História Apenas una noche de amor? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo, Personagens Originais
Tags Luna Valente, Lutteo, Matteo Balsano
Exibições 126
Palavras 4.209
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oe gente 💙 Uma One pra vcs, estava escutando a música Chantaje e me deu essa ideia! Então vai ter um trecho da música no decorrer da One. Uma capa bem cu, mas dps eu troco ela! Só tô postando agora pq o Bf (SoyWallace) está perturbando e o caralho todo só pra mim postar isso 😂💞 então aq está! Boa leitura 💞

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Narradora

- Luna, vamos logo!

- Preciso de ajuda com as malas, senhora!

- Garota, o táxi está nos esperando! Podemos ir rápido?

- Já disse que preciso de ajuda com as malas, poderia fazer esse favor para mim?

- Que chatinha!

Falou e ajudou Luna a carregar as malas.

- Mas... Me fala... para onde iremos mesmo?

- Sério?

- O que?

- Você não sabe? Ja te disse 7 vezes!

- Vivo no mundo da Lua esqueceu? Sou distraída e me esqueço rápido...

- É esqueci mesmo! Enfim iremos para Argentina...

Falou a empresaria de Luna e entraram no táxi.

- Como esse cantor é mesmo?

- Você nunca ouviu as músicas de Matteo Balsano?

- Hamm... Não!

- Só te digo que ele é um gato, e um tremendo pegador!

- Aí que legal, irei ter que aguentar as cantadas pra cima de mim

Falou e rolou os olhos.

- Maressa você me acorda quando chegarmos no aeroporto? Estou morrendo de sono!

- Claro querida!

Luna encostou sua cabeça na janela do carro, fechou os olhos e logo adormeceu.

(...)

- Luna acorda!

Maressa chacoalhava ela, era a décima vez que a chamava, mas a garota não acordava.

- AI MEU DEUS CHOCOLATE!

A empresaria gritou e a garota acordou no exato momento.

- onde?

Maressa gargalhou.

- Você me enganou?

- Ham, digamos que sim!

- Ah, que saco... O que você quer?

- Já Chegamos e se não andarmos rápido iremos perder o vôo!

Com muito custo, Luna saiu do carro e pegou suas malas, ela parecia uma lesma já que estava morrendo de sono.

- Luna, anda logo!

- Já vou Maísa

- Que?

- O que foi?

- Maísa?

- Aí eu tô com sono!

- Você só vive com sono!

- O que eu posso fazer? São muitos shows!

- Olha você pode dormir no avião, são só 3 horas e meia de viagem, mas dá pro gasto. Nossa ainda bem que eu fiz o check-in pela internet, você tá muito lerda!

Dizia enquanto sentavam de frente para um Tv onde anunciaria o vôo.

- Já disse que não tenho culpa, sou uma cantora!

- É tem razão, por isso eu ousei e comprei a passagem de volta só pra daqui a 2 meses, ou seja você vai ter tempo o bastante para descansar!

- Meu Deus, Já disse que te amo?

- Não, essa é a primeira vez!

- Então eu digo pela segunda vez, te amo muitão Maressa!

As duas olharam para a tela e viram que chamavam para o embarque.

- Vamos?!

- Claro, espero que consiga descansar bastante.

Embarcaram e Luna logo dormiu novamente.

(...)

Luna acordou primeiro que Maressa, aproveitou e foi ao banheiro. Quando voltou a empresaria havia acordado.

- Ah que susto, achei que tivesse pulado desse avião!

- Ah nem é pra tanto

- Você demorou!

- Palhaçada

- Que nada, mas senta logo, o avião já vai pousar!

- Uhu! Estou ansiosa para esse videoclip!

- confesso que eu quero é ver esse Matteo!

O avião havia pousado e elas estavam suas malas.

- Deixa de ser safada mulher!

- Aí eu só tenho 37 anos

- E ele tem quantos anos?

- 23

- Tá de sacanagem?

- Não!

- Nossa, cê tá velha em!

- Ah Cala a boca, anã! Só diz isso porque tem 21 anos!

- Tá bom, chega né velha?

Luna brincou e ela revirou os olhos.

- Então, onde fica o hotel?

- Só lembro de ser em frente à praia... É o mesmo que o do Matteo, te garanto isso!

- Você quer que eu case com ele?

- porque diz isso?

- Parece que quer que eu fique com ele!

Maressa deu um sorrisinho cínico e Luna percebeu.

- Sabia!

