História Apenas Números - ABO - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Kushina Uzumaki, Menma Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha
Tags Abo, Itadei, Sasunaru, Shimen, Yaoi
Exibições 736
Palavras 4.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas! Como estão? Blin blin?

Quero me desculpar pela demora ( Mais uma vez ) o problema é que estou correndo contra o tempo nessa época de fechamento das notas, e meu trabalho não tem colaborado porque estou pegando pesado lá e quando chego em casa o que faço? Capoto!

Enfim, terminei esse capítulo ainda hoje e demorei a revisa-lo porque por um milagre saiu grande! E por isso, perdoem-me por qualquer erro que encontrarem é sério estou tão cansado que se tiver erros mil desculpas.

Aproveitem e boa leitura!

Capítulo 12 - Sexta-feira


    - Apenas Números -

- Tem certeza? Você realmente está melhor, Deidara? -- A rosada franzia o cenho de maneira seria, ainda estava duvidando do loiro.

- Eu estou bem. -- Ele sorriu timidamente. - O Itachi cuidou de mim.

Com mais um dia na escola o grupo de amigos estava reunido no lado de fora colocando o papo em dia. Como era sexta todos estavam ansiosos com o final das aulas, afinal, era sexta-feira o dia em que mais existia oportunidades de festas e baladas e encontros a noite.

- Então, já planejaram o que vão fazer hoje a noite? -- Ino sorriu maliciosa olhando em principal para Naruto que era o mais corado dos amigos.

- O Sasuke me convidou pra jantar fora com ele.. -- A voz saia baixinha pela timidez mas como estavam todos próximos uns dos outros eles conseguiram ouvir.

- Não acredito! É um encontro, Naruto! -- Sakura agarrou nas mãos do amigo o olhando nos olhos, era possível perceber a excitação no olhar dela.

- E-Eh!? -- O loiro sentiu as bochechas esquentarem ainda mais, não tinha visto as coisas por esse ângulo.

- Itachi vai me levar em uma exposição de artes próxima daqui, eu sempre quis em uma! -- Deidara estava animado, mas o nervosismo também o dominava.

- Agora só falta você, Menma. -- Gaara encarou o amigo. O moreno resmungou algumas palavras e suas bochechas coraram levemente.

- Shisui quer ir em um festival de música clássica comigo. -- O moreno revirou os olhos, mas estava tímido. - É só algumas horas daqui, mas não sei se vou.

- VOCÊ VAI SIM! -- Sakura praticamente berrou aquilo, mas berrou tão alto que todos do local os encaravam agora.

- Sakura… -- Hinata tampava o rosto com ambas as mãos. Estava ainda mais vermelha que Naruto.

- Gaara! -- O ruivo olhou pra trás, Lee estava acenando para ele e o chamando. Imediatamente ele sentiu as bochechas mais quentes.

- Eu já volto, gente. -- Ele se levantou. Os amigos seguiram com os olhos o ômega ruivinho se aproximar de Lee que sorria animadamente para ele. Ambos trocavam olhares enquanto falavam.

- São tão fofos juntos! -- Ino estava sorrindo junto de Sakura, ambas ainda olhavam para o casal de amantes conversando. - Não sei porque o Gaara não confessa logo que ama ele.

- Porque ele está esperando o Lee dar o primeiro passo. -- Explicou Deidara. - Mas aquele idiota é meio lerdo nisso.

- Só fico triste pelo meu primo. -- Hinata abaixou os olhos. - A alguns dias atrás ele me confessou gostar do Gaara.

- É difícil mesmo não ser correspondido. -- Naruto alisou as costas da morena sorrindo. - Neji vai encontrar alguém que goste dele Hina, um dia ele vai.

- É que vocês não conhecem o meu primo como eu conheço. -- Hinata levantou os olhos, todos olhavam pra ela. - Quando ele quer uma coisa, ele consegue.

