História Ao Seu Lado - Capítulo 48


Escrita por: ~

Exibições 106
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 48 - Pra sempre com você Capítulo 2


_ Diretora: Quem decide isso sou eu, professor Enéias.

 _ Professor: Claro, diretora. Só dei a minha opinião.

 _ Diretora: A sua opinião não me importa. Contenha -se na sua insignificância.

 _ Professor: Claro que sim. Perdão.

 _ Diretora: Primeiro dia de aula e vocês já estão aprontando? Esses adolescentes..._ Ela os analisou_ Qual é o seu nome, garota?_ Ela apontou para Fernanda.

 _ Fê: Fernanda. 

 _ Diretora: Fernanda de que?

 _ Fê: Concon.

 _ Diretora: Ah sim._ Analisou os registros_ Transferida de outra cidade. Diz aqui na sua ficha que já teve duas suspensões e já perdeu muita aula quando foi atrás da sua amiga que fugiu com o namorado... Belo histórico...

 _ Fê: Tenho orgulho dele. São poucos que conseguem isso sem serem expulsos.

 _ Diretora: E então, Fernanda Concon, o que você aprontou?

 _ Professor: Então, diretora, essa garota...

 _ Diretora: Acho que se esqueceu de mim nessas férias, Enéias. Já mandei você se conter na sua insignificância. Eu quero falar com a garota. E então, Fernanda... O que fez?

 _ Então, diretora, se a senhora der uma olhadinha no meu histórico, verá que as minhas notas em Matemática e na introdução de Física e Química que eu tive foram excelentes. Tenho muita facilidade com as exatas e em decorar as humanas. Agora Português, eu não consigo aprender. Então, para não incomodar nem o professor nem os meus colegas, eu acho melhor dormir.

 _ Diretora: E acha isso certo?

 _ Fê: É o que eu posso fazer. Eu tento prestar atenção, mas fico com vontade de conversar. Para no ter tentação, eu durmo.

 _ Diretora: E o que você fez para que o seu professor te trouxesse para cá?

 _ Fê: Ele se incomodou com o meu sono. Essa é a única explicação.

 _ Professor: Isso é mentira!

 _ Fê: Então me explique o que foi porque eu não entendi. Eu durmo nas aulas de português desde que me entendo por gente e nunca fui mandada para fora de sala por isso.

 _ Professor: Eu me preocupo que todos os meus alunos estejam prestando atenção nas aulas para que tenham um bom resultado em um vestibular.

 _ Fê: Se se preocupasse tanto, não estaria interrompendo a sua aula por assuntos bobos.

 _ Diretora: Isso é verdade, Enéias. Fernanda, você vai receber uma advertência só para que os seus pais saibam da situação. Não entra no histórico.

 _ Fê: Beleza. Eles já sabem mesmo.

 _ Diretora: Pelo que vejo aqui no seu registro, você não vai tão mal em Português. O que acontece?

 _ Fê: Não sei. Acho que é uma força maior que me ajuda durante as provas._ Ela esticou a mão e Ana fez com ela o toque das duas.

 _ Diretora: Agora, vejamos o que esses dois estão fazendo aqui... Você, baixinha_ Ela apontou para Ana.

 _ Ana: Sim senhora.

 _ Diretora: Qual o seu nome?

 _ Ana: Ana Vitória Zimmermann.

 _ Diretora: Como se escreve?

 _ Ana: Me permite ir aí escrever?

 _ Diretora: Sim. Venha. Digite para mim, por favor._ Ana digitou.

 _ Aqui está._ Apontou para seu nome na tela.

 _ Diretora: Obrigada. Você é muito simpática. 

 _ Ana: A senhora que é._ O professor tossiu ironicamente.

 _ Diretora: Algum problema, Enéias?

 _ Professor: Nenhum, senhora.

