História Ao Seu Dispor (ABO){Incesto} - Capítulo 63


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Monsta X
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Seungri, Suga, T.O.P, Taeyang, V
Tags Long Fanfic | Multi Shipp |
Visualizações 290
Palavras 4.909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Fluffy, Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 63 - Professor


- Não Jungkook! - Falei o encarando.

- Por que não Jimin? - Jungkook me encara.

- Já basta Yoongi envolvido nisso, é pro seu bem Kook - falei.

- Concordo, e quando você querer largar tudo e ter uma vida normal, você não vai conseguir, talvez eu me arrependa por ter entrado, mas pensa bem Jungkook - Yoongi diz.

- Eu quero, appa já está no meu pé pra arrumar um emprego - ele diz.

- Então só por isso quer virar um traficante? Não é assim que as coisas funcionam Jungkook, e se, o appa descobrir? Ele vai te quebrar inteiro - falei.

- E não vai ser só eu, vai ser você por namorar um traficante internacional - ele me olha irônico.

- Appa não teria coragem de me bater - me sentei no colo do Yoongi de costas pra ele, então ele colocou o queixo no meu ombro cheirando o meu pescoço.

- Eu acho que se ele soubesse não seria só ele que iria te bater, Jin também faria isso - Jungkook rio.

- Omma? Ai Jungkook da licença! Omma nunca me bateria, ele é um amorzinho, diferente do appa que é todo bipolar, está feliz e depois está puto - arfei.

- Seu omma é um amorzinho? Se ameaçar o namorado do filho daquele jeito é ser um amorzinho imagina se não fosse - Yoongi ri.

Eu virei meu rosto o encarando.

- Ele não sabia que eu tinha voltado com você! E sim ele é um amorzinho, ele que tranquilizou e convenceu o appa de me deixar ficar com você - falei o encarando.

- Nossa calma -Yoongi me beija.- Você cita o seu appa como se ele fosse um monstro.

- Ele se transformou em um quando mandou Jungkook embora, mas fiquei muito feliz quando Jungkook voltou e ele se acalmou - falei.

Yoongi passou os braços em volta da minha cintura e deu selar rápido no meu pescoço.

- Jooheon volta hoje - ele diz.

Me virei por completo caindo do seu colo.

- Mentira...- falei.

- Sim é sério, e ele vai trazer uma coisa que eu pedi pra ele comprar pra você já que eu tive que voltar antes...- Yoongi sorri.

- O que é? - perguntei animado.

- Supresa baby, não é alto muito caro mas -

- Você sabe que o preço não importa, né? - o interrompi.

- Ah, esqueci que você não é o Kwan - ele suspirou.

- Kwan? - Jungkook pergunta.

- Meu ex, só pensava em dinheiro, ele ficava fora o dia inteiro, e passava semanas na casa do omma dele, depois voltava e gastava todo o meu dinheiro. Quando eu comecei a tocar no assunto de terminar ele engravidou, e não foi minha culpa! Ele engravidou porque quis! Nós não usamos camisinha mas ele tomava a pílula do dia seguinte, mas então ele não tomou. E achou que iria me segurar com filho...-ele riu.- Quem me garante que aquela criança é minha...

- Que filho da puta - Jungkook diz.

- E eu acabei me estressando muito e acabei batendo nele, os meus dias só ficavam melhores e mais calmos quando eu via Jimin, o que aconteceia com "pouca frequência".

- Imagino, vocês ainda tem contato? - Jungkook pergunta.

- Ontem ele me ligou, já perguntando de pensão, assumir o filho, perguntando quem era a vadia que já estava comigo, dizendo que sentia minha falta - Yoongi diz.

- Sentindo a sua falta? - encarei quase gritando com Yoongi.

- É, ele falou coisas do tipo mas eu logo desliguei, não precisa ficar com ciúmes - Yoongi diz.

