História Apenas um amor proibido - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Lutas, Novela, Serie, Suspense, Tortura, Violencia
Visualizações 11
Palavras 2.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora
Boa leitura docinhos, bjs da tia

Capítulo 5 - Isso é um sonho, isso é uma pesadelo.


Fanfic / Fanfiction Apenas um amor proibido - Capítulo 5 - Isso é um sonho, isso é uma pesadelo.

                                                                                                                                                                  5:00 da manhã

Acordei com uma dor de cabeça, sentei-me na beirada da cama e suspirei, olhei para cima e fechei os olhos, levantei-me, peguei uma toalha branca e fui para o banheiro.

Tomei um banho demorado, escovei os dentes, sai do box com a toalha enrolada em minha cintura, vesti-me com a roupa de trabalho e peguei minha pasta, suspirei e logo em seguida vou até a garagem, entro no carro e dou partida até o trabalho.

Não estava disposto a fazer absolutamente nada, mas tinha que trabalhar pra me distraí um pouco, era meu único "passa tempo".

Entro no estabelecimento depois de estacionar o carro, e logo vou até o meu escritório, me sento na mesa vendo várias papeladas ali, sorriu fraco e suspiro

- Que minha diversão comece...

Pego alguns dos papeis que se encontravam ali na mesa e começo a ler, logo indo fazer os relatório.

Toc toc toc toc

Ouço alguém bater na porta e peço para entrar, era Dominik

-Senhor Kim?

-sim?

-O Senhor Junghyung está lhe chamando na sala dele...

-Ele por acaso falou o assunto?

-Disse que era a respeito do trabalho, Senhor Kim.

-Ok, Dominik avise-o que já irei, por favor.

-Sim Senhor, avisarei.

Dou um sorriso, a garota faz reverência pedindo com licença e sai da sala, arrumo os papéis e saio da minha sala indo a sala de meu chefe, Junghyung, bato na porta e entro.

Espero que seja aumento

-Mandou me chamar Senhor?

-Sim, Senhor Kim, vou direto ao assunto, sabes que odeio enrolação. 

-Claro, tudo bem

Isso não parece ser um assunto sobre aumento de salário, mas continuo com um sorrisinho no rosto, sento-me na poltrona a frente da mesa de Junghyung, olhando-o.

-Senhor Kim, a anos essa empresa tem os melhores funcionários e nunca ficamos preocupados com nada pois como disse, tenhos os melhores funcionários, acreditamos na capacidade de casa um e você sabe que es um deles entre todos aqui. Eu lhe dei uma nova chance, não foi?

Mordi os lábios e contínuo a lhar-lo, suspirei.

-Sim senhor, me deste a chance

Junghyung se levanta indo a uma mesinha do lado da poltrona aonde eu estava e encosta-se ali.

-Senhor Kim Namjoon, mas uma vez falhou, mandou todos os pertencem de uma pessoa para outra, escreveu uma coisa que era pra ser outra, os clientes pediram o dinheiro de volta, de tanta demora e ainda o que pediram foi errado, e eles estão certos, tem noção do prejuízo Senhor?

-Senhor Junghyung eu pos...

-Apenas me ouça Kim, suas explicações não pagariam o prejuízo, eu deixei você no comando de tudo, você é inteligente, tem agilidade nas coisas, e eficiente, Namjoon, o que deu em você?, derrubou 30% da renda dessa empresa em menos de semanas, eu...eu não posso mais fazer nada por você Namjoon. Está doendo em mim, perder um dos melhores funcionários. Eu confiei em você, você jogou tudo fora, sua vida, seu trabalho, tudo Kim. Por causa de sua mulher que aqui não se faz mas presente, coloque sua vida pra frente, as que se junte a sua mulher por depressão. Está demitido...

Escutei tudo como uma facada, sim, estava sem atenção nas coisas, mas pensei que estava fazendo tudo certo. Junghyung sabia da minha mulher, do que fiz a ela, e por isso me deu uma segunda chance, mas como o mais velho disse joguei tudo por culpa dos meus pensamentos nela.