- Que egoísta idiota. -- Menma reclamou. -- Esse principezinho tem que aprender que não se ganha tudo na vida.

- Hinata acho que você devia conversar com ele com calma, e explicar a situação. -- Sakura franziu o cenho, mostrando-se séria de repente. -  Porque se ele fizer alguma coisa contra o Gaara eu não vou ser boazinha com ele.

- Eu vou conversar com ele, eu prometo.

A morena sorriu tentando mostrar tranquilidade, mesmo que forçadamente mas Sakura se acalmou com isso. O ruivo voltou a se aproximar dos amigos, seu rosto estava corado.

- Conta tudo pimenta! O que ele queria? -- Ino tentando mostrar tranquilidade puxou o braço de Gaara o obrigando a sentar-se ao seu lado. O ruivo resmungou alguma coisa aleatória mas logo um sorriso surgiu em seus lábios.

- Ele me chamou pra sair, ele me chamou pra sair, ELE ME CHAMOU PRA SAIR!

Gaara quase não conseguiu respirar com o abraço apertado que recebeu de Sakura e Ino ao mesmo tempo. Hinata apenas dava carinhos nas costas do ruivo sorrindo e Menma junto de Naruto estavam rindo do desespero de Deidara que via Gaara sem respirar.

- Soltem ele! Ele vai morrer sem ar! -- O loiro tentava afastar as duas mas não adiantava. Gaara já estava ficando roxo.

- SE VOCÊS ME MATAREM ANTES DO MEU ENCONTRO EU VOLTO SÓ PRA MATAR AS DUAS! -- O ruivo gritou no meio do abraço e com isso as duas o soltaram ainda rindo e dando alguns gritinhos histéricos.

- Porca-ino anote ai, temos quatro ômegas a nossa frente e todos tem um encontro hoje a noite. Mas nem um deles deve possuir uma coisa decente para se usar em seus encontros. -- A rosada fazia caras e bocas enquanto falava e Ino entrou na brincadeira.

- Sim testuda-rosa. Todos precisam estar impecáveis para esses encontros, e sabe o que isso quer dizer? -- Ambas se olharam cúmplices.

- Sei exatamente o que isso quer dizer porca-ino. -- Sakura sorria com gosto. Elas nem perceberam os olhares confusos sobre as duas.

- Do que vocês estão falando? -- Naruto perguntou claramente se mostrando confuso assim como os outros meninos que as olhavam.

- DE COMPRAS! -- Gritaram animadas olhando para cada um deles. Menma foi o único que fez careta.

- NÃO! Nem pensar! Eu não vou fazer isso, podem esquecer! -- O moreno exclamava irritado mas as duas meninas se olharam sorrindo animadas.

- Só eu estou com medo delas? -- Deidara sussurrou apenas para Gaara ouvir e o ruivo acabou concordando.

      ~~~ x ~~~

- Não acredito que estou fazendo isso. -- Menma suspirava, finalmente tinha desistido da idéia de tentar fugir.

Depois da aula, com muita insistência e com a ajuda de Kushina que estava os acompanhando o grupo partiu para as compras. Hinata não foi junto deles, decidiu ter a conversa com Neji naquela noite e todos concordaram. Já no shopping que as três mulheres escolhiam praticamente todas as roupas, sapatos e acessórios. E o meninos? Bem, eles se sentiam como manequins humanos naquele shopping.

- Eu nunca imaginei que iria passar tanto tempo dentro de um shopping antes. -- Deidara estava com a famosa cara de bunda. Isso porque Kushina não parava de inventar penteados em seu cabelo.

- Dona Kushina, o cabelo dos seus filhos é maravilhoso! Nunca vi cabelos tão macios e lisos, e além de serem muito fortes. -- Anko era uma cabeleireira contratada por Mikoto. A morena estava acompanhando Kushina e dando um trato nos cabelos dos meninos, e naquele exato momento estava lavando os cabelos de Naruto que se divertia com aquilo.

