História Apenas amigos - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
Visualizações 47
Palavras 1.595
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Novos sentimentos


p.v gary eu estava no banho quando ouço alguem batendo na porta, eu desso as escadas ainda de toalha e com os meus pelos ainda pingando, eu abro a porta por inteiro e quando vejo ja tinha feito.

eu estava apenas de toalha na frente do larry, ao perseber as minhas ´´roupas´´. eu fecho a porta com tudo fasendo o maior barulho, eu sobo para o segundo andar da minha casa e grito a ele

G-u-um minuto eu ja desso, eu fico olhando pelo cantinho do coredor e vejo ele entrando com uma espreçao um tanto quanto envergonhada para uma sopessoa.

ouço a porta se fechando e vou me vestir o mais rapido possivel para eu desser ainda mais rapido. eu deço e vou comprimentalo devidamente pois a outra nao foi la um comprimento dessente.

G-o-o-oi, desculpa pelo geito que eu atendi a porta, falo, que bom que ele nao pode ver minha pele por conta dos pelos se nao ele consertesa riria da minha cor no momento

L-n-nada, agora vamos faser oque agora, eu persebo um tom meio timido na vos dele.

G-vamo faser o trabalho primeirode pois a gente joga video game ou assiste um filme se que decide.

L-otimo entao.

nos pegamos os materiais e fisemos o trabalho depois de mais ou menos meia hora e fomos para meu quarto jogar video game,

G-voce trouçe roupa pra dormir, pergunto enquanto pegava algum jogo na prateleira

vejo ele com uma cara de preocupado e depois fala com um tom de medo

L-gary, voce poderia me emprestar uma roupa eu esqueci de pegar uma 

G-claro, um minuto

eu vou ao armario e pego uma blusa um pouco grande pra mim e tambem pra ele, a entrego e depois pego um shortes para ele usar por baixo,´´se bem que ele podia usar nada mesmo´´. QUE que eu to pensando ele e so meu amigo. eu acho.

eu aponto para o banheiro do meu quarto e ele se levanta pega uma toalha que eu emprestei e depois fecha a porta.

eu me deito no de cara na cama e espero ele sair para poder tomar banho, ele sai e se senta na beirada da minha cama e perguunta

L-e entao onde eu vou dormir

eu avia me esquecido que nao avia um colchao extra em casa, eu olho para ele que provavelmente ele ja avia descobrido a resposta

L-ha, entao onde eu vou dormir, ele fala e vira um poouuco a cabeça me fasendo rir

G b-b-bom voce pde dormir comigo

L-na sua cama, ele fala com uma cara de surpresa mais com um pouco de, felicidade.

G-so se voce quiser, claro 

L-nao tem problema nao, mas nos ja vamos dormir

G-nao ainda e muito sedo voce quer jogar video game.

L-claro

nos nos sentamos na cama com as costas encostadas na parede e comessamos a jogar, depois de duas horas jogando nos dormirmos, eu com a cabeça no ombro dele e ele apoiando a cabeça na minha e essa foi a melhor noite da minha vida.

na manha seguinte

-filho eu preparei o cafe de voces do..., ela abre a port e se depara com nos dois dormindo abraçados na cama, ela vai ate meu criado mudo e desliga o meu despertador e sai do quarto

depois de muito esforço eu abro meus olhos com muito esforço e perçebo que a um peso na minha bariga, viro minha cabeça de leve e vejo o larry me abraçando por trais, mesmo isso sendo ´´erado´´ eu me sinto tao confortavel e seguro com ele.

eu trio seu braço de sima de mim com cuidado para nao acordalo e saio do quarto indo para a cozinha tomar cafe e falar com minha mae

M-bom dia filho, aproveitou a noite, perçebo um tom meio ironico em sua voz, logo perçeb a onde aquela conversa iria chegar e corto seu barato

G-nem vem, nao aconteçeu nada ontem

M-sei, agora toma cafe que eu to indo trabalha

pera ela falo trabalha, mas ela so vai trabalha meio dia, isso quer diser que ja sao meio dia meu deus, eu olho para o relogio e faço uma cara de quem estava morto.

M-calma ai, eu liguei para a escola e falei para diretora que voce iria faltar hoje entao aproveita o dia vio, ela fala me fazendo um cafune e saindo de casa,  eu subo para meu quarto e vejo o larry sentado se espriguisando quando ele me ve ele se cobre com as cobertas tentando se esconder de mim ficando so com o rosto para fora da coberta.