- Não precisa ficar com ciúmes o caralho - revirei os olhos

Yoongi ON

Escutamos alguém andando no corredor, Jimin encarou a porta e a mesma se abriu com Jooheon entrando. Jimin abriu um sorriso enorme e se levantou o abraçando. Jooheon retribuiu o abraço dando um selar longo na sua bochecha.

- Estava com tanta saudade assim de mim? - Jooheon pergunta.

Jimin assentiu sem largar dele. Depois de um tempo ambos se soltaram.

- Achei que iria morar lá - Jimin se senta na cama.

- Deus me livre, onde eu estava teve uma briga de cafetões deu uma confusão do caralho, não estava mais aguentando - Jooheon diz olhando Jimin.

- Oi pra você também - o encarei.

- Oi Yoongi -ele riu.- Trouxe aquilo que você me pediu.

- Trouxe? As três? - perguntei.

- Sim -ele se jogou na cama.- Eu estou... exausto.

- Jooheon este é Jungkook, Jungkook este é Jooheon - falei olhando os dois.

- Já ouvi muito sobre você - Jooheon diz.

- Também já escutei sobre você - Jungkook diz.

Os dois sorriram para Jimin.

- Bom... eu vou buscar as coisas - falei saindo.

Voltei com o presente do Jimin e as minhas armas.

- Comprou as balas? - perguntei olhando Jooheon.

- Armas? - Jungkook pergunta.

- É -joguei uma e ele pegou.- Essa é bonita.

Sorri.

- Comprei, mas deu poucas, as balas lá são caras de mais - Jooheon diz.

Subi da na cama e entreguei uma caixinha para Jimin. Ele pegou e briu, ele abriu um sorriso enorme e me olhou.

- É linda Yoongi - ele diz pegando a correntinha.

- É de prata italiana, o pingente é um olho grego, eu vi muitas pessoas usando coisas com esse olho grego, eu fui procurar o significado. Ele é um talismã contra a inveja e um símbolo da sorte e funciona contra energias negativas também - sorri o olhando.

- Sério? Achei que era só uma moda de lá usar coisas com isso - Jooheon diz.

- Obrigado - Jimin me abraça.

Retribui o abraço, peguei a correntinha e coloquei nele. Ele me deu um selar de longa duração.

- Eu vou ir dormir, estou muito cansado, Boa transa -Jooheon se levanta e anda até a porta.- Ah Jimin, ficou mais fofo de cabelo rosa.

Jooheon diz e Jimim sorrio.

- Obrigado - Jimin diz.

Olhamos Jungkook que olhava as três armas.

- Você... tem mais dessas? - ele me olha.

- Sim, com essas tenho 30 - falei.

- Você tem 30 armas na sua casa? - ele pergunta.

- Sim, eu que sou traficante não posso bobear, tenho que andar armado - arfei.

- E se a polícia bater aqui? Você vai preso por ter tantas armas - Jungkook diz.

- Na verdade não, eu tenho porte legal de armas, iria dar merda se eles viessem aqui e tivesse alguma encomenda não entregada - falei ascendendo um cigarro.

- Encomenda não entregada? Drogas? - Jungkook pergunta.

- Isso - falei.

- Então você não trafica, você só entrega - ele diz.

- Também, eu comecei só entregando, depois comecei a vender que no caso é traficar, e agora eu faço os dois - me encostei da cabeceira.

Jungkook me olhou tipo "hum... interessante" e eu ri.

*1 semana depois*

Jimin ON

- Por que está tão estranho? - Chang pergunta.

- É que semana que vem...

- Diz - Mihun me olha.

- Os alfas dele vão o marcar - Tae responde por mim.

- O QUE? VOCÊ VAI SER MARCADO? - Chang grita.

- Jimin você só tem 15 anos - Mihun diz.

- Eu sei... mas eu quero ser marcado por eles, eu amo os dois - falei.

- Ah você ama... Eu te amo deixa eu te marcar também - Mihun diz.