- Sabe, estou me sentindo em um programa de Tv naqueles dias beleza. -- Naruto estava sorrindo o tempo todo, era o único dos irmãos que não reclamava apenas curtia. E claro, sempre era bom receber mimos.

- É engraçado porque só viemos comprar roupas pro encontro, mas agora até no salão de beleza paramos. -- Gaara comentava enquanto outra cabeleireira secava os seus cabelos.

- As roupas já estão compradas chuchu, agora é só cuidar da beleza de vocês. -- E com Sakura só existia risos, aproveitando o salão ela e Ino cuidavam do cabelo e das unhas.

- Tenho que agradecer novamente a Mikoto por ter pagado tudo. -- Kushina ao lado de outra cabeleireira comentava com a mesma alguns penteados para Deidara que só suspirava.

- Não me diga que o Shisui também esta fazendo uma merda dessas? -- Menma olhou para a mãe chocado e acabou arrancando risos até de Deidara que estava meio irritado ali.

- Não, não. -- Kushina abanou as mãos. - Os Uchihas só compraram roupas novas e voltaram pra casa. No horário certo eles vão vir aqui mesmo busca-los e o Lee também eu avisei ele Gaara.

- Muito obrigado. -- O ruivo sorriu de leve.

- Pronto narutinho! Hora de secar o cabelo! -- Anko avisou ajudando o loiro a levantar e Naruto todo animado já se sentava novamente enquanto Anko ligava o secador.

- Só espero não cometer nem um erro nesse encontro. -- Deidara suspirou olhando seu próprio reflexo no grande espelho no salão. - É o meu primeiro encontro e quero me divertir nele.

E o fim de tarde passava com tranquilidade, todos conversando e brincando até a noite chegar.

   ~~~ x ~~~

- Se você falar alguma coisa eu quebro a sua cara!

Shisui se surpreendeu quando foi buscar Menma no shopping. O ômega estava tão bem arrumado e tão perfumado que nem se parecia com ele e era tão extraordinário que chegava a ser engraçado ver aquele moreno tão invocado arrumado como um pequeno príncipe.

- Tudo bem, só vou prestar atenção na estrada. -- O mais velho ligou o carro e deu a partida, Menma estava muito tímido pois sentia Shisui o olhando, mesmo que discretamente. E o alfa ainda por cima o farejava complicando tudo.

- Shisui quer parar? -- Menma se arrepiou um pouco. - Está me deixando sem graça.

- Eu não to fazendo nada, estou só dirigindo. -- O moreno sorriu de canto entrando em um atalho e seguindo em frente

- Ta fazendo sim! Está me farejando! -- Exclamou irritado.

- Não to não. -- O sorriso do Uchiha se alargava.

- Sim!

- Não.

- Ah! Esquece! -- Menma se emburrou no banco do carona cruzando os braços e Shisui adorando deixar o pequeno tão bravo acabou rindo alto.

Deixando um certo ômega bem zangado.

- Desculpe, desculpe. Mas eu adoro te irritar. -- Menma apenas ignorou enquanto o Uchiha ainda rindo estacionava na vaga livre que encontrou. O pequeno estava tão distraído que nem notou que já tinham chegado no festival.

Shisui percebeu a animação do ômega crescer e também percebeu os belos olhos azuis do moreno brilhando ao ver os vários instrumentos e as várias pessoas no local.

Em tão pouco tempo já o conhecia tão bem.

   ~~~ x ~~~

- Itachi olha isso! -- O loiro estava entusiasmado, tudo o impressionava. - Que desenho você enxerga nele? Eu vejo um coelho!

A exposição de artes era magnífica. Variada com diferentes tipos de quadros, estátuas e etc. Tudo cheio de cores e formas, as artes mais encontradas eram em formas geométricas ou bem lambuzadas. Apesar de não entender muito de arte Deidara adorava ver aqueles quadros. Porque na arte todos tem olhos diferentes de enxergar as coisas.