G- bom dia, adivinha hoje nos temos o dia inteiro livre para faser oqe quisermos,´´mas eu quero faser so uma coisa mesmo´´ que pensamento e esse meu deus. que que ta acontecendo comigo

p.v larry

 acordo pela manha sozinho na cama do gary pelo visto ele tinha levantado, eu me sento na cama e percebo que  algo aqui tambem tinha levantado e nao e o gary, eu olho embaixo da coberta e eu vejo meu ´´amiguinho´´ acordado. eu sinto meu rosto queimando, tento esquecer isso e me espreguisso na cama.

eu vejo a porta se abrindo e eu vejo o gary com um shortes estremamente curto e logo perçebo meu amiguinho se levantando ainda mais, eu me cubro com as cobertas com a intença de que ele nao me visse, ele me ve e vem andando em minha direçao bem devagar ou rapido eu nao sei porqe parece que o tempo nao anda perto dele.

porque eu me sinto tao bem perto dele,bom eu esqueço isso e tento me acalmar,ele me fala bom dia e mais algumas coisas que eu nao ouço por que estava olhando suas pernas e eu ´´sem querer´´ subo um pouco os olhos e vejo um volume em shortes

por que que eu ui notar isso agora sim que nao vou me acalmar, bom eu me descubro ate o peito para ele nao perceber e falo algo que nao sei porquue eu falei

L-g-gary voce... esta... gostando de alguem

G- nao ninguem, porque

L-nao nada nao, por que que eu fui fala isso meu deus

G- bm entao vamo levanta, ele pucha a coberta e ve um pequeno volume na camisa que ele me emprestou e vira o rosto com muita vergonha

L-des-desculpa, eu falo e me incolho em uma bolinha para ele nao ver minha ereçao e meu rosto que esta pegando fogo 

G-tu-tudo bem, eu... vou te esperar la embaixo, ele fala saindo corendo doquarto

L- ta eu... ja to indo. meu deus eu me odeio

eu me visto e desso para falar com ele e pedir desculpass pelo que ele viu. ao desser eu vejo que a porta esta aberta e pelo visto ele avia saido

p.v gary

meu deus nao acredito que vi o pau dele, que... grande. QUE por que eu pensei nisso, eu desso e desido sair um pouco para respirar, como a casa tinha serca eu deicho a porta aberta e vou para o quintal me sentar na grama que e meu passa tempo favorito. eu fico oservando a rua sem nenhum ovimento quando eu vejo um rosto que eu queria nao ver nunca mais

???-olha so quem temos aqui a cadelinha medrosa

G- sai daqui agoora leonard, eu nao quero mais falar com voce

L- bom quem disse que eu vim conversar eu vim aqui pegar oque voce me deve seu cachorrinho

G-eu ja paguei oque voce tinha me emprestado agora vasa, por que eu dise vasa

L-ha e vo te ensina a nao me tratar mal, ele me da um soco no olho e na hora eu caio no chao, logo apos o golpe ele comessa a me chutar e depois vai empora sem falar nada

eu me levanto com muita dificuldade e vou para o canto da serca onde quase ninguem consegue me ver so quem esta na porta. eu comesso a chorar muito e logo apos apago me deitando no sofa

p.v larry

eu saio da casa dele e vejo ele deitado na grama com um pouco de sangue na boca, eu me desespero e corro para ele e o pego no colo para levar ele pra dentro, o levei para o sofa que ra mais perto e o deitei e como nao sabia oque faser eu so pude esperar

algumas horas depois

eu vejo ele se levantando e vou ate ele com uma chicara de cafe

L-o que que aconteceu para voce estar caido no gramado todo roxo?

G- promete nao falar pra minha mae

L- prometo

G- um menino me empresto dinheiro para eu comprar um presente para minha mae e eu demorei muito tempo pra pagar e ele fica aparecendo aqui em casa mesmo eu ja tendo pago

L-voce ja falo pra sua mae

G-nao, ela ia me matar

L- mas voce prefere apanhar para um cara que iria mesmo te matar ao falar pra sua mae que so ia te dar ums tapas

G- ta bom eu conto, mas voce pode ficar aqui para eu falar

L- posso, mas e ai quantos anos ele tem mesmo

G-17

L- ta agora eu que vou pedir uma coisa pra voce, se esse cara vir falar com voce voce chama alguem 

G-prometo

L- bom e agora voce vem comigo para eu ver esses cortes ai

ele vem comigo e eu limpo os cortes da sua bariga e vou com ele ate a sala 

L- bom eu tenho uma coisa pra te falar antes de eu ir

G-pode fala, a essa altura do campeonato voce pode me falar qualquer coisa

eu me aprosimo dele e dou um selinho timido em seus labios e depois saio da casa dele sem o deixar falar nada, eu fecho a porta da sua casa e corro em direcao a minhacasa com um unico pensamento

´´sera que ele gostou ou ele vai simplismente ignorar, bom independente disso eu so sei que eu gostei muito do que eu fis. tomara que eu nao me arependa depois´´







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...