- Não é assim - falei.

- Então como é? - ele me encara.

- Você me ama como um alfa ama um ômega, e eu te amo como um amigo ama o outro, entende? E sabe, eu já tenho eles, foi estranho fazer os dois aceitarem um ao outro, você não pode chegar assim - falei.

- Deveria estar feliz, e não com essa cara então - Mihun diz.

- Eu estou feliz, mas eu quero transar já faz uma semana! Estou sedento há uma semana e uns dias! Você sabe o que é isso? Você ir todo sedento pra eles e eles te negarem, eles ficam duros mas não me fodem! -falei nervoso.- E é por isso que eu estou assim! Só o cheiro de vocês...

- Nossa, estou quase há um mês sem transar e estou de boa - Shownu diz.

- Mas eu tenho relações sexuais frequentementes, ficar esse tempo com vontade tendo dois alfas ali que podem te satisfazer mas eles não fazem nada. Então eu venho pra escola e aqui o que mais tem é alfa - me debrucei sobre a mesa de cabeça baixa.

- Eu já teria te fodido, tenho certeza que não iria aguentar - Taehyung diz enquanto comia.

Virei um pouco a minha cabeça o olhando.

- Acho que todos já teriam feito isso, é o mais óbvio a se fazer quando se tem um Jimin sedento na sua cama querendo que você o foda - Shownu diz.

- Teria como vocês não falarem de mim como se eu fosse um objeto sexual? Eu estou aqui sabia? - falei olhando eles.

- Não estamos falando de você como se fosse um objeto sexual, só o que... faríamos com você - Chang diz me olhando.

- Podem crer, eu estou excitado - falei de cabeça baixa.

Escutei eles rirem.

- Qual é graça? - encarei eles.

- Que você está excitado na escola, lembra do pornô escolar? - Hoseok me olha rindo.

- Idiota - falei rindo.

- Será que eles deixariam você ao menos... chupar eles? - Jongdae pergunta.

- Não, nada que envolva o membro deles e eu está valendo, a gente só se beija - falei passando as mãos sobre o rosto.

- E você vai ficar mais uma semana assim? - Jongin pergunta.

- É pra ser, mas se eu não morrer antes ou comprar um vibrador - falei rindo.

- Um vibrador, mais de R$30,00, eu R$00,00 - Jongin diz.

- Um vibrar não é trair os meus namorados, você sim, e... você não vibra - falei o olhando.

- Eu posso vibrar o quanto você quiser baby - Jongin me olha malicioso.

Chang e Mihun reviraram os olhos.

- Acho que não sou o único sedento aqui - falei rindo.

- Não... não mesmo -Wonho responde.- Até o professor de ciências está...

Ele diz quando ele passou por nós. O professor parou e se virou.

- Me chamaram? - ele nos olha.

- Viu? - Wonho falou baixo.

Eu dei um riso alto enquanto todos estavam em silêncio.

- Qual é graça Jimin? - ele se aproxima de mim.

- N-Nada - falei quando ele parou em pé na minha frente.

- Nada? Eu escutei você rir! Do que estava rindo? - ele se curva ficando com o rosto próximo ao meu.

Engoli seco ficando em silêncio.

- É bom que não seja nada mesmo! Espero que não fiquei rindo na minha aula, não quero ter que chamar os seus pais! - ele diz firme.

Sabe quando você está sedento e aparece um alfa assim?

- Ok - falei o olhando.

- OK O QUE? - ele usa a voz me alfa e eu soltei um gemido assustado.

- O-Ok professor - falei quase gemendo.

- Não te ensinaram como se trata um aluno? - Shownu pergunta.

- Não, por que? Você que vai me ensinar como tratar... um aluno? - o professor encara Shownu.

- Sim, eu vou ensinar sim - Shownu se levanta.

Chang o puxou fazendo ele se sentar.