- Um coelho? Eu vejo um gato. -- Itachi sorriu quando o ômega começou a rir ao seu lado. Os dois eram os mais animados daquele lugar.

- Essas coisas mexem com a nossa cabeça, eu ainda vejo um coelho.

O casal arrancava diferentes tipos de olhares sobre eles. Alguns os achavam muito lindos juntos, outros estavam incomodados com o tanto de barulho que faziam, mas vários em destaque as ômegas do local olhavam com inveja. Afinal, todo mundo conhece a família Uchiha e só pela presença se reconhece um quando se está próximo dele.

Os dois não perceberam quando duas meninas de aparentemente 17 anos se aproximaram. As duas sendo ômegas e usando roupas bem chamativas por assim dizer. Deidara foi o primeiro a olha-las e sentiu que ambas pareciam o ver como uma ameaça presente ali.

- Licença, mas você não é Uchiha Itachi ? -- Uma das garotas perguntou, Itachi sentiu a mão dela em seu braço o puxando de leve.

Claro que se incomodou com isso.

- Ah, sim sou eu mesmo. -- Tentou puxar o braço de volta de maneira não bruta mas não teve sucesso. A garota parecia se jogar pra cima ele.

- É que estou tendo um problema, sabe? Meu pai também é empresário mas foi demitido a poucos dias e minha mãe está doente. E você como um empresário competente não poderia ajudar? -- A outra garota se aproximou acabando por se colocar na frente de Deidara, quase o derrubando, mas o loiro se equilibrou.

Deidara se sentiu excluído e foi se afastando aos poucos dos três. Pensava que talvez Itachi precisasse dar atenção a elas por um bem maior.

Mas o moreno percebeu isso e franziu o cenho irritado. Ele veio aquele lugar com Deidara e iria ficar lá apenas com o loiro.

- Me desculpem mas não temos mais vagas na empresa, com licença. -- Ele puxou com força seu braço e afastou as duas garotas que o olharam assustadas. O moreno tratou de se aproximar novamente de Deidara que estava quase saindo da exposição.

- Deidara aonde vai? Já quer ir embora? -- Ele tentou não demonstrar mas se sentiu triste ao ver o sorriso forçado que o loiro mostrou.

- Você está ocupado, pensei em não atrapalhar. -- Deidara mexeu os braços e olhou para baixo, disfarçando, desviando a atenção para os tênis novos que ganhou. Estava se sentindo desconfortável pois o olhar das duas ômegas que os observavam de longe estavam recaindo sobre ele. - E também o pai daquela garota precisa de um empr..!

Os lábios quentes e mácios do Uchiha foram de encontro ao seus calando de vez suas palavras. As pernas falharam e os pelos de seu corpo se arrepiaram.

Tudo que ele mais queria naquele momento era estar sozinho com Itachi, apenas com ele.

- Deidara.. -- O alfa sussurrou entre o beijo enquanto o ômega ofegava abaixo de si. Ele estava pouco se importando se atraia olhares. - Eu estou aqui com você, e toda a minha atenção está apenas em você, ok?

- Ok.. -- Recebendo um breve selinho nos lábios Itachi se afastou sorrindo e tratou de segurar a pequena mão do ômega entrelaçando ambos os dedos.

E seguiram assim, de mãos dadas pela exposição olhando todas as artes, mas claro que assim que voltou a ver as duas ômegas Deidara teve que ser ousado o suficiente para mostrar o dedo do meio para ambas que ficaram vermelhas de raiva.

Pois é, Deidara nunca perde uma chance de dar o troco em alguém, principalmente quando essa pessoa merece.

Mas Itachi não precisa saber disso no momento. Mais cedo ou mais tarde ele vai descobrir mais sobre o seu travesso ômega.