 _ Diretora: Melhor. Bem, pelo que vejo aqui, a Ana Vitória é uma aluna exemplar, apesar de alguns problemas com Matemática e Física, mas que melhoraram no fim do ano passado. Nenhuma suspensão, porém teve que fazer aulas extras porque fugiu com o namorado. Não se envergonha disso?

 _ Ana: Sinceramente, diretora, não. Graças a essa minha fuga, ajudei meu pai a apagar uma mágoa que ele tinha a anos.

 _ Diretora: Seus pais não brigaram com você?

 _ Ana: A princípio sim, mas depois, meu pai queria me levar para longe daqui. Eu não aceitei, pulei do carro em movimento, fui atropelada e fiquei em estado gravíssimo no hospital. Nesse tempo, ele descobriu algo que finalmente o deixou em paz.

 _ Diretora: Que bonito. Eu realmente simpatizei com você.

 _ Ana: Fico feliz.

 _ Diretora: Então, Ana Vitória, o que você fez?

 _ Ana: Para começar, diretora eu gostaria de dizer que fui acusada injustamente. 

 _ Diretora: Por quê?

 _ Ana: Quando o professor falou que traria a Fê... Digo, a Fernanda para a sala da senhora, alguém, que eu juro que não sei quem foi, gritou "a bruxa". O professor se virou para mim e me mandou vir para cá também.

 _ Diretora: O que te fez achar que a aluna Ana Vitória era a responsável pelo grito?

 _ Professor: Uma excelente aluna que estava sentada ao lado da Ana Vitória me disse que havia sido ela.

 _ Diretora: E o senhor, um professor com anos de carreira, se deixou influenciar por uma adolescente?

 _ Professor: Perdão senhora, mas a aluna é extremamente correta.

 _ Ana: Mesmo os mais corretos, as vezes se enganam.

 _ Diretora: Sábia.

 _ Professor: Perdão, diretora.

 _ Diretora: Depois resolveremos o seu problema, Ana Vitória.

 _ Ana: Sim, senhora.

 _ Diretora: E você, garoto...

 _ Gu: Sou Gustavo Daneluz.

 _ Diretora: É... Uma suspensão no seu histórico. Fugiu com a namorada também?_ Gu e Ana se olharam_ Ah, sim, entendo...

 Assim  que Gu acabou de contar seu lado da história, a diretora quis averiguar com Cinthia o que havia acontecido.

 _ Diretora: Cinthia...

 _ Cinthia: Sim, diretora.

 _ Diretora: O que levou a senhorita a acusar a aluna Ana Vitória?

 _ Cinthia: Eu escutei ela falando.

 _ Ana: Isso é mentira!

 _ Cinthia: Tenho certeza que foi ela.

 _ Xx: Eu não tenho tenta certeza assim.

 _ Diretora: E quem é você?

 _ Xx: Meu nome é Júlia.

 _ Diretora: Você sabe quem falou?

 _ Júlia: Foi a Cinthia.

 _ Diretora: Tem certeza?

 _ Júlia: Absoluta.

 _ Raissa: Eu também ouvi. Sem falar que hoje mais cedo, antes do começo da aula, a Cinthia falou que o apelido da senhora é bruxa.

 _ Diretora: Cinthia! Venha até a minha sala! Gustavo e Fernanda também.

 Os três foram para a sala da diretora. Fernanda e Gu voltaram sorridentes.

 _ Ana: O que você recebeu, amor?

 _ Gu: Advertência por ter faltado com respeito ao professor, mas com uma anotação me parabenizando por ter te defendido.

 _ Ana: Que lindo, amor. E a Cinthia?

 _ Fê: Foi tanta advertência que só não virou ocorrência porque ela tem um ótimo histórico e é o primeiro dia de aula. Mas a próxima gracinha dela e vai dar ruim._ Fê riu.

 _ Cinthia: Ri mesmo, Fernanda. Quem ri por último...

 _ Fê: É retardado.

 _ Cinthia: Vocês me pagam. E principalmente você, Ana Vitória. Você vai me conhecer...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...