Eu não sei se ficava assustado ou com medo do professor, ele estava muito irritado.

- Ótimo -ele volta a postura normal.- Até a próxima aula.

Ele encara um por um e saí, o silêncio tomou conta de nós por uns 2 minutos.

- Que filho da puta! - Jongin soltou.

- Jimin, você está bem? - Tae pergunta.

Assenti de cabeça baixa, ele passou um dos braços em volta da minha cintura me abraçando de lado.

- Ele estava muito pacífico esses últimos dias - Mihun diz mostrando irritação.

- Ele que se foda - falei nervoso.

*quebra de tempo*

Saí da escola já vendo o carro do Yoongi parado ali na frente.

- Tchau - Mihun beijou a minha bochecha.

E assim se repetiu com Chang, Mihun, Jongin, etc...

Andei até o carro, abri a porta e entrei. Yoongi começou a me beijar, e o beijo sempre ia a diante.

Autora ON

O professor passou por um carro muito bonito então ele não deixou de olhar, mas quando olhou pelos vidros viu Jimin, o seu aluno que ele havia "brigado" no recreio aos beijos com um alfa dentro desse carro. E tinha mais um alfa no banco de trás, ele disse algo e Jimin e Yoongi se separaram.

Jimin voltou a posição normal olhando para o lado de fora e já de primeira viu o professor olhando para ele, o alfa ao seu lado olhou o professor também e ele não parecia muito feliz, Jimin sorriu irônico e mostrou o dedo do meio para o professor. O professor apenas deu um riso irônico e continuo andando.

Jimin ON

Dei uma revirada de olho básica.

- Quem era? - Jooheon pergunta.

- Meu professor - arfei.

*quebra de tempo*

Havíamos entrado no quarto e eu o puxei começando a beijá-lo. O puxei pra cima de mim mas ele se afastou.

- Não Jimin, não podemos - ele diz.

- Por favor, eu não quero ter que aguentar mais um semana sem vocês - falei manhoso.

- Você vai aguentar -ele me dá um selar demorado.- Eu sei que vai.

- Por que duas semanas? Não vai acontecer nada se transamos Yoongi, eu sei que você quer - falei o olhando.

- Sim eu quero! Mas não é só chegar e te marcar, no momento que um alfa marca um ômega, o ômega fica muito fraco, e geralmente ele desmaia ou vai parar no hospital. E pra isso não acontecer, você tem que estar em um estado alto de prazer, e isso vai acontecer se você ficar um bom tempo sem transar, porque vai ficar mais intenso. E se tem casos de ômegas que vão parar no hospital por serem marcados por um alfa, imagina por dois então - ele diz me olhando.

Arfei derrotado.

- E eu não quero te levar para o hospital, quero acordar e ter você do meu lado - ele sela nossos lábios.

Assenti iniciando um beijo. Eu tentei tirar a camisa dele mas ele não deixou, aaaaaaaaaa.

*quebra de tempo*

Estava na casa do Mihun, havia passado um dia que eu havia ido na casa do Yoongi. Mihun havia comprado um novo vídeo game e uns jogos novos, então ele me chamou pra jogar.

Nisso Choi e Bonhwa chegaram.

- Ah, oi Jimin - Bonhwa diz com um sorriso cansado.

- Oi - sorri para ele.

- Mihun, eu vou dormir, me acorda em 2 horas - Bonhwa diz.

Mihun assentiu então Bonhwa e Choi subiram as escadas juntos.

- Você está com o cheiro forte... sabia? - ele diz enquanto jogava.

- Não...- falei concentrado.

- Quando é o seu cio? - ele pausa o jogo e me olha.

- Não sei, espero que não chegue tão cedo -arfei.- Vamos jogar.

Voltamos a jogar, quando ele deu uma leve distraída eu o derrotei.

- Você é muito ruim! Agora não pode mais botar a culpa no controle - falei rindo.

- A culpa é sua que estava me distraindo - ele me olha.

