História Apenas Me Abrace - Segunda Temporada - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizades, Bangtan Boys, Bts, Drama, Hitman Bang, Intrigas, Jimin, Romance
Exibições 92
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Palavras Necessariamente Sinceras


Fanfic / Fanfiction Apenas Me Abrace - Segunda Temporada - Capítulo 13 - Palavras Necessariamente Sinceras

Parte 13


A mulher te soltou rapidamente, dando alguns passos para trás enquanto cinicamente tirava uns fios de seus cabelos das mãos dela.

Jimin correu um pouco pra te alcançar e finalmente chegou até você, se abaixando para te ajudar. Você chorava muito… aquilo te doeu de várias formas possíveis, afetando sua moral, seu emocional, sua mente e seu físico.

O rapaz não conseguia esconder a raiva que estava sentindo.

-Yah! O que você pensa que é pra fazer algo assim com ela?!

Ela ficou em silêncio e abriu a porta do carro para ir embora, mas Jimin se levantou e foi até ela segurando-a pelo braço e a virando para ele novamente.

-Me solta, garoto!-ela dizia se sacudindo pra ele soltar.

-Se eu souber, achar ou sequer “sonhar” que você está agredindo ela desse jeito…

-Vai fazer o quê?

-Eu vo-

-Jiminnie, deixa ela ir embora.-disse Yoongi que havia acabado de chegar perto de vocês, fazendo um gesto com as mãos para chamar o rapaz pra perto.-Gritar ou ameaçar não vai resolver absolutamente nada, kaja*...

Jimin soltou a mulher que rapidamente entrou no carro e só não te atropelou porque os dois rapazes a tiraram do chão. Assim que ela foi embora, os meninos te levaram pra dentro onde teve suporte dos seguranças que te levaram para a enfermaria. Seus ferimentos foram leves, mas dava pra fazer uma peruca com os cabelos que havia perdido naquela confusão.

Não demorou muito para que Jimin fosse vê-la, ao entrar na enfermaria, a moça que cuidava de você se retirou do local à pedido do rapaz.

-S/N…-ele disse se aproximando de você, que estava sentada na cama alta, cujo deixava seus pés flutuando no ar.-Você está bem?

-Ne…-respondeu cabisbaixa.

Seu olhar estava distante e aparentava estar extremamente triste. Jimin tinha medo que sua depressão voltasse, ele não queria vê-la se cortando novamente.

Ficou de pé em sua frente, segurou seu rosto com as duas mãos e levantou sua cabeça, para que pudesse olhá-la nos olhos.

-S/N… me deixa cuidar de você.-ele disse com um sorriso ao seus olhares finalmente se chocarem.

-Aquilo foi só um desentendimento…

-Yah… eu sei o que é um desentendimento e posso dizer que aquilo não foi um.

-Mas… eu só não quero que se pr-

-”...Que se preocupe comigo. Você já tem seus problemas, não quero te dar mais dores de cabeça..”-falou revirando os olhos e rindo em seguida.-Essa sua fala já é velha.

-Pare de rir…-você disse dando uma leve tapa no braço do rapaz.-E você? Vive dizendo que quer cuidar de mim, mesmo sabendo da resposta…

-S/N, eu sempre disse que queria… nunca pedi pra fazer isso a não ser agora.

-Qual a diferença?

-Que agora eu vou insistir bem mais que antes.

-Aigooo…

-Sinto muito por decepcioná-la.

-Aniyo… você não me decepciona, nunca.

-Então porque o desânimo?

-É que os meus problemas têm se agravado…

-Me deixa te ajudar então.

-O que faço pra você desistir de mim?

-Nunca vou desistir, nem tente.

-Mas já fez isso uma vez.

Você fitava-o profundamente, enquanto ele havia mudado a expressão alegre do rosto, para uma que descrevia sua tristeza. Jimin ficou muito triste em ver que você não tinha o perdoado desde a última vez que estiveram juntos como namorados. Era como se sua ferida não tivesse cicatrizado.

A insegurança do rapaz estragou o que vocês tinham um com o outro.

Ele se afastou, soltando seu rosto. Deu um fraco sorriso é se despediu.

-Tenho que ir resolver uns assuntos agora. Fique bem. Annyeong~.

Ao vê-lo sair pela porta, se sentiu estranha… talvez tivesse magoado alguém que realmente se importa com você, mas você preferia ver ele feliz com os amigos sem saber dos seus problemas, do que ao seu lado tendo que sofrer e passar por tudo contigo.

Deitou na cama, segurando as lágrimas que queriam surgir em seus olhos, foi quando Min Yoongi entrou sem bater mesmo.

-O que está fazendo?-ele perguntou enquanto fechava a porta.

-Ani…

-Está melhor? Sente algo? Precisa de alguma coisa?-ele perguntou parando em pé ao lado de sua cama, colocando as mãos nos bolsos da calça.

-Jimin te mandou aqui?-Você perguntou, sentando-se na cama novamente.

-Como sabe?

-Eu o conheço o suficiente pra saber que ele se importa comigo mesmo depois de magoá-lo.

-Que bom que sabe.

-Ne…

-Bom, seja lá o que tenha dito à ele, Jiminnie é persistente. Depois do que viu hoje, ele irá tentar te proteger de tudo.

-Não sei se fico triste ou feliz…

-Me diz como é ser tão ingrata?

-O quê?

-É que nunca fui assim então… não sei a sensação de não me sentir grato pelo que tenho.

-Porque está dizendo isso?

-Pare e olhe a sua volta… não é endeusando o Jimin, mas já vi muitas garotas chorarem por ele nos fansigns, pedindo pra ele sair com elas pelo menos uma vez… e você… Tem ele se arrastando em seus pés.

-Yoongi…

-Seu pai é dono de uma grande empresa, tudo o que você quiser terá, é só pedir pra ele.

-Mas não tenho a minha mãe…

-Seu pai não serve de nada?

-É claro que serve! Eu o amo muito e sou grata por todas as vezes que cuidou de mim e esteve ao meu lado…

-E o Jimin?

-Quê?

-Não o ama? Não é grata por todas as vezes que ele cuidou de você e esteve ao seu lado?

-Omoo…

-Eu sei que gosta dele, mas amor… não posso dizer que ainda é isso que sente.

-Pare com isso, eu o amo tam-

-Aniyo. Você é daquelas meninas que se fossem mimada, não iria respeitar ninguém, seria muito mesquinha e acharia que o mundo gira ao seu redor.

Aquelas palavras eram duras, mas você não conseguiria fazê-lo parar de falar, pois quando Min Yoongi tinha algo pra dizer era melhor deixá-lo terminar. Então aguentava tudo calada.

-Tem um apartamento próprio. Não passa fome e nem necessidades, pois seu pai é muito rico, um homem importante. Não venha dizer que não é amada... Jimin  faz das tripas coração por você… e você não enxerga e nem faz a mínima ideia. Sem contar que o Bangtan inteiro te ama e quer cuidar de você. Somos seus amigos, estamos aqui pra você.-ele foi até a porta e  abriu-a.-Espero que valorize o que fazem por você e pare de achar que vai resolver tudo sozinha.

Ele saiu da enfermaria, deixando um enorme aperto em seu coração… e se você estivesse mesmo sendo egoísta e ingrata? Você amava o Jimin e tinha certeza disso, só não queria magoá-lo.


Notas Finais


⚫"Um café, por favor." : Segunda, Quarta e Sexta.
⚫Apenas me Abrace : Terça, Quinta e Sábado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...