História Apenas uma Fã - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Casamento, Família, Filhos, Harry Styles, One Direction, Sexo, Traição
Visualizações 1.462
Palavras 1.271
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que vocês tenham uma boa leitura, mores. 😊

Capítulo 7 - Capítulo VII


Fanfic / Fanfiction Apenas uma Fã - Capítulo 7 - Capítulo VII

Capítulo VII

MANU

O encarei sorrindo minimamente, entretanto o sorriso era sincero, dê certa forma, em busca de me desculpar com ele. Liam estava ficando impaciente é isto era notório em seu olhar. Me levantei e entrei novamente no quarto, e fui seguida por ele, parecia até minha sombra - risos -. Sentei na cama, e foi neste momento que encontrei uma desculpa para ele.

— Então Emanuele, você não respondeu a minha pergunta. - disse se sentando ao meu lado, e me encarando — Por que seus pulsos estão sangrando?

— Chame-me somente de Manu, por favor. - ditei esboçando um sorriso — Eu me machuquei no banho, não fora nada de mais; e o curativo não deve ter ficado no lugar certo. Foi apenas isso. - disse me levantando— Chega de falar de mim, vamos falar você; como anda a vida amorosa?

Ele me olhou risonho. Fui muito direta?

— Ela e sem rodeios, ela. -ditou a frase rindo, enquanto se deitava na cama — 'Tô saindo com uma menina, legal até. Lia, morena dos olhos azuis, tipo o Lou, sabe? - perguntou ele, e eu ri, pensando em como a menina era bonitinha — Mas certamente, foi você quem chegou; então me conte você sobre a sua vidinha amorosa. - disse o mesmo, enquanto me fitava.

Então né... Vida amorosa? O quê é isso? E de comer? Porque eu não tenho uma.

— Vida amorosa? 'Tô fora, pego os meus animes e vou embora. - disse rindo fraco, e pude sentir as minhas bochechas esquentarem; eu nunca tive um namorado — Aliás, eu nunca namorei; entretanto quem irá querer namorar com uma menina que não tem a vida emocional estabilizada, ou até mesmo, uma menina que não possuí ninguém por si?! Por este, e mais uns trezentos motivos, eu nunca namorei com ninguém.

Pude escuta-ló suspirar, e logo em seguida se sentar na cama.

— Você ainda e virgem? - perguntou ele, e senti as minhas bochechas esquentarem ainda mais — Claro, responda apenas se sentir a vontade, não estou lhe pressionando. Mas quero que saiba, que agora não está sozinha, sempre estarei aqui com você; e digo mais, os meninos também estão aqui contigo, agora, principalmente o Harry. - ele deu um lindo sorriso de canto de boca, quê foi acompanhado de um revirar de olhos; ri em negação.

Mas eu dei uma leve bugada; por quê ele citou logo o nome do Harry?

— Oi? O quê o Edward tem haver com está história, 'cê pode me explicar, por favor? - ele me encarou e depois direcionou o seu olhar para o chão; será que ele disse mais que o necessário? — Liam? - o chamei, obtendo a sua atenção novamente.

— Não é nada demais, apenas que Harry estará com você, só isso. - disse enquanto se levantava — Manu, levante cedo amanhã, quero te levar para conhecer Londres, tudo bem? - perguntou e eu rapidamente assenti — Sete horas que a senhora arrumada.

Ri da forma como ele disse; me levantei e prestei continência, logo dizendo: — Certo chefe! Estarei pronta no horário estipulado.

(...)

Acordei com o sol adentrando o ambiente, mais conhecido como o meu novo quarto. Abri meus olhos, tentando me acostumar com a claridade.

Peguei meu celular, e olhei as mensagens, tinha mensagens de Harry, as quais respondi. Olhei para os meus pulsos, os mesmo não estavam mais sangrando. Levantei é caminhei até o roupeiro, ondei peguei peças íntimas, e uma peça de roupa; [1]. Caminhei até o banheiro, onde tomei um banho e fiz todas as minhas higienes. Me vesti, e prendi o meu cabelo em um coque frouxo. Peguei meu celular, e sai do quarto.

Assim que adentrei a cozinha, avistei apenas Liam que estava tomando seu café da manhã.

