História Apenas um jornalista! - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Híbridos De Gato, Jikook, Mundo Abo, Namjin, Universo A/b/o, Vhope
Visualizações 226
Palavras 3.424
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii *-*

Boa leitura ♥

Capítulo 14 - Que ruiva irritante!


Fanfic / Fanfiction Apenas um jornalista! - Capítulo 14 - Que ruiva irritante!


Por mais que a situação não fosse das melhores para o jornalista, por mais que do lado de fora daquele apartamento existissem problemas e riscos crescentes. Naquela tarde, o mundo perigoso e um tanto cruel no qual Jungkook e Jimin viviam ficou para depois das paredes. Porque, dentro daquele quarto o único problema existente era a vontade de permanecer na cama para sempre, um abraçado ao outro sem se preocupar com mais nada.


Jimin dormia tranquilamente nos braços de Jeon, mas o alfa não sentia o menor sono. Ele desejava ficar acordado e  observar cada detalhe do rosto de Park. As lembranças do que haviam acabado de fazer, rodiavam sua mente lhe retirando sorrisos bobos. Jungkook havia amado cada segundo ligado intimamente ao híbrido, havia adorado cada toque, sensação e "Eu te amo".


Já passava das cinco horas da tarde, quando o alfa resolveu levantar da cama bem cautelosamente para não acordar o ômega e ir preparar algo para comerem, pois daqui a pouco seu híbrido acordaria faminto.


Foi só Jeon chegar na cozinha ficando distante do delicioso cheiro de Jimin, que as preocupações voltaram a se fazerem presentes.


Onde Yoongi foi parar?


Jungkook pensa, enquanto pega o celular ligando para o irmão. Jeon estava muito feliz por ter passado a tarde sozinho com seu ômega, todavia Yoongi não havia voltado e devido as  circunstâncias isso o deixava aflito. E para aumentar sua aflição, suas três tentativas de comunicação não foram atendidas.


Cadê você Yoongi? Porque não atende a droga desse celular?


O barulho da porta do apartamento se abrindo faz Jungkook caminhar até a direção da entrada.


- Porque não atende o seu celular? - Jeon reclama assim que vê o alfa loiro entrar. - Onde você estava?


- Oi para você também, maninho. - Yoongi da aquela sua típica revirada de olhos caminhando até a sala, com Kookie o seguindo - Eu estava em um bar...


Jungkook cruza os braços parando na frente de Yoongi que se joga no sofá. O alfa mais velho tinha algo diferente em seu olhar que Jeon não conseguia decifrar ao certo, mas um certo cheiro vindo de Yoongi o fez imaginar o motivo da mudança.


- Posso saber com quem você estava? - Jeon pergunta e Yoongi ri se levantando e indo até a cozinha, depositando sua chave e celular  sobre a mesa.


- Eu estava na companhia de um delicioso Whisky. - Yoongi sorri ladido e com o braço não ferido, pega uma garrafa de água na geladeira.- Uma pergunta, se eu for no banheiro você vai continuar me seguindo?


E dessa vez foi o momento do alfa mais novo revirar os olhos.


- Por um acaso seu Whisky tem  cheiro adocicado de ômega, Yoongi? - Kookie ri soprado ao perguntar, ele se aproxima do irmão vendo uma mancha vermelha na gola de sua blusa - Isso é batom?


- E se for? - O loiro da de ombros virando a garrafa de água na boca. - E você não tem moral nenhuma para ficar me questionando.


- Aé? - Jungkook se encosta no balcão da pia com um leve sorriso nós lábios ao costatar que o irmão estava com alguém. - Porque?


- Ainda me pergunta o porque? - Yoongi nega com a cabeça sem conseguir conter o riso. - Meu caro Jungkook, o cheiro de Jimin esta emanando de você. - O mais velho põe a garrafa novamente na geladeira. - Pelo visto a tarde de vocês foi boa, não é?


- Ah, cala boca! - Kookie acaba sorrindo bobo ao lembrar da tarde que teve e vê seu irmão falar um: "Já estava demorando", se retirando da cozinha seguindo para seu quarto.


O celular de Yoongi, que esta sobre a mesa, começa a vibrar. Jeon o pega e vê a foto de uma garota, com traços delicados porém não coreanos, o cabelo ruivo e longo, com um bonequinho em uma tiara encima da cabeça, seu contato salvo como: "Lalisa".


Acho que sua tarde também foi boa, não é?