- Aí tá bom, chega de papo! Estamos paradas aqui a séculos e até agora o carro do Matteo não chegou...

- Que?

- Matteo se ofereceu para vir nos buscar...

- Você já falou com ele?

- na verdade não, mas eu falei com o empresário dele e ele falou que Matteo se ofereceu...

Falou dando de ombros.

- Nem fala nada!

- Porque está emburrada?

- Oshi, eu tô desarrumada!

- Aí garota, você é linda! Mas pera aí... Nem viu o rapaz e ja está interessada?

- Q-que? Claro que não!

Maressa iria rebater, mas a buzina do carro de Matteo interrompeu.

- Parece que ele chegou!

As duas se aproximaram do carro e Matteo saiu de dentro dele. Luna babava nele.

- Meu Deus, que lindo

Maressa riu baixo com a expressão de Luna.

- Olá!

Se aproximou de Luna, pegou sua mão e a levou até sua boca, depositando um leve beijo.

- Ham... Olá

- Bem vindas a Buenos Aires!

- Obrigado!

Disse Maressa. Matteo olhou para Luna e se perdeu em seus olhos esverdeados.

- Hruhrum

Pigarreou Maressa.

- Que?

- Er... Vamos?

- Claro.

Matteo guardou as malas no bagageiro e abriu a porta do carro para Luna entrar.

- Obrigado

Luna disse. Matteo deu a volta no carro e entrou. Maressa estava a dormir.

- Se quiser pode dormir, é um pouco longe o hotel.

- Ham, acho que ficarei acordada, já dormi demais, estou sem sono

- Como preferir!

- Será que posso ligar o rádio?

- pode sim

Ela ligou e estava tocando CD9, logo ela começou a cantar junto.

- Canta muito bem

- Obrigado, mas acho que sim né, já que sou cantora

Os dois gargalharam.

- Tem razão

Falou e colocou uma de suas mão na altura da coxa de Luna. Ela percebeu e só abriu um sorrisinho, sabia que ele já estava começando com seus joguinhos. Ela então colocou sua mão em cima da dele e levou ela para mais perto de sua intimidade, mas não queria ousar muito já que Maressa estava no carro. Matteo ao ver o que Luna fez, abriu um sorriso malicioso que a garota logo percebeu e retribuiu.

- Gente não se comam, okay? Estou no carro!

- Q-q-que?

- Luna estou vendo o que estão fazendo!

- Nada, não estamos fazendo exatamente nada!

- entendi, então a mão do Matteo não deveria estar no volante?

Os dois se olharam.

- E está né?

Matteo colocou sua mão de volta ao volante.

- Agora sim!

(...)

Chegaram no hotel e já estavam em seus quartos, Maressa ficou no 1° andar e Luna no 6°. A garota estava distraída desfazendo as malas quando ouve batidas na porta, Luna abre a porta e se surpreende ao ver Matteo.

- Ham... Tudo bem?

A garota franziu a testa e se perguntou o porquê dele estar ali.

- Só queria Continuar com algo

A garota sem entender pergunta.

- O que?

Ele entra dentro do quarto e fecha a porta, se aproxima de Luna e a agarra, os dois ficam com as testas coladas.

Luna abriu os olhos, viu que Matteo continuava com os dele fechados, levou seu nariz até o pescoço dele e se permitiu sentir o maravilhoso cheiro do rapaz. Roçou os lábios em sua pele e sorriu ao ver que o moreno se arrepiou.

Luna se separou dele e sentou em sua cama, ele a olhou de cima a baixo, só agora percebeu que a morena usava uma mini saia e um top.

- Você é muito gostosa!

Matteo falou com a voz rouca, o cantor já estava muito excitado, só de ver a morena com aquela roupa. Ela fez um gesto com as mãos chamando ele. O rapaz se aproximou e ela o puxou, então ele caiu em cima dela. Ela inverteu as posições e pegou a mão dele levando até um de seus seios, por cima da mão dele, ela apertou e soltou um gemido baixo.

Matteo sorriu com o ato e levou sua outra mão até o bumbum dela e o apertou.

A garota abaixou seu rosto ficando mais próxima de Matteo e o beijou de forma quente, a língua de Matteo explorava a boca de Luna, assim como ela explorava a boca dele. As línguas de ambos dançavam em meio ao beijo enquanto Matteo apertava a cintura da morena que gemia baixo com o toque, o ar se faz necessário e separam suas bocas.

Matteo abre os olhos e vê Luna tentando controlar sua respiração, a garota estava ofegante, e havia amado o beijo.