- Ata, a culpa é sempre minha... aceita que eu sou melhor que você - falei.

- Ta, ta... você é melhor - ele sorri.

- Eu sabia - falei vitorioso.

Hoje eu dormiria na casa dele, então ficamos jogando até de madrugada. Mihun havia acordado Bonhwa que saiu deixando Choi tomando conta de nós.

- Como vai o seu namoro? - ele pergunta me entregando um copo de refrigerante.

- Está ótimo - sorri pegando o copo.

- Que bom - ele sentou do meu lado.

- Não... não finja que isso está sendo bom pra você - o encarei.

- Pois é, não está sendo nada bom, o ômega que eu gosto voltou a namorar, e agora vai ser marcado... Está tudo péssimo - ele arfou.

- Desculpa - falei bebendo.

- Acho que desculpas não vai resolver nada, eu só preciso começar a aceitar que você não gosta de mim - ele diz.

- Não fale como se eu te odiasse e não me importasse com você - falei sério.

- Tudo bem Jimin, eu vou superar - ele diz.

- Para de drama - falei rindo.

- Não é drama, é tristeza, imagina se você amasse o Yoongi e o Jungkook mas eles não pertencessem á você. Então eles terminam com os seus ômegas e vocês transam, ah cara, foi muito bom, e depois vocês transam de novo. E você começa a querer aquilo todo dia, mas então eles voltam com os seus ômegas e agora vão marcar esses ômegas. Você estaria feliz? - ele pergunta.

Neguei.

- Então, Jimin olha todas as coisas que já passamos juntos, não acha que seríamos um casal lindo? Nossos pais dês de que éramos pequenos diziam que no futuro nós iríamos pertencer um ao outro, não acha que eles estão certos? Olha pra mim... eu já mexi com os seus sentimentos? - ele pergunta me olhando.

- Quando éramos pequenos eu gostava de você e -

- Não Jimin, estou dizendo de agora! Dês do momento que a gente se reencontrou na sua casa, você sentiu algo por mim? Eu balancei os seus sentimentos? - ele pergunta.

- Por que quer saber? Justamente agora? - perguntei confuso.

- Responde a minha pergunta - ele diz me olhando.

- Eu senti sim... você voltou tão do nada e você era o mesmo idiota de sempre -ri.- Eu tinha saudades de você, então acabou que o sentimento voltou junto com você, mas -

Parei de falar quando vi ele se aproximando, ele me olhava com um pequeno sorriso nos lábios, quando senti sua respiração contra o meus lábios eu virei o rosto rapidamente fechando os olhos, e nessa fechada de olhos eu vi Choi nos olhando. Abri novamente meus olhos com Mihun já longe de mim.

- Achei que namorasse...- Choi andou até nós dois com uma xícara em mãos, ele ainda vestia a roupa social.

- E eu namoro - falei sério encarando Mihun.

- Não é o que parece - Choi diz me olhando.

- Nem sempre o que parece ser é! - o olhei.

- Sei disso, mas tem exceções - ele diz ainda me olhando.

Me levantei.

- Acho que vou embora - falei olhando Mihun.

- Não! -Choi diz.- São 4 horas da manhã, não quero ser o culpado se você sair por aquela porta e acontecer alguma coisa com você.

- Não vai acontecer nada - me curvei pegando meu celular que estava sobre a mesinha de centro.

Quando eu fui andar ele me segurou pelo braço.

- Eu já disse que você não vai - ele me encara.

- Appa - Mihun se levanta.

- Só estou... cuidando de você, está sobre minha supervisão - Choi diz me olhando e depois me solta.

O que havia acontecido agora?

Ele saiu indo pra cozinha então Mihun me puxou pro quarto, eu me sentei na cama dele processando aquela pira que o Choi havia tido.

- Desculpa pelo meu appa - Mihun diz.

Será que o que omma e Bonhwa disseram era verdade?