Me arrependo tanto por isso, agora não sou nem capaz de trabalhar, o que fiz de minha vida? .

-Obrigado, Senhor Junghyung... Passar bem.

Levanto-me, faço reverência e saio da sala, me encosto na parede depois de fechar a porta, levantando meu olhar para o teto daquele lugar, suspirando fundo vou até minha sala pego a chave do meu carro e minha pasta, saio dali indo até a recepção.

-Dominik, peça para arrumar minhas coisas e entregar em meu domicílio ok?

-Namjoon, desculpe, Senhor Kim, Por que?

Não estava nem com um sorriso forçado no rosto, estava bastante triste, pra baixo, como se tirassem meu único sorriso, o que realmente aconteceu agora.

-Fui demitido. Por derrubar 30% do renda dessa empresa, idiotice minha...Aishy

Dominik pareceu assutada e supresa, era umas das pessoas que não sabia da minha vida, mas que se preocupava comigo.

-Meu Deus, Senhor, sinto muito. Vou pedi para Park Chinyel fazer isso, espero que fique bem, sentirei muito sua falta.

-Vou ficar, também sentirei, bom suspiro tenho que ir, tchau

-Tchau, Senhor Kim, boa sorte

Dou um leve sorriso e saio dali, entro em meu carro deixando a pasta no banco do passageiro, dou partida até minha casa.

Chego em casa depois de um tempo, me retiro do carro com a pasta e entro em casa, olho em volta, puxo o ar tentando achar o cheiro dela, não tinha mas, mas nada tinha o cheiro dela, nada.

Fechei a porta e suspirei, não conseguir esconder minha dor e acabei deixando umas as lágrimas que queriam caí. Sentei-me no sofá com as mãos na cabeça apoiadas em meu joalho e pós-me a chorar, estava tudo dando errado pra mim, estava sozinho, estava tão triste.

-porquê?? Porquê??

Deitei-me no sofá, olhei para o lado, não conseguia pensar direito, apenas chorava, chorava e chorava, levei meu olhar até o teto.

-Eu me esforcei o máximo, dei de tudo pra não errar e falhei, eu preciso de um abraço, preciso de colo, preciso de você amor... Preciso de você

Falava soluçando, minha voz embargada, minha visão embarçada por causa das lágrimas e minha boca tremendo, por que?, por que tudo isso?, eu quero minha vida de volta, quero voltar a sorrir de verdade, quero ser feliz.

Depois de muito chorar acabo pegando no sono ali mesmo.


  Ela é irá como o sol, e eu irei atrás dela.

Tão clara, tão linda, tão reluzente, tão bela.


Corro atrás dela no campo de rosas vermelhas, a pego pelos braços e a abraço fortemente, ela apenas sorrir como um anjo

-Sabes que estou sempre com você né?, nunca irei te deixar, mas tens que continuar lutando por sua vida meu amor, eu estou bem aqui, estou lhe protegendo, mas você tem que seguir com sua vida, olha o que aconteceu com você, está tão abatido, sorria, a vida é bela. 

Ela segura a minha mão e começa a correr para aonde o pôr do sol estava se pondo

-Te mostrarei a bela e a felicidade do sol quando se põe, olha como ele se vai feliz

sorriu, acabei sorrindo com ela, o jeito que ela falava me dava segurança e certeza que ela ainda me amava e queria me ver feliz, olhei para o sol, sentei-me no chão com ela e fechei meus olhos, por um momentos fiquei surpreso ao ouvir aquela doce voz soar naquele campo, olhei para o lado e não a vir, levantei-me rápido e olhei em volta.

-Julian???


