História Apocalipse - Capítulo 24


Escrita por: ~ e ~MzSavelo

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Personagens Originais, Piper Chapman
Visualizações 128
Palavras 1.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heehheeh voltamos 💪

Capítulo 24 - Kaboom


Fanfic / Fanfiction Apocalipse - Capítulo 24 - Kaboom

Piper aguentou aquelas pessoas, quietinha, por mais dez horas. Então, começou a colocar o plano da Alex em prática. Eles preparavam a janta. Foi até a cozinha, com a desculpa de tomar água. Quem cozinhava era o Colin. Fazia, o que parecia ser, uma sopa. Facilitaram bastante. Piper quis dar pulinhos de alegria, mas se manteve quieta. Se demorou pegando água.

O universo conspirava, totalmente, a seu favor. Colin foi pra sala, falando de algo relacionado a alguma verdura, que ele adorava, e que não comia a dias. Piper revirou os olhos, levantando a tampa da panela, despejando todo o conteúdo do saquinho. Pegou a colher pra mexer, então Sara entrou na cozinha.

- O que está fazendo? - Perguntou, desconfiada.

- Só provando. Está... Com um cheiro tão bom. - Mexeu mais.

- Está mesmo. Mas, acho bom se afastar. - Riu. - Colin detesta, quando mexem na comida antes da hora.

Piper deixou a concha de lado e tampou a panela novamente, lançando um sorriso cúmplice, pra Sara, que bebia água. Saiu da cozinha, voltando a sentar em seu cantinho. Não arriscaria, tentar avisar a Alex que já havia feito, precisava esperar.

Alex estava se preparando, dentro do quarto. Sabia que a Piper conseguiria. Se sentia um pouco fraca, não comeu durante o dia inteiro, trouxeram apenas água a tarde. Olhou pro Z, que também parecia estar faminto. Mas, aquilo não lhe atrapalharia. Estava pronta, pra acabar com aquela Stella. Só tinha que esperar, até a madrugada chegar.

Piper os assistiu tomar a sopa. Parecia muito boa, sentiu por ter que recusar. Seu estomago roncava alto. Assim, que estivesse a sós com a Alex e o Z, a morena com certeza, prepararia algo bem gostoso e elas se esbaldariam. Enquanto isso, fingiria sono. Apoiou a cabeça no braço do sofá e fechou os olhos, tentando esquecer o cheiro bom, da sopa.

A loira controlava, disfarçadamente, a hora no relógio. Henry e Sara já estavam bocejando sem parar, assim que terminaram de comer. Piper julgou por serem os que comeram mais. Natalie adormeceu minutos, depois deles. Então, ficou Lúcifer, Stella e Colin. A última a apagar foi a Stella. Piper fixou o olhar no relógio. Era meia noite. Alex disse no bilhete, que seria de madrugada.

Ficou os assistindo dormir profundamente, por uma hora. Piper não tirava os olhos, do molho de chaves, pendurado na calça da Stella. Se o pegasse era só abrir a porta pra Alex. Facilitaria tudo. Lá fora caía neve. Segundo o plano, Alex pularia a janela e Piper ia abrir a porta da frente, sem acorda-los. Não tinha ideia de como fazer isso. Nem sabia, por quanto tempo era o efeito do pozinho.

Então, devagar, ela ficou de pé. Encarou cada um, detalhadamente. Estavam dormindo, profundamente. Foi se aproximando da Stella, quase sem respirar. Pisando no chão tão leve, quanto uma pena. Parou a alguns centímetros. Estendeu a mão, para tocar o chaveiro. Quando ele estava em sua mão, fez um movimento para abrir e assim tirar da calça. Conseguiu abrir e tirar. Com o coração batendo em seus ouvidos, subiu as escadas, afobada. Foi encaixando a chave na fechadura.

- Sua vadiazinha! - Ouviu a voz da Stella e os passos dela, subindo a escada.

Alex ouviu vozes e um movimento, fora do quarto. Ficou sem saber, o que estava acontecendo.

Alguém havia acordado?

Tudo bem, que seus remédios não os faria dormir por muito tempo, mas esperava que fosse por pelo menos, quatro horas. Porém, isso dependia de onde Piper o tinha despejado. Ficou nervosa. A loira estava perdida, caso eles descobrissem.

Piper, entrou em pânico e sem saída, antes que a Stella a acalcasse, enfiou o molho de chaves por debaixo da porta. Alex viu aquilo e o pegou rapidamente, procurando a chave para abrir a porta.

- Eu não vou pegar leve com você, querida. - Stella disse ao chegar ao topo da escada. - Eu te dei uma chance e você me traiu.

Encarou Piper com ódio. A loira se encolheu no final do pequeno corredor. Torcendo, pra que Alex abrisse logo a porta e a salvasse. Stella deu três passos em sua direção fechando os punhos. Então, Alex abriu a porta e a puxou pela blusa. Stella se virou surpresa e recebeu um soco no nariz.

- Eu falei, que ia acabar com você! - Alex disse, antes de acertar outro soco no rosto dela. Quando ela se esquivou, Alex lhe deu uma joelhada no abdômen. - Piper, pega. Faz o que está escrito. Rápido. - Jogou um papel, em direção a Piper.

