História Ao seu lado. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Arlequina9, Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu, Romance
Visualizações 264
Palavras 1.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Helloooo!!
Acho que estou dentro do prazo de postagem então está ai um novo capitulo só pra vocês.
Eu queria explicar que em todos os meus capitulos vocês vão ver uma parte engraçada porque eu adoro!!
Tenho uma coisa SUPER importante pra anunciar... (pausa dramatica)
ESSA HISTORIA ESTÁ COM 100 FAVORITOS!!!
OMG eu nunca achei que iria chegar a tanto (To até chorando aqui). Mais bom já comemorei então vamos lá!
Obrigada a todos vocês que acompanham essa fic, isso signifca muito pra mim.

Capítulo 4 - Perda de sanidade.


Fanfic / Fanfiction Ao seu lado. - Capítulo 4 - Perda de sanidade.

    Autora –

     Todos olhavam o gato que terminara de lhes dar noticia, poderia até não ser a por que poderiam receber nesse meio tempo, mais estava perto...

     Afinal se Natsu encontrasse quem fez isso com Lucy ele certamente cometeria um assassinato.

 

 - O que disse?! – Erza esbraveja se levantando da cadeira com tudo, a ponto de derruba-la. - Aquele idiota, eu disse para não agir sozinho! – Olha para Wendy lhe causando calafrios. – Wendy!

 - S-sim! – Se levanta ficando de prontidão, com medo do próximo passo do furacão escarlate.

 - Siga o cheiro do Natsu! –Olha para todos se levantando e se aprontando. – E sem falhas!

 - Entendido!

 - Erza... – Happy a chama e ergue o papel em mãos. – E isso?

 - Tsc. – A ruiva estala a língua ao perceber que esqueceu algo importante como aquilo. – Deixe com Mira, vamos ver melhor quando voltarmos, temos mais o que fazer agora. Estamos partindo! – Avisa para seu time que respondem na mesma intensidade...

 - Sim!

 

    Um pouco ao longe – Mesma hora –

     Natsu para no meio do caminho e olha para os dois lados, fecha os olhos e se mantém imóvel. O lugar era deserto e fora da cidade, foi uma boa escolha dividir o cheiro em dois...

 - Por aqui! – Exclamou indo para a direita e voltando a correr. Mais do nada o mesmo para e olha para trás. – Quem está ai?

     E nada.

 - Será minha imaginação? – Murmura voltando a correr, mais algo lhe vem a mente. – Rosas...

 

    Outro lugar –

 - Estamos perto? – Erza pergunta já impaciente com tempo que estavam a correr.

 - Acredito que sim, o cheiro dele está bem forte. – Wendy diz se concentrando ao máximo.

 - Han... Entendi... – A ruiva para e todos fazem o mesmo. – É nessa direção? – Wendy confirma. – Distância?

 - Cerca de 900 metros.

 - Muito Bem. – Ela diz e nesse momento se materializa na sua mão uma lança prata, em um movimento a luz da lua reflete nela fazendo brilhar e a mesma arremessa causando uma grande ventania no local.

 - Quer mata-lo?! – Gray pergunta assustado e Erza sorri.

 - Não sou idiota Gray, mirei um pouco a frente do falado.

 - Mais a Wendy falou “Cerca de...” não era certeza sua distância. – E com essa afirmação todos começam a suar frio.

 - N-na-não t-tem prob-blema, Natsu t-tem um cor-corpo f-fo-f-forte. – Happy diz travado e como sempre otimista.

 - É... mais é a Erza. – Charle diz desanimando o restante de otimismo no ar e Happy começa a chorar desesperado.

 - Natxuuuu!!! Como Pode Erzaa?! – Começa fazendo drama deixando todos com uma aura depressiva, porém ao longe eles vêem um grande sinal de fogo tranquilizando todos.

 - Por Mavis... – Erza solta aliviada e voltando a correr. – Vamos!

 - Sim!

 

    Com Natsu –

  - Achei que a morrer... – Fala pelo que acabara de acontecer. – A Erza é maluca. – Diz rindo com o próprio comentário, pois se a mesma ouvisse isso ele com toda certeza estaria morto.

     O mesmo após correr mais um pouco para em uma mansão velha e abandonada, um ótimo esconderijo, ou melhor, assustador demais para alguém pensar em entrar.

 - Deve ser aqui...

 

    Mansão abandonada – Um pouco antes –

     Sonolenta Lucy recobra a consciência, solta um pequeno resmungo ao perceber que seu corpo estava dormente, provavelmente alguma droga lhe deixou assim. Se sentiu patética ao perceber que fora capturada na frente de sua casa, bem quando saiu porta afora. Abre os olhos e enxerga pouca coisa, colocaram um saco em sua cabeça, mais não um dos melhores...