   ~~~ x ~~~

- De novo! Faz de novo, por favor! -- Naruto com seus olhinhos de cachorro pidão implorava para o Uchiha repetir o ato.

- Ok, ok. Só mais uma vez. -- O moreno voltou a escorregar por sua cadeira se escondendo embaixo da mesa. Naruto, por sua vez, estava ansioso tentando ver o que o Uchiha fazia até que de repente Sasuke reapareceu sentado na cadeira com dois palitos de hashii na boca imitanto um leão marinho e fazendo uma careta tão bizarra que Naruto não aguentou e começou a rir escandalosamente.

Eles estavam um de frente para o outro com apenas uma mesa redonda de madeira os separando. O restaurante estava bem movimentado e todos lá estavam bem vestidos, claro, Sasuke escolheu o melhor da cidade.

O Uchiha não tinha o hábito de ser brincalhão em seus encontros. Na verdade, ele sempre era sério e maduro de mais e quase não sorria.

Então porque diabos estava imitando um leão marinho? Porque queria tanto ver o sorriso de Naruto?

Nem mesmo ele entendia o que sentia.

- Sasuke -- O loiro chamou seu nome em meio a risos. - Você é mais criança que eu!

- Tem certeza? -- Erguendo uma sobrancelha ele tirava os hashiis da boca. - Quem foi a criança que endoidou quando viu as sobremesas daqui?

- Mas são doces -- Naruto fazia um biquinho manhoso e aquilo derretia o Uchiha. - Tem tantos doces aqui, nunca vi tanto doce!

- Minato não deixava vocês comerem doces? -- Naruto negou com a cabeça. - Ele tem algum problema?

- Meu pai é super protetor.. -- Dando um longo suspiro o loiro olhou para a mesa de madeira e acabou abrindo um tímido sorriso. - Ainda nem acredito nisso.

- Nisso o que? -- Sasuke já sabia o que ele iria falar, mas queria ter certeza ouvindo de Naruto.

- Que estou aqui com você. -- As bochechas dele esquentaram ao receber o olhar carinhoso de Sasuke. - Eu nunca imaginei estar ao lado de um alfa, estar tão próximo de alfa e de bem, ter passado um cio inteiro com ele…

Sasuke se sentiu corado com o comentário e Naruto apenas desviava o olhar pela timidez.

- Eu sei que já teve muitas ômegas e betas ao seus pés, afinal, você é um Uchiha e eu não entendo o que viu em mim Sasuke -- Franzindo o cenho os olhos azulados olhavam profundamente nos olhos onix do Uchiha. - Por isso me diga, porque eu?

- Um dia meu pai me disse que estava ligado em uma pessoa. Que não importava a distância, a dor e a mágoa ele continuava ligado a ela, e eu comecei a confiar que em algum lugar desse mundo alguém me ligava de um jeito que nem mesmo eu pudesse entender. -- Sasuke tomou folego e continuou. - Esse alguém que ele tanto falava era o seu pai, mas o que ele sentia era pura amizade e não iria passar disso. Mas Naruto, existem coisas no mundo que não conseguimos compreender mas levamos essas coisas como algo positivo e acho que foi isso que aconteceu comigo.

Naruto estava tímido perdendo toda a pose de durão de minutos atrás. Sentia as pernas molengas e disfarçava o tempo todo, além de sentir um tique nervoso em um dos pés que não parava de se mexer, mas ele continuava ouvindo o que Sasuke dizia.

E o moreno continuou.

- Eu não imaginava que encontraria alguém como você. Pequeno, indefeso e preso do mundo. Eu não consegui compreender de primeira o que senti ao te ter em meus braços apenas queria mais daquilo, mais daquela sensação estranha que só você me faz sentir. Achei que estava ficando louco mas Itachi e Shisui sentem o mesmo por seus irmãos!

- Sasu..-- O Uzumaki teve os lábios cobertos por um dedo de Sasuke que pedia silêncio. Tudo que o moreno quer é que ele o ouça agora.