- Yoongi, seu celular esta tocando. - Kookie chama e põe o celular na mesa se voltando para a geladeira a procura de comida.


Yoongi volta para cozinha apressado e atende o celular no mesmo instante:


- Oi, você não me disse que não iria me ligar, Lisa? - O alfa loiro ri com o aparelho grudado a orelha. - Eu o que? Ah, droga! Olha aqui sua doida, guarda bem a MiCha que vou busca-la amanhã!


- Eu não acredito que você esqueceu sua câmera. - Jungkook gargalha soltando a porta da geladeira e Yoongi desliga o celular.


- Vai cuidar do Jimin em vez de cuidar da vida dos outros... - Yoongi fala olhando a tela do celular e Jeon segura o riso. - Garanto que você ganha mais.


- Ok... - O mais novo levanta os braços se redendo e morde o lábio para não rir - Não falo mais nada.


- Aprecio sua escolha. - Yoongi olha para o irmão com um sorriso fechado e sarcástico, logo voltando para seu quarto, só que dessa vez, com o celular.


***


Depois de preparar uma bandeja com duas tigelas de bulgogi, que nada mais é que uma receita composta por fatias finas de carne, um molho um pouco picande e brotos de feijão, voltou ao quarto de Jimin que começava a acordar naquele exato momento.


- Esta com fome, gatinho? - Jungkook pergunta deixando a bandeija sobre a mesinha ao lado da cama e se sentando ao lado do ômega que coça os olhos com as pequenas mão na tentativa de dispertar mais rápido.


- Estou... - Jimin sorri, ganhando um beijo estalado em sua bochecha levemente rosada. - Na verdade, estou com muita fome.


- Que bom, já preparei nosso jantar - Ao ouvir Jungkook, Jimin começa a se sentar na cama e faz uma leve careta de dor junto a um resmungo baixo, ganhando o ohar preocupado do alfa. - O que houve, você esta bem?


- Estou bem - O híbrido responde rapidamente e ri divertido. - Só um pouquinho dolorido. - E foi a vez do bico fofo do ômega surgir nos lábios.


- Quer que eu busque um remédio? - Jeon acaricia o rosto do menor o vendo negar com a cabeça. - Certeza?


- Certeza! - Jimin abre um sorriso. - Quero outra coisa...


- O que? Pode pedir que eu vou buscar.


Park, inesperadamente, pula no pescoço de Jungkook beijando a bochecha do maior enquanto Jeon o abraça apertado, o pondo em seu colo.


- Quero você... Só você! - Jimin explica e enlaça suas pernas na cintura de Jeon e sua cauda de gato se move lentamente.


- Isso você já tem. - Jungkook responde sorrindo largo e sela seus lábios com os do menor, em seguida espalhando beijos por todo rosto de Jimin o fazendo rir - Vamos comer agora?


- Vamos!


...¤...


Jungkook acordou bem cedo na manhã seguinte, ele iria deixar Park na casa de Hoseok e depois seguir para a redação do jornal. Mas, Yoongi também já se mantinha acordado.


- Onde pensa que vai? - O jornalista questiona, ao mesmo tempo que põe uma touca na cabeça de Jimin, que se encontra sentado sobre o balcão da cozinha.


- Pegar a MiCha e ir para meu mais novo emprego... - O alfa mais velho responde pegando uma maçã sobre a fruteira da mesa.


- Mas e seu braço imobilizado? Como vai fotografar desse jeito? - Jeon questiona franzindo o cenho. - Eu posso falar para minha chefe que você se machucou e te dar mais uma semana de descanso.


- Não preciso de uma semana, consigo fotografar muito bem com um braço só. - Yoongi afirma determinado. - Agora, vamos logo deixar o Jimin na casa do Hobi, ou vamos nos atrasar.


Após se despedirem de Jimin, que por sua vez ficou um pouco tristonho por ficar longe de Jungkook, e o alfa que não se encontrava muito diferente por deixar o ômega, eles pegaram um táxi e Yoongi deu o endereço de um bar para o motorista. Em alguns minutos chegaram no estabelecimento  que por sua vez estava bem movimentado.


Yoongi entra na frente e segui para o balcão com Jeon. E lá estava a ruiva, com um avental por cima de um vestido, um pouco acima dos joelhos, cabelos presos em um coque e a franja espalhada na testa, olhos grandes, junto a um sorriso simpático e aberto. Ela percebi a presença de Yoongi e seu sorriso se abre ainda mais.


