História Apaixonados... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Erick Jacquin, Henrique Fogaça, Paola Carosella
Tags Farosella, Fogacella
Exibições 77
Palavras 1.009
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


espero que gostem!!!!!!

Capítulo 1 - Apaixonados...


Fanfic / Fanfiction Apaixonados... - Capítulo 1 - Apaixonados...

 

P.O.V Henrique

Comecei a sonhar que estava em uma cozinha, de um restante que não era meu, mas estava com a dolmã e ouvia uma voz de fundo me dizendo o que fazer...

A voz era suave ao mesmo tempo rude, pedia e ao mesmo tempo mandava, aquilo ia mexendo com meu consciente. Virei de frente pra ver a dona daquela voz, e dei de cara com ela: Paola Carosella!

A olhei e soltei uma gracinha:

- Aposto que por trás dessa mulher mandona tem uma mulher louca pra ser submissa...

Ela me olhou com aqueles olhos castanhos profundos, deu um leve sorriso no cantinho da boca, e notando que aquilo me alucinava foi se aproximando de mim...

Estava a olhando e sorrindo com malícia quando o celular começa a tocar e me tira do sonho que estava profundamente entregue...

- O que foi Carine?! ��

- Nossa, isso é jeito de atender o telefone amor?

- Estava dormindo, acha que eu ia atender sorrindo?! Mas afinal onde é o incêndio?

- Desculpe, deu saudades e quis te ligar, mas acho que acabei atrapalhando então até mais.

E delisgou a ligação sem esperar resposta. Talvez tenha sido  um pouco grosso, mas ela sabia que hoje era meu dia sozinho.

Após essa ceninha da Carine eu percebi quê estava sonhando com ela de novo. Já tinha sonhado a uns meses atrás, e agora de novo? E ainda lembrando do Júlia? 

Porque nosso coração insiste em lembrar aquilo que nossa mente quer esquecer?!...

 Estava no elevador e quando as portas estavam se fechando, ouvi uma voz pedindo pra segurar a porta, e essa voz eu bem conhecia de quem era...

Sim era de minha musa ...a voz mandona do sonho a chef ...Paola Carosella.

Sem pensar duas vezes parei para não fechar a porta, a mesma entrou e começamos um dialogo como se fossemos dois desconhecidos. De fato ela não lembrava de mim e isso me deixou pouco preocupado mas isso não me deixou abalado:

- Olá! - Falei tendo cumprimenta- la – É nova aqui?

- SÍ! Soí nova vim da Argentina...- Ela me olhou por um instante- Voce não é o... ai esqueci! A sí o chef Henrique Arranha Fogaça?!

- Sí e você não é a chef Paola Florencia Carosella? – Fingi para que não desconfiasse.

-Sí! E voce trabalhou comigo no Julia Cocina  nó?

- Sim! Voce lembra de mim?-Perguntei.

-Lógico! Você era o desligado da turma! – começamos a rir.

-Onde está trabalhando ultimamente? – Perguntei no meio das risadas.

-Vou começar a trabalhar num programa da Bandeirantes um tal de Master Chef e você?

- Sério?- Fiquei boquiaberta com tais palavras pronunciadas.

-Sí e você!? -A mulher falara e meu coração acelerou.

-Também! Que concidencia não? 

-Jura! Que bom teremos mais tempo para relembrar os velhos tempos!

            Quando ela falou “velhos tempos” me lembrei de uma rapidinha que ocorreu dentro do vestiário do restaurante eu + aquela mulher com curvas mega generosas. ��

 Jacquin’ pov

  - Larissa, você sabe onde a Paola está? - Questionei.

   - Ela chegou cedo e já esta pronta, apenas com rolinho no cabelo, então sumiu pelos corredores com Fogaça.
 
Fogaça??
 
 - Ok, obrigada. - Sai de lá e fui para meu camarim me arrumar também. Fiquei pronto rapido, pois não sou de me "empreginar de coisas " pois sou mutcho macho e fui para a parte de gravação imaginando que Paola já estaria lá e bingo!
 
    Paola trajava um vestido preto colado ao corpo que ia até abaixo dos joelhos, saltos em um tom bege e uma maquiagem fraca que ressaltava sua beleza natural. A mesma estava inclinada pra frente, olhando para cima e com os lábios entreabertos enquanto Carol retocava seu batom. Pra mim era a visão do céu e ao mesmo tempo do inferno.
 
   A gravação começou e com ela uma Paola super grudada e fofa com o Fogaça enquanto descaradamente me evitava. O que raios eu fiz?

     A gravação foi cheia de tensão entre nós. Paola falava comigo raramente e apenas porque era necessário, mas na maior parte do tempo estava curta e grossa. Enquanto isso, até dar a mão para a Paola descer da posição dela e caminha até onde ficávamos Fogaça fez. Argh!

     Na hora de ir embora desisti de tentar falar com ela depois de vê-la se despedindo toda amorosa com Fogaça, então bolei um plano em minha cabeça e corri para casa. Paola Florencia Carosella, você não perde por esperar, vou te mostrar que você é apenas minha!

     1.. 2.. 3..

   - Jacquin, o que voc... - Antes que ela pudesse perguntar o que eu estava fazendo ali, empurrei-a para dentro do apartamento e fechei a porta com o pé.

   - Não atende minhas ligações a 4 anos, não responde minhas mensagens, fica de conversinha com o Fogaça e cara feia pra mim. Tsc tsc tsc. - Estalei a língua enquanto me aproximava ameaçadoramente. Paola foi andando para trás a cada passo que eu dava. –Paola Florencia Carosella, você não sabe com quem está brincando.

   - C-com quem? - Hesitou. 

   Suas costas encontram a parede não lhe dando escapatória. Agarrei com posse a sua cintura com uma mão e cheguei meu rosto perigosamente perto do seu.

   - Quer saber de uma coisa? - Assentiu com certo receio. - Foda-se esse “meu tatuado”, vou te mostrar que você é minha! - Disse firme levando minha outra mão para sua nuca, puxando-a de encontro a mim quase a beijando impetuosamente.              

Mas Paola me deu um belo de um tapa e me xingando disse:

- Que isso Jacquin! Ce ta doido eu terminei com você a 4 anos e você ainda tenta!?!?!? Porra já deu! Vou indo! Tchau! - esse “tchau” meu forneceu um tesão que só aquela argentina me fornecia.

-Paola espera!- falei mas acha que ela me respondeu mas olhe aquela argentina teimosa fez lê ai.

- Eu disse tchau Jacquin e não fala mais comigo!- Falou meio que chorando.

EU AMO AQUELA MORENA, AMO MUITO!

            Acordei pensando “Porra o que eu fiz??? A Paola não merecia aquilo”. 

 


Notas Finais


gente é a minha primeira fic por favor gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...