pra que pudesse melhorar a condição da família, mas não era exatamente o que Tae queria. Ele queria viver o próprio sonho, mesmo que não fosse algo de grande importância, ele queria seguir o próprio caminho com as próprias escolhas. Desde então o relacionamento com seu pai só piorou quando ele saiu de casa para morar comigo e começou a fazer faculdade de canto.

Entro no apartamento e entro na cozinha ainda podendo ouvir os gritos de irritação do mais novo na sala. Procuro por algo para comer na geladeira, mas acabo apenas bebendo água. Fecho a porta da mesma, ando até a sala e sento-me no sofá enquanto observava o moreno. Minutos depois de mais "gritaria" ao telefone, ele desliga e quase joga seu celular na parede, mas a razão falou mais alto. Ele joga seu telefone no tapete de veludo e deita-se no chão exausto, logo suspira alto e pesaroso.

-O que foi dessa vez, Tae ? - Pergunto preocupado.

-O meu pai insiste em querer tomar conta da minha faculdade, mesmo não sendo o curso que ele queria. - Ele fala ainda deitado e revirando os olhos.

-Como assim ?

-Alguém mandou para ele minhas notas recentes da faculdade, Jimin. - Ele fala irritado. - O que me irrita não é nem o fato dele ligar para minhas notas, e sim porque quer mandar em tudo que faço ! - Ele soca o vento.

-Mas ele é seu pai. - Digo receoso.

-Meu pai ? - Ele se levanta do chão e me olha enojado. - Ele sempre foi meu pai, mas nunca agiu como um, e não vai ser agora que vou deixar ele agir como tal.

-Qual é, ele está se esforçando.

-Não, ele não está, te garanto.

-Se você diz... - Digo baixo, me levanto do sofá e vou em direção ao meu quarto. Quando eu ia fechar a porta, o mais novo se pronuncia novamente.

-Minnie, seu alfa ligou. - Ele fala e congelo na porta do meu quarto, logo sentindo meu corpo esquentar.

-Ligou ? - Digo andando rápido de volta à sala, logo tendo a vista dele afirmando com a cabeça e sorrindo largamente. - Ele não é meu alfa !

-Ah tá, vou fingir que acredito. - Reviro os olhos. - Ele falou para quando você chegasse, ligasse para ele.

O agradeço e corro de volta para meu quarto às pressas para pôr meu telefone para carregar. Poucos minutos depois meu celular ligar, e vejo que tenho duas ligações perdidas do presidente, três desconhecidas, e sete de minha mãe. - Ok, agora minha mãe me mata de vez. - Ligo primeiro para minha mãe, porque chamada perdida de mãe não dá em coisa boa. Chama, chama, mas nada dela atender. - Deve estar dormindo, afinal já é bem tarde da noite. - Cancelo a ligação, e ligo para o Min. No momento que começou a chamar, em questão de segundos o cinzento atende.

-Finalmente me ligou, achei que tivesse acontecido alguma coisa com você no caminho. - Ele fala e sorrio amarelo.

-Não, estou bem. - Digo feliz. - O que queria falar comigo ?

-Estava pensando em realizarmos aquele piquenique neste sábado, o que acha ?

-Claro ! - Digo em um tom normal, mas por dentro morrendo de felicidade.

-Ótimo, te busco às 15:00.

-Okay.

-Quero um abraço seu neste exato momento pra que todo meu cansaço fosse embora. - Engulo em seco abro a boca, mas a fecho novamente. - Estou com saudades.

-E-Eu... também. - Digo nervoso.

-Matarei essa saudade de todo o tempo afastados que passamos amanhã.

-Mas eu estava trabalhando com você até quase agora. - Rio sem graça.

-Hoje não foi o suficiente. Não quero só levar-te pra cama, pequeno, mas também passar meu tempo livre com você. - Me levar pra cama ? Tarado.

-Que... fofo ? - Digo confuso e o mais velho ri alto do outro lado da linha.

-Vá dormir, deve estar cansado.

-Nem tanto, mais provável você estar cansado.

-Não estou, bom, um pouco, mas não é pra tanto, são anos de noites em claro. Estou meio que acostumado.

-Não importa, vá dormir. - Digo mandão.

-Pensa que manda em mim, é ? - Rio alto. - Amanhã mostrarei-lhe novamente quem manda na relação.

-Relação ?

-Não, deixa pra lá. Durma, amanhã passaremos o dia juntos. - Ele fala mudando de assunto.

-Okay, mas só vou se você disser que vai dormir também. - Digo teimoso.

-Tá bom... eu vou dormir. Boa noite, bons sonhos. - Ele fala carinhoso.

-Boa noite, Yoongie. - Ele ri, faz um barulho de beijo e logo encerra a ligação. - Depois dessa chamada qualquer um teria uma boa noite de sono, alfa bobão.

 

 

(...)