- Ora ora... Para quem me disse que nunca mais iria voltar. - A ruiva, que Jungkook já sabia o nome pela ligação que a mesma fez ao irmão, cruza os braços encarando Yoongi.


- Só vim buscar minha câmera, deixa de gracinhas e me devolva, Lisa. - Yoongi fala sem muito humor, mas o olhar da jovem ômega muda em direção a Jungkook.


- Oi - Lisa acena simpática para Jeon. - Você que é o irmão do Yoongi-ah?


- Sou eu sim - Jungkook pigarreia contendo uma risada ao escutar "Yoongi-ah". - Tantas coisas para conversar e você fala sobre mim para a garota,  Yoongi?


- Jungkook, fica calado, ok? - Yoongi olha para o irmão e depois volta a encarar Lisa. - Vai logo pegar a MiCha, nosso táxi esta esperando lá fora.


- Não seja apressado. - Lisa revira os olhos e volta a olhar Jungkook com um sorriso divertido. -Você também é bem bonito, a genética da família é maravilhosa, não é mesmo?


Jungkook ri soprado achando a ômega um tanto engraçada, o alfa loiro bate na testa e respira fundo.


- Ele já tem namorado, garota. - Yoongi diz impaciente.


Jeon pela primeira vez pensa em Jimin como seu namorado, e cogita a ideia de fazer um pedido oficial, afinal um namoro entre os dois já existia e o alfa adoraria poder chamar Jimin de namorado.


- Ah, Yoongi! - Lisa sorri olhando o alfa mais velho. - Você sabe que prefiro os loiros, não sabe? - A ômega ruiva morde o lábio e da uma piscadela para o alfa loiro.


- Uou... - Jungkook solta olhando envolta fingindo ignorar o flerte de Lisa com o irmão.


- Lisa, sabe o que eu adoraria agora? - Yoongi se aproxima mais do balcão com uma voz calma e tentadora aos ouvidos da jovem e a mesma se inclina sobre a mesa de madeira olhando sem disfarçar para a boca do loiro.


- O que, Yoongi-ah? - A ômega pergunta no mesmo tom calmo.


- Que você vá pegar a porra da minha câmera! - Yoongi muda drasticamente falando rude.


- Grosso! - Lisa mostra a língua e se afasta do balcão indo para a parte de dentro do estabelecimento .


- Que atitude madura - Yoongi ironiza e vê a garota voltar com a câmera em mãos.


-Toma sua câmera ridícula. - Lisa joga e Yoongi a segura com a mão livre. - E aproxima vez que quiser se divertir pessa para droga dessa MiCha, seu idiota! - A ômega da as costas e vai atender um cliente um pouco distante dos alfas.


- Brava, não é? - Jeon observa sem perder a vontade de rir.


- Vamos logo! - Yoongi revira os olhos pela milésima vez.


Porém, antes de saírem do bar escutam um alfa que estava perto dos três rir alto e comentar:


- Essa ruivinha na cama deve ser uma loucura.


Yoongi encara o mesmo com um olhar mortal.


- Fique longe dela! - O loiro fala serio e irritado.


- E se eu não ficar, vai fazer o que? - O alfa debocha virando um copo de bebida na boca.


- Isso! - Yoongi entrega a câmera para Jungkook e de forma rápida da um murro certeiro na cara do alfa, que cai com o nariz sangrando sobre o balcão. - O aviso esta dado, alguma duvida?


O homem sangrando nega com a  cabeça. Jungkook percebendo que todos no bar o encaravam, incluindo Lisa, puxa o irmão pelo braço, o arrastando de volta para o táxi.


- Que droga, Yoongi! - Jeon nega com a cabeça já dentro do táxi. - Tinha que arranjar briga no bar? Você ainda esta com um dos braços imobilizados, e se o cara resolvesse revidar?


- Que pergunta... - Yoongi da uma risada. - Você estava lá, me ajudaria e arrebentaria a cara daquele folgado.


- Ele é o folgado né? - O jornalista olha para seu irmão incrédulo pela cara de pau do mais velho, mas era verdade, se alguém fosse brigar com Yoongi, ele entraria na briga para ajuda-lo.


Depois de alguns minutos os alfas chegaram até a redação do jornal, e Jeon foi direto para sala de sua chefe, já batendo na porta e entrando em seguida com seu irmão.


- Então você é Min Yoongi, nosso mais novo fotógrafo? - Kim Sook, chefe de Jungkook, sorri largo ao vê-los. - Muito prazer, vamos precisar muito de você, espero que esse braço imobilizado não atrapalhe...


