História Apenas um amor proibido - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Lutas, Novela, Serie, Suspense, Tortura, Violencia
Visualizações 11
Palavras 1.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Queridos bolinhos fofos
Está entregue o Capítulo
Espero que gostem
Boa leitura amores

Capítulo 2 - Um pouco sobre S/n


Fanfic / Fanfiction Apenas um amor proibido - Capítulo 2 - Um pouco sobre S/n

                  Orfanato Joy Rick

As 17:39 da tarde

s/n estava com seu amigo Jin lendo em uma pequena biblioteca que tinha ali naquele local.

Jin- O que achou ?

s/n- Achou?, do livro?

Jin- Sim -Sorriu-

S/N- Achei maravilhoso, você sabe que amo ler -Dou um sorriso de orelha e orelha- principalmente os que falam sobre Romance

Jin- Sim, eu sei, achei interessante também, bom temos que ir dormir antes que as -ele rir- freiras santas venham

Descobrimos que quando as Freiras conversavam elas falavam sobres homens bonitos e até brigavam por eles, cada dia o conteúdo ia mudando para um pior até nos ouvimos que elas estavam querendo fazer amor com um deles e sem querer rimos alto, não recebemos castigos se não íamos contar tudo pra Madre, o desespero delas foi muito grande, nem queria contar pra Madre, magina.

S/n- vamos logo, não quero ficar de castigo -nos levantamos e fomos para o dormitório-

Nem todos dormiam juntos pela idade, no meu caso dormia em um quarto sozinha, mas não era porque queria, eu poderia muito bem dormir com as meninas no dormitório a esquerda na frente da dos meninos, mas devido meu "problema" estou sendo obrigada a dormir aqui sozinha.

As meninas e os meninos menores de idade dormiam juntos, mas meninas para a esquerda e meninos para a direita. Já os maiores de idade dormiam em outro também do mesmo jeito dos menores.

irá fazer oito meses que perdi meus pais e me colocaram nesse lugar, as vezes tenho pesadelo horríveis com meus pais e sem perceber grito, o som do grito faz eco no Orfanato, assustando todos ali, e sempre Jin me acordava, a madre deu ordem pra ele cuidar de mim, e por ter a ajuda dele saí da minha depressão, as pessoas aqui me olhavam com medo, tinham pena, meu estado era horrível, estava magra, com olheiras e vendo coisas sem sentindo que apenas aumentavam meu medo, achei que nunca ia aguentar viver depois da morte deles, mas estava errada, pois Jin e todos me ajudaram a recuperar minhas forças mas ainda por ter uma fraqueza oculta estou aqui nesse quarto.

Nosso dia a dia era comum, sem muito esforços e como todo Orfanato as regras aqui são rígidas e cruéis no meu ponto de vista

Não podia fazer nenhum barulhinho em 12:00 se não séria punido, dormir tarde, comer fora de hora, passear de tarde etc...

as punição eram: passar três dias sem comer, ia para um quarto e ficava lá por mais três dias e quando saísse ainda tinha que aturar os ralhos da Madre...em outros sentindo até apanhavam das Freiras, aquelas freiras que queriam ser superiores, ridículo, já fui punida muitas vezes por ser rebelde mas prometi pro Jin que seria mais obediente.

Jin foi a pessoa que eu mais me apaguei aqui por ficar mais comigo, ele cuidava de mim, conversava, me ajudavam em várias coisas, e por ser mais velho era mandão.

Quebra de tempo

Passaram se dois anos e quatro meses que meus pais morreram e eu tinha me recuperado da perda deles mas ainda sofria com a falta.

Jin por sua estátua forte e corajoso tinha saído do Orfanato, um casal o adotou, eu estou com muita saudades dele, não estou bem, agora literalmente só, procurava algo pra fazer e tentava não lembra das coisas.

Mas tudo vinha o Jin na cabeça e sem perceber já estava chorando, ele me fazia me sentir bem.

Quebra de tempo

Estava dormindo quando uma das Freiras me acordou.

Feira- Venha S/n tem umas pessoas querendo ter conhecer

s/n- ah! não quero conhecer ninguém

Freira- Por favor S/n, não faça a Madre vim te busca e eles só querem te conhecer...

-Me levanto coçando o rosto a olhando-

s/n- ok -suspiro- já vou

Freira- Vai limpar seu rosto e escova os dentes, avisarei a Madre que já está indo

-A mesma saí do quarto e faço o que ela pediu, ajeito meu vestido e vou a encontro deles, bato na porta e ouço a Madre mandando eu entrar-

S/n- Com licença, Bom dia Madre, Bom dia senhores -faço reverência e coloco as mãos atrás entrelaçando meus dedos olhando os senhores-

-Aquela mulher tinha muito estilo e o homem também, apareciam ser ricos e bondosos, seu rosto não negava isso, aquele sorriso doce vindo dela me acalmou um pouco, depois de um tempo resolveram me adotar, não estava muito feliz com aquilo, queria ficar aqui, essa era minha casa, mas tinha que ir se não iria dececionar a Madre-

Senhora- Bom, seremos seus pais agora está feliz S/n? -ela mostra seu sorriso de novo-

S/n- Sim senhora, vamos para sua casa?

senhor- Nossa, Nossa casa S/n

-Ela segura minha mão com um pouco de força porque ia caindo-

senhorita- Cuidado S/n!!

Senhor- Não vai demora muito para ela ficar daquele jeito -da um sorriso malefíco e ela também-

senhorita- Verdade, Vamos nosso carro está ali

Senhorita- Bom S/n, Não pense que seremos seus pais e que somos bonzinhos, você vai querer morrer mas agora não tem mais volta, você vai nos dá um bom dinheiro.