    Sorriu em desgosto, quem é tão cruel a ponto de prender uma dama delicada e linda como ela? Bom a mesma achava um saco, mais não se importara de ficar um pouco mais para descobrir...

     Soltou uma pequeno risada perante os próprios pensamentos, talvez passar tempo demais naquela guilda tenha fritado sua sanidade...

     “Bom, não que se importasse.”

     Antes de pensar em outra coisa sentiu uma pequena ardência em sua coxa, bom por mais que nem desse para sentir direito por causa da droga.

 - Está rindo do que princesa? – Princesa? A quanto tempo não lhe chamavam assim?

 - Nee... – Sua voz soou fraca por ter usado ela pouco. – Se for para torturar está fazendo errado.

 - Hãn? – Pensou não ter ouvido direito.

 - Além de idiota é surdo? – Sim, sua sanidade havia ido para o espaço e não planejava voltar tão cedo.

 - Ora sua... – Outra ardência em seu braço, Lucy trincou os dentes.

 - Ei, sei que não estou vendo mais sei que está estragando minha roupa, pare com isso! – Estava ferrada, pois além de perder a sanidade havia adorado aquilo.

 - Cale a boca! – Outra ardência. – Agora me conte.

 - Han? Sobre o que? – Houve um pouco de silêncio após isso mais então ouviu os passos ecoarem pela sala.

 - Fairy Heart. – Lucy arregala os olhos, suspirou baixo, primeiro Ivan depois esse cara, Hades havia espalhado muitas informações.

 - Não conheço nada sobre isso.

 - Sabe sim. – Afirma com certeza.

 - Como?

 - Sabemos sobre você Lucy, a primeira vista parece uma fraca maga da Fairy Tail, mais você é muito mais que isso. – A loira se irrita.

 - Ei, idiota... – Tenta receber a atenção no tom mais frio possível. – Você cometeu mais que um simples erro do que deixar meu corpo dormente.

 - Qual?

 - Deixou minhas chaves próximas de mim... – Diz antes de ouvir o grito da pessoa com quem falava até agora, ouviu passos e sentiu alguém lhe soltando e tirando o que lhe vendava os olhos. – Demorou Loke.

 - Me desculpe Lucy, estava um pouco ocupado. – Fala se lembrando se seu encontro antes de estar ali e Lucy sorri imaginando o “Ocupado” dele.

 - Certo! – Olha para o espírito celestial. – Tenho coisas a resolver nessa sala, acabe com os outros que estão por aqui, vamos limpar esse local.

 - Entendido. – O mesmo diz e sai calmamente pela porta.

     Lucy cai no chão e suspira, a droga anda estava fazendo efeito, e mesmo se não estivesse havia sido muito chicotada, de qualquer modo alguma hora cairia, só que antes tinha uma coisa naquela sala que precisava pegar. Se levantou com certa dificuldade e caminhou até uma pequena mesa que tinha no local, abre uma gaveta e pega algumas folhas, guardando-as entre seus peitos e logo ouve estrondos e explosões altas...

 - Eles devem ter chegado... – Diz sentindo suas pernas fraquejarem novamente. – Droga...

 - Lucee! – Ouve a voz de Natsu lhe gritando próximo dali.

 - Bem na hora... – A mesma fala vendo Natsu e os outros entrarem na sala, ela então anda até seu companheiro e cai nos braços dele.

 - Luce... – Ela sorri.

 - Estou bem, só não consigo me mover. – Ele a pega no colo. – Me leve pra casa. – Natsu olha Erza que apenas balança com a cabeça.

 - Pode ir, nós resolvemos o resto.

 - Valeu Erza!

 

[...]

 

 

 

 

   “Rosas...

Muitas rosas são vermelhas

Como carmesim            e outras são rosas

Tem até as brancas

Mais...

                   Todas tem o mesmo cheiro...

                                                     -???”


Notas Finais


Bom a Pedidos de que eu deixa-se Lucy mas forte pra não ficar só apanhando dos caras a fic inteira, mais ai eu pensei "Não dá porque se não a historia não gira" e ai que veio a ideia de "Perda de sanidade" que seria onde ela ficaria simplesmente foda-se para tudo, foi por isso que mudei um pouco sua personalidade nesse capitulo. Espero que tenham gostado do meu raciocinio. E eu pretendo deixa-la assim mais vezes, mais nada muito significativo.
Eu vou deixar duas interrogativas para vocês nesse capitulo:
1-Porque ele falou rosas?
2-O que Lucy pegou na gaveta e porque?
Espero que tenham gostado nos vemos na próxima>
Bye Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...