- Naruto, eu nunca senti isso por ninguém mas quero dizer que é algo maravilhoso. Você me faz sentir isso e só você, é estranho? É sim! Confuso? Claro que é! Eu ainda estou tentando entender o que sinto? Sim estou! Mas foda-se! Eu quero você, eu gosto de você Naruto. E se essas forem as palavras certas, eu posso estar me apaixonando por você..

É claro que eles atraíram olhares curiosos dos outros clientes do lugar. Até mesmo a gerente do restaurante estava chorando de alegria ao ver aquela declaração.

E Naruto? Apenas lágrimas rolavam por suas bochechas avermelhadas.

- Ei.. -- Com o polegar, Sasuke tratou de limpar aquelas lágrimas com um belo sorriso nos lábios. - Você é lindo até mesmo chorando.

- Sasuke.. -- Um sorriso mais do que grande brotou nos lábios de Naruto. As lágrimas combinavam perfeitamente com o grande sorriso emocionado que ele dava, tanto que Sasuke arrepiou-se pois enxergava como uma luz mágica rodeando o rosto do loiro. - Eu nunca fui tão feliz antes, eu...eu...apenas quero te ter pra sempre!

- E você vai -- O Uchiha se levantou ficando ao lado de Naruto, claro que teve que se ajoelhar para ficar do tamanho dele e isso fez o pequeno rir. - Porque hoje está confirmado, eu sou o seu alfa.

- Se é assim então -- O loiro ficou de lado na cadeira e levou ambas as mãos até os ombros do mais velho puxando-o para mais perto. Naquela altura todos do restaurante já imploravam pela cena seguinte. - Eu serei o seu ômega, Uchiha Sasuke.

E enfim o beijo se fez presente. Ambos os lábios transbordavam tanto amor e carinho que acabaram nem ouvindo os aplausos que receberam por sua maravilhosa cena de amor.

E com isso acabaram contagiando vários outros casais do local que também entregues no amor começaram a se beijar de maneira romântica enquanto uma música melodiosa tocava no restaurante dando um ar mais aconchegante aos namorados.

Menos a gerente, que só chorava vendo tantos casais felizes a sua volta. Não dava para saber se ela chorava de alegria pelos belos casais formados ou se chorava de tristeza por estar segurando uma tocha olímpica para os 13 casais do restaurante que agora se beijavam.

    ~~~ x ~~~

- Lee, você é louco! Louco!

Gaara nunca se divertiu tanto em um encontro antes. Lee o levou para passear pela cidade, passaram em uma loja de eletrônicos ao qual o tio de Lee o senhor Guy trabalhava e ficaram jogando por um bom tempo. Mas no horário certo o moreno levou o ruivo para o cinema como prometido e o que era para ser uma simples sessão acabou virando uma bagunça.

Isso porque Lee começou a brigar com uma criança que errava o nome do personagem principal do filme, ao qual ele era grande fã, e no meio da sessão o moreno sentiu alguém chutando sua cadeira e jogou o pote de pipoca na cabeça do homem que começou a xinga-o de vários nomes possíveis mas Lee não deixou barato, assim que o lanterninha apareceu ele acusou o homem de ter atrapalhado todo o filme, e graças ao Gaara, todos na sala concordaram com ele e enfim o homem foi retirado da sessão e o casal assim como o resto das pessoas pode assistir o filme em paz.

E como se já não bastasse o moreno ainda teve que fazer uma pegadinha com a funcionária que recolhia os óculos 3D da sessão, ele entregou os óculos a ela mas assim que a moça se distraiu recolhendo os dos demais clientes Lee os pegou de volta e correu para fora da sala puxando o ruivo atrás de si, que ria o tempo todo.

Agora estavam voltando para casa. Com Lee usando os óculos roubados ao rosto e contando várias piadas, não importava se tinham graça ou não Gaara só conseguia rir mais alto.