Remember the way you made me feel

Such young love but

Something in me knew that it was real

Frozen in my head

Pictures I’m living through for now

Trying to remember all the good times

Our life was cutting through so loud

Memories are playing in my dull mind

I hate this part paper hearts

And I’ll hold a piece of yours

Don’t think I would just forget about it

Hoping that you won’t forget about it

Everything is gray under these skies

Wet mascara

Hiding every cloud under a smile

When there’s cameras

And I just can’t reach out to tell you

That I always wonder what you’re up to

Pictures I’m living through for now

Trying to remember all the good times

Our life was cutting through so loud

Memories are playing in my dull mind

I hate this part paper hearts

And I’ll hold a piece of yours

Don’t think I would just forget about it

Hoping that you won’t forget

I live through pictures as if I was right there by your side

But you’ll be good without me and if I could just give it some time

I’ll be alright

Goodbye, love, you flew right by love

Pictures I’m living through for now

Trying to remember all the good times

Our life was cutting through so loud

Memories are playing in my dull mind

I hate this part paper hearts

And I’ll hold a piece of yours

Don’t think I would just forget about it

Hoping that you won’t forget. 

Lembra do jeito que você me fez sentir?

Um amor juvenil, mas

Algo em mim mim sabia que isso era real

Congelado em minha cabeça

Estou vivendo através de fotos agora

Tentando lembrar todos os bons momentos

Nossa vida foi se separando tão alto

Memórias estão tocando em minha mente aborrecida

Eu odeio essa parte, corações de papel

E eu vou segurar um pedaço do seu

Não pensei que eu iria simplesmente esquecer isso

Esperando que você não esqueça isso

Tudo está cinza sob' os céus

Rímel molhado

Escondendo cada nuvem sob' um sorriso

Quando há câmeras

E eu simplesmente não consigo chegar a dizer

Que eu sempre me pergunto o que você está fazendo

Estou vivendo através de fotos agora

Tentando lembrar todos os bons momentos

Nossa vida foi se separando tão alto

Memórias estão tocando em minha mente aborrecida

Eu odeio essa parte, corações de papel

E eu vou segurar um pedaço do seu

Não pensei que eu iria simplesmente esquecer isso

Esperando que você não esqueça

Eu vivo através de fotos como se eu estivesse ao seu lado

Mas você vai ficar bem sem mim, só me de algum tempo

Eu vou ficar bem

Adeus, amor, você voou direito pelo amor

Estou vivendo através de fotos agora

Tentando lembrar todos os bons momentos

Nossa vida foi se separando tão alto

Memórias estão tocando em minha mente aborrecida

Eu odeio essa parte, corações de papel

E eu vou segurar um pedaço do seu

Não pensei que eu iria simplesmente esquecer isso

Esperando que você não esqueça. 

Essa música me fez chorar e começa a correr até aonde a voz vinha, mas não a encontrava, estava desesperado, queria a ter em meus braços de novo, mas aquela voz apenas se afastava mais e mais. Corria o mais rápido que podia para todos os canto, me encontrava aos prantos, mas até encontrar-la isso passou, ela estava olhando o campo, ela terminou aquela canção, virou-se para mim e disse

-Namjoon? Eu quero que seja feliz, não importá como, apenas quero te ver sorrindo de novo

Vou em direção a ela e sinto suas mãos segurarem as minhas com firmeza, sua voz doce e sua pele macia me faziam bem, aquilo era tudo que eu queria, está com ela pra sempre.

-Eu estou feliz, estou com você minha estela -Sorriu.

-você não está entendo, isso não é real, você tem que ser feliz sem mim de novo, prometa pra mim?

-Não posso, prometi que não ia mas ser feliz sem você.

-Mas eu estou te pedindo, por favor, eu te peço, seja feliz de novo

Ela levanta meu rosto com o dedo indicador e enxuga minhas lágrimas, acariciou o mesmo e beijou ali.

-Eu te amo mais que tudo e te peço apenas isso, seja feliz de novo, por mim, mas não cometa o mesmo erro que fez comigo. 

-Eu... Prometo

Julian me abraçar tão calorosamente, seu abraço me deixava bem, porque fiz aquilo? Seu cheiro estava exalando minhas narinas, me aconcheguei em seus bracos, me sentir seguro de novo. 