 

 

São 14:54 da tarde marcando em meu relógio de pulso, e nada do Tae estar pronto. Ah sim, Tae ? O convidei para ir hoje de manhã ao piquenique conosco. Só tem um porém... - Por favor não me mate, leitor. - o Min não sabe. Não imagino sua cara de indignação ao ver meu melhor amigo com seu melhor amigo, mas será divertido.

 

 

Flashback On - 11:43

-Mas que saco, Jungkook ! - O ômega falava novamente ao telefone irritado. - Como assim sua ficha naquele restaurante está suja ?! - Ele passa alguns segundos calado, e logo volta a falar. - Embriaguez, de novo ?! Aish ! - Ele desliga na frente do alfa. - Esse idiota !

Ando até a sala que nem noite passada e pergunto-lhe o que havia acontecido. É meus amigos, Jungkook bebe, e não é pouco. Sua "ficha" no tal restaurante, que Taehyung havia feito reservas, estava suja pela quarta vez. O alfa foi ameaçado pelo dono que se houvesse uma quinta vez ele chamaria a polícia, coisa que é até compreensível, o dongsaeng bêbado consegue ser mais irritante do que já é.

-Tae, irei a um piquenique com alguém, você e Jungkook não querem ir ?

-Claro, mas não vai ser incômodo ?

-Não. - Falo simplista fazendo o mais novo arregalar os olhos.

-Ok então. - Ele sorri quadrado.

Flashback Off

 

 

Então foi assim que o convidei, sou bem trouxa não é ? Eu sei. Assim como prometido, o alfa chegou em frente ao meu prédio às exatas 15:00, e nada de Taehyung estar pronto. Corri até seu quarto agoniado, logo tendo vista de uma cama completamente bagunçada.

-O que diabos está fazendo ?!

-Procurando uma roupa. - Ele fala simplista, me fazendo pulsar uma veia.

-Você está procurando roupa para ir à um parque fazer piquenique ? - Digo debochado e ele concorda. - Deixe disso, estamos atrasados ! Venha.

O puxo pelo braço, logo o levando para fora do apartamento e descendo as escadas com ele. Quando chego perto do carro preto, o presidente abaixo o vidro do carro já me olhando indignado e de sobrancelhas arqueadas. Pouco depois um barulho de moto estaciona atrás do carro preto. O cinzento olha para trás, e logo começa a observar Taehyung andar até a moto do alfa mais novo. Quando os dois saíram à alta velocidade o mais velho volta a olhar para mim, em seguida abaixa seu óculos escuro para me olhar "melhor".

-Por favor, me diga que eles não vão.

-Uh, desculpa. - Digo envergonhado.

-Você é muito estraga prazer. - Ele revira os olhos. - Entra. - Faz sinal com a cabeça e logo entro no carro preto que quem dirigia, por incrível que pareça, dessa vez, era o Min. Ele dirige até um parque fora do meu bairro e em poucos minutos chegamos no lugar. Saímos do carro e ele anda até a mala para tirar as coisas para o piquenique. Ele retira tudo do carro e andamos até o campus movimentado e cheio de casais, já tendo vista de um garoto de cabelos vermelhos escuros e um moreno claro sentados em uma toalha quadriculada vermelha escura. - É óbvio que são eles.

-Eles estão alí. - Digo e aponto para que o mais velho olhasse.

-Acha mesmo que sentaremos perto deles ? - O olho confuso. - Claro que não. - Ele me puxa pelo braço e me leva até uma árvore mais afastada do movimento do campus. - Aqui está perfeito. - Ele tira uma toalha verde chamativo da sexta e logo pede para que me sentasse. Ele retira tudo de dentro da sexta e senta-se escorado na árvore. - Senta no meu colo.

-Oi ?! - Pergunto assustado com seu pedido repentino.

-Senta entre minhas pernas. - Ele abre as mesmas e bate no grande espaço que continha no meio de suas pernas. Obedeço e me sento desconfortavelmente entre ele, mas de repente ele entrelaça minha cintura com seus braço e me puxa para mais perto, me fazendo sentir, assim, as batidas do seu coração e o calor do seu corpo em minhas costas. Em seguida ele me abraça por trás e apoia seu queixo em meu ombro, então comecei a sentir sua respiração próxima ao pescoço. - Como eu precisava disso. - Ele fala e suspira.

Sorrio de canto e me aconchego em seu peitoral. Passamos alguns segundos na mesma posição até então decidirmos comer. Ele pega a cesta e tira morango, Nutella, sanduíches, e uma partilha de hortelã. - Claro que ele traria algo com o cheiro dele, né Jimin. - Ele pega um morango, mela na Nutella e me dá na boca, logo mordo um pedaço. O restante ele come e lambe seus dedos enquanto me olhava nos olhos me deixando nervoso.

-Sua boca está suja de chocolate. - Passo a mão no canto da boca. - Não, aí não. - Passo as costas da mão do outro lado da boca. - Não, espera, vou te mostrar onde é. - Ele se aproxima e sinto meu coração a mil. Ele aproxima seu rosto do meu e logo lambe meu lábio de cima. - Era aí. - Ele fala e saboreia o chocolate.