- Você está me deixando louca!

- Tem certeza que sou eu que te deixo Louca?

- É você que começou os joguinhos, não é?

Olhou para o lado e sorriu de canto.

- Só quero você na minha cama, gemendo meu nome loucamente

- Sei, e eu irei te dar isso, mas não agora

Sorriu e se Levantou o deixando totalmente frustrado. Ele estava excitado demais.

- Qual é Luna?

- O que?

- Vai me deixar nessa situação?

Apontou para o meios de suas calças e Luna riu.

- Tudo bem, eu provoquei certo?

- Sim...

- Então eu te ajudo com isso, mas só porque sou uma boa garota, não vá se acostumar tá?

Luna deitou por cima dele e abriu o zíper da calça jeans que ele vestia, puxou a mesma junto a cueca e o membro de Matteo saltou totalmente ereto. Ela olhou para ele de forma inocente e logo após abriu o sorriso malicioso.

- Me surpreendeu

- Com o que?

- Com esse tamanho!

- Ah linda, você irá se surpreender de verdade pela frente...

A garota apenas sorriu e abocanhou o membro de Matteo.

- Hummm...Luna...

Ele colocou sua mão no cabelo de Luna e começou a ditar no ritmo que preferia.

- Que boca gostosa!

Falou entre gemidos.

- Luna...

Gemeu novamente e já estava a ponto de gozar.

- Garota eu vou gozar e se não quiser que seja na sua boca é melhor parar!

Luna não obedeceu e continuou até que ele gozou em sua boca, a morena engoliu tudo até a última gota. Ela se levantou e foi até o banheiro, prendeu o cabelo em um coque e lavou o rosto suado, enquanto ele vestia as calças. Ela voltou para o quarto e viu ele sentado na cama.

- Gostou?

- Garota, que boca em!

- Vem mais vezes aqui, podemos repetir... Se quiser...

Sussurrou enquanto sentava no colo dele.

- Vou adorar!

Ela começou a rebolar em seu colo e o rapaz estava ficando louco com as provocações.

- Chega né?

Ela se levantou do colo dele.

- Você é muito engraçada...

- Você acha?

- Acho, você só sabe provocar?

- Eu? Claro que não, por algum acaso eu estava provocando enquanto te chupava bem gostoso? Enquanto gemia meu nome? Aposto que você nem fode bem...

- Vou fazer você pagar por essas provocações! Depois que eu te foder você nunca mais irá abrir a boca...

Luna iria rebater, mas um ser da luz bate na porta. A garota atende e era Maressa.

- Obrigado por acabar com a minha vida!

A morena fala com uma feição séria e assusta Maressa. A empresaria não entende e sai entrando no quarto da cantora.

- Matteo?

- Maressa!

- O que estavam fazendo?

Perguntou e mandou um olhar malicioso para Luna.

- Bom, antes de você chegar, nada demais...

- Nada demais?

- É, já vou indo...

Matteo se levantou e puxou Luna até a porta, Maressa fingiu ir a cozinha, mas ficou espiando os dois.

- Que foi?

Ele agarrou a garota e a beijou, novamente a batalha de línguas, mas esse beijo era feroz, Matteo estava praticamente devorando a boca da Garota, que retribuía da mesma forma.

As mãos dele já estavam por dentro de sua saia e a morena soltava baixos gemidos entre o beijo.

- Gente vocês estão quase se comendo aí fora!

Maressa apareceu para atrapalhar novamente. Eles se separaram, com os lábios vermelhos, viraram seus rostos para olharem Maressa.

- Por favor, eu sabia que vocês estavam se pegando, mas estão se devorando no corredor... Existe quarto sabiam?

- Pena que o meu foi invadido!

- Que pena né...

Matteo riu e aproximou sua boca do ouvido de Luna.

- Mais tarde nós nos pegamos mais...

Sussurrou e deram um selinho rápido.

- Vou te esperar!

Luna falou e ele entrou no elevador, a morena se virou para entrar em seu quarto, mas Maressa a interrompeu.

- Que foi????

- Vocês dois estão se comendo?

- E se estivermos? Você é muito intrometida!

- Aí grossa! Eu só queria saber...

- curiosa demais! Ah, você nos interrompeu!

- desculpa, Luninha!

- Agora pode indo... Tchauzinho!

Maressa foi embora.

dia seguinte

Luna

Eu juro que não sei o que fazer... Ele está me deixando louca, nos conhecemos hoje e já fizemos coisas nada descentes... Mas fazer o que? Não consigo controlar meus desejos, e um deles é fazer amor com Matteo.