Ela me olha e se aproxima de meu rosto me dando um beijo calmo, retribuo e depois já não me via ali e sim em um pesadelo, aonde as rosas broxaram e o tempo estava vermelho e ela se encontrava bem longe de mim, só pude ouvir uma seguinte frase. 

"Você prometeu, não me decepcione meu amor"


Acordei com a mão no coração e sento no sofá suspirando aliviado por ter acordando, mesmo não querendo.

Levanto-me indo ver o horário, era 3:17 da madrugada, vou pro quarto e tomo um banho, saio do banheiro já vestido, short preto e camisa listrada, vou até a cozinha e faço um lanche, como tudo lavando a louça que tinha sujado e volto pra sala.

                                                                15 dias depois

Estava me acostumando a passar o dia em casa sozinho, assistindo filmes, séries, desenhos, etc. Saindo as vezes, em fim, a vida que nunca pensei que ia ter, um tédio. 

Junghyung disse que ia mandar dinheiro na minha contar, mas ele se esqueceu que eu tenho a herança de meu pai, insistir pra ele não fazer isso, mas meu feche é insistente. 

Pego meu Notebook e fico vendo séries, estava sem nada pra fazer mesmo.

Dou um pausa na série e fico pensando naquele dia que o Taehyung me deu um papel com alguma coisa escrita... Um site, mas era sobre o que?, não sei... 

Lo... Lolitas?

Pesquiso lolitas no Google e aparecem fotos, sites e videos de bonecas

-Bonecas?? O Taehyung gosta disso? Riu que idiota. 

Continuo olhando e aperto num dos sites, aparece um aviso, loja de compras, aceito os termos sem ler e aparecem várias fotos de bonecas e bonecos, todos vestidos com roupas deslumbrantes e muito sexy.

-Tá até que são bonitos

Vejo uma garota, a qual me chamou atenção, ela era bonita apesar de está bem magrar o semblante dela parecia que estáva sofrendo muito, o preço era metado do meu antigo salário, 300.80,00.

-sou nem louco.

Fecho o Notebook deixo o mesmo na mesinha da sala e saio dali indo pro meu quarto, me jogo na cama e olho o teto.

-Mas por que eu compraria uma boneca? Ou melhor, Taehyung pensa que eu gosto de bonecas?... Aquilo era bonecas mesmo? Aishy, agora fiquei curioso.

Corro pra sala pego meu Notebook e levo pro quarto, sento na cama e abro o mesmo, ainda estava na pagina. Vejo e leio tudo para saber o que era aquilo.

-Aaahhhh, é como se fosse bonecas inflamáveis, só que tem que cuidar delas ou deles... Como se fossem bebês?, que louco. Bom, porquê só ela é desse preço?

A garota era virgem e as demais não, saquei, não resistir e comprei um deles, paguei com cartão de crédito, recebi um aviso que a duas horas ia chegar o pacote.

-Bom, pelo menos sozinho não fico.

Minha casa não estava bagunçada então não me preocupei, deite-me na cama e dei um leve sorriso. 

-ela me deu um chance, tenho que aproveitar.

                                                                     Mansão das Lolitas

Steiner- Jin?

Jin- Senhor?

Steiner- arrume a S/n, ela foi vendida Steiner sorriu, não acreditava naquilo que tinha ouvido, foi como se tirassem meu chão, estava sofrendo a meses por ela, tinha a certeza que um dia ela seria comprada, mas não nessa conduções que ela estava. Eu queria cuidar dela.  pra hoje Jin

Jin- A S/n não sussurrei sentindo uma de minhas lágrimas caírem. 


          Eu perdi você, sem ao menos te ter. 

    Nosso amor morreu, sem ao menos nascer.


Notas Finais


Música
Tori Kelly- Paper hearts

Acho que todos sabem pelo cover do nosso kirido Kookzinho
Acho que está pequeno mas vai assim mesmo.
Desculpem os errinhos. Bjs da Hee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...