História Apenas V - Capítulo 23


Escrita por: ~

Visualizações 59
Palavras 840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI MEU CHUCHUS

SENTIRAM MINHA FALTA?
ESPERO QUE SIM RUNF...

TROUXE-LHES MAIS UM MARAVILHOSO CAPITULO COM NOSSO CASALSINHO MAIS AMOR SZSZ

Capítulo 23 - Você é meu


Fanfic / Fanfiction Apenas V - Capítulo 23 - Você é meu

Aquelas palavras, aquela declaração sincera... tudo que vinha dele acabava mexendo com todos os meus sentidos, alertando até o mais íntimo de mim para algo que eu jamais imaginei viver. Como quem busca desesperadamente por conforto eu o abracei, fortemente enquanto acomodava meu rosto sobre seu ombro. Os braços de V me retribuíam trêmulos porém firmes. Tanto eu quanto ele estávamos vivendo coisas pela primeira vez, estávamos nos descobrindo juntos. Pouco me importava as lagrimas que desciam sobre meu rosto, já que elas se tornavam completamente insignificantes se comparada ao meu largo sorriso. Nunca na vida imaginei sentir algo tão grande por alguém, nunca na vida imaginei que fosse capaz de suportar tal sentimento.

A respiração pesada de V batia contra a pele desnuda de meu pescoço me fazendo estremecer com o contato. Nada mais importava, só havia eu e ele ali naquele momento e isso me bastava.

- Eu me sinto tão estranho. – A voz de V era baixa contra minha orelha. – É tudo tão novo para mim, eu nem sei realmente o que deveria fazer, como as coisas podem ser. Eu estou com medo de que isso possa nos afastar, tenho medo desses sentimentos. – houve uma breve hesitação.  – Eu me sinto vulnerável e dependente.

Afastei-me o suficiente para segurar o rosto do mais novo entre as mãos. Fiz questão de olha-lo diretamente nos olhos enquanto buscava palavras adequadas para aquele momento. – Eu também me sinto assim. Temo que você fuja de mim ou que desapareça. – Admiti finalmente. – Mas... – Mordi meu lábio inferior pensativo e então eu lhe sorri, um sorriso largo e carinhoso. – Eu nunca sei o que dizer em momentos como esse. Eu amo você, mais do que a mim mesmo. Todos os meus medos se tornam insignificantes quando lembro que o tenho ao meu lado. Eu não o quero por um instante ou alguns dias. – Suspirei e então juntei novamente nossas testas. – Eu o quero por toda minha vida. Quero cuidar de você, amar você, viver com você e poder te fazer feliz.

Era realmente estranho dizer algo assim para um rapaz, mas era ele, era o V. Tinha que ser ele, desde o inicio aquele garoto entre as sombras estava predestinado a mim.

V mordia seu lábio tremulo enquanto me ouvia. Quando ele me mostrou um maravilhoso sorriso quadrado eu tive a certeza de que era reciproco. Senti quando seus braços envolveram meu pescoço e seus lábios se moldaram sobre os meus afoitos e desejosos.

Retribui o beijo com a mesma intensidade deixando minha língua deslizar e pressionar em cada canto daquela boca que tanto desejei, a boca da pessoa que mais amava. Ouvi o mais novo soltar um gemido manhoso quando suguei sua língua inesperadamente, sua voz rouca me provocava arrepios intensos de prazer.

Inclinei meu corpo para frente apenas para alcançar-lhe à base da cintura e puxa-lo para cima enganchando-o em meu colo. V prendeu as pernas contra minha cintura no mesmo momento em que eu o segurava pelas pernas mantendo o peso de seu corpo. Nossos lábios só se afastaram graças ao sorriso que formava nos lábios de V, seus olhos eram tão gentis e intensos. Eles brilhavam de forma quase hipnotizante, seus dedos longos deslizavam por entre os fios do meu cabelo até agarra-los com força.

- Eu realmente amo você. – Ele falou finalmente fazendo meu coração palpitar como louco. Meus olhos se fecharam brevemente apreciando aquela doce declaração que parecia preencher qualquer lacuna incomoda de minha vida.

- Você é meu. – falei baixinho. – E vai ser para sempre apenas meu, V.

Com cuidado girei-me ali no quarto seguindo para minha cama que naquele momento ainda estava arrumada. Apoiei um dos joelhos sobre o colchão antes de abaixar-me para deixar o corpo de V deitado ali confortavelmente. Podia ver seu belo rosto tomar uma coloração levemente avermelhada, mas ele não dizia nada e também não me impedia.

Me coloquei sobre seu corpo, uma de minhas pernas se mantinha apoiada entre as do mais novo enquanto minhas mãos estavam espalmadas ao lado de seu rosto sobre os lençóis. Eu podia sentir a hesitação crescente em meu peito que subia e descia afoito por minha respiração.

O garoto por outro lado, me lançou um sorriso doce acariciando meu pescoço com a ponta dos dedos antes de inclinar sua cabeça para me alcançar os lábios para um selar breve.

- Eu quero que faça amor comigo Hoseok! – suas palavras me aqueceram por completo e eu só conseguia sorrir como um bobo, minhas bochechas chegavam a doer. Não poderia haver alguém no mundo mais satisfeito do que eu naquele momento, talvez houvesse e essa pessoa estava olhando para mim neste momento. – Quero que me toque, quero sentir seus beijos por meu corpo, seus olhos, sua respiração... – A voz de V era extremamente rouca e sensual naquele momento, mesmo que baixa. – Quero senti-lo dentro de  mim. – O choque daquelas palavras me causavam uma reação bem clara provocando-me uma ereção quase instantânea. – Eu quero que se sinta bem e quero me sentir bem. Quero você por inteiro!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...