- T-Tudo bem - engoli seco.

- Vai dormir agora? - ele se aproxima.

- Sim... já está tarde...- disse sem olhar para ele.

- Ok, eu já volto - ele saiu do quarto fechando a porta.

●●●

Estava tentando dormir então Mihun entrou no quarto, ele se deitou e me olhou.

- Me desculpa por aquilo, eu sei que você namora mas eu te amo muit -

O calei com um beijo, na bochecha. Ele me abraçou e eu me ajeitei nos seus braços.

- Eu queria muito roubar um beijo seu, é sério - ele ri.

- Nem pense nisso - fechei os olhos.

- Então para de ser tão atraente, inteligente, bonito, legal, fofo, irritadinho e provocante. Então eu perco a vontade de roubar um beijo seu - escutei ele dizer.

- Você sabe que eu namoro Mihun, eu já te disse isso...- abri os olhos o observando.

- Eu sei, mas eu não aceito que não seja comigo - ele sorri de lado.

- Mas vai precisar aceitar, mesmo sendo difícil, eu estou feliz com eles, e você é só o meu amigo que... quer me pegar - falei.

- Eu não quero só te pegar, quero você só pra mim - ele da um beijo na minha testa.

- Você vai me beijar inteiro mas não a minha boca né? - falei rindo.

- Sim, porque eu não posso, na boca é só os seus alfas - ele ri.

- Isso é estranho Mihun - falei rindo.

- Sim, é estranho você namorar e estar na cama de outro alfa abraçado nele como namorados, e esse alfa querer muito te beijar mas não poder porque ele é só o seu amigo... Estranho não? - ele diz.

- Não, porque eu te considero um irmão - sorri.

- Você transa com o seu irmão? Ah... sim você transa com ele - ele ri.

Eu ri.

- É tão bom ser seu "irmão" - ele diz dando um selar no meu pescoço.

- Não faz isso..- engoli seco.

- Ta - ele riu maléfico.

- Seu appa estava tão estranho - falei encostando minha cabeça no seu peitoral.

- Pois é, meu omma saiu em um horário estranho, appa está estranho também - ele diz.

- Acha que eles brigaram? - perguntei respirando fundo inalando o seu cheiro.

- Acho que não, eles não são de brigar, deve ser algo no trabalho - ele diz.

Fiquei em silêncio enquanto sentia o cheiro do Mihun, que é muito bom.

- Ele te machucou quando te segurou? - ele pergunta.

Neguei.

- Ele não usou tanta força - o olhei.

- Está me dizendo que ele usou força? - Mihun me encara.

- Tipo isso, mas não foi tanto ao ponto de me machucar - bocejei.

- Está com sono? - ele pergunta me observando.

- Sim... boa noite Mihun - dei um selar na sua testa.

- Boa noite, Jimin - ele diz dando um selar nos meus fios.

*outro dia*

Acordei com Mihun me chamando.

- Me deixa dormir mais um pouco - falei com a cara no travesseiro.

- Já estamos atrasados - senti ele por uma das mãos nas minhas costas.

Eu estava sem camisa? SIM EU ESTAVA SEM CAMISA.

Me sentei rapidamente olhando meu corpo, eu vestia apenas uma boxer. Olhei Mihun confuso.

- Nem me olha assim, você que tirou sozinho - ele diz me olhando.

- Como sabe? - puxei a coberta tapando meu corpo.

- Eu acordei com você resmungando e tirando a roupa, eu perguntei se tinha acontecido alguma coisa e você só disse que era mais confortável. Você ia tirar a boxer mas eu não deixei, depois você subiu em mim e ficou ali agarrado em mim, depois dormimos. E não precisa fingir que eu nunca vi esse corpo - ele ri puxando a coberta.

- Sim você já viu, mas não precisa ver mais - puxei a coberta.

- Por que? Acha que vou tentar alguma coisa? - ele pergunta.

