História Apenas mais um verão em Gravity Falls - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Billdip
Visualizações 74
Palavras 593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A partir da semana que vem vou começar uma nova história.😁😁😁
Crossover: Hora de Aventura
Não sei se vai ser yuri ou yaoi, só vou saber com o decorrer da história.

Beijinhos e boa leitura.

Capítulo 31 - Parque de diversões


Fanfic / Fanfiction Apenas mais um verão em Gravity Falls - Capítulo 31 - Parque de diversões

   Bill POV's

--E lembre-se: se ele tentar alguma coisa, que você não queira, você dá um chute no saco dele e sai correndo.

--Não precisa se preocupar, Will.

--Pra onde vocês vão?-- Mabel perguntou.

--Parando pra pensar, ele não disse aonde vamos.

--Bom, leva seu celular.

--Pra você ficar me ligando o tempo todo? Não, obrigado.

--Mas, Bill-...

--Tchau Will.

   Fechei a porta de cada antes que ele pudesse falar alguma coisa.

   Dipper estava me esperando com um sorriso simpático no rosto.

--Me diz o que você ouviu.

--Nada de mais, só um se eu tentar alguma coisa, você me bate e sai correndo.

--E esse é o meu irmão.

--Bom, vamos?-- Ele estendeu a mão.

--É claro! Para onde vamos?

--Que tal o Parque de diversões?

--Pode ser.

   Chegamos, compramos as entradas e fomos em todos os brinquedos, alternando entre " românticos" e radicais.

--HAHAHAHAHA!!

--Para de rir! Eu ainda tô com medo daquele maldito palhaço!

--D-desculpa.-- Ele estava chorando de rir. --Acho que fomos em todos os brinquedos.

--Não, não. Falta um... O túnel do amor.

--Então vamos.

--EBAAA!!

   Entramos em um dos barquinhos e algumas pessoas nos olharam estranho.

   Ele passou o braço em volta da minha cintura, o que me fez corar.

--Que foi?-- O barquinho começou a andar.

--N-nada.

--Fofo.

--Eu não sou fofo! Sou um adolescente de dezesseis anos, que está no terceiro ano do ensino médio!-- Estufei minhas bochechas e ele riu.

--Tá bem, mas não estou convencido disso.

--Não?-- Sorri de um jeito malicioso.

--Não.-- Ele devolveu o sorriso.

   Passei minha mão pela sua coxa, ele apertou minha cintura.

--E como passo provar que não sou fofo?-- Sussurrei no seu ouvido e lambi o lóbulo da sua orelha.

--Ahh... -- Ele gemeu assim que passei minha mão pelo seu membro.

--Aww...-- Eu disse meio triste. --Acabou o passeio.

   Ele estava corado.

--Hahaha. Quem é o fofo agora?-- Saímos do barquinho.

--Ok, ok. Me convenceu. Você não é fofo, é sexy.

--Dipper!-- O repreendi.

--Que foi? Me deixa excitado duas vezes e não quer ser sexy?

--Te deixei excitado de novo?-- Sorri malicioso.

--Não, não, não. Pode tirar esse olhar do rosto!

--Que foi? Você tem dezessete e eu dezesseis, qual o problema?

--Eu não tenho idade, muito menos você. Além de que seu irmão não quer que você faça isso.

--Ele disse para eu não fazer nada que eu não queira. Vai, por favor, brinca só um pouquinho comigo.-- Pedi manhoso.

--Não Bill. Não vamos brincar...

--Sem graça.-- Cruzei os braços e virei o rosto.

--Não hoje. --O olhei e sorri.

--Ok.

   Dipper me acompanhou até em casa, que não era tão perto do parque, além de já estar de noite.

--Bill.

--Hm?

--Dez formigas entram em uma caneta e dançam o dia todo, qual o nome do filme?

--Hmm... Não sei. Qual é?

--In the pen dance day.

   Bati a mão na testa.

--Nossa.

--BILL!! Graças a Deus, você está bem?!-- Will dizia preocupado. --Aonde você estava?!

--No parque de diversões com o Dipper, por quê?

--Você não atendia o celular!

--Eu disse que ia deixar em casa, sua anta!

--Ah. F-foi mal.

--Por que você está tão preocupado?-- Perguntei.

--Não sabia aonde você estava e você não atendia o celular. Como não ficar preocupado?! Você não fez nada com ele, fez?-- Will olhou ameaçador para Dipper.

--N-não.

--Bom mesmo! Porque se tivesse feito, eu iria te castrar!

--Will!-- O repreendi.

--Estou te protegendo Bill.

--Bill, fofinho, aonde você estava?-- Mabel também estava preocupada.

--Fui no parque de diversões com o Dipper.

--Não saia de casa sem celular. É perigoso.

--Seria mais perigoso se eu levasse.

--Ele tem razão.-- Dipper disse.

--Tá bem. Bill, preciso da sua ajuda. Estrela cadente ou cachorro jogando basquete?

--Qualquer suéter fica lindo em você, Mabel.

--Falsidade comovente.-- Ela disse voltando para casa.

--É sério.-- A segui.

---Will POV's---

   Bill voltou para dentro de casa, deixando Dipper e eu sozinhos.

--Já vou indo, tenho aula amanhã. Boa noite.

--Está bem, boa noite.



Notas Finais


(Dipper)--Como assim Bill?!
Uma hora você é todo fofo, inocente e tauz, e na outra você age desse jeito?! Você quer me deixar loko?! Porque se quiser está funcionando.

KKKKKK

Beijinhos e até o próximo capitúlo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...