História Apenas uma Fã - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction
Personagens Harry Styles, Justin Bieber, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Cantor, Casamento, Família, Filhos, Harry Styles, Musica, Sexo
Exibições 518
Palavras 2.164
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


boa leitura :)

Capítulo 9 - Capítulo IX


Fanfic / Fanfiction Apenas uma Fã - Capítulo 9 - Capítulo IX

Com um pouco de dificuldade, conseguimos entrar na Ferrari do Harry. Eu ainda estou tentando recuperar o ar, e a minha visão que ficou um pouco turva, mas nada que demore para passar. Harry estava com um sorriso no rosto, que me fez sorri. Ele me olhou de relance, e seu sorriso aumentou ainda mais. As minhas mãos estavam em cima dos meus joelhos, e eu estava encarando as vias de Londres, que estavam bem iluminadas. Não demoraria para chegarmos no local do evento, mas também não era tão perto.

-Harry?-o chamei, fazendo ele balançar a cabeça.-Por que quis que eu fosse sua acompanhante?-perguntei olhando para estrada.

Ele coçou a cabeça, e me encarou.

-Não queria vir?-perguntou ele, o que me deixou um pouco espantada.-Sentiu-se obrigada a vir? Fale a verdade.

Foi a minha vez de encara-ló, e dá um sorriso.

-Se eu não quisesse vir, nem te respondido eu teria. Mas só acho que você poderia ter trago uma moça muito mais bonita do que uma brasileira.-disse e ele riu.-Não é pra ri Harry, é sério, você tem todas aos seus pés.-disse olhando as minhas mãos.-Eu sou apenas uma fã que teve azar, e depois sorte nesta vida de meu Deus.

Ele me encarou, e me lançou um sorriso.

-Você não é qualquer fã, eu amo todos os meus fãs igual, mas eu me apeguei a você Emanuele, e agora, isso vai ser uma coisa difícil de se desapegar, pois quando eu estava chateado, ou mau-humorado, era para você que eu mandava mensagem, e que, mesmo precisando de ajuda, me fazia ri.-disse ele sorrindo.-Então não tinha ninguém melhor para vir comigo, além dessa coisa linda.-disse ele apertando as minhas bochechas.

Eu não pude deixar de sorri. O resto do caminho foi em silencio, mas um silencio bom. O rádio estava tocando algumas músicas, até que chegou em Story Of My Life, e eu não pude deixar de cantar, e fui acompanhada por Harry. Um sorriso enorme estava estampado no meu rosto, e o mesmo estava acontecendo com Harry. Logo chegamos no local do evento. Paparazes, e mais paparazes. Eu estava me sentindo no tape vermelho. Harry parou o carro, e entregou a chave para o manobrista.

-Está pronta para mais um sessão de fotos senhora Styles?-perguntou ele, antes de abri a porta.

Eu dei um sorriso, e o encarei.

-Senhora Styles? Primeiro que eu só tenho dezessete anos para ser senhora, e segundo.-eu não pude terminar de falar, pois ele abriu a porta. Os paparazes caíram matando em cima de nós dois, que paramos para mais fotos. Eu estava com um sorriso tímido, mas tudo ocorreu bem. Assim que entramos no salão, todos os olhares se direcionaram para nós, e eu apertei a mão de Harry, que riu.-Não ri, eu não me dou muito bem com muitas pessoas em um mesmo ambiente.

Ele segurou e risada, e deu um beijo na minha testa.

-Desculpa amorzinho, mas você é muito tímida e vergonhosa.-disse ele me puxando para perto dos    meninos, e dos outros amigos dele, como o Ed. É isso mesmo mundo? Harry me chamou de amor?

Eu senti as minhas costas serem fitadas, e com um pouco de ódio no meio. Eu virei delicadamente a minha cabeça para trás, dando de cara com Taylor, uma das exs de Harry. A loura estava me fuzilando com o olhar, o que me fez soltar a mão do maior na hora. Ele se virou para mim, e me encarou, eu apenas virei a cabeça para trás, fazendo ele olhar também.

-Relaxa, ela não vai fazer nada com você, eu não vou deixar.-eu dei um sorriso, e voltei a segurar sua mão.-Apenas esqueça ela, e curta o evento.-assenti de leve, e me concentrei na conversa que eles estavam tendo. Eu não estava entendendo direito a conversa deles, pois não entendo quase nada de música. Em nenhum momento Harry soltou a minha mão, e sorri ás vezes olhando para mim discretamente, o que me fazia sorri. Uns cinco fotógrafos já tinham vindo perguntar se somos um casal, mas as nossas respostas eram sempre vagas.-Eu vou no banheiro, não demoro, então não sai daqui.