- Mihun... você sempre tenta - falei e ele riu.

- Fazer o que? Eu acordei com Park Jimin semi nu na minha cama, me faz tentar querer algo - ele diz malicioso.

- Você é estranho, você é muito... estranho! As vezes eu tenho medo de que você tente me estuprar - falei sério.

- Credo Jimin! Eu nunca faria isso! Até perdi o tesão - ele se encosta na cabeceira.

- Tesão? Você acabou de acordar! - falei.

- Você estava com tesão na escola, enquanto estava sentando com vários alfas - ele me olha.

- Mas não é tão errado quanto acordar e já ficar com tesão! - falei.

- Você está quase sem roupa! - ele diz.

- Quando você vê sua omma quase sem roupa, você sente tesão? - o encarei.

- Não! Ele é meu omma! E olha, é diferente -ele diz.

- Eu nunca mais venho na sua casa sozinho - me levantei começando a me vestir.

- Está colocando a culpa em mim? Eu não tenho culpa por me sentir atraído por você - ele diz sentado na cama me olhando enquanto eu me vestia.

- Ah sim "Jimin vem aqui em casa jogar, aproveita e dorme aqui que depois eu te levo pro meu quarto e nós transamos" - falei vestindo a minha camisa.

- Você acha que eu só penso em sexo né? - ele se levanta.

- Mihun, todos os alfas só pensam em sexo. Está difícil de encontrar um amigo que não queira te foder, acho que só tenho o Hoseok, Jongdae, Tae e Kihyun com quem eu possa sentar e conversar que eles não vão tentar me beijar - falei sério.

- Você pode sentar e conversar comigo, e -

- Não Mihun! Você sempre tenta algo, você me ama e eu te amo como amigo, e você precisa entender que eu estou em um relacionado. Eu posso vir na sua casa jogar, te abraçar, dormir com você, trocar carícias, coisas assim, mas você sabe que eu namoro e que eu amo eles. Eu só queria um... amigo - falei segurando o choro.

Ele engoliu seco e quando viu que eu iria chorar ele me abraçou.

- Eu prometo não tentar nada... não chora, por favor - ele diz me abraçando.

Sabe quando você só quer alguém que você possa contar e ter como amigo? Mas essa pessoa não entende e fica tentando ter algo com você, mas você só quer ter um amigo em quem confiar...

- Jimin, me desculpa mesmo - ele me olha.

Eu só assenti retribuindo o abraço.

●●●

Estávamos indo pra escola, havíamos deletado o que havia acontecido, já estávamos 20 minutos atrasados, Choi e Bonhwa haviam ido trabalhar então não nos levaram pra escola. Estávamos no corredor da escola, parei na porta da minha sala, Mihun beijou minha bochecha.

- Boa aula - ele sorri.

- Pra você também, até o recreio - falei.

- Até - ele diz saindo.

Entrei na sala e todos ficaram em silêncio.

- Motivo do atraso? - a professora me encara.

- Acordei tarde - falei e todos me olharam.

- Você não mora há 15 minutos da escola - ela diz.

- Eu não estava em casa, estava na casa do Mihun, e ele mora longe da escola então...- falei.

- HUUUMMMM NA CASA DO MIHUN - Shownu e Wonho gritam lá do fundo.

- Pode se sentar, não quero mais atraso. E se for ir na casa do seu namoradinho, experimenta sair mais cedo - ela diz.

- Ele não é o meu namoradinho! E o atraso aconteceu porque acordamos muito tarde - falei me sentando.

- Acordou tarde porque foi dormir tarde...- Shownu diz.

- Sim! Fui dormir às 4, algum problema? - perguntei.

- Não, nenhum problema gracinha - ele ri e eu revirei os olhos retirando o meu material da mochila.

●●●

Saí para o recreio de mãos dadas com o Tae, Kihyun disse que tinha umas coisas pra resolver na diretoria e já vinha, me sentei nas mesas com o Tae.