Fui até o banheiro, abri a torneira deixando que enchesse a banheira. Depois de cheia fui até a cozinha onde havia um espumante, peguei ele e uma taça, voltei para o banheiro, me despi e entrei na banheira, abri o espumante e despejei um pouco do mesmo em minha taça. Deitei minha cabeça no canto da banheira e fechei os olhos, comecei a pensar em como será o vídeo clip... Sexy talvez? Ah tanto faz...

Coloquei a taça em um canto e adormeci na banheira.

(...)

- Luna!

Abri os olhos e vi Matteo do meu lado.

- O que você está fazendo aqui? Como entrou aqui?

- Eu tive que pedir um outro cartão para abrir seu quarto, porque você não chegava e todos ficaram preocupados, aí eu te procurei por todos os cantos até te encontrar aqui...

- Ah, eu dormi... 10 minutos?

- 7... Vai!

- Sai do banheiro né?

- Me esqueci!

Revirou os olhos e saiu dali, me enrolei na toalha e sai do banheiro, peguei um short e uma blusa branca bem soltinha. Me vesti rápido e sai do quarto correndo, encontrei Matteo no elevador e descemos juntos. Todos estavam a nossa espera no saguão, Maressa principalmente. Iremos gravar a música. Fomos até uma van que nos levou até um estúdio.

- Luna, já sabe a letra da música?

- Sei, o nome é Chantaje, certo?

- Sim!

Nos preparamos para cantar.

- "Cuando estás bien te alejas de mí Te sientes sola y siempre estoy ahí Es una guerra de toma y dame Pues dame de eso que tiene' ahí Oye baby, no sea' mala No me deje' con las ganas Se escucha en la calle Que ya no me quieres Ven y dímelo en la cara... !"

Ele olhou para mim e piscou, confesso que me derreto, esse homem é tão lindo, e me deixa louca com um olhar.

- "a quien tú quieras Vida, te juro que eso no es así Yo nunca tuve una mala intención Yo nunca quise burlarme de ti Conmigo ves, nunca se sabe Un día digo que no, y otro que sí"

Agora eu cantei para ele, a música tinha tudo a ver com nossa situação, eu provoquei ele, mas quero ir até o fim, saciar seus desejos e aos meus também... Quero ele comigo na cama, em todos os lugares, qualquer um, contanto que eu esteja gemendo seu nome e ele o meu. Confesso também que antes não queria nada, e achei que não iria rolar nada entre nós, mas estive errada, parece que seus jogos me pegaram de jeito, e agora estou viciada em seu gosto, em seus gemidos, em seus beijos, em seu corpo, em cada parte dele, cada detalhe. Quero ele para mim e conseguirei isso. Terminamos de cantar e o pessoal se retirou nos deixando sozinhos, ele se aproximou de mim e começou a me beijar.

- Aqui... - Um beijo - Não....

- Então onde? Te quero! Quero estar dentro de você, vamos agora pro hotel? Meu quarto?

- Você não acha que está muito cedo?

- Não, não acho!

- Mas eu acho!

- Luna, você pode achar que sou um total pegador, aquele cara que fica com todos e depois não liga para elas, mas isso é só a mídia manchando o meu nome... Podemos ter nos conhecido ontem e já ter feito coisas nada descentes, mas eu não me importo com o tempo, somos adultos e respondemos por nossos atos né? Fora que eu sinto um desejo insano, você não sabe como te quero, na minha cama, gemendo meu nome enquanto te preencho, e mesmo não acreditando. Te amando. Você é a única por quem eu corro atrás, a única que conseguiu me tirar o chão com apenas um toque.

Ele levou suas mãos até meu rosto e acariciou de leve.

- Tudo bem, te entendo, te quero muito!

Peguei em sua mão e passamos pelo pessoal da gravação.

- Onde vão?

- Pro hotel

Respondi e recebemos olhares maliciosos, que logo tratei de ignorar, estavam certos ao pensar o que faríamos. Pegamos um táxi de volta para o hotel, Chegamos bem rápido.

