História Apenas uma vez - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 4
Palavras 1.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 1 - Apenas uma vez


Tá,  eu te encontro aí as sete, ok?
-Ok, tchau-disse Joana desligando o telefone
Eu esqueci de me apresentar, sou Bruna tenho 16 anos e sou lésbica, a propósito Joana a do telefone é minha namorada, vai fazer um ano de namoro essa semana e como ela é canceriana já tá pensando em casamento, mas eu a amo sabe? A gente vai assistir "Um amor para recordar" na casa dela e eu tenho que ir correndo pra lá,  eu nem tomei banho mas já disse que havia o feito, e estou deitada na minha bagunçada cama que por incrível que pareça dessa vez eu não organizei o que não pode parecer mas sou bem organizada viu?
Break time
-Eu preciso ir agora, sua mãe tá aqui e ela não vai gostar nada nada de me ver no seu sofá a essa hora-disse eu com tom de rigidez eu não estava brincando além do mais a mãe dela não é um doce em pessoa
-Ah fica mais um pouquinho vai?
-Eu não posso Joana, eu te mando uma mensagem quando estiver em casa pra ainda assim estivermos conectadas ok?
-Tá bom,  Tchau. 
E lá vou eu para minha casa, o caminho é longo mas vale a pena pela Joana, não me julgue eu não sou doce mas tive que ser se tratando dela e quanto preocupada ela fica quando eu saio, amanhã eu tenho aula, droga mais um dia com aquelas mesmas pessoas chatas que estão ao meu redor, não querendo dizer meus amigos, eles são ótimos mas é que o clima me irrita as vezes.
Break Time
-Oiiiii, você vai se sentar do meu lado hoje Bruna- três pulos e Joana já estava ao meu lado, o que dizer? Ela me ama.
-Joana, hoje é dia de me sentar com a Julia, esqueceu? 
-Ah é, verdade a sua melhor amiga né?
-Sim, e somos apenas melhores amigas, nada pra se preocupar como você já faz todos os dias...
-Bruna! Vem, vamos entrar na sala, já separei nossas carteiras, e parece que tem uma aluna nova-disse Helena sussurando,  ela sabe como é o ciumes de Joana.
-Uma o que?-Joana mete o bedelho, parece que estou falando sobre uma jogada da final
-Carteira limpa, tem uma carteira limpa. 
Entrando na sala eu já vi ela ali na frente a aluna nova.
-É aquela ali?-eu queria ter certeza
-Sim, essa mesmo, ela veio da escola Hernesta tem 17 anos, solteira,  hetero e parece mais um desafio pra você bruna.
-Aceito! Vamos ver como ela se sai comigo  ao final do ano
-Só não vai ficar apaixona hein?
-Eu nunca fico-isso é um desafio que eu e Helena fizemos eu tento pegar  uma garota e trazer para o mundo lgbt mas não me apaixono por ela e nem nada, nenhum tipo de envolvimento,  com Joana foi uma exceção bem rara
-Não me parece ser tão difícil assim
-Classe!-a professora pede a palavra-Essa aqui é a Maria Eduarda,  e ela vai fazer parte da turma a partir de agora, vamos saúda - lá.
E a sala dá um grito eufórico e ensurdecedor "SEJA BEM VINDA" parece um bando de selvagens prontinhos pra comer a presa.
-Tem alguém aqui? 
-Não, você pode sentar
-Bruna! Olha quem sentou na sua frente - sussurando novamente Helena falou, a gente não queria assustar a garota
-Shhh, eu sei,não sou cega também né Lena, vamos com calma, quem sabe a gente consegue alguma coisa.
-Me empresta uma borracha?-eu não acredito, aquela garota era nova e já estava falando com a gente, que que tava acontecendo? -tenho sim, toma
-Valeu - nesse momento olhei para o lado e Helena tava fazendo mó cara de safada e maliciosa pra mim, só os amigos mesmo pra te botar nessa situação, meu rosto ruborizado encarou a menina que por sua vez me encarou de volta.
-Qual o seu nome?
-Bruna, e o seu?-recobro a consciência- ah me desculpe já falaram seu nome ali na frente, seu olho é bem bonito né - concorda ela movendo a cabeça para baixo e pra cima - que nem você 
-É isso? Que cliché, ouvi você e sua amiga conversando e... não é assim que se conquista uma garota
-E desde quando você sabe conquistar a uma garota hein?- vai ela andando pelo corredor das mesas e falando com uma garota.
-Que que ela tá fazendo?
-Eu sei lá Helena, deve tá tentando falar com alguma...
-ELA BEIJOU A LUIZA-não me surpreendo com o espanto, eu estava também em choque.
-Fala baixo ,animal!- nessa hora Maria Eduarda tava chegando sem expressão de prazer nem nada no rosto.
-O que foi aquilo? Você é lésbica? Como fez isso? Bruna tenta faz três anos.
-Primeiro:aquilo foi um beijo.Segundo eu não sou lésbica,  e eu fiz aquilo com a boca, eu vou para o que me agradar não tenho rótulos quanto a isso.
-Isso é ótimo, eu estou sem palavras-disse eu a verdade, eu realmente fiquei apavorada. 
Break Time
-Como foi a aula?  Se divertiu? Eu não tava perto de ti, meu amor.
-Sim, foi legal
-Hoje na minha casa, não esquece temos filme hoje de novo lembra? 
-Lembro sim, te vejo lá. 
E lá vamos lá eu denovo
Break time
-Não vai não Bruna-implora de novo Joana  com aqueles olhos marejados
-Eu preciso ir,tchau amor.
-Tchau.
A estrada tá escura hoje e parece que não tem ninguém aqui.. opa
Meus olhos foram vendados , o que tá acontecendo?
Sentiu minha falta?-aquela voz era da Mara Eduarda e ela me beija na boca
-Que que você tá fazendo? 
- Te beijando, é tão simples
- E por que parou?
Ela me leva pra cama dela já na casa e começa  a tirar a minha roupa e eu a dela com a língua no meu clítoris fazendo ótimos movimentos circulares e eu dando vários suaves gemidos até que recebo uma ligação de Joana sentando na cama eu atendo não quero ignora-la:
-Oiiii amor!
-Oi Joana-enquanto isso Duda senta no meu colo e começa a beijar meu pescoço
-O que você tá fazendo amor?
-Eu estou *gemido* estou vendo um filme
-De novo? Você já viu um aqui em casa,  mas enfim vamos jantar amanhã amor? 
-Claro *para Duda* aonde amor?
-Aqui em casa mesmo, a minha família não vai estar aqui mesmo
-Pode se... para Du se não eu vou *gemido*
-Amor, que que tá acontecendo aí? Quem é Du?
-Du, é minha cachorra que eu comprei hoje amor, que horas?-*hmm é assim que você vai me chamar é Bruna?*
-As sete de novo ok? 
-Tá bom, preciso ir ver o filme tá amor Tchau
-Tá bom, vai lá beijooo
Ahhh, eu não estava aguentando mais, eu preciso gozar hmmpff ahhh 
-Isso Du hmmmp ahh
-Tá gostando é?
E Bruna chegou lá, se entregou total aos encantos da Duda, porém se arrependeu depois



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...