- Não se preocupe com isso, consigo tirar ótimas fotos com apenas uma mão. - Yoongi afirma firme e Sook sorri satisfeita.


- Que bom, sua agenda de trabalho já esta cheia. - A senhora Kim pega uma pequena agenda e entrega na mão livre de Yoongi, já que sua câmera se encontra pendurada no pescoço. - Converse com nosso editor chefe, ele vai poder explicar melhor sobre as fotografias que deseja... Agora se não se importar, preciso conversar a sós com Jungkook.


- Está bem, obrigado. - O alfa loiro agradece, da uma última olhada para Jungkook e se retirando da sala.


Kim Sook sorri e se acomoda em sua cadeira ajeitando seu óculos no rosto, fazendo sinal para que o jornalista sentasse a frente. E Jeon obedece sem questionar.


- Querido, eu andei lendo as atualizações sobre o assassinato de Jung Hyun e notei uma certa semelhança com sua escrita de artigos... - Sook começa e Jungkook engole em seco, tentando parecer o mais sereno possível.


Se Kim Sook descobrir que Rosé esta publicando meus artigos estou ferrado!


O alfa pensa e fingi uma expressão confusa para sua chefe.


- Não compreendo o quer dizer.


- Quero dizer que... - A senhora Kim retira o óculos depositando o mesmo sobre a mesa. - Ou a senhorita Rosé é uma maravilhosa jornalista, ou um certo jornalista, cujo proibi de se envolver nesse assunto, esta a ajudando.


Ok, Sook realmente tem um senso de investigação muito apurado. Mas, se ela soubesse o quando estou envolvido nesse caso...


- Não estou a ajudando! - Jungkook mente na mesma hora. - Esse assunto não me interessa mais, tenho outras prioridades agora.


- Vou me esforçar para acreditar em você, Jungkook. - Kim Sook respira fundo. - Confie em mim, quando te digo que esse assassinato não trará futuro... logo esse assunto será esquecido, principalmente agora que a nova notícia que todos querem publicar é a do jornalista que morreu atropelado.


Jungkook prende a respiração por alguns segundos ao lembrar de como aquele jornalista, no qual se chamava Min Yang, havia morrido.


- Eu entendo... Não se preocupe, continuarei com o tema de minha coluna.


- Fico muito feliz, querido. - Kim Sook sorri - Vou confiar em você, pode ir trabalhar agora, aliás devo parabeniza-lo, sua coluna vem recebendo ótimos elogios.


O jornalista da um leve sorriso e se retira da sala, com os pensamentos inquietos:


Se Kim Sook ao menos soubesse que a história vai muito além de um assassinato, o que será que ela faria?


Depois de sentar em sua mesa e escrever alguns artigos sobre assuntos diversos, Jungkook aproveitou para pesquisar sobre o que as notícias diziam em relação ao assassinato de Min Yang. Um notícia em especial chamou sua atenção:


"Min Yang, segundo a autópsia dos legistas, foi morto por um atropelamento. O local no qual o corpo foi encontrado não contém câmeras de segurança e assim torna ainda mais difícil encontrar o motorista que o atropelou e fugiu sem prestar socorro. A polícia foi até a casa da vítima e o senhor Min Yang morava sozinho, mas um fato sem explicação esta chamando a atenção das autoridades, foram encontradas correntes  presas a  cama de Yang, até o momento nada sobre isso foi esclarecido."


Ele prendia seu híbrido com correntes?


Jungkook pensa indignado e a imagem de Jimin preso e sendo ferido vem a sua mente fazendo seu sangue ferver.


Como podem tratar pessoas assim? Os híbridos não são objetos!


- Jungkook! -  A voz de Rosé se faz presente chamando a atenção do alfa que logo a vê na frente de sua mesa.


- Droga! - O jornalista fala olhando para a sala de sua chefe. Se Kim Sook a visse ali ele estaria perdido. - Não podemos conversar  aqui.


Jeon a puxa para fora da sala de jornalistas ficando no corredor.


- Eu sei que sua chefe não quer você fazendo a cobertura do caso... - Rosé suspira - Me desculpe, mas não pude esperar.


- Tudo bem. - Jungkook da de ombros. - Mas o que houve? Eu havia combinado de ir até você, não ao contrário.


- É que... - Rosé tira do bolso um pedaço de papel amaçado. - Achei isso sobre minha mesa hoje de manhã.