- Está com fome? - ele pergunta.

- Não, e você? - perguntei.

- Não também - ele diz.

Nisso os meninos (Hoseok, Jongdae, Jongin e Mihun) sentaram conosco.

E depois os outros meninos (Shownu, Chang e Wonho) sentaram ali também. E logo Kihyun também.

- Como foi na casa do Mihun? - Wonho me olha malicioso e Chang bufa.

- Foi ótimo -falei e ele riu.- Falando em ótimo, ontem eu mostrei o dedo do meio pro professor de ciências.

- Sério? Quando? - Chang pergunta.

- Quando eu estava no carro do Yoongi, ele estava passando e me viu, e eu ainda estava com raiva dele e mostrei o dedo - falei.

- Está fodido, a última aula é dele - Wonho diz.

- Hoje tem aula dele? Está de brincadeira - o olhei.

- Hoje a nossa penúltima aula é dele - Hosoek diz e Jongdae confirma.

- Ele sempre fica puto com a nossa sala, então ele vai chegar puto na sala de vocês - Jongin diz e eles confirmam.

- Eu me fodi, né? - olhei eles.

- Sim, mas ele não pode fazer nada com você - Kihyun diz.

- O que ele faria? - Tae pergunta.

- Sei lá, tirar satisfação comigo? - falei.

- É bem capaz, ele foi tirar satisfação com você porque você apenas riu - Mihun diz.

- Sinto meu cu sendo arrombado - passei as mãos sobre o rosto e ele riram.

- Literalmente? - Jongin pergunta rindo.

- Deus me livre - falei rindo.

●●●

Tocou o sinal pra última aula, o professor entrou e foi tudo até tranquilo, até o sinal tocar, guardei tudo, só havia eu ele e o Kyugsoo na sala. Kyugsoo saiu mas quando eu fui sair ele fechou a porta, me virei o olhando.

- Por que está me provocando? - ele se aproxima.

Engoli seco dando alguns passos para trás, até sentir a parede gelada contra o meu corpo.

- E-Eu não estou fazendo nada - falei.

- Fez sim, riu ontem chamando a minha atenção, mostrou o dedo, e hoje, ficou com aquele lápis na boca... Ah Jimin, achei que não gostasse de ômegas que ficam com professores - ele diz se aproximando.

Eu fui rápido abrir a porta mas ele me segurou.

- M-Me solta! - falei.

- Não! Vai fazer o que? - ele me encosta na parede.

- E-Eu vou gritar - falei com medo.

- Seus alfas não vão escutar - ele diz começando a me beijar.

Eu comecei a empurrar ele enquanto ele me beijava a força, nisso ele colocou a mão sobre a minha boca começando a abaixar a minha saia. Com uma mão eu não deixava ele tirar a minha saia e com a outra tentava tirar sua mão da minha boca. Ele pressionou o meu corpo contra parede e eu comecei a chorar desesperado, eu queria gritar mas eu não conseguia, e ele puxava a minha saia e tentava tirar a minha roupa.

- Vamos Jimin... colabora, eu sei que você quer... - ele diz no meu ouvido.

Eu chorava desesperado, então ele desistiu de tirar a minha saia e começou a abrir a minha camisa. E ele conseguiu.

- Porra você é muito gostoso - ele diz começando a beijar o meu pescoço.

Comecei o empurrar com toda a minha força, comecei a arranhar o mesmo e ele começou a abrir o cinto da calça.

- Não chora, com o tempo vai ser prazeroso - ele morde os lábios me olhando.

Ele voltou a me beijar, senti suas mãos apalparem a minha bunda com certa força, aquilo era horrível, eu não conseguia me defender, só queria que alguém chegasse e fizesse ele parar.

Continua...


Notas Finais


desculpa os erros, eu fiquei muito anciosa para postar então acabei não corrigindo
chama no kakao: taevils


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...