História Apaixonado pelo Namorado do meu Professor! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Lemon, Narusasu, Yaoi
Visualizações 69
Palavras 2.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olááá. Venho com mais um capítulo da minha nova fanfic pra vocês meus amores e espero que gostem muitooo.
Não pensem que esqueci de Para te fazer sorrir. Jamais esqueceria e postarei em breve o penúltimo capítulo. É que estou sem coragem de postar porque né... É O PENULTIMO CAPÍTULO dela e estou na bad por conta disso, afinal amo demais aquela história, mas tudo que é bom acaba não é mesmo?
Enfim, sem mais delongas, espero que gostem do capítulo e bom, boa leitura pimpolhos amados :*

Capítulo 2 - O dono dos sonhos pervertidos


Fanfic / Fanfiction Apaixonado pelo Namorado do meu Professor! - Capítulo 2 - O dono dos sonhos pervertidos

- Pode me entregar o trabalho agora. – o menor disse encarando a cara de paspalho do loiro a sua frente.

Naruto despertou de seu torpor e chacoalhou a cabeça para conseguir parar de encarar aqueles lábios pequenos e docemente avermelhados de Sasuke que teimava por enterrar os dentes nele o mordendo enquanto estendia a mão para que o loiro entregasse o trabalho.

- Ah, o-ok, aqui. – disse tirando o papel de dentro da jaqueta e estendendo para que o moreno o pegasse.

Sasuke estendeu a mão e pegou o papel tocando com seus pequenos dedos os dedos de Naruto que logo puxou a mão e a escondeu dentro do bolso da calça. Pela primeira vez não conseguia saber como agir, dificilmente se sentia tão intimidado e naquele momento era como se Sasuke tivesse tirado toda sua energia e coragem de dentro de si, e aquilo era bem difícil de acontecer.

- Bom, obrigado. Então. Sabe, por receber o trabalho. – o loiro coçou constrangido o cabelo dourado e Sasuke apenas deu um breve aceno com a cabeça.

- Então boa noite. – disse o moreno. – Eu entrego para o Kakashi.

Pensou em estender a mão para cumprimentar o namorado de seu professor e ir embora, mas Naruto decidiu que não era uma boa ideia já que seus dedos ainda formigavam por conta do breve contato que ocorrera instantes antes, então optou por apenas acenar com a mão livre e se virar para ir embora. O moreno entrou fechando a porta atrás de si e o loiro não conseguiu evitar olhar mais uma vez para a porta feita de madeira maciça e branca.

 O quão apaixonado Kakashi poderia ser por Sasuke e Sasuke por ele, Naruto se pegou pensando. Os dois formavam um belo casal, isso ele não podia negar.

Apanhou sua moto e montou nela ligando em seguida e disparando pelas ruas para chegar logo em sua casa e tomar um belo de um banho frio e foi exatamente o que fez quando chegou.

Após o banho, se deitou em sua cama e ficou encarando o teto de seu quarto até finalmente se entregar ao sono, sono esse que foi tomado por um belo moreno mordendo o lábio delicadamente fazendo uma expressão doce e safada ao mesmo tempo para si fazendo com que Naruto despertasse no meio da madrugada, suado e extremamente excitado.

- D-droga. Ele é o namorado do seu professor Naruto! Para de ser louco! – deu um tapa em seu próprio rosto e se forçou a não ir para o banheiro se aliviar pensando em alguém que ele sequer conhecia e o pior, era comprometido. Ele não era esse tipo de pessoa, não desejava alguém que pertencesse a outro e essa definitivamente não seria a primeira vez.

Chutou os lençóis, virou de lado na cama e se forçou a esvaziar a mente e dormir.

*

Sasuke folheou e leu cada palavra do trabalho que recebera se surpreendendo com a perfeição e até, poderia se atrever a dizer, a paixão e o cuidado que o mesmo fora digitado. Não acreditou que um ser acéfalo e sem paciência como aquele que batera em sua porta a um tempo entregando esse trabalho em suas mãos poderia ser tão perfeccionista.

Suspirou ao terminar de ler, olhando em seu relógio que estava encaminhando para duas e meia da madrugada e nada de Kakashi chegar. O moreno não conseguiu evitar se preocupar por seu namorado e assim que pegou seu aparelho celular para ligar para o mais velho, o mesmo entrou na sala jogando a pasta que carregava em cima do sofá.

- O que está fazendo acordado há essa hora, hum? – Kakashi se aproximou de Sasuke, abaixou a própria máscara e depositou um singelo beijo em seus lábios. Sasuke franziu o cenho o olhando com cara feia e estendendo o trabalho para que o homem de cabelos acinzentados pegasse.