Jungkook pega o papel digitalizando e lê mentalmente:


"Se voltar a publicar sobre o assassinato de Jung Hyun, terá que se preocupar com o artigo que publicaram sobre sua morte. E se esse papel chegar nas mãos da polícia, se considere morta!"


O alfa suspira e olha envolta um tanto desnorteado pelo bilhete.


Ótimo, isso era tudo que precisávamos, mais uma pessoa em perigo.


- Escute Rosé, acho melhor pararmos com as publicações.


- Não! - A beta nega firme. - Vamos continuar, eu nunca tive reconhecimento nesse jornal, mas com a sua ajuda estou sendo notada!


- Será que não entendeu o perigo que esta correndo? - Kookie intervém. - O próprio assassino pode ter escrito esse bilhete, já pensou nisso?


-  Jeon Jungkook, você vai continuar me ajudando com os artigos, ou eu conto para sua chefe que estava me ajudando. - Rosé cruza os braços e sorri convencida. - O que me diz?


Isso realmente esta acontecendo? Não, me recuso a crer que estou sendo ameaçado por essa beta!


- Eu digo que você é louca... - Jungkook responde um tanto irritado - E ainda acrescento, se contar a minha chefe sobre isso, todos vão saber que os artigos são escritos por mim e que você mentil para todos. - Kookie sorri maldoso e irônico. - O que me diz?


- Ok... - Rosé revira os olhos e em seguida suspira derrotada. - Mas não quero parar de fazer as publicações, Jungkook...


- Porém, vai! - O jornalista responde serio.  - É melhor para todos, principalmente para você, acredite em mim.


Jeon sai do corredor deixando uma Rosé completamente frustrada para trás. E um pensamento surge em sua mente.


Será que a pessoa que fez o bilhete trabalha aqui no jornal? Será que foi Jung Yoo? Mas, porque?


...¤...


As quatro horas da tarde chegaram mais depressa do que Jungkook esperava. Ele havia passado o dia pensando em Jimin e no bilhete. E é claro, ficou preocupado com Rosé, ela podia ser irritante para Jeon, mas não merecia morrer.


Kookie se encontra esperando Yoongi na esquina do jornal para que os dois fossem juntos para o apartamento.


- Desculpe a demora. - Yoongi chega de repente atrás de Jungkook. - Um jornalista louco queria que eu fotografa-se ele de baixo de um caminhão para por na capa do artigo... cara, vocês são completamente pirados.


- Somos mesmo. - Jungkook não  consegui segurar o riso depois do que seu irmão diz. - Esse jornal fica cada vez mais estranho. - O alfa mais novo para de  rir ao lembrar do bilhete que Rosé recebeu. - Falando em estranho, tenho que te contar uma coisa...


Jungkook não continua a falar pois, um carro preto se aproxima em alta velocidade chegando cada vez mais perto dos dois. Yoongi, com seu braço bom, impurra Kookie para trás de seu corpo. Porém, o carro para na frente deles e os alfas percebem que não era o mesmo que atropelou Min Yang. E no volante havia uma certa pessoa que eles já conheciam.


- Que coincidência. - Lisa fala com um sorriso enorme  na boca e as mãos no volante. - Segunda vez que nos encontramos só hoje... Yoongi, isso é o destino.


- Garota, você é idiota? - Yoongi fala exautado. - Como dirige desse jeito? Vai acabar matando alguém!


- Calma loirinho, sei muito bem como dirigir com segurança. - Lisa responde cheia de si. - Querem uma  carona? Peguei o carro do meu chefe e temos duas horas antes que ele descubra.


- Yoongi, ela parece sua versão feminina. - Kookie se faz presente após se recuperar do susto. - Lisa, não acha melhor por o cinto de segurança?


- Oh... - A ruiva põe o cinto e solta uma risada. - Talvez eu saiba dirigir com "quase" segurança, vão querer uma carona ou não?


Yoongi respira fundo e olha para Jungkook logo dizendo ao seu irmão mais novo:


- Que ruiva irritante!



Notas Finais


Capítulo com cenas rápidas, né? Kkkkkk
Gente, eu ASMOOOO a Lisa utt girl♥


E eu sinto que quando começarem as revelações vão voar pedras em mim :') kkkkkkkk



Ps: Um dia vocês vão descobrir o que aconteceu entre o Yoongi e a Lisa no bar, mas isso tem haver com o projeto "Apenas um..." kkkkkk

Ateeee logoooo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...