Stella se levantou e tentou acertar a Alex. A morena a chutou e ficou por cima dela. Piper ia descer a escada, quando viu o Colin lá embaixo. Ele estava armado. Começava a subir os degraus. Piper se virou e correu. Ele atirou duas vezes. A loira gritou, correndo pra dentro do quarto. Viu a pistola em cima da cama e pegou, criou coragem e saiu do quarto, novamente. Alex e Stella estavam no chão.

A morena dava socos repetidamente, no rosto da outra. Colin mirou a arma na Alex. Piper desesperada, engatilhou a pistola em sua mão e mirou nele. Atirou, acertando seu braço. Ele atirou ao tombar pra trás. O tiro quase, acertou a Alex. Ela olhou pra trás e viu o Colin despencar de costas, escada abaixo.

- Piper... Desce e faz o que está escrito, por favor. - Alex disse novamente. Se levantou, de cima da Stella.

Não bateria mais nela. Queria ela bem viva, pro que estava planejando. Começou a arrasta-la pela perna em direção ao quarto. Deixou ela no meio do quarto estirada, com o rosto cheio de sangue. Pegou o Z e as chaves, saindo dali. A trancou ali dentro. Logo, ouviu ela começar a dar chutes na porta.

Piper estava no sótão, com uma bomba na mão. A loira ficou completamente desnorteada, quando viu que teria que armar uma bomba.

O que Alex estava querendo?

Um barulho de tiro lá fora, a fez ficar pior.

Henry começou a disparar, na direção da Alex e do Z, quando desciam a escada. Alex conseguiu descer e se jogar atrás do sofá. Ela reparou bem a arma que ele usava, só precisava esperar ela descarregar, para agir. Fez um movimento com o corpo, ameaçando sair de trás do sofá e ele atirou. Fez aquilo, mais algumas vezes. Então, Alex deixou Z no chão e pulou o sofá, chutou o homem no queixo, fazendo ele cair pra trás. Depois acertou seu rosto, com dois socos. Ele apagou. Lúcifer acordou mas, estava mais pra lá do que pra cá.

Seguindo as instruções do papel, Piper conseguiu armar a bomba relógio, deixou lá e correu pra fora do sótão. Viu Alex e o Z. Ouvia gritos e batidas, no quarto da Alex. Piper se aproximou da morena, desviando do Colin e do Henry. Viu Lúcifer acordado e se assustou. Mas, ele estava muito esquisito.

- Pronto. - Disse pra Alex.

- Mesmo? - Ela perguntou. Piper assentiu, tremula. - Então, vamos. - Entregou Z pra ela e empurrou Lúcifer, que caiu no chão. A morena pegou uma das armas, em cima do sofá. Natalie acordou e assimilou tudo, rapidamente, pulou nas costas da Alex, tentando fazê -la cair. Alex bobeou um pouco, mas a Piper, ainda com o Z no colo, puxou-a pelos cabelos, a fazendo gritar de dor na cabeça e na perna machucada, que ela bateu ao cair no chão.

- Não se atreva, a mexer com a minha mulher, sua puta! - Alex corou, enquanto a loira esbravejava aquelas palavras. Piper conseguiu pegar a arma que estava caída no chão, antes da Natalie. Engatilhou e mirou. Ela rastejou, pra longe desesperada. O tiro raspou o seu pé direito.

- Piper, vamos! - Alex atirou em um zumbi, na frente da casa. As duas saíram e bateram a porta. Foram atirando em mais alguns, enquanto subiam a rua, correndo.

Sentiam os flocos de neve, caindo em suas cabeças. Z estava encolhidinho, nos braços da loira. Quando chegaram a esquina, viram a porta da casa da Alex se abrir. Não identificaram, quem estava saindo. E então, veio a explosão. Devido ao armazenamento de combustível dentro da casa, houveram mais algumas explosões. A morena sorriu e puxou Piper, voltando a correr. Aquele barulho devia ter sido ouvido, por todos os zumbis de Nova York.

P.V. Stella

Eu estava trancada. Tentava a todo custo, derrubar a porta. Se não saísse dali, provavelmente morreria. Aquela Alex, se vingaria sem ter o mínimo de piedade. Então, escutei o barulho de tiros e o barulho de algo caindo no chão. Um dos meus, se foi. Tentei sair dali, a janela era o meu recurso. Empurrei e vi que estava presa, por uma chave de fenda bem encaixada. Até tentei tirar o objeto dali, mas não consegui.

Voltei até a porta, tentando derruba-la a todo custo. Escutei novamente, o barulho de tiro e continuei chutando. Vi que a porta estava estremecendo, chutei com mais força e assim que a porta caiu, tudo estremeceu. O chão se partiu em pedaços, senti fogo em meus pés, subindo para o resto do corpo. Foram exatamente sete minutos, do impacto de toda explosão, até o meu último suspiro. Sabe quando você é criança e vê uma vela o brilho te encanta, até você encostar o dedo e sentir a queimação, agora pense essa sensação cem vezes mais forte, em todo o seu corpo, esse foi o meu fim. O fim que não desejo a ninguém.


Notas Finais


Espero que tenham aproveitado
Beijokas :*
Até o próximo pessoal :p


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...