História Apenas Me Abrace - Segunda Temporada - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizades, Bangtan Boys, Bts, Drama, Hitman Bang, Intrigas, Jimin, Romance
Exibições 79
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Feridas Crescidas


Fanfic / Fanfiction Apenas Me Abrace - Segunda Temporada - Capítulo 12 - Feridas Crescidas

Parte 12


-Então você e Jimin irão viajar?

-Ne, appa.

-Pra onde?

-Não faço a mínima ideia… ele quer escolher o lugar.

-Diga a ele que não pode sair do país. Mesmo que esteja em uma semana de férias e descanso, não pode ficar longe da empresa. Tem muito lugar bonito aqui na Coréia pra vocês dois irem visitar e passar um tempo legal juntos.

-Ne. Vou falar pra ele.

Ele sorriu e logo voltou a ler e folhear uns papéis que estava vendo antes. Você ficou um tempo calada apenas o observando… o amor que sentia pelo seu pai, tem aumentado todos os dias. Se não fosse por ele, não saberia pra onde ir e nem o que fazer. Ficou um tempo sozinha em sua casa no Brasil… provou um pouco de como é viver sem os pais, sabendo que faleceram tão rápido. Essa é uma dor que nunca passa, mas pode ser aliviada.

Voltando de seus pensamentos, notou que Hitman estava com um copo de água ao seu lado e uma caixinha de remédio.

-Appa.

-Diga, filha.

-Está doente?

-Hãn?

-Esse remédio ao seu lado, serve pra quê?

-Ah…-ele pegou a caixinha com os comprimidos e leu algumas coisas que haviam ali.-”Alívio de estresse, dores de cabeça, ansiedade, blá, blá, blá…”

-Appa!

-O que foi?

-Anda depressivo?

-Foi isso que ouviu de tudo o que li?

-Ani…

-Então. Se for apenas estresse? Ou dor de cabeça?

-E ansiedade…

-Também…

-Appaaa….

-S/N, veja só. Passo o dia tentando cuidar bem da minha empresa, dos meus meninos, dos meus funcionários e da minha filha. É normal eu ficar um pouco estressado de vez em quando.

-Ah…

-Não leve isso como se fosse um fardo pra mim. Eu fico feliz de ser um homem ocupado e responsável.-ele disse com um sorriso no rosto.

-E em relação à sua mulher?

-Ah… bom…-o sorriso sumiu e repentinamente uma expressão triste tomou o seu lugar.-Ainda estou tentando resolver isso… acho que ela não vai ceder.

-Fica tranquilo quanto à isso, appa.-você segurou nas mãos dele.-Não acabe com seu casamento, nem se apresse pra oficializar esses documentos, não é nada que seja tão urgente assim.

-Você é igual a sua mãe…-ele sorriu.-Sinto falta dela… me arrependo muito do que fiz.

-Ela nunca guardou mágoas, tanto que sabia que você cuidaria bem de mim, então me mandou pra cá.

-É incrível como consegue ser forte e me ajudar com minhas fraquezas também… Eu te amo muito, minha filha…

Você sorriu e beijou a mão de seu pai.

A mulher dele apareceu e viu que você segurava as mãos dele, então voltou no mesmo segundo batendo a porta bruscamente. Você tomou um susto muito grande, resultando em um imediato salto da cadeira.

-Aigo! O que foi isso?

-Minha… mulher…-Hitman agora parecia mais preocupado que antes.

-Appa, vá falar com ela.

-Não posso. Tenho que cuidar desses papéis aqui, senão BTS não poderá promover quando voltarem dessa semana de férias.

-Certo, então eu vou.

-Aniyoooo.

-Para com isso, appa. Volto já.

-Omoo…

Assim que você saiu da sala dele, Hitman avisou a segurança do prédio pra escoltá-la disfarçadamente e não deixar que nada aconteça. Enquanto isso, você correu pra alcançar a mulher que estava indo pra o estacionamento da empresa.

-Yah!-Você gritou pra fazer com que ela parasse.-Yaah!

A mulher continuava andando rapidamente em direção ao carro dela, você apressou o passo e alcançou-a antes que ela abrisse a porta.

-Yah…-disse mais uma vez, agora ofegante.-Está tudo bem?

Imediatamente ela deu um enorme tapa em seu rosto te fazendo virar a cabeça para o lado.

-O que você quer de mim sua pirralha? Ein?-ela estava com os olhos esbugalhados demonstrando por eles toda a raiva que tinha de você.

-Porque… me bateu..?-Você perguntou colocando as duas mãos em sua bochecha, que doía extremamente.

-Estava com o MEU marido… MEEEU. O que você tem contra uma família feliz?! Estávamos bem… nós quase não brigamos… aí de repente aparece você.

Você apenas a observava em silêncio, enquanto algumas lágrimas caíam de seus olhos.

-Não adianta chorar… não vou senti peninha de você… eu sinto nojo, isso sim… asco… tenho asco de você. Devia morrer logo e deixar a mim e ao meu marido em paz. -ela se aproximou mais e sussurrou.-Às vezes me imagino te espancando até ver que não está mais respirando.

Você ficou impressionada com o tamanho do ódio que ela sentia.

-O que eu fiz pra me odiar tanto?

-Nasceu. Devia ter ficado lá no Brasil… não aguentou a perda dos pais? Tem muita gente por aí que mesmo que doa muito perder entes tão queridos, continuam vivendo suas vidas…  não se metendo nas dos outros.-ela te empurrou.-Conviva com a sua dor e saiba lidar com isso sozinha… depender de mãe ou pai é coisa de criança.

-Achar que precisa de um filho a todo custo, pra viver feliz com o marido, é imaturidade. Meu pai já disse que era muito feliz com você.

-Seu pai?

-Ne.

-Ele não é seu pai…

-É sim…

-Não é! Você forjou o teste de DNA!

-O que?

-Sua vadiazinha…-ela começou a puxar os seus cabelos.

-AAAAHHH, ME SOLTAAA!!!

Você gritava de dor, a mulher tinha te jogado no chão e estava quase arrancando os seus cabelos de tanta raiva que sentia naquele momento. Quando a segurança estava chegando, alguém viu primeiro.

-YAH! O QUE ESTÁ FAZENDO?!-gritou Jimin ainda se aproximando de vocês duas.

Ele e Yoongi haviam acabado de chegar no local, pois os dois tinham algo para resolver sobre o Bangtan antes de entrar de férias de verdade.


Notas Finais


⚫"Um café, por favor." : Segunda, Quarta e Sexta.
⚫Apenas me Abrace : Terça, Quinta e Sábado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...