-Você adora me provocar, né ? - Digo tímido.

-É minha especialidade. - Logo ele pisca pra mim. - Gostei da sua iniciativa de ontem, quero ver se faz de novo hoje. - Ele sorri amarelo.

-Tenho coragem o suficiente. - Digo confiante fazendo o alfa rir alto, logo faço uma careta para ele.

Passamos mais alguns minutos brincando, conversando, apreciando a companhia um do outro, e acabou que Min caiu no sono. Mas ele estava tão lindo que resolvi não acordá-lo. Estava tudo perfeito, até... até ouvir passos de grama amassada se aproximar de nós. Dois anônimos - O raio do sol estava atrapalhando minha visão. -  se aproximaram de nós, até um dele se pronunciar.

-Finalmente o casal está se entendendo ! - O primeiro fala rindo.

-Verdade ! - O outro falo rindo mais ainda.

Um dos dois se agachou logo me dando a vista de cabelos avermelhados e um sorriso de coelho aparecer em minha visão, logo me deixando aliviado. O alfa e o ômega se sentam conosco e começam a fazer barulhos insuportáveis com suas risadas e brincadeiras idiotas, logo acordando o mais velho.

-Céus, vocês parecem duas hienas morrendo ! - O presidente fala irritado. Em seguida ele me olha e é como se todo seu mau-humor houvesse sumido. De água, para o vinho. - Espero que esteja gostando. - Logo ele me dá um beijo na bochecha me fazendo corar e sorrir largamente.

De repente escuto novamente mais barulhos de grama sendo amassada, e mais dois indivíduos se aproximarem. - Cabelos roxos.

-Estão em um piquenique e nem nos convidaram, não é ? - O beta moreno fala ao lado do alfa de cabelos roxos. - Estou magoado. - Ele põe a mão direito no coração fazendo o de roxo rir.

-Como sabiam que estávamos aqui ? - Jungkook fala curioso.

-Havíamos marcado piquenique já fazem alguns dias. - Namjoon fala.

-Sentem com a gente. - Min fala sério, mas animado.

Como é bom todos estarem reunidos, bom, claro que faltou mais um, mas se não faz bem a alguns daqui, então acredito que não vaila a pena. As últimas uma hora e meia se resumiu em puro divertido, loucuras e besteiras feita por cada um dali. Claro que mais da parte de Jungkook, mas isso não importa. Yoongi era o que menos falava, mas quando falava era a coisa mais engraçada do mundo. Todos passavam minutos e muitos minutos rindo apenas das piadas ou algo relacionado com o que estávamos conversando.

De repente, pela terceira vez no dia, escuto novamente passos se aproximarem de nós. Mas não eram passos calmos, eram passos nervosos, passos de alguém que estava fervendo de raiva ou que queria acabar com a grama ? Talvez. E então vejo três indivíduos se aproximarem de nós seis. - Rosa, laranja e loiro. Ótimo. - O de rosa para na minha frente juntamente do ruivo, enquanto o loiro parava em frente ao presidente, que rapidamente levantou-se da grama e começou a encarar os três.

-Saia da minha frente Min ! - O rosa fala. - Este garoto só atrapalha nosso relacionamento !

-Seu relacionamento ?! - O ruivo fala. - Uma ova !

-Olá, Jimin. - O loiro fala acenando para mim enquanto sorria amarelo.

Min empurra Jackson que me olhava da cabeças aos pés e permaneceu em frente ao ômega ruivo e o beta rosa. - Não ousem olhar para ele, ou irão sofrer as consequências. - O cinzento ameaça irritado.

-E quais as consequências ? - O rosa se pronuncia. - Esse ômega fraquinho vai me bater, é isso ? - Ele fala debochado e rindo.

-Não, nós iremos te bater. - Namjoon fala se levantando juntamente dos outros três. Logo anda à minha frente e encara Jackson nos olhos, Jungkook encarava o rosa, enquanto o Min encarava o ruivo.

-Ui, que medo. - Jackson brinca, mas logo volta a ficar sério.

-Vocês não fazem nada. - Hoseok fala.

-Quer provar pra ver ? - Min fala irritado e logo o ômega engole em seco.

Jin, Taehyung e eu nos mantíamos calados apenas vendo a situação crítica que poderia se tornar aquelas ameaças. Decido então me pronunciar.

-Parem com isso ! - Me meto no meio dos seis que encaravam um ao outro.

-Cala a boca ! - O rosa fala e puxa meu cabelo.

Min parte pra cima do de rosa, logo caindo em cima dele na grama, enquanto Hoseok se preparava pra me derrubar, mas Namjoon o empurra. Jackson veio em minha direção e me puxou pelo braço, mas Jungkook taca-lhe um soco na cara logo fazendo o loiro cair na grama. Olho ao redor e meu Deus, estavam todos se matando e apenas eu, Tae e Jin estávamos observando a grande confusão. - Céus.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ! :)
Comentem. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...