- Já li o trabalho completo e está perfeito. Merece um dez. – disse Sasuke se levantando. – Estou te poupando de ler mais um. Boa noite. – andou deixando Kakashi para trás e o homem deu um suspiro pesado.

Sabia que estava pisando na bola com seu pequeno moreno, mas não podia fazer nada, gostava de tudo o que fazia e não queria se livrar de nenhuma delas e a única coisa que esperava era que Sasuke o compreendesse. Que ele entendesse que Kakashi só era completo fazendo tudo aquilo que ele tanto gostava.

Sasuke subiu as escadas rapidamente e foi até o quarto fechando a porta atrás de si. Sentia-se um estúpido em querer tanta atenção. Sentia-se fraco por ter se deixado apaixonar desse jeito, e em pé naquele imenso quarto ele se abraçou soltando o ar e se impedindo de chorar como sempre fazia. Sasuke não choraria por amor e nem mendigaria atenção, isso ele já havia jurado para si próprio não fazer e ele cumpriria esse juramento.

- Já te disse alguma vez que você fica lindo quando está nervoso? – Sasuke se surpreendeu ao sentir as mãos de Kakashi deslizar por seus braços e em seguida seu corpo ser puxado para os braços do maior que o abraçou por trás enterrando o rosto na curva de seu pescoço. – E que não importa quantas vezes eu sinta seu cheiro, nunca vou enjoar? – o moreno estremeceu ao sentir os lábios do acinzentado deslizar pela pele de seu pescoço. – E que não importa quantas vezes eu te beije, eu nunca deixarei de te desejar? – Sasuke não conseguiu evitar o pequeno gemido que saiu do fundo de sua garganta quando a pele fina e delicada de seu pescoço foi sugada e chupada com vontade.

As pernas do moreno enfraqueceram e Kakashi o girou virando-o de frente para si e dando-lhe um beijo apaixonado. Sasuke já estava totalmente entregue aquele toque e tudo que ele queria era sentir o corpo de Kakashi no seu, mas quando estendeu os dedos para tirar a gravata do maior, o mesmo o impediu.

- Perdão meu amor, mas estou cansado e preciso tomar um banho pra dormir. – disse Kakashi segurando os pulsos de Sasuke.

- E-eu tomo com você... – Sasuke sussurrou ainda de olhos fechados. Necessitava de mais do seu amado e tentou puxá-lo para mais um beijo. O menor já havia tomado banho, mas não se importava em tomar outro se aquilo significasse ficar pelo menos um pouco com Kakashi.

- Acho melhor não mon amour, senão eu não vou resistir e vou acabar passando o dia inteiro cansado e desligado por causa do sono. – Kakashi respondeu se virando e indo em direção ao banheiro fechando a porta atrás de si.

Sasuke estralou a língua, ainda mais irritado que antes e também frustrado pela excitação que não seria aliviada, tirou a camisa e a calça ficando somente com a cueca boxer preta que deixava evidente sua ereção, e se deitou. Encarou o teto até finalmente pegar no sono.

E o mais estranho de tudo fora o sonho que teve naquela noite quente.

Estava sendo tocado, chupado e estocado por Kakashi que arrancava gemidos altos e desejosos de si. Estava adorando a masturbação que o maior fazia em seu membro enquanto metia com força em seu interior apertado que se contraia ainda mais de desejo. O maior o pegou pela cintura o sentando em cima de si e Sasuke fechando os olhos começara a se movimentar em seu colo sentando com vontade enquanto mordia os lábios e fechava os olhos com força. Sentiu mãos fortes agarrarem sua cintura e de repente uma voz rouca soar em seu ouvido.

- Isso Sas, rebola pra mim e senta com força. Deixe-me gozar dentro de você... Ele não vai saber. O que os olhos não veem o coração não sente. – e Sasuke encarou os orbes cor de safira e agarrou os cabelos dourados trazendo a boca do rapaz maravilhoso cuja pele era tingida com a cor do pecado para a sua o beijando com fogo e paixão apertando ainda mais sua entrada para sentir ainda mais o membro pulsante do loiro dentro de si.

- Goza dentro de mim Naruto... – gemeu manhoso enquanto rebolava mais. Aquele nome que ele soube por ter lido na capa do trabalho soava delicioso sendo pronunciado na hora do prazer. – Goza em mim...