Já estávamos entrando no elevador e ele me prensou na parede e começou a beijar meu pescoço, subindo os beijos até minha boca, ele desenhou meus lábios com sua língua e logo invadiu minha boca, se já me tirava o sério com esse beijo, imagina nós dois fazendo amor? Gemi entre o beijo só de imaginar esse homem me tocando insanamente. O ar se fez necessário e a porta do elevador abriu, saímos do elevador, recuperamos um pouco do ar e logo voltamos a nos beijar, quase caiamos por não prestar atenção por onde andávamos, nos separamos novamente do beijo e ele pegou o cartão que desbloqueia o quarto e abriu, ele me olhou e eu sorri verdadeiramente, o qual ele retribuiu. Entramos no quarto, guiei Matteo até a cama e o joguei nela logo subindo em cima do meu moreno.

Coloquei as mãos por dentro da blusa dele e fui subindo as mãos até que tirasse a blusa, me abaixei e comecei a distribuir beijos em seu abdômen definido, ele se arrepiava a cada toque e isso me deixa muito contente, porque era eu quem o deixava sem mundo.

Ele inverteu as posições e retirou minha blusa.

- Agora eu faço por vontade própria

Pôs suas mãos em meus seios e começou a massagea-los, eu gemia em seu ouvido.

- Assim que eu gosto, gemendo pra mim!

- Hummm... Matt...

Ele tirou meu sutiã e o jogou para algum canto daquele quarto, logo os colocou em sua boca, ele chupava com toda fome.

- MATT... HUUUUM

- Geme Princesa! Adoro ouvir você chamar meu nome, essa voz doce e suave

- Maaattteooo...

Ele continuou a chupar até cansar.

- agora deixa eu fazer por você?

Matteo assentiu e eu me abaixei minhas mãos até a altura da barra de sua calça, retirei junto a cueca, seu membro estava duro e o líquido do pré gozo escorria pela cabecinha rosada.

Sentindo minha boca salivar em antecipação, estava louca para chupar ele novamente e ouvir ele gemer por mim. Então para que ficar só na vontade? Logo coloquei seu membro em minha boca e fiz movimentos rápidos e bruscos.

- Lunaaaa... Assim... Hummm

Seus gemidos são músicas para meus ouvidos.

- Hummmm... Continua... Mais... Eu já vou gozar!

Fiz movimentos ainda mais rápidos e ele gozou um pouco em minha boca, mas tirei seu membro da boca e o gozo jorrou, escorria pelos meus seios, minha barriga...

- Aiaiai! Acho que alguém me sujou!

Ele riu.

- Lambe!

Ele me olhou confuso.

- Limpa tudinho!

Acho que ele entendeu o recado e eu me deitei, sua língua passeou por todo meu corpo, chupando todo o seu gozo. Ele chegou na altura dos meus shorts e o desabotoou, retirou eles, olhou minha calcinha que obviamente estava toda melada, ele mirou em meus olhos e sorriu safado. Retirou minha calcinha, passou um dedo nela e lambeu o gozo.

Me desconcertou aquela cena.

Ele jogou a calcinha pro lado e abaixou a cabeça ficando de frente com minha vagina, Matteo passou sua língua em minha intimidade, e começou a chupa-la.

- Matt... Humm...

Ele penetrava um pouco com sua língua quente.

- Matt... Que língua mais gostosa... Hummm...

Coloquei minhas mãos em sua cabeça e dava pequenos puxões em seu cabelo, mas incentivava para continuar com o árduo e maravilhoso trabalho.

- Matt... Eu vou gozar...

Ele continuou até eu gozar em sua boca, ele engoliu tudo e se Levantou me dando um beijo fazendo com que eu sentisse meu gosto.

- Sente como é deliciosa?

Assenti.

- Mas você é muito mais! Não sentiu seu gosto maravilhoso enquanto lambia meu corpo?

- Mas o seu sem dúvidas é ótimo! Vou querer provar dele mais vezes...

- Matt

Falei manhosa.

- Que?

- Você poderia me preencher né?

Ele riu.

- Eu quero sentir você bem lá dentro de mim, me fodendo gostoso!

Desceu beijos em meu pescoço e senti a ponta de seu membro já enterrando em minha cavidade totalmente molhada.

- Hummm Matt, vai!

- Calma amor, eu disse que você pagaria por suas palavras quando estivesse te fodendo, agora implora para que eu meta bem fundo em você!

O olhei incrédula e ele riu.

- Tudo bem, me rendo!

- Como se diz?

- Matt mete bem fundo em mim?

- Claro, Princesa!

E ele me invadiu de uma vez, senti um prazer enorme.

- Hummm...

Ser preenchida por ele é realmente maravilhoso, ele dava estocadas firmes, fortes...

- Luna! Hummm...

- Humm... Mais forte!