-O mais velho pega um pano em seu bolso e me olha, fico com medo e já sentia minhas pernas tremerem e tento correr-

senhor- Não vai tão longe moça pode ser estuprada

-Logo que termina de falar vejo uns homens e os mesmo me seguram, fico me debatendo e o senhor vem até mim colocando o pano em meu rosto cobrindo o meu nariz e boca, ainda insistindo em não respirar aquilo a falta de ar vem e acabo inalando aquilo, logo após uns segundos minha vista começa a embaçar e logo apago não vendo mais nada-

Pov's Casal

-Colocamos aquela garota no carro e a levamos para nosso local de trabalho-

senhor- Deu até pena dela -riu-

Senhorita- Tadinha, Temos que tirá a memória dela

senhor- Calma, isso é a coisa mais fácil que fazemos -rimos-

-Depois de um tempo chegamos ao local que era como uma mansão, uma mansão velha mas por dentro era bem cuidado-

Senhorita- chegamos princesinha

-Ele tira ela do carro e entramos-

senhorita- coloca ela no quarto e peça para os servos darem a última refeição dela

senhor- Ok mandona -coloco ela no quarto deitada na cama e saio trancando a porta pedindo para um dos servos derem comida a novata e saímos de novo atrás de novas princesinhas e príncipes-

pov's servo

-Preparo um prato com bastante comida, como era a última refeição dele ou dela não sabia fiz com bastante verdura, vou até o quarto, abro a porta e vejo uma garota ainda estava acordando, coloco o prato na mesinha e fico perto dela esperando acordar por completo-

servo- Vamos garota acorde, você precisa comer antes que eles cheguem...

-A mesma não queria abrir os olhos e logo os fechou de birra, sorri com aquilo, me lembrava a S/n, será que ela está bem?, será que já tem uma família? e esqueceu de mim? mas olhando para essa menina, sim poderia ter passado dois anos mas ela era igual a S/n, aishy Jin esquece aquela garota, Passei muito coisa por causa dela aqui, apanhei e não foi pouco, tentei fugir para a encontrar-la mas foi impossível, e recebi meu castigo, eu gostava dela e tinha raiva da mesma.-

Jin- Vamos garota, Pare com isso - A pego pelo braço com força e a coloco sentada na cama, vejo que está assustada- coma isso

S/n - Não estou com fome -se recusa a comer-

Jin- Se não comer agora não vai comer mais, coma

s/n- Não estou com fome

-Respiro fundo, a olho sério e coloco uma de minha mão em sua mandíbula apertando-

Jin- Se não comer por bem irá comer por mal - Tento colocar a comida na boca dela mas ela não deixa, o que deixou irritado- Eu estou começando a perder a paciência com vc garota

-Ela está com os olhos cheios de lágrimas e olhava para a parede respirei fundo mais uma vez e tento de novo, suspiro-

Jin- Bom, então você não vai comer tão cedo -me levanto a olhando- Eu tentei

-a garota olha pra mim e fico a observando- Vão tirá tudo de você, até suas lembranças...então qual é o seu nome?

S/n- Minhas lembranças? - Logo os olhos dela enchem de água-

Jin- Sim, tudo, Você vai esquecer seu nome eu quero que se lembre pelo menos dele, então me diga qual é seu nome

S/n- Meu nome é S/n, não faça isso comigo por favor eu imploro -sua voz embargada e suas lagrimas caindo, me olhava suplicando por piedade mas não podia fazer nada por ela, quando falou sou nome meu coração acelerou, será ela? eu estava com medo-

Jin-S/n? Por a-acaso...- suspiro- Você se lembra de um Rapaz chamado Jin?

-Seu olhar ficou firme em cima de mim, seus olhos brilhavam e sua boca tremia-

S/n- Sim, meu melhor amigo no Orfanato aonde morávamos, sabe aonde ele está?

Jin- Sim- A olho sorrindo e acabo chorando, ela iria sofrer muito ainda e eu prefiria a morte do que ver ela sofrendo, a abraço forte, ela iria se esquecer de tudo, tudo até nossas risadas- Sou eu S/n o Jin

-Meu choro aumenta e sinto ela me apertando devagar- Desculpa não pode te ajudar nesse momento, senti sua falta

S/n-Jin, também sentir sua falta e muita

-Ouço o senhor chegar e rapidamente me levanto e limpo minhas lágrimas-

Senhor-Vamos moça tem uma surpresa pra você -ele rir- Ela comeu Jin?

Jin- Não senhor

senhor- Então ela deve está forte - Ela pega ela com brutalidade e ela se desespera me olhando tentando saí dos braços dele- Vamos garota

-Viro meu rosto e choro em silêncio, aquilo era doloroso até sentir ela me abraçando mas logo foi tirada de mim-

S/n- JIN ME AJUDA, POR FAVOR -ela lutava e chorava-

senhor- Já chega -Ele apaga ela- Jin vai dá comida ao Novato e pare de chorar ela só é uma idiota

-saio do quarto e vou fazer o que ele mandou ainda não aguentando ver S/n sendo tratada daquele jeito-

Quebra de tempo

-Depois de um tempo fui ver S/n-

Jin- S/N!!!!!


Notas Finais


AINNN ESTOU ANSIOSA PARA SABER SE GOSTARAM
MEDO ME DEFINE
^-^ ATÉ O PRÓXIMO CAPÍTULO BUNDAS LINDAS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...