E Sasuke acordou com o coração disparado e seu membro pulsando dolorido embaixo de sua boxer. Não se lembrava de nada do que havia sonhado, afinal quando se é algo inconsciente não tem exata noção e ciência e naquele momento Sasuke não sabia que seu inconsciente havia arrumado algo a mais para se divertir nas noites solitárias.

Seus olhos negros se voltaram para o seu homem amado que dormia ao seu lado na cama e se inclinou depositando um beijo na testa do mais velho.

- Boa noite amor. – sorriu triste e virou de costas para Kakashi voltando a dormir.

*

O final de semana finalmente havia chegado e Naruto não pôde evitar se animar. Divertiu-se tanto com seus amigos que mal viu as horas passarem só reparando que os dois dias de descanso estava terminado quando a noite de domingo havia chegado e o mesmo já estava deitando para dormir.

Sua semana havia sido agitada, principalmente após o dia que conhecera Sasuke não conseguindo esquecer seu rosto desde então. Todos os dias daquela semana ele sonhou com o moreno e quando acordava se condenava por sonhar com alguém que sequer pertencia a si. Brigou feio com Gaara por se sentir sufocado, claramente pelo ruivo ligar mais de dez vezes por dia e não sair do seu pé, o que acabou levando ao fim do relacionamento que eles sequer tinham começado.

Definitivamente uma das semanas mais cansativas de sua vida.

Abriu os olhos ainda sonolento mesmo sendo mais de uma hora da tarde de uma plena segunda feira e foi fazer sua higiene diária. Sentiu-se sortudo por sua mãe e seu pai estarem trabalhando, porque se a mulher que lhe deu a vida estivesse presente para ver o horário que seu filho acordou, com certeza o deceparia com uma só porrada no meio da cara.

A tarde passou voando logo dando o horário de ir para faculdade. Naruto pegou sua mochila e correu para a garagem apanhar sua moto a ligando dando partida.

Deixou seu amado veículo no estacionamento da faculdade e foi andando calmamente pelos corredores indo em direção a sua sala.

Fez questão de sair de casa mais cedo porque sabia que poderia ficar sem lugar para estacionar sua moto já que era dia dos calouros iniciarem seus estudos. O que Naruto mais queria era ver carinhas novas para ver se encontrava alguém interessante que pudesse tirar de sua cabeça certo moreno de pele leitosa e macia, de lábios avermelhados de sua mente pois não podia se dar ao luxo de interessar-se no namorado de seu professor.

Não pôde evitar virar a cabeça ao ver um belo rapaz de cabelos longos e castanhos, de olhos perolados e pele clarinha passar ao seu lado arrancando-lhe um suspiro. O loiro balançou a cabeça em aprovação e quando ia virar o corredor de sua sala trombou em alguém o derrubando no chão.

- Opa. Foi mal. – disse abaixando-se e recolhendo alguns papéis caídos.

- Deveria olhar para onde anda. – resmungou o moreno ficando de joelhos e recolhendo os papéis que seu namorado havia pedido para ele lhe trazer aproveitando que ele estava indo para lá para seu primeiro dia de aula.

- Já disse que foi mau tá, não precisa ser grosso. – disse o Uzumaki se levantando e estendendo a mão para o ser mal educado que não sabia aceitar desculpas.

O menor ignorou o gesto e se levantou com o restante dos papéis em suas mãos e levantou o olhar para encarar quem quer que fosse o ser desmiolado que o havia derrubado.

Quando Naruto viu os olhos negros encararem os seus, deixou os papéis caírem de sua mão de encontro ao chão novamente.

Era ele, o dono de seus sonhos mais impuros, pervertidos e eróticos...

- Tinha que ser você, Uzuratonkachi... – Sasuke resmungou abaixando-se novamente para recolher os papéis novamente derrubados pelo ser acéfalo.

Se Naruto pensava que poderia esquecer Sasuke Uchiha, estava completamente equivocado, pois daquele dia em diante o veria com mais frequência que seu pobre coração acelerado poderia aguentar.

Sasuke não era o tipo de rapaz que pudesse simplesmente ser esquecido, menos ainda quando a segunda imagem dele era de joelhos diante a si.

Naruto se pegou imaginando...

Lábios vermelhos. De joelhos.

O filho da mãe era sensual demais e Naruto, com pensamentos pervertidos correu para sua sala deixando o moreno ali, pegando os papéis.

- É mesmo um Uzuratonkashi. – resmungou Sasuke recolhendo o resto dos papéis sem entender a reação do desprovido de massa encefálica.


Notas Finais


E aí em em??? hahaha
Espero que tenham gostado meus amores.
Bjos no kokoro e um poke na testaaa. Amo vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...