Ele deu as últimas estocadas e fortes, Chegamos ao ápice Juntos. Estavamos suados, meus cabelos encontravam-se grudados em meu corpo, Matt deitou-se do meu lado e me puxou para seu peito.

- Você é a melhor!

Ótimo escutar isso dele.

- De todas as suas transas, eu te dei a melhor?

- Você é única! A MELHOR!

- Obrigada por fazer amor comigo...

- Te adoro!

Senti meus olhos pesarem e peguei no sono.

(...)

NARRADORA

Os meses passaram rápido depois daquela noite de amor, Luna e Matteo continuaram ficando, mas tiveram que se separar, pois Luna tinha que voltar para o Brasil, a despedida foi bastante triste, mas com o tempo eles iriam se acostumar ficar longe um do outro.

- Matteo vamos está na hora!

O empresário de Matteo o chamou.

- Já chamaram?

- O nosso vôo acabou de aparecer na tela!

- Tudo bem, vamos... Estou ansioso!

- Quer reencontrar ela?

- Óbvio, a melhor coisa de ir pro Brasil é que eu terei minha amada novamente.

- Nunca te vi assim cara!

- Pois é, nem eu mesmo me reconheço, mas você não escapa! Vai dizer que não está ansioso para encontrar a Maressa?

- Q-que? Da onde tirou isso?

- Você não me engana, Rafael!

- Okay, venceu! Eu quero rever ela... Não sei, mas eu gosto bastante dela!

- Sei bem como é...

- Enfim, vamos logo!

Eles embarcaram.

(...)

O avião já havia pousado, Matteo e Rafael já desembarcaram e estavam rumo a nova casa.

- Rafa, você tem o endereço dela?

- Consegui com a Ma, falei que você queria falar com Luna...

- Cara ela não vai contar né ? Eu queria fazer surpresa!

- Eu pedi para ela não falar nada, fica de boas!

- okay, mas eu não aguento mais esperar... Quero ir atrás dela, agora!

- tá bom, calminha!

Rafael sacou seu celular e enviou o endereço para Matteo, o rapaz logo pediu para que o motorista o levasse. Chegou apressado e correu para tocar a campainha. Quando a garota abriu a porta não acreditou quem estava ali.

- Matt?

Seus olhos se encheram de lágrimas, que logo escorreram por seu rosto.

- Eu vim atrás de você!

- Você veio por mim?

- Eu descobri que não posso ficar sem você. Luna você nem faz ideia de como eu chorei quando foi embora, me envolvi, me apeguei demais, mas não tive culpa se logo quando te vi me apaixonei... Pegar e desapegar... Era o que eu fazia com algumas garotas, porque sabe que não sou como dizem que sou... Mas claro toda mentira no fundo tem sua verdade, e quando eu disse que te queria na minha cama, foi ao contrário... Eu disse a verdade, mas no fundo tinha seu ponto de mentira, e sabe onde foi a mentira?

- Onde?

- Eu não te queria só na minha cama, te queria e te quero na minha casa, no meu coração, na minha vida... Junto a mim!

- Matt!

- Shiiii! Não fala nada, por favor! Só me beija e se entrega ao desejo que tínhamos como antes! Aquele bem insano, lembra?

- Como vou me esquecer? A melhor noite de amor foi com você!

- Então me dá essa noite de prazer novamente?

- Quantas você quiser!

Ele a beijou con muita voracidade, desejo e saudades. Eles exploravam a boca um do outro, relembrando o quão bom era o beijo deles. Cheio de amor e ternura. O beijo se intensificou e aí se iniciou uma rodada de sexo. Obviamente não era só isso, ambos estavam entregues de coração e alma.

No fim da noite

- Luna, está dormindo?

Disse enquanto fazia carinho em sua mão.

- Não bebê

- Queria re fazer um pedido...

- E qual seria?

Ele se virou para ela.

- Não sei se sou o cara por quem procurava na sua vida, nem se sou eu quem você ama de verdade, mas você aceitaria me fazer feliz? Aceitaria meu amor? Aceitaria me deixar fazer VOCÊ feliz? Aceita ser minha namorada?

- Matt é óbvio que Aceito, eu te amo de verdade, você é minha alma gêmea! Minha outra metade, eu procurei por um homem que me dê o devido amor que mereço, e você me dá além! Te amo!

- Também te amo!


Notas Finais


Cês gostaram? Comentem *--*
Link da música: https://youtu.be/6Mgqbai3fKo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...