Era por isso que o ruivo gostava dele. Lee sabia ser divertido e fazia todo mundo sorrir e Gaara gostava de pessoas assim, animadas.

Ele também sabia que Neji gostava dele, o pérolado já veio muitas vezes conversar com ele tentando o chamar para um encontro ou até o paquerando de um jeito discreto, mas não dava certo. Gaara achava Neji sério de mais, e aquilo não o agradava e nem se o pérolado mudasse de personalidade iria o agradar.

Ninguém manda no coração.

- Eu louco? Eu sempre quis esses óculos e você me deu sorte porque finalmente consegui pegar! -- O moreno fazia caras e bocas com o óculos de lentes diferentes no rosto enquanto um braço estava em volta do ombro de Gaara, o apertando contra ele enquanto caminhavam.

- Já pensou se te filmaram? Tem câmeras no cinema seu idiota -- Ele até tentava dar uma bronca em Lee mas não conseguia, Gaara só achava graça de tudo que o moreno fez até agora, e estava adorando isso.

- Na saída pro estacionamento não tem câmeras de segurança, quantas vezes você acha que já tentei roubar esses óculos? Você que me deu sorte hoje.

Lee era muito espontâneo e gostava de curtir a vida. Nunca dava para saber quando ele estava gostando de alguém pra valer, mas Lee sentia sim alguma coisa por Gaara.

Ele só não queria deixar esse sentimento florecer pois Neji era seu melhor amigo. E ele conhecia os sentimentos do pérolado.

Mas não resistiu e teve que convida-lo para sair. O ruivo sempre estava lindo nos olhos dele.

- Virei seu amuleto da sorte agora? -- Gaara sentiu o braço de Lee o apertando mais e corou um pouco. O moreno aproximou seu rosto do pescoço do menor se perdendo no doce aroma que o ômega tinha. Gaara era o único que o acalmava.

- Você sempre foi -- Um leve beijo foi depositado no pescoço de Gaara que se arrepiou mas não se afastou.

E Lee só entendeu aquilo como um incentivo de continuar.

- Eu já disse que adoro o seu cheiro? -- O ruivo sorria e recebia mais beijinhos de Lee que estava feliz, sentia seu coração explodir em seu peito e era um sentimento bom sentir aquilo.

- Estamos no meio da rua seu idiota -- Gaara começou a sentir cócegas quando Lee mordeu sua orelha. - E-Ei não faz isso!

- Então vamos pra minha casa!

O ruivo acabou soltando um grito de susto quando Lee o pegou em seus braços, o carregando o típico estilo noiva.

- Quem disse que eu quero ir? Me coloca no chão!

É claro que estava mentindo mas gostava de bancar o difícil.

- Não precisa falar que quer ir, da pra ver nos seus olhos a verdade. -- O ruivo sorriu e teve que concordar.

- Ok, me coloque no chão primeiro e se ajoelhe de costas pra mim. -- O moreno obedeceu sem entender, e após se ajoelhar sentiu Gaara saltar em suas costas e abraçar seu pescoço. - Mas vamos para a minha casa soldado, e adiante!

- Sim senhor! -- Lee entrou no jogo e o imitou usando uma voz de soldado. Colocou-se de pé segurando as pernas de Gaara com ambas as mãos e correu pela calçada enquanto o ruivo gargalhava em suas costas.

Era engraçado como várias pessoas ficavam felizes em uma simples sexta-feira a noite.

A noite mais desejada dos adolescentes.


Notas Finais


Então? Mereço comentários?

Juro que me esforcei muito pra não deixar erros nesse capítulo mas é difícil quando você está morrendo de sono! E espero que tenham gostado do pequeno resumo do encontro dos meus quatro casais favoritos!

( Ps: sou estranho eu sei )

No próximo talvez a treta volte a assombrar, pois ainda temos as nossas vilãs certo? Ceerrrto? Infelizmente, certo.

Até pessoas o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...