História Apenas uma Fã - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction
Personagens Harry Styles, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Cantor, Casamento, Família, Filhos, Harry Styles, Musica, Sexo
Exibições 142
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gatinhas, tudo bem? Espero que sim.
Me desculpem pela capítulo bosta, mas é que eu realmente fiquei sem tempo hoje, mas, sexta tem mais, ou no meio da semana, talvez faça um extra, mas, não prometo nada.
Primeira temporada está chegando ao fim; primeiro capítulo da segunda, já está em processo.
Boa noite é boa leitura :)

Capítulo 57 - Capítulo LVII


Fanfic / Fanfiction Apenas uma Fã - Capítulo 57 - Capítulo LVII

O grande dia havia chegado, é o medo consumiu o corpo de Emanuele. A tensão estava presente em seu corpo, deixando visível o medo em que sentia de se prender a Harry. Ela se sentou na cadeira, e a maquiadora se aproximou, trazendo consigo tudo o que iria usar. O medo tomou conta do seu corpo; medo de saber será era realmente certo se casar com ele, apenas com dois anos de relacionamento. Tá, eles tiveram dois filhos, e estão esperando mais dois, mas será mesmo correto casar com Harry? Ele quase nunca está em casa, sempre em viagens por conta do trabalho, seriam mais duas crianças sem o pai. 

Ela espantou aqueles pesamentos quando viu Liam entrando pela porta, com as mãos nos olhos, e um sorriso no rosto. Seria ele, seu meio - irmão, quem a entregaria para Harry. Ele se aproximou ainda com os olhos fechados. Se sentou no meu colo, e deitou a sua cabeça no meu ombro. 

- Posso lhe ver? - perguntou.

- Se não for detalhes do meu vestido para Harry, sim, pode ver. - disse abraçando a sua cintura. Liam retirou as mãos dos olhos, dando de cara com o seu corpo no espelho, já que ele á tampava. Ele me deu um sorriso, e se levantou, estendendo a mão para ela, que sorriu pegando a mesma. - Estou bonita o suficiente?

Liam deu uma risada, e depositou um beijo na testa de Emanuele.

- Mais bonita impossível. - disse sorrindo, e pondo as mãos no bolso do terno preto. - Tem certeza que vai se casar com Harry? Digo, tem certeza que irá se casar com Harry? Que irá dedicar todos os dias da sua vida á ele e seus filhos? Emanuele, tem certeza que quer isso para a sua vida?

A menina suspirou, e se girou na cadeira.

- Certeza, certeza, eu não tenho, mas, que irei me dedicar ao meu máximo aos cinco, eu irei. - disse ela com um sorriso, cutucando a sua unha com o esmalte vermelho. - Bem, eu só sei que estou sendo guiada por um sentimento, é ele e o amor. - disse a menina com um sorriso  bobo  em seu rosto. - Mas, tentar não custa nada. - ela se levantou, deixando o enorme vestido ficar completamente perfeito em seu corpo. - Agora vai, preciso terminar de me arrumar. 

Emanuele terminou de ajustar o seu vestido, (*1); a maquiadora terminou tudo. As mãos de Emanuele estavam suando, não acreditava que havia chegado tão longe, ainda mais, uma coisa que ela pensou que nunca poderia acontecer, ainda mais com ela, uma brasileira depressiva, que teve a sua vida mudada de por completo. Ela se sentia realizada, completa, sim, com apenas 19 anos. Que loucura não?

(. . .)

Já era possível escutar os convidados conversando, altamente no gramado. Emanuele estava agarrada a Liam, sentindo o medo tomar conta do seu corpo. As pernas bambas, mas um sorriso estampado em seu rosto. É lá estavam seu sobrinho, David, e seus filhos, Emma e Lorenzo, com um terninho preto e uma rosa, é sua pequena, com um vestidinho semelhante ao seu, e uma sapatilha branca. Ela sorriu, e o encorajou a começar a andar.

Assim que a mesma apareceu no início do gramado, todos se levantaram, e a marcha nupcial começou a tocar. As pernas dela se coloram a andar até o altar, onde se encontrava um Harry sorridente dentro de um terno preto. Ele estava simplesmente perfeito. Suas tatuagens escondidas embaixo dos panos; um sapato preto extremamente brilhante. Liam apertou o braço de sua ''irmã'' com mais força, logo chegando ao altar. Um sorriso tomou conta do rosto da moça, tendo a certeza do que queria.

'' Ela queria, quer e vai querer ele.''

- Cuide bem dela grandão. - disse Liam ao entregar ela a Harry. Harry lhe deu um sorriso, e pegou os braços de Emanuele.

- Pronta para estar ao meu lado, para sempre? - perguntou Harry baixinho ao lado de sua ''amada''.

A menina sorriu, e encarou o juiz de paz com um sorriso em seu rosto. A felicidade estava estampada no rosto da jovem menina / mulher que ela estava se tornando no momento. O juiz começou a disser as palavras necessárias. O mesmo foi escolhido para não ocupar muito tempo.

Tinhas uns minutos que eles estavam ali, escutando as palavras da mulher de meia idade. Harry já estava ficando impaciente de tanto esperar, ele queria partir logo para a melhor parte, a lua de mel. O juíza de paz sorriu, e olhou novamente os papéis em suas mãos, verificando o nome dos noivos.

- Harry Edward Styles, você aceita Emanuele Riachuelo Vasconcelos como a sua legítima esposa? Promete amá-la, cuidá-la, até que a morte os separe? - perguntou a juíza.

Harry parou um tempo para pensar, mas logo sorriu.

- Sim, eu aceito.

É você Emanuele, aceita Harry como seu legítimo esposo? Promete amá-lo, é cuidá-lo até que a morte os separe? - repetiu a pergunta para Emanuele. A menina mordeu o seu lábio inferior, e apertou a mão do seu noivo. Harry a olhou, pensando que a mesma fosse desistir de tudo; mas não, ela sorriu para juíza de paz.

- Sim, eu aceito.

 - Então, o noivo já pode beijar a noiva. - Harry puxou a menina pela cintura, com certo cuidado. Pronto para juntar os seus lábios aos de Emanuele, a juíza o interrompeu.  - Ah, não me esquecendo, que vocês sejam felizes nesta nova caminhada de vocês. Que todos os sonhos, projetos e desejos de ambos sejam realizados. É que este casamento, dure a eternidade, assim, como o amor de vocês

- Obrigado. - ambos sorriram. Harry novamente puxou Emanuele pela cintura, e desta vez, junto seus lábios aos dela, em um beijo calmo, com ternura, é desejo. Ele a apertou contra o seu corpo, e logo os girou, arrancando risadas da menina. - Eu te amo.

- Eu também lhe amo muito Harry. - disse, e o selou novamente. Aplausos foram ouvidos, junto a assovios, e arroz, que antes mesmo deles passarem, foi jogado em ambos. Emanuele se separou do noivo, e o encarou, com o melhor dos seus sorrisos. - Eu prometo lhe amar todos os dias da minha vida, prometo cuidar de você, é, quando necessário, puxar a sua orelha. - ambos riram. - Prometo ser o seu melhor.

Continua*

Apenas uma Fã*


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...