— Bom dia, Liam. - pronunciei me sentando ao seu lado — Cadê os ''adultos''? - perguntei pondo café na minha xícara.

— Bom dia. Eles foram para empresa, se esqueceu que eles tem uma empresa para gerenciar?

Ué, eu não tenho uma memória boa; esqueci sim que eles trabalham. Assenti com a cabeça, e peguei um pão de queijo. O café foi em silêncio absoluto, Liam sempre foi  reservado, e eu, quando estou perto de pessoas que não tenho muita intimidade, fico quieta.

Estava observando toda a casa, quê lembra bem pouco a minha casa no Brasil. Nós dois escutamos o barulho da campainha. Uma senhora de cabelos grisalhos caminhou até a porta, que logo foi aberta, revelando Louis e Harry. Eles deram um sorriso, e entram na casa.

Louis venho em direção a mesa, e se sentou ao meu lado, e Harry a minha frente.

— Bom dia. - disseram os dois juntos; Louis pegou  uma xícara, e pôs café na mesma. Louis disse: — O que iremos fazer hoje?

— Bom dia. - disse junto á  Liam; o mesmo continuou: — Estava pensando em levar a Manu para conhecer Londres.

— Manu? Aqui temos uma breve demonstração de como criar intimidade com alguém, em menos de 72 horas. - disse Louis, rindo um pouco. 

Liam deu uma risada fraca, e pude ver Harry fechar a cara. Eu o encerei, e lhe lancei um sorriso.

— Quê cara é está, Harry? Está com ciúmes da Manu? - meu apelido fora pronunciado com certa ironia.

— Pelo amor, não estou com ciúmes. Aliás, o que é isto? - disse com desdém, enquanto encarava intensamente os olhos azuis do Louis — Onde 'cê pretender levar ela primeiro, Liam? - perguntou, enquanto tombava a cabeça para o lado.

— Sei lá; o importante e sair de casa e ela, conhecer Londres. Onde você que ir primeiro, Emanuele? -perguntou Liam. Esse menino e uma anta, só pode; essa criatura esqueceu que eu não conheço nada daqui?! 

— Você ultrapassou o cúmulo da sonsice, Liam. - se pronunciou Lou, que estava indignado — A garota chegou ontem, não conhece nada aqui. Que tal há London Eye?

Harry sorriu para Louis, e voltou a atenção para mim. 

— Que tal, Manuzinha? - perguntou Harry, e eu pude sentir as minhas bochechas arderem com o novo apelido — Vamos terminar esse café e ir logo, estou louco para tirar fotos em London Eye.

(...)

Louis e Harry estavam ao meu lado. O local não estava muito movimentado, mas também não estava totalmente parado.

Chegamos naquela ''roda gigante''. Liam estava perguntando se poderíamos andar, e como, para eles, por serem famosos, tudo é mais fácil. Entramos em um daquelas ''cabines''. Louis e Liam se distanciarem de mim e Harry, ficando do outro lado. Me aproximei da ''janela'' e encarei a linda vista de Londres.

Harry se aproximou e ficou do meu lado.

— Linda.

— Sim, a vista daqui e realmente lida. -  disse voltando a atenção para ele, que deu uma risada fraca, balançando a cabeça negativamente — Que foi?

— Você é muito bobinha; á vista e realmente linda, mas você e muito mais. - disse ele; e posso lhe jurar que fiquei igual a um pimentão — Não e necessário se envergonhar, doce.

O encarei é, coloquei uma mexa do meu cabelo atrás da orelha. Sorri minimamente.

— É quase impossível não ficar. - ele começou a se aproximar; era possível sentir a respiração dele sobre o meu rosto. As mãos deles foram ao encontro da minha cintura, e as minhas ao encontro dos seus cachinhos. Ele depositou um beijo no meu pescoço, e logo foi subindo para o meu rosto, dando um beijo no queixo, e logo em seguida nas duas bochechas. A boca dele estava a centímetros da minha...

Estou tão perto de realizar o meu sonho...

— Vamos?! Já chegamos em terra firme novamente. - disse Louis quê, colocou uma mão no ombro de Harry; o qual se assustou muito com a pronuncia de Louis. Argh, que droga!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...