História Apesar de tudo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jhope
Exibições 58
Palavras 594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 2 - Tarado


(S/N) On

Fui acordando ao ouvir pessoas conversando, e percebi que ainda estava no carro, não era um pesadelo, aquilo era real e estava acontecendo comigo.

- Olha ela acordou- disse o homem que estava do meu lado.

- Dormiu bem princesa?- disse o homem no volante.

- Me deixa ir embora- disse em um tom choroso.

- Que saco, você não vai sair daqui- disse o homem que me trouxe para o carro.

- Por que?- eu perguntei

- Porque não, agora cala a porra da boca sua voz está me irritando.

- Calma Yuta, você não pode falar assim com ela na frente do chefe.

- Ele não está aqui imbecil.

- Mesmo assim idiota, se segura.

- Parem de falar, eu estou dirigindo.

- Ei Marcus, me explica por que estamos levando essa garota.

- Já expliquei, não vou falar duas vezes.

- Qual seu nome garota?- perguntou o homem ao meu lado em um tom baixo.

Não respondi, apenas virei o rosto, então ele começou a passar a mão em minha coxa.

- Você é virgem?- disse indo em direção com a mão no meu seio.

- Para-  disse tirando sua mão de lá.

- Calma boneca e só uma passadinha- disse de novo botando suas mão em meu seio.

- Eu já mandei parar.

- Chegamos- disse o homem que ficava ao volante interrompendo aquele tarado.

Chegamos em uma mansão muito grande por sinal, estava encantada e um dos homens me puxou e disse:

- Vem comigo.

Então entramos naquela mansão, subimos as escadas e um homem abriu a porta, lá dentro era realmente muito lindo, apenas vi a empregada limpando uma estatua enorme não tinha mais ninguém, nossos passos até faziam eco, subimos mais escadas que davam em um corredor que parecia não ter fim, o homem que me puxava pelo braço abriu uma porta e literalmente me empurrou lá dentro.

- Vadia seu quarto é melhor que o meu- disse entrando.

- Aqui que eu vou ficar?

- Vai.

- É essa ai?- disse outro homem entrando no quarto.

- Sim, o chefe ainda não chegou da viagem de Hong Kong?

- Não, ele está resolvendo alguns problemas ainda.

- Cade o Jungkook, aquele irresponsável, não vou ficar de babá, a função é dele.

- Não sei.

- Que inferno, eu vou falar para chefe quando ele voltar de viagem.

- Está com fome?

- Claro, três horas naquele carro dirigindo.

- Vamos, tranca essa garota ai depois nós trazemos algo para ela comer.

Dito e feito, já que eles saíram aproveitei para ver se tinha alguma possibilidade de tentar escapar pela janela, então fui olhar, além de ser muito alto tinha grades, então deitei naquela cama era confortável mais meu coração apertava toda vez que eu lembrava da minha mãe, ela faleceu quando eu tinha quinze anos então fui para casa do meu pai, nunca imaginei que ele tivesse coragem de fazer isso, nunca, fiquei esperando aqueles homens voltarem eu estava morrendo de fome, então vi alguém abrindo a porta.

- Aqui, sua comida não desperdiça.

- Tá.

Eu esperei ele sair para comer não aguentava mais, a comida estava até boa, então comi com gosto, deixei meu prato na cama para tentar abrir a porta mais aquele idiota trancou.

- Desgraça- reclamei.

Abri um armário, estava lotado de roupas de mulher, achei que eram para mim, fui no banheiro e tinha tudo o que precisava então resolvi tomar um banho, tirei minha roupa e deixei em um canto qualquer, entrei naquele box e deixei a água descer em meu corpo, sai do banho e me olhei no reflexo do espelho por algum tempo, quando aquele tarado do carro entro e fechou a porta.

- Humm… que cheirosa- disse me pondo contra a parede.

- Sai daqui.

- Não…

(S/N) Of





Notas Finais


Opa…


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...