Apenas assenti de leve, e ele saiu de perto, me deixando na rodinha com os meninos. Liam estava do meu lado, com uma menina morena de olhos azuis. Será ela a paixonite do Payne? Não sei, mas deve ser. Os rapazes decidiram ir se sentar, e não ia ser eu que ficaria ali. Quando eu iria para perto dos meninos, sinto uma mão no meu braço, e não era Harry, pois ele não iria apertar o mesmo. Virei para trás me deparando com a loira que me fuzilava com os olhos mais cedo. Taylor não tinha uma expressão boa.

-Então você é novo brinquedinho do Harry?!-disse ela, me olhando por completo.-Ele não escolheu mau desta vez.

-Dá para me soltar? Está me machucando.-disse, desviando do assunto que ela iniciará.-Por favor, me solta.-ela continuava me encarando.-O que eu fiz pra você? Me diz, pois eu não troquei nenhuma palavra com você, desde que cheguei, mas você não, estava me fuzilando com os olhos.-disse a encarando séria, e ela riu.-Tá rindo do quê?

-Garota, acha mesmo que representa perigo para todas as mulheres que já dormiram ou namoraram com Harry Edward Styles?-disse ela, me encarando.-Não né?! Olha pra você, um rostinho e corpo bonito, que todos querem, mas não é esse tipo de mulher que eles procuram para casar, ou ter algo sério. Moças como você eles só procuram para o sexo.-disse ela, eu podia sentir os meus olhos marejarem.

Ela tá me chamando de prostituta?! Sério isso?

-Olha, eu sempre gostei do seu trabalho, mas me ofender, por ciúmes de algo que nem é seu, meu bem, isso já é demais. Olha, se pelo menos, você ainda estivesse com ele, poderia falar algo.-disse e ela levantou a mão, para dá um tapa na minha cara, mas um rapaz loiro, Justin Bieber. Ela se virou, e encarou o rapaz.

-Viu o que eu acabei de dizer? A donzela fica em perigo, e aparece sempre alguém para salva-lá.-disse ela, que soltou o meu braço.-Agora me solte Justin, eu tenho mais o que fazer.-disse ela, e o garoto logo a soltou, e saiu pisando forte.

Eu passei a mão pelo local onde ela apertou, e logo encarei o cantor.

-Obrigado.-disse sorrindo sem mostrar os dentes. Mas afinal, onde está Harry? Eu o procurei com os olhos, e vi ele se aproximando, com a cara fechada. O que aconteceu com esse homem? Olhei para Justin, que sorria para mim.

-Que isso, só te salvei de levar um tapa.-disse ele.-Mas qual seu nome?-perguntou, e eu pude vê o sorriso dele se desfazer. Olhei para trás, vendo que Liam nós encarava, e sua expressão não estava nem um pouco boa.-Pensando melhor, fica para outra hora, com licença.

É assim Justin saiu. Harry se aproximou de mim, e pegou no meu pulso, onde ainda tinha cicatrizes recentes. Eu não iria retirar a mão dele dali, mas com a água do copo de bebida, estava em contato com a maquiagem que ali tinha sido passada, eu fui obrigada a tira, e segurar sua mão. Um sorriso de canto de boca se formou no rosto dele. Nós sentamos na mesa, onde todos estavam, e pude ver como meu braço tinha ficado vermelho. Harry olhou para mim, e depois para o meu braço.

-O que Justin fez com seu braço?-perguntou pegando o mesmo, e dando um leve beijo no local.

-Mas não foi ele.-disse e ele me olhou.-Foi Taylor, ele apenas me ajudou, a não tomar um tapa na cara.-disse e pude ver sua expressão mudar novamente. Ele estava surpreso, e raciocinou por um tempo o que eu havia dito. Ele ia dizer algo, mas não deixei ele nem começar a falar.-Não foi nada, apenas vamos prosseguir com o evento.

(...)

O dia estava quase amanhecendo, cinco e trinta e dois, e nós ainda estamos no tal evento. Meus olhos estão pesado, quase não consigo ficar com eles abertos. Minha cabeça se encontra no ombro de Harry, que ainda estava acordado e animado. De minuto em minuto eu passava a mão pelo rosto, tentando espantar  o sono. Eu me sentei corretamente na cadeira, e encarei Liam, que tinha um pequeno sorriso em seu rosto. E uma coisa que eu descobri, a moça que estava com ele era Sabrina, uma brasileira, e era mesma que ele estava tendo um relacionamento.

-Emanuele, vamos ao toalete.-disse Sabrina, parando ao meu lado. Apenas assenti, e me levantei. O local não estava tão cheio, mas não estava vazio. Sabrina entrou em uma das cabines, enquanto eu entrei em outro. Dei a descarga, e sai da cabine, pondo a minha bolsa de mão em cima do balcãozinho da pia. Abri o registro da torneira, e deixei a água cair sobre as minhas mãos.-Você é Harry fazem um belo casal.-soltou ela, se pondo ao meu lado.

Eu a encarei, e dei um pequeno sorriso.

-Não passamos de amigos.-disse e ela levantou a sobrancelha.-O que foi? É a verdade, enfim, acho melhor pararmos com está conversa, não quero me encher de esperanças de uma adolescente boba.-disse e ela riu. Nós duas saímos do ambiente, e voltamos para o salão, eu vi de longe Taylor se aproximando, e eu apresei o passo, mas ele me alcançou, e derramou a sua bebida no meu vestido.-TÁ FICANDO LOUCA GAROTA?-praticamente berrei, eu estava me segurando para não voar no pescoço daquela loura.

Ela me deu uma risada sarcástica, e me encarou.

-Desculpa, eu não te vi.-o meu sangue já estava fervendo, e lágrimas quentes de raiva escorriam pela minha face. A risada dela ecoava em meus ouvidos, me fazendo querer arrancar a boca dela fora.-Acho que Harry não vai querer te deixar em casa.

Sabrina tomou a minha frente, e encarou Taylor, que mudou a expressão rapidamente.

-Olha só garota, me diz o que a Emanuele te fez? A noite inteira você ficou enchendo o saco dela, e agora derramar bebida no vestido dela?-Sabrina estava realmente irritada.-Ela só tem dezessete anos, e você está se portando como uma criança mimada.-Harry e Liam se aproximaram, igual a Ed e Justin.

-O que tá acontecendo aqui?-perguntou Liam, olhando confuso para Sabrina.-Pode me explicar Sabrina?

Taylor abriu a boca, mas foi repreendida por um olhar meu.

-Essa louca da Taylor Swift que tá enchendo o saco da Emanuele desde da hora em que Harry pisou aqui na companhia da menina. Ela chamou a mesma de prostituta, ia dá um tapa na cara dela, que se não fosse o Justin, teria ganhado, e agora derramou bebida na menina. É isso tudo por causa de você, Harry.-disse ela, e o menino me encarou, e depois voltou a atenção para a loira.

-Taylor me diz: o que você ganha infernizando a vida da menina? Nada, não é? Eu não tenho mais nda com você, então entenda de uma vez por todas, deixa em PAZ, a mim, e as pessoas que andam comigo.-ele passou as mãos pelos cabelos.-Vamos Manu, esse evento já deu para mim.-disse ele esticando a mão, e eu a peguei.-A, e só mais uma coisa, se eu vê você perto da Emanuele, ou tratando ela mau, eu prometo que não vai ficar barato.

A menina o encarou pasma, e abaixou o olhar. Nós dois saímos dela, e novamente chamamos a atenção dos paparazes, que fizeram mais e mai perguntas sobre a noite, e apenas respondemos sim, e o melhor de tudo, não perguntaram se eramos um casal. Estava chovendo, e o carro de Harry não estava perto, então tivemos que andar o mais rápido possível na chuva, até que Harry parou, e me encarou.

-Menino o que foi?-perguntei me aproximando dele, que abraçou a minha cintura.

-Me desculpa, me desculpa por tudo. Pela louca da minha ex, e por tudo o que ela te disse.-disse ele me encarando com aqueles olhos verdes, e eu apenas assenti.-Sabe? Quando os meninos dizem que quem teve sorte foi eu, e não você, pois, tudo de bom que aconteceu comigo até agora eu devo a você, e o que vou fazer agora também.

Ele prendeu o meu corpo contra o dele, e em um ato rápido e preciso, ele prendeu os seus lábios aos meus. Ele pediu passagem, e eu cedi. As nossas línguas estavam em perfeita sincronia. As mãos dele estavam na minha cintura, e as minhas em seus cabelos. Mesmo estando de salto, eu ainda sou menor do que ele, e por isso eu estava na pontinha dos pés. Aquele beijo estava repleto de paixão e desejo, e ao mesmo tempo luxúria e excitação de ambas as partes. Harry estava me apertando mais e mais contra seu corpo, se era possível. Eu podia escutar vozes, a alguns fleches vindos da área coberta da entrada do salão, mas isto não estava nós incomodando. Paramos com o beijo dois selinhos, e um sorriso no rosto.

-Menina, como você me faz bem.-disse ele colando nossas testas.

Continua..

 


Notas Finais


😊💙
Como prometido, capítulo novo, e com aquele beijo que eu estava devendo para vocês de #Marry, que vai ser o shipp do Harry e da Emanuele.
Gente, a Taylor arrasando corações, meu Deus, a Manu é tão boazinha.
Boa noite, e até amanhã.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...